13 de novembro de 2011

AUMENTO DOS MILITARES: "REAJUSTE É QUESTÃO DE GOVERNO", DIZ MINISTRO DA DEFESA

Reajuste dos soldos é questão do governo, diz Amorim
MARCO AURÉLIO REIS

O reajuste dos soldos das Forças Armadas deixou de ser uma preocupação exclusiva do Ministério da Defesa, passando a ser uma questão do governo como um todo. Esse foi o tom da ofensiva feita pelo ministro Celso Amorim em prol do esperado aumento nesta reta final da discussão do Orçamento da União para o ano que vem.
Em audiência na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, Amorim disse estar “muito ciente das necessidades” dos quartéis por melhoria nos vencimentos. “Diria mais: o governo, como um todo, está muito ciente dessas necessidades e se preocupa com essa situação”, completou. Em tom diplomático, o ministro afirmou que reconhece que “há uma defasagem salarial grande” entre a carreira militar e outras de estado. “No início e no meio da carreira, o sofrimento dos militares é muito grande. Um segundo tenente ganha entre R$ 6 mil e R$ 6,5 mil, bem abaixo de um auditor, incomparavelmente abaixo de um delegado no início de carreira, abaixo de um diplomata, que não acho que ganha muito”, comparou.
O ministro foi além. Disse que “algo tem que ser feito” para reparar a defasagem dos soldos militares. “E não é só por questão de Justiça para atender a pessoas que, em sua enormíssima maioria, são devotadas à pátria, que não são ligadas a nenhuma ideologia específica e que querem o bem do Brasil”. E alertou: “É uma questão de segurança nacional, porque esse tenente que está ganhando R$ 6,5 mil é o homem que está na fronteira, na Operação Ágata (de combate ao tráfego de armas, drogas e contrabando, entre outros crimes )”.

Últimos 8 anos
Na audiência pública na Câmara dos Deputados, o ministro Celso Amorim também destacou que, entre os aumentos salariais concedidos nos últimos oito anos, de todas as carreiras de Estado, a que teve o menor reajuste foi a classe composta por militares.

Sem data certa
Amorim foi diplomático sobre quando o reajuste será concedido. “Hoje, amanhã, depois de amanhã, ano que vem? Preferia não entrar nesta discussão”, disse.

Momento ruim
O ministro disse mais: “Estamos vivendo momento de dificuldades (financeiras). Há a necessidade até de uma diplomacia interna para levar esse assunto adiante”.

Contra-inteligência
Na mesma audiência na Câmara, quarta-feira, Amorim revelou que os manuais de contra-inteligência em uso pela Marinha e pelo Exército vão passar por total reformulação: “Nossos documentos têm de estar adequados às atuais circunstâncias”.

Mexida no texto
O novo texto vai tirar expressões inadequadas, que remetem ao passado. O ministro disse ainda que a própria doutrina que orienta os manuais está sendo revista.

Sem bisbilhotagem
Amorim defendeu ainda as atividades militares de contra-inteligência contra espionagem e crimes, garantindo ainda sua lisura. “Não há bisbilhotagem”, assegurou.
O DIA ONLINE/FORÇA MILITAR

26 comentários:

Jonecy Leite disse...

Se o país está sem verbas, cancela essa copa de 2014, e manda par um país que tem condições, já acho que esse motivo foi para superfaturar, com destino as próximas eleições, precisamos de salario, saude, educação e segurança, copa du mundo, NÃO.

Anônimo disse...

- O ministro da Defesa está mal assessorado. Um segundo tenente ganha líquido em torno de 5.200,00. há vinte anos atrás, transformando em salários mínimos, isto era o que eu ganhava como terceiro sargento, recém saído da Escola de formação de sargentos. Por esta e outras estamos perdendo nossos melhores profissionais para outros órgãos, que agradecem a efetivação do mesmo, já pronto e preparado pelas forças armadas. Que pena que isto ocorre, devia haver maior atenção, não só quanto aos salários, mas também sobre planos de carreira e condições de trabalho.

Anônimo disse...

“Hoje, amanhã, depois de amanhã, ano que vem, NUNCA? Ou seja, não há pressa, porque não faremos nem greve e nem manifestações. Quando vier, se vier, será como tem sido: modelo Casas Bahia, em "trocentas" parcelas. Quando acaba de pagar a inflação já comeu tudo.

Jonecy Leite disse...

Nessa conversinha nosso reajuste, vai para o espaço.

Anônimo disse...

É com muito pesar que deixei minha carreira como terceiro sargento para trabalhar no Ministério público da união. Hoje ganho três vezes mais e minha família agradece. Desistam, o governo esqueceu da classe dos miliatres. Corram que está entrando água no barco, é cada um por si e o governo contra todos os militares.

Anônimo disse...

Caros colegas,

Boa noite!
As Forças Armadas 'ACABOU'. Todos os dias chegamos nos quarteis sem motivação, dedicação e o pior, cada vez mais os bons militares, dedicados, estão buscando outras alternativas para sobreviver (CONCURSOS TRE etc.), e com isso as unidades em todo o Brasil vai perdendo seus valores, ficando pior o relacionamento de trabalho com os que ficam. Sendo assim, nós procuramos trabalhar proporcional ao que ganhamos. Não podemos fazer greve, mas tanbém temos nossas armas para compensar essa insatisfação. Nós horários de almoço a conversa é: Eles ficam só na promessa de aumento e nós ficamos fingindo que trabalhamos e com isso a cada ano os jovens que se formam em médicos, engenheiros,etc. não querem entrar nas Forças Armadas porque o salário não compensa os anos de faculdade. Ex: Um médico me falou no Hospital Militar (consultório) do quartel que estava insatisfeito com o salário e que já tinha pedido para ser desligado, pois com 2 (dois) plantões em hospitais particulares, ele ganha o que ganharia durante o mês todo de trabalho no quartel. Logo, teremos que fechar as portas, pois ninguém vai querer trabalhar para ganhar pouco e não poder sonhar com uma casa própria, uma faculdade para os filhos, um plano de saúde básico para a família. Porque? O dinheiro do salário é só para comer. Desculpa pelo desabafo, mas tenho certeza que é a mesma opinião de todos os colegas.

AUMENTO! KKKKKKKKK..... É SOHAR ALTO!!!

Anônimo disse...

Srs. militares não se iludam, não vai sair reajuste nem hoje nem amanhã nem nunca, nós militares não passamos de Palhaços da Corte, só somos lembrados na hora das catástrofe, na hora de subir o morro atrás de traficantes etc.
Vamos estudar e sair dessa vidinha medíocre e deixarmos de sermos eternos frustrados.

Anônimo disse...

Só gostaria de deixar claro: não sou frustrado com a profissão militar, mas sim com as condicionantes que empurraram para a nossa geração para o exercício da mesma.
Baixos soldos (os menores da União), equipamentos ultrapassados e sucateados, aturar uma geração no Alto Comando que não pensa como a nossa (e com fortes indícios de corrupção-vide Cmt do Exército x DNIT), falta de razoabilidade nos atos administrativos, falta de um objetivo claro, benefícios dados mais por politicagem do que por mérito, entre outros. Isto é que nos faz desgostar de exercer a profissão e, como no meu caso, buscarmos uma outra carreira mais valorizada fora da caserna.

Anônimo disse...

É fácil conseguirmos um aumento de salarial sem gasto para o Governo: basta trabalharmos MENOS. Se trabalharmos metade do expediente ou 2 ou 3 três vezes por semana nós conseguiremos aumentar em 50% ou mais a nossa remuneração (carga horária X remuneração). Já que eles fingem que nos pagam e que nos valorizam vamos fingir que trabalhamos, vamos MATAR EXPEDIENTE (só o expediente). Se estiver papirando para concurso deixe de lado a perda de tempo que é ficar lendo boletins, portarias, legislações militares, navegar na internet, deixe isso para os CERREIRISTAS. Leve o material de estudo para a seção, "cague"(perdoe-me, Montedo) para o que não for estritamente importante para a sua rotina dentro do quartel, faço o mínimo necessário para que não seja taxado como "vagabundo" pelos fofoqueiros e "frustrados" (por não terem a mesma força de vontade que os que estão papirando para sair da Força) companheiros que fizeram apenas o "mobral"(rs). No dia em que vc for cumprir expediente, utilize 4 ou 5 horas para estudar. O barco está afundando, corram para o estudo ou para novas oportunidades de ganhar dinheiro (inclusive os oficiais). Não tratem esse manifesto como uma incitação à indisciplina ou como subversão, não sou partidário da desordem, mas só ficar tomando pancada na cabeça igual a um prego não é prudente (nem inteligente) e indigno ao militar, pois pode dar início a um processo de frustração profissional, em que eu já me encontro, por sinal. Suguem positivamente o máximo que puderem do sistema: dispensas, cursos (os úteis, por favor!), viagens remuneradas, funções em que se trabalha pouco etc, como forma de compensação ao desprestígio atual da profissão.

Anônimo disse...

Pelo tom do ministro se sair aumento os oficiais terao aumentos maiores. Parece que eles so veem os oficiais nas fronteiras. O aumento so saira quando o pessoal do exercito ameacar explodir o paiol novamente. Foram eles que conseguiram o ultimo.

Anônimo disse...

anonimo
espero que a presidenta dilma em quem depositei meu voto com tanta esperanças de melhores salarios e respeito pelos militares nao me faça arrepender do meu voto e dos meus ideais de uma patria que se orgulhe de seus bravos militares que nao fogem as suas responsabilidades 16/11/2011

Anônimo disse...

O último a sair apague a luz!

Anônimo disse...

Do jeito que as coisas estão caminhando, não será necessário apagar a luz nem fechar o registro de água porque a energia elétrica já terá sido cortada juntamente com a água, por falta de pagamento.

Anônimo disse...

EU SÓ QUERIA O DINHEIRO DESSA ARVORÉ DE NATAL DA LAGOA RODRIGUES DE FREITAS.

Anônimo disse...

Onde estão os nossos nossos comandantes,os três patetas,os bobos da côrte,os três macacacos(não ouço que falam,não escuto o que dizem e nada falo a favor dos
meus pobres comandados.Êles estão muito bem acomodados em seus pedestias,longe das necessidades.
Teêm,todas as regalias que seus cargos oferecem,porque,se preocuparem com os salaris de seus
subalternos,que se danem.Não se no
ta uma noticia qualquer sôbre o nosso reajuste a não ser as besteiras e desculpas do ministro Amorim.Desse jeito nada se pode esperar de positivo.Vamos acordar.

Glavis disse...

Beleza pros ladrao de la de cima não falta dinheiro,eles tão pintandoe e bordando com os militares !!!!Maravilha isto!!!!

Anônimo disse...

Infelizmente estamos em um país onde tivemos uma ditadura, que em contrapartida, deixou como herança uma política atual de revanchismo em relação aos militares, restringindo a voz militar e seu poder de ação. Infelizmente estamos restritos aos muros dos quartéis onde muitas das vezes sofremos represárias e humilhações vindas de quem devíamos confiar nossas vidas, mas isso é outro assunto. Acho que para nossos governantes e possíveis defensores, só existem dentro da caserna militar os oficiais, pois só vejo preocupação com estes, enquanto a parte de baixo da cadeia hierarquica, se encontra nas mãos de bancos e financeiras ... e sabemos que sempre existiu esta saída desenfreada de militares da ativa para outros orgãos, mas se ocorrem entre oficiais, imaginem entre as praças, onde se tornam sempre destaque nas funções que lhe são atribuídas, pois "Missão dada é missão cumprida", Sorte da petrobrás, Infraero, Vale do Rio Doce entre outras empresas ... e me vi tentado até por um e-mail que recebi das Forças Armadas Americanas oferecendo emprego...provando o quanto somos excelêntes... só falta nossos governantes darem a devida atenção para as Forças Armadas Brasileiras, não só financeiramente, mas também no tocante ao reaparelhamento, que anda à passos de tartaruga. Países de 1º mundo, possuem grande valor militar de fato, não tampam sol com peneira. Sou militar a 13 anos, tenho faculdade e curso de Inglês/Espanhol ... sou praça da ativa ... e só não saio dessa miséria ... porque amo o que faço, pois foi um sonho de menino concretizado, mas imploro aos nossos governantes e Comandantes por um basta neste descaso, é hora de nos unirmos por um Brasil melhor.

Anônimo disse...

estes burocratas não tomaõ jeito ,enpurra com a barriga vem com blablabla e passão a bola e aumento nada.desviam orsamento superfaturão e porque não diser roubaõ descaradamente e disem que estamos em crise .eu fico imaginando oque vai na cabesinha destes idiotas .oque dar aumento para estes caras,como dis o nosso (amado)lulalala.são desclasificados,eles estaõ la por fauta de opiçaõ naõ estudarão por que,são alegorias,naõ presizamos deles semorrer um nos botamos outro analfa no lugar damos ums 10 reais de calaboca e podemos continuar a meter a maõ no orsamento.obs nenhum pais no mundo trata os militares como estão nos tratando aqui,todos os boms generais estaõ de pijamas e os que estão ai saõ pesas compradas,se os burocratas mandarem arrear as causas,sim senhor e pra ja...

Anônimo disse...

há quatro anos peguei um empréstimo para comprar uma casa, junto com uma economia que com muito sacrifício conseguimos fazer, no meio desses quatro anos, nasceu meu primeiro filho, e a poucos dias nasceu meu segundo, e eu ainda estou devendo os quatro anos de empréstimo, pois o cinto foi apertando e tive de refazer o empréstimo por várias vezes.
Agora eu pergunto se nós militares tivessemos tido os aumento no qual temos direito, será que o cinto estaria tão apertado?

ASS: Um Sargento desesperado

Anônimo disse...

Sou Brasileiro e não desisto nunca.

hahahahahahaha

Mentira, pois não tem como eu desistir, já me desistiram.

Anônimo disse...

Pelo Amor de Deus, nós só queremos o que temos direito, 135%, não é aumento é reposição salarial. Portanto cumpram ou façam cumprir

Anônimo disse...

A culpa não é do Governo, o culpado são os Generais que estão cheio de mordomias, são eles que deveria correr atrás para o aumentos de seus SOLDADOS

Anônimo disse...

DIANTE DE TODOS ESTES COMENTÁRIOS GOSTARIA DE FRISAR QUE O GOVERNO ESTÁ PROVOCANDO "A ONÇA COM VARA CURTA". ESPERO QUE SAIBAM O QUE ESTÃO FAZENDO COM OS MILITARES, POIS, POR ENQUANTO, AINDA É POSSÍVEL GOVERNAR; NÃO SEI POR QUANTO TEMPO. SE O GOVERNO CONTINUAR IGNORANDO O REAPARELHAMENTO, A MELHORA DOS SALÁRIOS DOS MILITARES E ATRIBUINDO MAIOR CREDIBILIDADE AO TRABALHO QUE OS MILITARES TÊM REALIZADO, MUITO EM BREVE VEREMOS COISAS ACONTECEREM. LEMBREM: MATO SECO PODE PROVOCAR INCENDIO, BASTA QUE O SOL ESTEJA MUITO QUENTE, CARA PRESIDENTA. O SEU SALÁRIO, PRESIDENTA, FOI REAJUSTADO EM 62% E VOSSA EXECELÊNCIA NÃO ABRIU MÃO DELE, EM PROL DOS MUITOS PROJETOS QUE PAÍS TEM COMO PRIORIDADE. EXISTE UM COMENTÁRIO NO PANTANAL QUE DIZ QUE JACARÉ E SUCURI SÓ ATACAM SE ESTIVEREM COM FOME. PARA BOM ENTENDENDOR....SEI QUE O PESSOAL DO GOVERNO LERÁ ESSE COMENTÁRIO...ESTÁ NA HORA DE VCS SE PREOCUPAREM...ATÉ OS PACÍFICOS EM DEMASIA UM DIA SE REBELAM.

Anônimo disse...

Temos duas classes neste país: a dos políticos e a do resto. O governo e os políticos não estão preocupados com o resto. E é o resto quem trabalha e carrega este país nas costas.. Enquanto o resto assiste big brother, brinca carnaval, se preocupa com futebol e com outros espatáculos do grande circo, o governo e os políticos fazem o que bem entendem.. Se for verdade que o mundo vai acabar mesmo em 2012, eu espero que comece por Brasília.

Anônimo disse...

ISTO TUDO É UM JOGO POLÍTICO PARA FORÇAR OS MILITARES À INDISCIPLINA E À CORRUPÇÃO.

Anônimo disse...

Estes que estão no governo atualmente, com a conivencia dos seus oficiais generais, querem exatamente isto: a atrofia das forças armadas, para que elas se tornem meras milícias para auxiliar polícias e defesa civil, deixando completamente a conotação de poder intimidatório que um país que quer ser respeitado precisa. Acordem militares, não tenham esperança, pois a clara intenção política é de desmobilizar as força armadas e sucateando-as.

Arquivo do blog

Real Time Web Analytics