12 de agosto de 2017

Etchegoyen volta a negar espionagem sobre Fachin


Ministro Etchegoyen participou de audiência em comissão do Senado (Foto: Geraldo Magela/Senado)
Ministro Etchegoyen participou de audiência em comissão do Senado (Foto: Geraldo Magela/Senado)
Mariana Jungmann
Brasília - O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Sergio Etchegoyen, voltou a negar nesta quinta-feira (10) que tenha promovido “ação de qualquer natureza contra o ministro [do Supremo Tribunal Federal] Edson Fachin”.
Etchegoyen participou de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado, onde deu as declarações negando as informações constantes de reportagem da revista Veja, segundo as quais a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) teria espionado o ministro-relator da Lava Jato.
“Absolutamente não houve nenhuma operação, de nenhuma natureza, para investigação do ministro Fachin. Eu não saberia dizer as razões da revista Veja. Uma acusação dessa gravidade precisaria apontar provas, que não existiram. Precisaria que houvesse na estrutura de comando da Abin uma falta de valores éticos, morais, institucionais, que não existe”, afirmou.
Na audiência, o ministro esclareceu aos senadores como funciona a estrutura da Abin e suas funções. Em junho, quando a matéria foi publicada, o Palácio do Planalto e Etchegoyen já tinham se manifestando negando os fatos reportados.

Venezuela
O ministro falou também sobre a Venezuela e disse que o Brasil já ofereceu ajuda ao país vizinho em, pelo menos, duas oportunidades desde o segundo semestre do ano passado. De acordo com ele, foram oferecidos gêneros alimentícios, remédios e afins, diretamente ou por meio de organismos internacionais. As duas ofertas foram negadas pelo presidente venezuelano Nicolás Maduro, disse o ministro.
De acordo com Etchegoyen, há uma preocupação excepcional do governo brasileiro com a fronteira da Venezuela com o estado de Roraima, em especial na cidade de Pacaraima, que já está “sobrecarregada”.
“Nós temos uma perspectiva de um supersaturamento daquela região com todos os problemas que isso pode nos trazer. Para a região, para os nacionais. O Alto Comissariado das Nações Unidas já esteve por lá; o governo já tem planos de contingência prontos, que foram conduzidos pela Casa Civil. Enfim, nós estamos muito preocupados com essa questão humanitária”, disse.
Segundo ele, o Brasil tem também aumentado a interlocução com a Colômbia por dividir com ela a maior fronteira com a Venezuela. Segundo o general, os relatos colhidos em organismos internacionais sugerem que “a situação deve se agravar ainda mais, o que vai nos trazer a necessidade de socorrer algumas pessoas, além dos brasileiros que vivem lá, se eles quiserem esse socorro”.
A Comissão de relações Exteriores já aprovou um requerimento para criação de uma comissão externa de senadores para tentar promover o diálogo entre o governo venezuelano e a oposição no país. No entanto, a comissão ainda não foi criada porque aguarda um contato com as partes para saber se elas têm interesse na intermediação.
Além disso, um voto de censura à postura do governo venezuelano está pendente de aprovação no plenário do Senado. Para o presidente da CRE, senador Fernando Collor, se o voto for aprovado, a comissão perderia sua finalidade de mediar um entendimento no país vizinho.
Agência Brasil/montedo.com

10 comentários:

Anônimo disse...

É uma trapalhada atrás da outra desse """"""Ministro""""""

Anônimo disse...

em quanto o senhor general defende politico corrupto a midia bombardeia com opinoes de pessoas tendencios para defender marginal e drogados deixando a populaçao a merce dessas pessoas o titanic afundou só nao avisaram ao Gen Vidas Boas e o Adj Cmdo.

http://zh.clicrbs.com.br/rs/opiniao/colunistas/daniel-scola/noticia/2017/08/cadeia-serve-so-para-conter-pessoas-fisicamente-diz-juiza-da-vara-de-execucoes-criminais-sonali-da-cruz-zluhan-9867456.html

http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/noticia/2017/08/a-grande-maioria-dos-usuarios-de-maconha-nao-se-torna-dependente-diz-psiquiatra-dartiu-xavier-da-silveira-9866614.html

Anônimo disse...

Algum companheiro sabe informar quando sai a designação para delegado do serviço militar? Ano passado saiu em 27 de julho. Grato

daniel camilo disse...

Mediar diálogo entre Maduro e a oposição? Maduro está errado e o Brasil tem que condenar Maduro e não oferecer diálogo. O correto é o Trump que já ameaçou mandar suas tropas contra Maduro.

Anônimo disse...

Nesse governo eu faço de conta que acredito no que eles dizem. Na verdade, pouca coisa mudou, só os atores. Ainda é a chapa da Dilma que está lá.

Anônimo disse...

Pessoal sobre nosso aumento, só idiota não sabia que nunca ia sair porcaria alguma, parem de se iludir por favor, me digam oque veio de bom nos últimos 15 anos, só uma coisa boa? Vocês acham que agora o governo resolveu dar uma de bonzinho e nos igualar as outras carreiras, por favor né. Bilhões para não ser cassado, mais bilhões para fundo partidário de campanha e se perpetuarem no poder, ou seja, nós vamos pagar a campanha deles, para eles nos ferrar e roubar o povo depois, coisa linda não acham. AI no momento de aprovar o IMPOSTO DE RENDA para ganhos acima de R$ 20.000, ninguem foi a favor, porque será? e teve idiota que acreditou que estavam defendendo o povo contra aumento de impostos, a não ser que tenha algum praça aqui que ganhe mais de 20 mil. Os políticos e o pessoalzinho que ganha essa bagatela foram a loucura, imagina só esse governo tributar minha fortuna. Se o governo falasse que ia aumentar o preço do feijão e do arroz garanto que não haveria um pronunciamento sequer desses corruptos.

Esperem o aumento seus tolos, só pode ser cara recem chegado da escola, porque quem tem mais de 8 10 anos nem perde tempo lendo tal noticia. Agora quando cortarem a verba do MD e não tiver dindim para diárias , comissionamentos regalias para a nobreza ai quero ver oque eles vão fazer com esse soldinho miserável.Salve-se quem puder

Anônimo disse...

Mais uma pérola de tal "ministro"!!!!

http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2017/08/indignacao-general-critica-folga-dos-policiais-e-gera-polemica-no-rio-de-janeiro.html

Claro que vai criticar, tira sv somente por 6 anos e depois somente ORC, de sobreaviso! Enquanto isso, Praça tira sv por 21 anos em média! E na PM, o sistema é diferente do nosso! Eles trabalham por hora de trabalho, recebendo inclusive hora extra, ao contrário de nossa dedicação exclusiva!

Anônimo disse...

Vai para a PM então

Anônimo disse...

Infelizmente não confiamos mais em nossos chefes, em nossos comandantes.
Muitas mentiras e engano da tropa. Estamos decepcionados.

Anônimo disse...

Impressionante: um General trabalhando para esse Governo.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics