27 de julho de 2017

Governo avalia cenário de adiamento de reajuste de servidores em 2018

Publicação original: 26/7 (18:48)
Aumento do gasto de pessoal com o reajuste do funcionalismo em 2018 está estimado em R$ 22 bilhões
ctv-wtr-temer-juramenta-a
Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo
BRASÍLIA - O governo está avaliando a possibilidade de adiamento do reajuste dos salários de várias categorias de servidores em 2018. Segundo informou um integrante do governo, este cenário está sendo avaliado na elaboração da Proposta de Lei Orçamentária (PLOA) que será enviada ao Congresso no final de agosto.
Essa será uma das medidas a serem discutidas amanhã pela equipe econômica para melhorar o resultado fiscal. Segundo informou ao Estadão/Broadcast um integrante da equipe econômica, o governo vai revisar todos os itens de despesa para 2018 e também 2017.
Com a piora das contas públicas, cresceu no governo a pressão para o adiamento dos reajustes. Eles foram concedidos pelo presidente Michel Temer, mas negociados pela ex-presidente Dilma Rousseff.
O governo enfrenta dificuldade para cumprir a meta fiscal deste ano, já que depende de muitas receitas extraordinárias que podem não ocorrer até o fim do ano. Além disso, a meta fiscal de 2018, de déficit de R$ 129 bilhões nas contas do governo federal, é considerada muito apertada diante do cenário ainda de lenta recuperação econômica.

Governo fixa meta fiscal de 2017 em um déficit de R$ 139 bilhões
03 de março
Julho/2016
Março/2017
Para chegar à meta, governo anuncia corte de R$ 42,1 bilhões no Orçamento
Apostando em melhora da economia, governo libera R$ 3,1 bilhões e reduz o corte para R$ 39 bilhões
Maio/2017
Julho/2017
Governo é forçado a voltar a cortar R$ 5,9 bilhões nas despesas. Contingenciamento vai a R$ 44,9 bilhões
CRONOLOGIA
Palácio do Planalto. Interlocutores do presidente Michel Temer avisaram hoje que a ala política do governo não decide nada sobre medida econômica. Ninguém da ala política vai interferir sobre qualquer decisão que implique análise técnica e econômica nas decisões dos ministérios da Fazenda, Planejamento e Banco Central, disse um assessor do presidente.
Segundo os assessores do presidente, mesmo uma eventual mudança de meta fiscal só será discutida pelo presidente se houver decisão técnica da equipe econômica. Só ela poderá abrir esse debate dentro do governo. Uma fonte palaciana destacou que será o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que “fechará e abrirá” a discussão sobre mudança de meta.
Por enquanto, o governo está focado na discussão do aumento da Cofins e PIS sobre combustíveis, que foi suspenso pela Justiça Federal no Distrito Federal. A urgência é tentar derrubar a decisão e ter alternativas caso a decisão seja mantida. O foco é esse.

Nota do editor
O processo que culminou no reajuste dos servidores é de julho de 2016. Na mesma época, foi aprovada a Lei nº 13.321, que alterou o soldo e o escalonamento vertical dos militares das Forças Armadas, concedendo um reajuste em quatro parcelas de 5,5%, 6,59%, 6,72% e 6,28%, a serem pagas em agosto de 2016 e nos meses de janeiro de 2017, 2018 e 2019, respectivamente.
São atos distintos, portanto. Até o momento, ninguém da área militar ou da equipe econômica manifestou-se especificamente sobre o adiamento do reajuste das Forças Armadas, embora seja pouco provável que os militares fiquem de fora de um eventual adiamento.

45 comentários:

Anônimo disse...

Se são distintos pode ser concedido, os procudores não iriam ter aumento?? O deles não foi adiado!!

Anônimo disse...

Podemos começar demonstrando todo nosso patriotismo e solicitar o cancelamento desse aumento de janeiro de 2018 e de 2019, podemos também abrir mão das Ajudas de Custo nas transferências, enfim, podemos até substituir os PRF que estão sem gasolina e fazer o policiamento a pé. É tanta coisa que podemos fazer que meu sentimento de amor ao Brasil só é menor do que a preocupação dos Generais com a Tropa.

ALMANAKUT BRASIL disse...

Começa a consultar o Contas Abertas, para ver onde sobra dinheiro!

Léo disse...

Distinto,Montedo,é o tratamento dado pela justiça do lindo estado do Mato Grosso do Sul para traficantes de armas,munições e maconha,quando se trata do filho de uma desembargadora.Se fosse o filho de ninguém,estaria trancafiado, numa cela imunda e cheia de ratos.Mas,em sendo o filho da toda poderosa desembargadora do estado,recebe o olhar,a atenção e as ações do poder judiciário,daquele estado,como se o bandido fosse um ser especial, um ungido.Distinto é o poder judiciário - e muito distinto-,quando se trata de remuneração e reajustes salariais.O país está arrombado,e o Ministério Público Federal acaba de conceder 16% de reajuste,de uma só vez,para seus quadros.E para nós,os Severinos da nação assaltada pela classe política? Para nós, a paga desta nação governada " por uma Quadrilha",segundo o Ciro Gomes, o que resta é contar geladeiras,em Presídios ordinários e imundos, levar tiros, nos morros do Rio de Janeiro, recebendo a miserável porcentagem,atrasada,de 2%, de um soldo ridículo, desprezível,humilhante,vexatório e vergonhoso.Montedo, independentemente de quando foi decidido o tal miserável reajuste ,parcelado , para as Forças Amadas sucateadas, o governo do Michel Temer -segundo o ex-governador do espetacular Ceará,Ciro Gomes, é "um governo de bandidos,uma quadrilha que tomou o Palácio do Planalto".- cancelará,sim,senhor,aquela merreca ,ordinária e Vagabunda,que mal cobriria a inflação passada.As Forças Amadas caminham para uma convulsão interna,e a responsabilidade será ,única e exclusivamente, de quem as comanda,pelo descaso,omissão e falácias com que tratam as angústias financeiras da tropa.Quem viver verá!!!

Anônimo disse...

Ufá !!!! Que susto !!!

Pensei que ia perder a esmola parcelada.

Desde 1º Mar 12 até 30 Jun 17, a inflação do referido periodo foi 40,5478%
e recebemos a esmola de 5,5% em 1º Ago 16 e mais 5,5% em 1º Jan 17,pasmem !!!

Cálculo da variação de um período ==> A variação do índice IPCA (IBGE) para o período de 01/03/2012 a 30/06/2017 é 40,5478% - (incluso as conversões de moeda)
................................
Fonte: http://www.debit.com.br/indice_acumul.php?indexador=17&imes=03&iano=2012&fmes=07&fano=2017
............
http://www.debit.com.br/consulta10.php

Anônimo disse...

Sei. Cancela dos civis e mantém dos milicos. Ninguém vai chiar. SQN. Se cancelar será de todos. Cadê o aumento prometido? Kkkkkkkk

Anônimo disse...

Aumentou a paulada na cabeça do combatente e na hora do pão mofado com mortadela, NADA! Podem esperar que vai ser assim: mais missão no lombo sem direito nem às migalhas de costume!!!

Anônimo disse...

Acabou de passar no Jornal Nacional e a principio vão cortar dos Auditores que mudaram de subsidio para vencimento e empuraram um bônus, isso tudo já recebendo um ótimo salário. Minha esposa e meus filhos ficam apreensivos para saber se essa diferença a mais de 300 reaia virá mesmo em janeiro, pois o menino quer fazer um curao de ingles já que eatuda em escola publica. Além disso terei que fazer um preparatorio para o CHQAO pois a prova já do ano passado veio pesada e sabe Deus como virá esse ano. Sou humilhado pelo meu aogro que me acha um M por ter feito prova da EsSA..tenho 45 anos aou 1o Sgt e tenho medo de mecherem nos interticios ! Jovem aou triste, fiz aniversario sabado, meus 45 anos e ainda nao sou subten !

Anônimo disse...

Essa nota do editor é muito ingênua ou disprovida de bom senso, será realizado cortes de toda ordem e não vao mexer com os militares, logo aí que está a maior dívida do governo em termos de salário. inocente.

Anônimo disse...

A saída é baixar ao hospital, pelo menos o praça se alimenta do soro.

Roberto Barros disse...

Aumentar impostos eles sabem...agora pagar a merreca de 5 % sobre um salario super defasado que nem o nosso é uma dificuldade...o ultimo a sair apague a luz.

Anônimo disse...

Neste país revoltante era ajustar o bolsa-família, comprar deputados para se livrar de protestos não causa indignação.

Anônimo disse...

Olha a reestruturação dando adeus!

Anônimo disse...

Nao me surpreenderei se entrarmos na lista de cortes. A pior remuneracao do executivo nao merece mais esse desrespeito, mas vamos esperar.

Anônimo disse...

Nota do editor: eu acredito no papai noel e no coelhinho da páscoa.

Marcelo Carvalho disse...

Aumento ou reposição PARCIAL de perdas inflacionárias?

Anônimo disse...

Por isso que faço meus sacolés gourmet e não espero por aumento de governo nenhum. Vou montar agora uma food bike, olha que dá certo minha gente!!

Anônimo disse...

Para quê aumento? Use a sua panela...

Anônimo disse...

Aí pra liberar propina pra parlamentar votar a favor do governo tem grana; pra aumentar o fundo partidário em bilhões tem grana; com certeza haverá grana pro aumento que o MP se auto aplicou, e por aí vai...País de oportunistas e ladrões só podia ser assim.

Anônimo disse...

Pq não propor reduzir 30% do efetivo, desativar algumas das OM, dos cursos de formação etc? Ao menos temporariamente...
Extinguir CPOR e NPOR tb ajudaria.

E depois propor um bom aumento nos adicionais.
Pode parecer dolorido, mas não é tanto.

Anônimo disse...

Mais importante que o salário é o "sentimento do dever cumprido". Avante, Camaradas! Raça e união. Vamos provar para o mundo que "dinheiro" não traz "felicidade". Ganhamos mais um PILAR para reforçar a "carreira" (ou melhor seria dizer "caminhada") militar: Hierarquia, Disciplina e "Resignação". Eu proponho um desconto em contracheque: o G171 (desconto em favor do Brasil).

Anônimo disse...

A contra-informação atacava com supostos aumentos, agora ataca com supostos adiamentos de reposições para deixar os militares satisfeitos achando que estão levando vantagens com relação ao restante das categorias. Esse jogo não cola mais.

Anônimo disse...

Como na historiá da formiga e a cigarra...Canta agora Praça!

Insustentável disse...

Tanta reunião, tanta proposta, pra que? Tudo acaba no triturador ou usando uma tecla chamada DEL no teclaso do computador, falta-nos representatividade

Anônimo disse...

É isso ai. Demorou.

http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/filho-de-bolsonaro-propa-e-criminalizaa-a-o-do-comunismo/387168

Anônimo disse...

Ano eleitoral.Não seria bom sacanear-nos com esse adiamento.

Anônimo disse...

Toda essa crise política e econômica, pelo menos, serviu para mostrar ao povo quem são verdadeiramente a maioria dos "nossos" representantes. Não importa se estão vestidos de vermelho ou de ternos caríssimos. São apenas capas, fantasias teatrais, para enganar as pessoas, os trabalhadores, os cidadãos. A sede de poder e voracidade para enriquecer com o dinheiro dos brasileiros não tem limites. São mais verdadeiras as declarações feitas e gravadas clandestinamente do que os pronunciamentos diante das câmeras de TV.

Anônimo disse...

Meus amigos não se estressem, "participei de uma reunião com o presidente" (sem gravador) e dele ouvi o seguinte: as FA, terão sim um graaaaaande aumento(só não disse de quê), haverá uma modificação do tempo de serviço mais ou menos assim,inclusive para quem está na ativa,
a aposentadoria se dará quando o militar completar 69 anos ou 45 anos de serviço mais 5 anos de "lazeira ou lambuja", com proventos integrais, para que todos fiquem satisfeitos.Os salários serão revistos a cada 10 ou 15 anos, em compensação haverá gratificações de cadeira de rodas, bengala, mausoléu, finalmente todos ficarão alegres com essa decisão. Nada de reajustes em 2018,19,20,21 o país para isso não tem dinheiro.

Reserva. disse...

Essa historia vem desde Color nada de aumento.Somente migalhas para os pracas cade os 28 por cento nem falam mais.Forcas Armadas a Deriva.

Anônimo disse...

Esta novela da remuneração dos militares só terá uma ação realmente efetiva,quando a situação salarial dos oficiais ficarem tão ruins quanto a dos praças.

Anônimo disse...

Que VERGONHA, ser militar em um Exército de Fachada é isso que dá sofrimento e angustia, o salário não dá pra fazer nada. O milico hoje vive atolado em dívida pra não deixar a família passar mais humilhações e privações. O pior de tudo é ver companheiros antigos (S Ten e Ten QAO) ILUDIDOS com o o possível aumento e restruturação da carreira/caminhada. O pior ainda pode acontecer (aumento do tempo de serviço e idade mínima para ir para a reserva) cadê os Comandantes não falam nada, aceitando tudo caladinho que VERGONHA QUANTA OMISSÃO, COMO PODE UMA COMANDANTE DE UMA FORÇA ARMADA deixar sua tropa sofrendo. a única saída é papirar e sair dessa escravidão oficial que vivemos.

Anônimo disse...

Eu avisei...ruim com o PT, pior ainda com a dupla PMDB/PSDB...

Anônimo disse...

Uma informação ao Reserva 27 de julho de 2017 11:05, e outros interessados como eu,que ainda esperam sentados,quando indaga sobre os 28 por cento.
Vejam o que é a força de um sindicato, acessem este site do SINDICATO DOS POLICIAIS FEDERAIS NO ESTADO DA PARAÍBA – SINPEF/PB sobre os 28 por cento deles já em precatório.Como nos é proibido a sindicalização, ficaremos chupando o dedo.
http://sinpefpb.org.br/relacao-das-rpvs-e-precatorios-para-pagamento-em-2017-e-2018/.

daniel camilo disse...

Pelo que já ouvi e li. O governo quer adiar NOVOS aumentos salariais. Os que já foram definidos anteriormente e já estão sendo pagos, não tem como cancelar ou será considerado CALOTE. Agora, o governo é esperto; no caso das forças Armadas, ameaçando a não pagar o reajuste já definido os militares, com medo, nem vão mais cobrar novo reajuste para compensar a "Reforma da Previdência dos Militares". É o que imagino.

Anônimo disse...

Crises econômica e política sem precedentes e os "caras" em recesso parlamentar! Os comandantes das FFAA, a esta altura, não sabem o que dizer, pois foram "pegos de calças arriadas" quebrando a confiabilidade de suas informações oficiais. Agora ,além de voltarmos à estaca zero, teremos que "torcer" para que o governo ao menos pague o reajuste de janeiro. Meu Deus!!!!

Se pmpe disse...

Amigo vc tem razão fui sgt EB sai em 94 na época todos me criticaram hoje sou 1sgt pmpe soldo atual SD 3549 abril 3724 dez 4104 3sgt 4698 abril 4739 dez 5227

Anônimo disse...

Sempre gostei do exército. Já tenho algum tempo de serviço e já vi muitas promessas de aumento e de reestruturação. Já servi na selva, aliás sou guerreiro de selva com muito orgulho. Mas não dá mais, chega de esmola e de mentiras... já estou papirando há seis meses. Minha família não merece esse descaso para com os militares!

Anônimo disse...

Tá maluco! CPOR e NPOR não dá despesa pra previdência e o maior problema é a previdência. Cada Ten temporário é um coronel a menos na previdência e sem falar nas penciniostas.

Anônimo disse...

Quero ver a cara de mané das autoridades mudando o tom quando as classes de trabalhadores que sofrerão com esse adiamento começarem a fazer greves. Exemplo, se mexerem com os auditores, a arrecadação para. Ai, a solução é lembrar daquele pessoal que não se rebela, não fala, não reclama, não protesta, não tem quem defenda e nem faz greve e só diz "sim senhor". "SEVERINOS"!

Anônimo disse...

Gostaria de ser abduzido!!!

Anônimo disse...

A única solução para a tropa é equiparar o Salário do Gen Ex com o de ministro de estado. Com isso os aumentos seriam automáticos. E o escalonamento dos demais postos e graduações seria automático.

Anônimo disse...

1 - Escrevendo "mecherem" não deveria jamais ser promovido a STen, muito menos ser aprovado no CHQAO.
2 - Deixa de mimimi, vira homem e manda seu sogro para aquele lugar.

Anônimo disse...

Parafraseando Romário, eu diria que o Ciro Gomes calado é um poeta. Camarada, esse cidadão é podre, não tem moral para apontar o dedo acusatório para ninguém.

Anônimo disse...

Enquanto isso no Judiciário , Legislativo e nas carreiras do Executivo que dão lucro para o Estado ninguém abre mão das regalias, benesses mimos. Só uma ação militar desinfetante dá jeito no Brasil.

Helio Vieira disse...

É, só não falam das mordomias dos empregados das estatais. Mandam militares policiar o Rio, com soldado ganhando 1.000 reais e ainda conspiram contra o reajuste de 2018 já concedido em Lei. E se o soldado balear alguem lá no Rio, um juiz Federal cai em cima e os Comandantes lavam as mãos. E soldado raso é proibido de ter arma particular, apesar de não haver distinção de posto ou graduação na Lei do Estatuto do Desarmamento. Esperemos que os militares nas ruas do Rio não sejam tolos em efetuar disparos. Mesmo contra meliantes que atirem, uma bala perdida de arma militar atinge um civil e esse militar vai ser enquadrado na Justiça Federal. Correria risco, todavia minha arma estaria
sempre trava num policiamento desses .

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics