18 de fevereiro de 2017

Brigadeiro é acusado de ordenar assassinato de empresário para encobrir esquema de corrupção na Camargo Corrêa

Publicação original: 18/2 (08:17)
Edgard foi promovido a Brigadeiro em março de 2008 (Imagem: FAB)
A revista Isto É desta semana trás na capa uma denúncia bombástica: em depoimento, o empresário Davincci Lourenço de Almeida, ex-sócio de acionista da Camargo Corrêa, confirmou as inúmeras suspeitas dos investigadores da corrupção, ao afirmar que Lula recebeu propina de empreiteiras. "Levei uma mala de dólares para Lula", garante.
Davinnci vai além: ex-sócio de Fernando de Arruda Botelho, acionista da Camargo Corrêa morto em acidente aéreo há cinco anos, ele diz ter certeza que Botelho foi, na verdade, assassinado com o objetivo de encobrir o esquema de corrupção na empresa, a mando do brigadeiro Edgar de Oliveira Júnior, assessor da Camargo e um dos gestores das propriedades da empreiteira. 

'Aplique', bate-boca e socos na mesa
Conforme o depoimento, convencido de que o brigadeiro havia lhe dado um aplique, depois de promover uma auditoria interna, Botelho o demitiu na manhã do acidente durante uma tensa reunião, regada a gritos, socos na mesa e bate-bocas ferozes, testemunhada por diretores da Camargo. “O Fernando foi assassinado e o crime tramado pelo brigadeiro Edgar. O avião foi sabotado”, afirmou Davinnci.

78

Estranhos acontecimentos e o sequestro do GPS
Uma sucessão de estranhos acontecimentos que cercaram a tragédia chamou a atenção do Ministério Público. Por exemplo: o caminhão de bombeiros comprado por Botelho exatamente para atender a eventuais emergências no aeródromo de sua propriedade estava trancado no hangar. “Tive que jogar meu carro contra a porta para estourar os cadeados. Peguei o caminhão e fui para o local. Ao chegar lá, as chamas estavam tão altas que não pude chegar muito perto”, afirmou Davincci. Mas o então sócio de Arruda Botelho se aproximou o suficiente para conseguir resgatar o GPS, que havia se descolado da parte externa da aeronave. Porém, o aparelho, essencial para municiar as investigações com informações sobre o voo, não pôde ser conhecido pelas autoridades, segundo Davincci, a pedido do brigadeiro Edgar. “Ele tomou o aparelho das minhas mãos, dizendo que poderia ficar ruim para a família se entregássemos à investigação, e ainda me obrigou a mentir num primeiro depoimento à delegacia”. Com a morte de Fernando de Arruda Botelho, o brigadeiro acabou não tendo seu desligamento da empreiteira oficializado. Já o ex-sócio, desde então, enfrenta um calvário. “Sofri 11 ameaças de morte”, contou.
77

Mais do que um acidente?
Motivado pelos depoimentos de Davincci, o caso que havia sido arquivado pela promotora Fernanda Amada Segato em março de 2013 foi reaberto em setembro do ano passado por ordem da promotora Fábia Caroline do Nascimento. As novas investigações estão a cargo do delegado José Francisco Minelli. “Estou na fase da oitiva das testemunhas”, disse à ISTOÉ o delegado. Dois dos quatro irmãos de Fernando de Arruda Botelho, Eduardo e José Augusto, suspeitam de que pode ter havido mais do que um acidente. “Vou ajudar a descobrir a verdade sobre o que aconteceu. Mas um conhecido ligado ao Exército procurou meu irmão (José Augusto) para dizer que estavam convencidos que não foi acidente”, disse Eduardo Botelho em mensagem, ao qual ISTOÉ teve acesso, enviada em janeiro para Davincci.
ISTO É/DIÁRIO do PODER/montedo.com

23 comentários:

Anônimo disse...

http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2016/11/ministro-da-defesa-fala-sobre-reajuste-dos-militares-previsto-para-2017.html

Anônimo disse...

Será que vão babata o barbudinho?

Anônimo disse...

Notícia velha camarada... Nada que já não saibamos.
Já é a segunda vez q posta... Tá bom né?

Anônimo disse...

E as S2 ficam correndo atrás de fofocas contra praças!

Anônimo disse...

Por favor predam todos esses malditos corruptos não aguento mais ver meus irmãos militares serem comandados e até punidos por corruptos que não tem 1% do caráter de quem eles comandam

keko marques disse...

Esse acusador é roteirista de novela mexicana ???

Anônimo disse...

Se fosse praça velho...aquele 1 sgt cansado de eperar sair subtenente.
Fiz faculdade com dioloma na gaveta e nao abre concurso interno QEO !

Anônimo disse...

O amigo (08:37) tá "voando" colocando notícia velha.

Anônimo disse...

https://www.stm.jus.br/informacao/agencia-de-noticias/item/6953-justica-militar-mantem-preso-civil-por-atirar-contra-militares-do-exercito-em-operacao-no-espirito-santo

Anônimo disse...

Se fosse praça tava F......, mas como é um estrelato vai pagar um bom advogado e não vai acontecer NADA.
BEM VINDO AO BRAZIL!

Dilma Rousseff: “Não descarto uma candidatura a senadora ou deputada”

Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 12:00

Anônimo disse...

E desde quando um GPS vai provar que houve sabotagem? Não seria um outro aparelho?

Anônimo disse...

Vergonha, e depois querem que os militares voltem ao poder....
Jamais...

Anônimo disse...

Por isso que o governo Dilma determinou sigilo em todo e qualquer acidente aéreo. Justamente para que a sabotagem fosse confirmada. Quantos inimigos do PT já sofreram acidente aéreo?

Anônimo disse...

Da Vinci foi um mestre da pintura, esse Davinci é um mestre da mentira e dos casos mirabolantes.

Anônimo disse...

Li essa frase no comentario do sociedade militar:
Militar é um mendigo melhorado!

Anônimo disse...

Faz os concursos externos.

Vc sabia que da certo?!

É só criar coragem!

Anônimo disse...

Ta vendo pracinha da S2, você correndo atrás de queimar seus pares e olhe aí onde estão as falcatruas!

Anônimo disse...

Montedo.
Mostra a situação a respeito do QAO messias dias que foi denunciado pelo Ministério público Militar, em Salvador_BA.

Anônimo disse...

Erro grave achar que, só porque um sujeito fez curso de oficial e chegou ao topo da carreira, ele é exemplo de honestidade. Tudo depende da índole da pessoa e, quando se mete com políticos e empresários corruptos, então, a festa é grande até caírem todos. A acusação é gravíssima e se for comprovada, a punição virá. O Juiz Sérgio Moro ainda está puxando o fio da meada da Lava Jato. Estão aparecendo uns "peixões".

Anônimo disse...

"Há mais coisas entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia."

Anônimo disse...

Há algo de podre no reino da dinamarca..

Anônimo disse...

Em respeito ao princípio da "presunção de inocência", segue postagem do Brig Edgar no grupo da turma 73/79, justificando-se perante todos. ������
Amigos e companheiros. Como sabem, continuo sendo perseguido por uma quadrilha de estelionatários sendo um deles nos Estados Unidos. A razão de tornarem a reeditar as difamações é pelo fato que os oficiais de justiça estão procurando localiza-los para entregarem as intimações. Algumas audiências já foram postergadas pois os endereços conhecidos não são encontrados. As dimensões das difamações têm sido maiores nos grupos de WhatsApp pois várias liminares já têm derrubado publicações em outras mídias sociais. Tenho declarado que tem um "Stalker" na minha vida. É o preço por representar ainda um escudo da moral e coragem para enfrentar estelionatários. Eles estão com a "Arma" da mídia digital produzida nas vicinais incontroladas, sensacionalistas, covardes bases e escritas/germinadas na mais pura indecência de mentes marginais. Do nosso lado uma Justiça lenta. Já são mais de uma dezena de Ações entre criminais e cíveis de várias vítimas desta quadrilha. E..... nada acontece, pelo menos até agora. Fica aqui a minha e nossa mágoa por ver eles se utilizarem de nossa Amada Instituição como base de abrangência para seus propósitos criminais. Quem me conhece, e Graças a Deus a própria Instituição me proporcionou uma pleia de valiosos Homens dignos, sabe que minha vida sempre foi de desafios e de soluções com base em Valores que jamais abandonei. Têm origem em sólido berço familiar e nos sagrados votos de nossa formação Militar. Não me afasto destes valores!!!! Vamos para o continuado combate... o capítulo final há de vir. Olho Bom!!!!! Obrigado a todos. Edgard

Anônimo disse...

Por isso nada acontece. As praças tendo que se virar p dar a família o digno. Enquanto esses generais, macumunados com político ladrões, só enchergam o próprio umbigo deixando à míngua o restante da tropa. E tendo que ouvir chacotas desses canalhas sem nada poder fazer. Generais vendidos, sem vergonha na cara.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics