31 de janeiro de 2012

Polícia Federal e Exército recuperam caminhonete roubada na fronteira com a Bolívia

LENILDA CAVALCANTE

Agentes da Polícia Federal e Exército Brasileiro foram informados que um assaltante tentaria entrar na Bolívia com caminhonete roubada durante assalto a uma fazenda localizada na BR-317.
De acordo com informações, na noite do último dia 27, assaltantes armados invadiram uma fazenda na BR-317, onde renderam a família que foi amarrada e torturada sob a mira de armas. Os criminosos roubaram objetos de valor da casa e uma caminhonete Toyota.
No final da tarde de segunda-feira, 30, um amigo da família assaltada ligou para um morador de Brasiléia e relatou o ocorrido pedindo que ficasse atento caso visse a caminhonete circulando na fronteira.
Imediatamente, o morador foi a um bloqueio da Polícia Federal e Exército Brasileiro informar do roubo. Minutos depois, os federais avistaram a caminhonete sobre a ponte Wilson Ribeiro que seguia em direção a cidade de Cobija/Bolívia.
O veículo foi interceptado e o motorista José Paulo Martins Cardoso, 18 anos, preso e encaminhado à Delegacia da Polícia Federal, em Epitaciolândia.
Segundo informações da polícia, a placa do veículo estaria suja de lama para tentar dificultar a identificação.
A Gazeta do Acre/montedo.com

Exército americano anuncia bala autoguiada que faz curva e viaja quilômetros

Tecnologia desenvolvida já pode entrar em produção de forma barata e rápida.

Roberto Hammerschmid
(Fonte da imagem: Divulgação/Sandia)
Não adianta mais se esconder atrás do muro para não levar tiro. O exército dos Estados Unidos anunciou um novo tipo de bala que pode orientar-se em direção ao alvo e mudar de caminho, como se fosse uma pequena mosca veloz e mortal.
Eles anunciaram que obtiveram sucesso na criação de um protótipo da bala, testado distâncias superiores a uma milha (cerca de 2 km). Segundo Red Jones, pesquisador do laboratório, a tecnologia desenvolvida por eles para guiar pequenos projéteis é promissora e já pode ser produzida de forma barata e rápida.
A bala inteligente pode mover-se de uma forma nunca antes vista. Cada bala possui um sensor óptico que pode detectar um feixe de laser que seria usado para “pintar” um alvo. Ela é capaz ainda de se comunicar com outros sensores, para permitir dirigi-la e alterar seu destino. O projétil viaja na velocidade do som e pode autocorrigir seu caminho de navegação 30 vezes por segundo.
O Laboratório Nacional de Sandia, de propriedade do governo americano, trabalha há muito tempo com os militares do país para desenvolver uma “bala inteligente”, segundo as informações divulgadas pelo próprio orgão por meio de um release.
TecMundo/montedo.com

Justiça manda dissolver Associações de Praças das Forças Armadas

Controle de legalidade
Garantida dissolução de associações de praças do Exército que funcionavam como sindicato

Patrícia Gripp
A Advocacia-Geral da União (AGU) garantiu, na Justiça, a dissolução da Associação de Praças do Exército Brasileiro (Abep) no Ceará e da Associação Nacional de Praças das Forças Armadas do Estado do Ceará (Anprafa). O caso foi acompanhado pela Procuradoria Regional da União na 5ª Região (PRU5).
Os advogados da União demonstraram que os militares não podem criar entidades de classe com as mesmas características de sindicado, conforme determina o artigo 142, parágrafo 3º, inciso V, da Constituição Federal (CF).
Ao analisarem os objetivos sociais traçados pelas associações, eles concluíram que elas foram constituídas a partir de um modelo sindical. "A defesa dos interesses gerais das praças do Exército brasileiros e de seus associados e a criação de comissões de estudo que forneçam subsídios de propostas a instituições, autoridades em geral e ao Exército, de projetos e políticas de interesses dos associados é típica atividade sindical", destacaram.
A PRU5 observou que na ficha de inscrição da associação consta a informação de que existe um Departamento Jurídico à disposição dos associados.
O Juízo de primeira instância acatou os argumentos dos advogados da União e determinou a dissolução das associações, como havia pedido a procuradoria. A Anprafa recorreu ao Tribunal Regional Federal (TRF5), que manteve a sentença.
"De todo o exposto, conclui-se que a apelante desenvolve atividades destinadas a contestar a hierarquia e a disciplina militar, funcionando claramente como organização sindical. Na realidade, embora constituída formalmente como associação, a Apeb é na realidade uma entidade de caráter permanente, que assume o papel de sindicato em todos os seus aspectos", disse a decisão do TRF5.
A PRU5 é unidade da Procuradoria-Geral da União, órgão da AGU.
Ref.: Apelação Cível nº: 526690-CE - TRF da 5ª Região
AGU/montedo.com

Abaixo-assinado por reajuste consegue só 1,5 mil assinaturas em 30 dias


Vocês lembra que, no final do ano passado e início deste, mantive no topo do blog o endereço para um abaixo-assinado no site Petição Pública, em prol do aumentos dos militares.
Mesmo sem acreditar muito que a coisa fosse adiante, por razões que expus à época, fiz o que estava ao meu alcance. Um mês depois, o dito documento conta com apenas 1557 assinaturas.
Considerando o universo de militares da ativa, inativos, pensionistas e dependentes, é um número que fica abaixo do irrisório, se é que tal classificação existe.

REAJUSTE DAS FORÇAS ARMADAS E O ABAIXO-ASSINADO: DESCULPEM-ME POR NÃO ACREDITAR.
Mantive esta postagem no topo do blog por alguns dias. Até agora, só 1320 assinaturas.
Se, por um lado, tenho minhas dúvidas sobre o efeito prático desse instrumento, por outro, tenho certeza da incapacidade de mobilização da classe militar.Pelo sim, pelo não, já assinei a petição. Constam lá apenas 40 (quarenta) assinaturas. Faça sua parte. Vá lá e assine também.
Abaixo-assinado Reajuste Salarial das Forças Armadas

Para:Congresso Nacional, Presidência da República
Para:Congresso Nacional, Presidência da República
Leia a íntegra clicando abaixo


Tenho certeza absoluta que um dos maiores entraves é o fato de que, ao assinar, é necessário – óbvio – identificar-se. E aí o bicho pega. Muitos ‘leões de alojamento’ e comentaristas ferozes neste e em outros espaços preferem evitar a exposição, com medo de represálias.

Suspeitos de invadir casa de oficial do Exército são presos na Paraíba

Suspeito foi rastreado através do GPS de um celular roubado.
Moto levada no assalto foi recuperada pela Polícia Militar.
Presos são suspeitos de invadir casa de oficial da 
reserva do Exército (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Na madrugada desta terça-feira (31) a Polícia Militar prendeu pelo menos dois homens e deteve três adolescentes suspeitos de envolvimento na invasão da casa de um oficial da reserva do Exército Brasileiro. O caso aconteceu por volta das 12h (horário local) desta segunda-feira (30), no bairro do Altiplano, em João Pessoa.
Segundo informações da assessoria da Secretaria de Segurança do Estado, os policiais chegaram ao suspeito rastreando um dos celulares que foi roubado através do GPS. A Polícia Militar cercou um condomínio e prendeu um dos suspeitos, que entregou os outros envolvidos no crime.
Na invasão, dois homens esperaram o ex-militar sair de casa e o renderam, segundo o capitão Farias, do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop). O militar aposentado foi vendado e amordaçado dentro da própria casa. Os assaltantes fugiram levando uma moto, R$ 5 mil em espécie, além de uma espingarda calibre 12 e um revólver calibre 38.
Leia mais:Casa de oficial do Exército é assaltada em João Pessoa
Três foram encaminhados à 9ª Delegacia Distrital, em Mangabeira, onde o delegado Afrânio de Brito vai seguir com as investigações, e os dois adolescentes foram para a Delegacia da Infância e Juventude, onde o delegado Dilson Araújo ficará responsável pelo caso.
A polícia conseguiu recuperar a moto roubada, que foi devolvida para o dono, e ainda apreendeu celulares, um polímero para espingarda, um revólver calibre 38, R$ 2 mil em dinheiro e um carro, que foi removido para o Batalhão de Polícia de Trânsito.
G1 PB/montedo.com

Em semana de pagamento, Anonymous começa ataques a sites de bancos



Representantes brasileiros do grupo hacker anonymous iniciaram, nesta segunda-feira (30), o que promete ser uma série de ataques contra bancos do país. O primeiro deles foi o Itaú, que ficou com seu site e serviços online indisponíveis, por boa parte do dia.
A ação intitulada #OpWeeksPayment, segundo o perfil do grupo no Twitter, é um protesto contra a corrupção no Brasil e tem como objetivo deixar os serviços dos bancos offline por pelo menos 12 horas. A semana foi escolhida por ser a época em que muitas destas instituições efetuam pagamentos de salários.

Abaixo, comunicado do Itaú (na íntegra):
O Itaú Unibanco informa que houve indisponibilidade em seu site durante alguns momentos hoje, mas a normalidade foi retomada em seguida. Importante lembrar que todos os demais canais eletrônicos estavam disponíveis para as operações dos clientes.
Caso encontrem dificuldade, os clientes têm à disposição o telefone (30Horas), 29 mil caixas eletrônicos onde podem fazer mais de 300 operações, além de toda a rede de agências, que hoje somam cerca de 5 mil em todo o país.
Leia Já/montedo.com

Comento:
Já não basta a grana curta, os milicos ainda estão sujeitos a não poder sacá-la por conta da ação desses caras. Que fase...

AMAN: gurizada, vão tentar a vida noutro lugar!

Informe do Dia: Carga pesada

Trinta e quatro alunos pediram trancamento de matrícula após a primeira das três semanas de adaptação dos futuros cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende. Não suportaram a pesada carga de exercícios imposta pelo programa, considerada excessiva pelos próprios. Segundo informações dos estudantes, os exercícios vão além do necessário para garantir a forma física.
Eles afirmam que têm direito a apenas duas horas de sono e, nesse período, ainda são obrigados pelos instrutores a escreverem redações.

Resposta
A Aman informa não impor castigos físicos aos alunos, sendo os instrutores orientados a tratá-los com dignidade. A academia diz que todos recebem acompanhamento médico e que, ao contrário do afirmado pelos cadetes, ficam liberados entre as 22h e 6h.
O Dia Online/montedo.com

Comento:
Antes que algum apressado julgue que a simples postagem da notícia signifique juízo de valor, deixo clara minha opinião:
- Gurizada, vão ganhar a vida noutro lugar. Vocês não servem para serem militares!
A 'semana zero' é fundamental para separar o joio do trigo. Claro que ainda fica muito mais joio do que o aceitável, mas já é um bom começo.

Empresa quer vender ao Exército 36 blindados antiaéreos com tecnologia dos anos 60

O Exército brasileiro negocia a compra de 36 blindados antiaéreos
Demostração do Geopard em Formosa - Foto EB
No último dia 20, a Krauss-Maffei Wegmann, fabricante do tanque, promoveu uma demonstração para militares de alta patente no Campo de Instrução de Formosa, em Goiás. Mais que o valor do negócio, 30 milhões de euros, o que provoca questionamentos entre alguns generais é a qualidade do blindado.
O Gepard, desenvolvido na década de 60, utiliza tecnologia ultrapassada, tanto que a Alemanha, a Bélgica e a Holanda o retiraram de operação. Além disso, o Chile encomendou um lote desses blindados há três anos, mas concluiu que não era uma boa compra e devolveu o equipamento após testes com quatro unidades.

Notas DefesaNet
A empresa KMW enviou correspondência referente à matéria publicada em Veja e posteriormente no DefesaNet com o título “O Exército brasileiro negocia a compra de 36 blindados antiaéreos”.
Na carta a empresa contesta as afirmações da matéria e apresenta interessante detalhes sobre sistemas de defesa antiaérea.

GEPARD - KMW contesta afirmações sobre o sistema Link
O editor

DNTV
SIAAEB – Surge o GEPARD 1A2
Vídeo mostrando o exercício realizado em Formosa. Mostrado o lançamento de mísseis Manpads IGLA, disparo de canhões Bofors 40L70 e do sistema Gepard Link
DefesaNet/montedo.com

Haiti: Brigada de Infantaria de Goiás treina antes do embarque.

Treinamento da Força de Paz Brasileira

Cristalina (GO) - No dia 23 Janeiro, a 3ª Brigada de Infantaria Motorizada, comandada pelo General de Brigada Ronaldo Pierre Cavalcanti Lundgren, iniciou a fase final de adestramento do 1º Batalhão de Infantaria de Força de Paz do 16º Contingente Brasileiro (BRABATT 1/16), que embarcará para a missão no Haiti a partir de março. A preparação da tropa consiste de três semanas de atividades, sendo a 1ª semana (concentração final) destinada a medidas administrativas, revisão de instruções e padronização de procedimentos; a 2ª semana destinada à realização do Exercício Básico de Operações de Paz, sob a coordenação da Brigada e do BRABATT, no qual a tropa executará oficinas de instrução, desempenhando ações similares às que estão sendo executadas no Haiti; e a 3ª semana destinada à realização do Exercício Avançado de Operações de Paz, no qual todo o Batalhão, inclusive o Comandante e o Estado-Maior, serão avaliados na execução de diversas simulações. 
O BRABATT 1/16 possui um efetivo de 810 militares, incluindo pessoal dos Exércitos do Paraguai e da Bolívia. Esta é a primeira vez que o Comando Militar do Planalto prepara um Batalhão do contingente brasileiro para a missão de paz no Haiti.

(Imagens: Arquivo da 3ª Brigada de Infantaria Motorizada)
Defesa e Armamentos/montedo.com

Amorim: 'O Haiti não vai invadir o Brasil'. Ah, bom!

'O Haiti não vai invadir o Brasil', diz Celso Amorim
Ministro cumpre agenda em Manaus antes de embarcar para o Haiti

O Ministro da Defesa, Celso Amorim, visitou nesta segunda-feira (30) o Comando Militar da Amazônia (CMA), na Zona Oeste de Manaus. A visita faz parte de uma parada técnica na viagem do Ministro ao Haiti, onde o Brasil mantém missão de paz.
Pela manhã, o político foi recebido no Quartel-General do CMA. No local, ele assistiu à palestra do comandante Militar da Amazônia, o General de Exército Eduardo Villas Bôas e do 2º Grupamento de Engenharia, onde foram apresentadas obras de engenharia militar, incluindo lanchas para patrulhamento nas fronteiras.
O Ministro afirmou que a imigração em grande número de haitianos para o Brasil não é um problema de Defesa. “Essa não é uma tarefa para a Defesa, afinal, o Haiti não vai invadir o Brasil. Pode ser que tenhamos um problema humanitário de haitianos que precisem ficar aqui, mas aí temos que saber lidar com a situação. Devemos ter atenção para implementar os direitos humanos sem esquecer das nossas capacidades”, disse Amorim.
Amorim também destacou a importância do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron) para o trabalho nessas regiões do país. “É um programa que vai permitir agregar meios tecnológicos à defesa e dar substância à nossa presença nas fronteiras. Existem ameaças que estão se adensando, não de outros países, mas do crime internacional e até de brasileiros que usam as fronteiras para cometer atos ilícitos”, explicou o Ministro.
Para ele a distância dificulta o trabalho de fiscalização. "Me impressionei com a enormidade do problema, e um deles é justamente a distância entre um pelotão de fronteira e outro. Temos em Roraima um pelotão que é distante mil quilômetro de outro. Com isso, percebemos que é cada vez mais fundamental um apoio logístico e tecnológico para o cumprimento das tarefas".

Sisfron
O Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras é um projeto do Exército brasileiro orçado em R$ 10 bilhões que será implantado em três etapas, com conclusão prevista para 2019. O programa abrange as fronteiras brasileiras, desde a cidade de Oiapoque, no Amapá, até Uruguaiana, no Rio Grande do Sul e inclui a modernização dos equipamentos eletrônicos, ampliação da frota terrestre e dos Pelotões Especiais de Fronteira (PEF) que passarão de 21 para 49, e servirão como base operacional para o projeto.

Agenda do Ministro
Nesta terça-feira (31), o ministro visitará o Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), na Zona Oeste de Manaus, antes de embarcar rumo ao Haiti onde encontrará a Presidente Dilma Rousseff para visita às tropas do Exército Brasileiro que atuam na Força de Paz. 
G1/montedo.com

Os 8 aviões de guerra mais poderosos da atualidade

Conheça mais sobre as máquinas de guerra que devem dominar os céus nos próximos anos.

Paulo Guilherme
Boa parte dos caças que atualmente compõem os exércitos estão ultrapassados. A maioria já está em serviço há décadas e, mesmo que ainda seja capaz de enfrentar uma batalha, é fácil perceber que alguns deles simplesmente deveriam ser aposentados.
Mas isso não quer dizer que os exércitos não estejam cientes disso: muitos países já estão colocando novos caças extremamente poderosos em suas linhas de frente, para manter a supremacia aérea pelas próximas décadas. Para que você fique atento a essas novas máquinas de guerra, siga essa lista feita pelo Tecmundo.

1- F-22 Raptor
(Fonte da imagem: F-22 Raptor Team Web Site)
Considerado por muitos como o caça de combate mais poderoso do exército americano, o F-22 foi criado com o objetivo de ser imbatível tanto no ar quanto na terra. Para isso, ele conta com armamentos pesados, como sua metralhadora M61A2 e dois mísseis AIM-9, além de sua capacidade de atingir velocidades de até Mach 1.1 (1.347 km/h).
Ele também pode ser equipado com ainda mais poder de fogo, de acordo com a situação. Assim, ele ganha até seis mísseis AIM-120 AMRAAMs, para uma disputa ar-ar, ou ainda troca quatro deles por duas bombas de 1000 libras GBU-32 JDAMs para o caso de um bombardeio.
Embora não seja sua especialidade, o Raptor é capaz de fazer missões de reconhecimento graças à sua estrutura feita de materiais que o tornam praticamente invisível aos radares. A presença de vários sensores extremamente avançados também ajuda consideravelmente.

2- F-35 Lightning II
(Fonte da imagem: F-35 Lightning II)
Se o Raptor é o caça mais poderoso, o F-35 é o mais versátil. Com um design semelhante ao do F-22, muitos consideram o Lightning II como uma versão menor do primeiro colocado dessa lista. Mas embora eles sejam parecidos, seu uso é um pouco diferente.
Isso porque enquanto o Raptor só consegue ser realmente útil em batalha, o F-35 pode ser usado para todas as ocasiões, de batalhas aéreas a missões de espionagem. Ele também é mais veloz que seu “irmão maior”, atingindo Mach 1.6 (1.960 km/h), e é o único caça existente capaz de decolar em distâncias curtas e pousar verticalmente.

3- T-50 PAK FA
Não são apenas os Estados Unidos que contam com caças poderosos, e o T-50 é o exemplo perfeito disso. Ele foi criado pelo exército russo especialmente para ser o rival do F-22, com especificações quase idênticas às do avião americano, mas custando três vezes menos que ele.
Atualmente, apenas dois protótipos do PAK FA foram apresentados ao público, mas mostraram que ele é realmente capaz de se igualar ao Raptor. Mesmo assim, o F-22 ainda deve ficar com a superioridade por mais algum tempo, já que a produção em massa do T-50 só começará a partir de 2014.

4- Su-47
(Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

É difícil não reconhecer um Su-47, mesmo em meio a outros caças. Isso porque suas asas são invertidas, dando a ele uma aparência peculiar. Mas isso não é apenas por uma simples questão estética: com essas asas, ele consegue levantar voo e pousar em pistas menores, além de ter muito mais estabilidade e ser capaz de realizar manobras aéreas impossíveis para muitas aeronaves parecidas.
Assim como o T-50, esta é uma aeronave russa experimental. Seus quatro protótipos se mostraram promissores, mas ainda precisam de mais testes para poderem ser colocados em uso.

5- Eurofighter Typhoon
Não se engane pela aparência um tanto incomum desse avião europeu. Ele é uma verdadeira máquina de destruição, capaz de carregar uma quantidade enorme de mísseis e bombas.
O design único de suas asas (em forma quase triangular) permite que este veículo atinja velocidades de até Mach 1.6 (1.960 km/h) ao preço de perder em estabilidade — motivo pelo qual, no Typhoon, o canard (as asas menores ao lado da cabine) tem extrema importância para o controle da nave.
Este avião merece destaque por ter criado uma verdadeira família de caças: ele é atualmente usado por diversos exércitos, e para cada local teve diferentes alterações em sua estrutura. Alguns, por exemplo, contam com um revestimento para ser “invisível” a radares; outros, como no caso do modelo usado pela Arábia Saudita, têm seu canard invertido, para ganhar mais estabilidade nos voos.
Para aqueles que estão se perguntando o porquê da “boca” no Typhoon, a verdade é que aquilo não é nada especial. Ela é apenas a entrada de ar dos motores que, no lugar do design comum, dividido em duas passagens debaixo das asas, foi movida para debaixo da cabine.

6- Su-37


O irmão mais velho do Su-47 pode perder em avanços tecnológicos, mas nem por isso deixa de ter suas qualidades. O Su-37 foi desenvolvido para ser manobrável ao extremo. E pelo visto, esse objetivo foi alcançado com sucesso, como é possível ver no vídeo abaixo.
Graças a isso, o Su-37 é um dos quatro únicos caças existentes que conseguiram ter sucesso ao executar a manobra “Frolov chakra”, onde o piloto dá um looping vertical completo de diâmetro extremamente curto.

7- Gripen
(Fonte da imagem: Defense Industry Daily)

O mais veloz dos caças da lista, o Gripen consegue alcançar Mach 2 (2.450 km/h) com a ajuda de suas turbinas desenvolvidas pela Volvo, seu tamanho pequeno em comparação a outros aviões da mesma classe e suas asas em forma triangular.
Mesmo assim, ele não perde nada em armamentos, carregando um canhão 27 mm Mauser e mísseis AIM-9 Sidewinder ou AIM-120 AMRAAM, além de bombas guiadas a laser.







8- MiG-35
(Fonte da imagem: Weapon and Technology)

Mais uma promessa do exército russo, o MiG-35 foi feito a partir de um modelo de demonstração do MiG-29M2. Seu sistema de rastreamento por radar é um de seus maiores destaques, o que, junto de seu sistema de defesa automática, garante que o veículo consiga se proteger sem que o piloto precise se preocupar.
Por se tratar de um dos projetos de caça mais novos (seu primeiro voo de testes foi em 2007), o MiG-35 ainda deve ganhar muitas melhorias. E se apenas seus primeiros protótipos já são promissores, é provável que a versão final mostre características ainda mais impressionantes.
.....
Por mais incríveis e poderosos que esses caças possam parecer, é necessário lembrar que muitos deles já estão em desenvolvimento há anos, se não décadas, e ainda podem demorar bastante para realmente substituírem os caças atuais.
TecMundo/montedo.com

30 de janeiro de 2012

AGU demonstra que é legal transferência de militares da Aeronáutica e Exército se houver interesse da Administração

Patrícia Gripp
A Advocacia-Geral da União (AGU), por meio da Procuradoria da União em Alagoas (PU/AL), demonstrou que cabe à Aeronáutica e ao Exército decidir sobre a conveniência de transferir militares para outras unidades.
No caso, dois militares entraram com ações contra atos da Administração que o transferiram de localidade. Eles alegavam que não poderiam ser transferidos, pois um tinha a cônjuge com problemas de saúde e, o outro, pais idosos e doentes.
A PU/AL, em defesa da Aeronáutica e do Exército, argumentou que a transferência e remoção de militar se inserem no âmbito do poder discricionário da Administração Pública. Elas estão sujeitas aos critérios de oportunidade e conveniência dos órgãos da União. Por isso, não atendem sempre ao interesse do militar, mas do país.
Na defesa, a Procuradoria ainda alertou para o fato de que as localidades para onde foram transferidos os militares - Osasco (SP) e Recife (PE) - dispõem de melhores condições para o tratamento de saúde dos seus familiares. Possuem, inclusive, hospitais militares.
O Procurador-Chefe da União no estado, Sandro Ferreira de Miranda, afirmou que "a oitiva de testemunhas militares indicadas pela União foi decisiva para o sucesso nesses processos, pois trouxeram aos autos informações fáticas, inerentes à atividade militar, que fundamentaram as sentenças favoráveis ao Ente Público".
Uma das decisões da Justiça Federal de Alagoas destacou que "em razão do alto grau de interesse público e pelas peculiaridades de sua função, a atividade militar é regida por uma norma especial (Lei n° 6.880/80), bastante diferenciada das demais que regem os setores públicos, haja vista que a ética militar é pautada por valores de amor à profissão, sacrifício à pátria (patriotismo), civismo e rigorosa conduta disciplinar e hierárquica".
Ref.: Processos ns.º 0002741-10.2011.4.05.8000 (3ª VF/AL) e 0006407 53.2010.4.05.8000 (1ª VF/AL) - Seção Judiciária de Alagoas
AGU/montedo.com

Casa de oficial do Exército é assaltada em João Pessoa

Homens assaltam casa de oficial da reserva do Exército em PB
Polícia faz diligências em busca dos suspeitos.
A casa de um oficial da reserva do Exército Brasileiro foi assaltada nesta segunda-feira (30) no bairro do Altiplano, em João Pessoa. De acordo com o capitão Farias, do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), dois homens esperaram o ex-militar sair de casa e o renderam.
O militar aposentado foi vendado e amordaçado dentro da própria casa. Os assaltantes fugiram levando uma moto, R$ 5 mil em espécie, além de uma espingarda calibre 12 e um revólver calibre 38. A polícia realiza diligências em buscas dos suspeitos e informou que ninguém ficou ferido.
G1/montedo.com

Novo míssil da marinha britânica é 3 vezes mais rápido que o som

483 milhões de libras foram investidas no desenvolvimento do armamento capaz de alcançar facilmente a velocidade Mach 3.


Felipe Gugelmin
(Fonte da imagem: Daily Mail)
A marinha britânica revelou nesta segunda-feira (30 de janeiro) seu novo sistema de defesa equipado com mísseis capazes de se locomover três vezes mais rápido que o som para destruir armamentos inimigos. Aptas a alcançar a velocidade Mach 3, as novas armas podem defender áreas de até 500 milhas quadradas tanto no mar quanto na terra.
Ao todo, o Reino Unido vai pagar 483 milhões de libras para que a empresa MBDA desenvolva os novos equipamentos, batizados com o nome Sea Ceptor. Segundo o Ministro da Defesa do país, a iniciativa abrirá 500 novas vagas de emprego para manter a cadeia de produção responsável por suprir a nova demanda de mísseis.
(Fonte da imagem: Daily Mail)
Inicialmente, a novidade deverá equipar somente as fragatas Tipo 23 da marinha — futuramente, o armamento também poderá ser empregado pelo exército e pela força aérea do país.
TECMUNDO/montedo.com

Comissão da Verdade: Comandantes Militares não querem problemas com Dilma

Sem Nelson Jobim, Forças Armadas não querem problemas com Dilma
Anna Ramalho

Não me fale em Comissão da Verdade
Os três comandantes das Forças Armadas não estão dispostos a se encalacrarem com a presidente Dilma Rousseff para levar demandas dos militares da reserva contra a Comissão da Verdade.

Sem o ex-ministro da Justiça Nelson Jobim para brigar por eles, os três só pensam em agradar Dilma para ficar no cargo. O atual, Celso Amorim, segue a mesma toada. 

Jornal do Brasil/montedo.com

Escala: de viagem para o Haiti, Amorim visita quartéis em Manaus

Ministro da Defesa visita organizações militares no Amazonas
Celso Amorim também vai assistir palestras no CMA.
De Manaus, ministro segue para o Haiti para visitar tropas brasileiras.

Girlene Medeiros
Ministro chega às 10h na capital amazonense.
(Foto: Wilson Dias / Ag. Brasil)
O Ministro da Defesa, Celso Amorim, visita, nesta segunda-feira (30) e terça-feira (31), o Comando Militar da Amazônia (CMA), o 2º grupamento de engenharia, o "Grupo Rodrigo Octávio" e o Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs). As visitas fazem parte da agenda ministerial. O objetivo é aprofundar conhecimentos sobre as fronteiras brasileiras na Amazônia.
De acordo com a agenda do Ministério da Defesa (MD), Celso Amorim deve embarcar de Brasília (DF), às 10h, e chegar à capital amazonense às 10h40. Às 11h30, o ministro recebe a recepção com honras militares no Quartel-General do CMA.
Às 13h, ele assiste palestra do comandante Militar da Amazônia, general de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas. Às 14h45, assiste palestra no 2º grupamento de engenharia, o "Grupo Rodrigo Octávio" e, por volta de 15h30, visita o Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs).
Ainda de acordo com a programação, o ministro vai visitar também o Centro de Embarcação do CMA, no fim da manhã desta terça-feira (31). Segundo a assessoria de imprensa do MD, o ministro visita pela primeira vez o CMA para conhecer a estruturação da organização já que boa parte das fronteiras brasileiras estão localizadas na Amazônia. A medida faz parte da atuação do Plano Nacional de Fronteiras do MD.
De Manaus, Celso Amorim segue para o Haiti se encontrar com a presidente Dilma Rousseff para visitar as tropas brasileiras que atuam na ações de paz do país.
G1 AM/montedo.com

Da série 'Morro e não vejo tudo': Exército americano lança 'espermatozoide voador'

Esperma voador é lançado pelo exército norte-americano
O nome oficial da nave é Argus One

Nos Estados Unidos, a "luta contra o terror" ainda não acabou. Esta semana o Pentágono lançou sua mais nova arma para evitar que o mal se espalhe pela terra. Trata-se do "Espermatozóide voador".
A arma, na verdade, é uma espécie de aeronave espiã que irá fiscalizar áreas de interesse para o país. O nome oficial obviamente não é Espermatozóide voador, mas sim Argus One. Porém, o trocadilho tornou-se inevitável.
De acordo com os militares, o design garante mais estabilidade e um melhor controle aerodinâmico. A aeronave já está em operação pelo o exército americano.
POP/montedo.com

Copa e Olimpíada: Saída de delegado fortalece Forças Armadas

Luta pelo Comando

Ricardo Boechat
A queda do delegado José Ricardo Botelho do cargo de secretário Extraordinário de Segurança para Grandes Eventos do Ministério de Justiça fortaleceu os militares, que querem ver as Forças Armadas à frente da segurança na Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016.
Isto É, via Forças Terrrestres/montedo.com

Toques de corneta ao violão. Show!

Toques de corneta e, ao final, 'Fibra de Herói". Muito bom!

Links com despesas de hospital do Exército divulgados por hackers continuam disponíveis

Este blog informou, no final da tarde de sábado (28), que o grupo hacker intitulado Anonymous, que tem invadido sites oficiais pelo mundo, inclusive do FBI, havia divulgado diversos links com todas as licitações, notas de empenho e contratos do Hospital Geral de Curitiba no ano de 2011.
Apesar do sensacionalismo dos piratas, os dados divulgados são de procedimentos normais dentro da execução financeira de uma Unidade Administrativa (UA), mas que, costumeiramente, não são disponibilizados ostensivamente.
Até este momento (9h18 min de 2ª feira-30) os links ainda estão disponíveis. Salvo melhor juízo, uma grosseira falha na segurança virtual.

Hacker Anonymous divulga licitações e contratos de hospital do Exército

O grupo hacker conhecido como Anonymous divulgou há pouco diversos links com todas as licitações, notas de empenho e contratos do Hospital Geral de Curitiba no ano de 2011.
Os endereços eletrônicos foram divulgados através da tag @mendes_rs e denunciam supostos superfaturamentos e contratos irregulares.

@mendes_rsmendes.rs



Soldado do Exército fratura perna em acidente no MT

Militar do Exército fratura a perna ao cair na BR-163, em Rio Verde
O Militar do 47º BI, Jorge Valter de Jesus, de 25 anos, fraturou a perna esquerda após cair da sua motocicleta.
O acidente ocorreu por volta das 4h40 no quilometro 618 da BR-163, em Rio Verde de Mato Grosso, informações colhidas no local dão conta que Jesus seguia no sentido Coxim – Rio Verde e conduzia uma Yamaha YBR com placas de São Gabriel do Oeste.
Após perder o controle da moto o jovem colidiu em uma placa de sinalização e parou 10 metros adiante no matagal. Mesmo ferido Jesus conseguiu pedir ajuda a um caminhoneiro que acionou os Bombeiros.
Jesus foi imobilizado e levado ao Pronto Socorro do Hospital Regional Álvaro Fontoura, além da perna quebrada o Militar reclamava de dores no peito, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) esteve no local elaborando o BO e sinalizando o local.
primeira hora news/montedo.com

Mancada militar (II)

video

Batalhão Suez, a primeira força de paz brasileira

O Batalhão de Suez

Juliana Gomes
Há 55 anos, o Exército do Brasil, ao lado de outros nove países, constituiu a primeira força de paz da ONU enviada ao Oriente Médio.
Embarque de soldados gaúchos do Batalhão de Suez em 1963. Foto: Banco de dados, 4/7/1963
Morador de Santo Cristo, no Noroeste, o alagoano José Ênid Ribeiro, 75 anos, fez parte do grupo de 6,3 mil homens que formaram o Batalhão de Suez.
José Ênid Ribeiro. Foto: arquivo pessoal
A intervenção diplomática e militar na Fronteira Árabe-Israelense, durante o conflito entre Israel e Egito e nos anos posteriores, teve início em 1957 e durou 10 anos. A finalidade era separar forças egípcias e israelenses. Os boinas azuis, como eram chamados, atuaram no processo de paz instaurado no deserto do Sinai, na Faixa de Gaza e em Jerusalém.
Ribeiro (de camisa listrada, ao centro) e outros militares em Jerusalém. Foto: arquivo pessoal
Em 1961, aos 25 anos, Ribeiro saiu do Rio de Janeiro para uma viagem de navio por 25 dias até o Egito. Ao aportar, organizava eventos para divulgação da cultura brasileira. Apresentações musicais e exposições fotográficas compunham o trabalho. Lembranças que ficaram registradas em 5 mil slides.
Do Egito, o então sargento viajou de trem ao longo do Canal de Suez até chegar à Palestina. Até 1963, sua função era chefiar a concessão de licenças para militares brasileiros saírem da Faixa de Gaza. Além disso, participava da patrulha às fronteiras da linha de demarcação entre árabes e israelenses. Dessa experiência, ficou a fluência em árabe, inglês, italiano e francês. Além disso, as recordações dolorosas de um ambiente de guerra.
- Numa ocasião, tive que recorrer a um hospital civil e me deparei com pessoas mutiladas, desfiguradas. Tudo aquilo que a gente acha que só existe no cinema pude ver na prática - relata Ribeiro.
Em 2009, o coronel da reserva José Ênid Ribeiro casou-se com uma gaúcha e mudou-se para Santo Cristo, onde atualmente tem um empreendimento imobiliário e um jornal.
Almanaque Gaúcho (ZH)/montedo.com

29 de janeiro de 2012

Justiça manda indenizar família de soldado do Exército morto em exercício militar

ATIVIDADE DE RISCO
Família de soldado morto em acampamento será indenizada

A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmou, nesta semana, a condenação da União ao pagamento de indenização por danos morais e materiais à família de soldado morto em serviço por choque de alta-tensão. O acidente ocorreu em um acampamento do Exército no município de São Gabriel, interior do Rio Grande do Sul.
O soldado prestava serviço militar obrigatório no 6º Batalhão de Engenharia de Combate. No dia 19 de agosto de 1999, durante uma operação especial, ele morreu após a antena do rádio que carregava ter tocado acidentalmente em um fio de alta-tensão. Na ocasião, constatou-se que a rede elétrica estava a mais de um metro abaixo do nível técnico regulamentar.
O pai, a mãe e o irmão menor do falecido ajuizaram ação, com pedido de indenização, na Justiça Federal. Após decisão favorável à família em primeira instância, a União apelou ao tribunal. Alegou que o militar não havia pago as 24 parcelas de contribuições para o ganho de pensão, conforme exige a legislação, e que o ocorrido teria sido um acidente.
Após analisar o recurso, o relator do processo, desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, entendeu que a União tem responsabilidade sobre o ocorrido. "Ao prever a obrigatoriedade do serviço militar, surge para o Estado o dever de guardar e assegurar a vida e a incolumidade física e psíquica dos soldados", ressaltou Lenz.
Em seu voto, o desembargador citou trecho da sentença neste sentido: "Conquanto o militar tenha consciência dos riscos a que está sujeito, não parece minimamente razoável deixar para a sua memória o peso da morte, tal como se fosse um mero ônus do serviço. Até mesmo no âmbito privado, que, não há submissão do operário a extremos semelhantes àqueles do serviço militar, o empregador responde objetivamente pelos danos causados."
Conforme Lenz, a União dever arcar com os riscos do serviço militar obrigatório. Ele entende que cabe ao Exército compor seus quadros com oficiais militares preparados para prever os riscos e evitar a concretização dos danos. "O serviço militar é, por sua própria natureza, causador de riscos", conclui ele, confirmando a obrigação de indenizar a família.
O desembargador estipulou o pagamento de indenização por danos morais no valor de R$ 100 mil, corrigidos monetariamente, e pagamento de pensão aos pais do falecido, que dependiam economicamente deste. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-4.
Clique aqui para ler a íntegra do acórdão.
CONJUR/montedo.com

Acidente envolvendo duas motos deixa soldado da FAB ferido no interior de SP

Wellington Rafael Unglauber, de 19 anos, estava dirigindo uma moto quando bateu em outra em um cruzamento. Ele foi socorrido e passa bem.

Um acidente envolvendo duas motos deixou um soldado da Força Aérea Brasileira (FAB) ferido na manhã deste domingo (29), no centro de Pirassununga [SP].
De acordo com a Polícia, Wellington Rafael Unglauber, de 19 anos, estava dirigindo uma moto quando bateu em outra em um cruzamento, por volta das 7h.
O outro condutor fugiu sem prestar socorro. O soldado foi socorrido pelos bombeiros e passa bem.
EPTV/montedo.com

Cabo do Exército morre em acidente de trânsito no Maranhão

Cabo do Exército morre vítima de acidente
Vítima de acidente, faleceu na madrugada desse sábado (28) o Cabo do Exército que prestava serviço no 50º Batalhão de Infantaria de Selva (50º BIS), Abrahão Martins Silva, 22 anos.
De acordo com a ocorrência registrada no Plantão Central da 10ª Delegacia Regional de Imperatriz, o militar trafegava pela Rua Maranhão, mesmo sentido do veículo SW4, cor branca. Segundo a ocorrência, quando o veículo fez a conversão da Rua Maranhão para a Luís Domingues, colidiu com a motocicleta conduzida pelo militar, que caiu do outro lado da rua e bateu com a cabeça em uma barra de proteção existente na calçada da sede do Sine Estadual, localizado na esquina. O militar teve morte instantânea, sem que houvesse tempo de socorro.
Nada foi informado a respeito do condutor do SW4, fato que somente será possível com as investigações que serão feitas pela delegada titular da Delegacia de Acidente de Trânsito (DAT).
As causas do acidente serão informados após o laudo que será emitido pelo perito do Instituto de Criminalística (ICRIM), que foi até o local do acidente e realizou os primeiros procedimentos. O corpo de Abrahão Martins Silva está sendo velado na Rua São João, na Vila Lobão, e será sepultado na manhã de hoje.
O Progresso/montedo.com

Soldado do Exército é assassinado a tiros no Ceará

Soldado do Exército é vítima de homicídio a bala em Cascavel
O soldado do Exército, Joel da Silva Alves, 43, natural de Jaboatão dos Guararapes (PE), foi vítima de homicídio a bala, neste sábado (28), por volta das 22h, no bairro Multirão, em Cascavel [interior do Ceará].
De acordo com o Comando de Policiamento do Interior (CPI), a vítima estava conversando com amigos em frente a sua residência quando foi surpreendida com vários disparos de arma de fogo, efetuados por integrantes que estavam em um veículo de marca GOL, cor branca, não identificado até o momento.
Ainda, segundo o CPI, houve troca de tiros no local. O soldado portava um revólver e acabou revidando os tiros, conseguindo quebrar os vidros trazeiros e laterais direitos do veículo, mas foi alvejado na altura das axilas.
Joel foi socorrido até o Hospital do município de Cascavel, mas não resistiu aos ferimentos.
Até o momento, os responsáveis pelos disparos ainda não foram capturados.
Diário do Nordeste/montedo.com

Soldado da Aeronáutica é vítima de sequestro relâmpago no DF

Soldado da Aeronáutica é sequestrado na frente de casa no Recanto das Emas
Luiz Calcagno

Um soldado da Aeronáutica foi vítima de um sequestro relâmpago na noite dessa quarta-feira (25/1) no Recanto das Emas. Três homens abordaram o rapaz, que conversava na rua em frente à casa onde mora, anunciando o sequestro. Francimar de Oliveira Miranda foi levado até a BR-060 onde foi libertado. Os bandidos só levaram o carro da vítima, a carteira e o celular.
Francimar chegou em casa por volta de 20h40. Sua mãe estava abrindo o portão para que ele pudesse estacionar o carro, quando eles viram dois amigos e pararam para conversar na frente do portão de casa. Neste momento, os sequestradores apareceram e renderam Francimar, que foi obrigado a entrar no veículo. A mãe e as outras duas pessoas conseguiram fugir.
Para voltar para casa, a vítima pediu carona até a 17ª Delegacia de Polícia, onde foi registrada a ocorrência. O carro de Francimar foi encontrado na manhã desta quinta-feira em Samambaia. Os bandidos levaram as rodas, o estepe e o rádio do veículo. Os sequestradores continuam foragidos.
Correio Braziliense/montedo.com

O mecânico de voo no Exército americano


Add caption
O Exército norte-americano tem um sistema diferente do Exército Brasileiro na formação de seus mecânicos de voo (Crew Chiefs).
Podemos observar que existem vinte Military Occupation Specialties (MOS) de Aviação no Exército americano. A MOS pode ser grosseiramente comparada às qualificações militares (QM) no Brasil. Dessas vinte, 17 são relativas à manutenção, mas apenas duas irão efetivamente realizar a função de Crew Chief: o Mecânico de Black Hawk e o Mecânico de Chinook. Todas as outras quinze qualificações de manutenção irão trabalhar exclusivamente em manutenção e não estarão envolvidas com o voo.
Mesmo nestas duas qualificações, o militar irá passar alguns anos trabalhando apenas com manutenção. Depois assumirá a função de atirador e posteriormente, provavelmente já como 2º sargento, irá ser um Crew Chief. É o caminho inverso do que ocorre por aqui, onde o sargento já começa voando e, quando já tem mais experiência, trabalha exclusivamente na manutenção.
No Facebook do Exército americano existe um álbum apenas com fotos dos mecânicos de voo (de onde -tirei a foto que ilustra este artigo).
Voo Tático/montedo.com

28 de janeiro de 2012

Hacker Anonymous divulga licitações e contratos de hospital do Exército

O grupo hacker conhecido como Anonymous divulgou há pouco diversos links com todas as licitações, notas de empenho e contratos do Hospital Geral de Curitiba no ano de 2011.
Os endereços eletrônicos foram divulgados através da tag @mendes_rs e denunciam supostos superfaturamentos e contratos irregulares.

@mendes_rsmendes.rs



Soldado do Exército é preso por fazer segurança irregular no RS. Com pistola de brinquedo.

Soldado do Exército que fazia segurança irregular é preso com arma de brinquedo no Litoral Norte
BM também prendeu policial militar que trabalhava irregularmente no local

A Brigada Militar prendeu um soldado do exército e um policial militar que realizavam a segurança, de forma irregular, em clube na praia de Tramandaí. A prisão ocorreu na noite desta sexta-feira na avenida Fernandes Bastos. Com eles, a BM apreendeu duas pistolas, uma com numeração raspada, e uma outra réplica de plástico de uma pistola. Responsável pelo policiamento no Litoral Norte, o tenente-coronel Ricardo Silveira, explica que alguns policiais realizam o conhecido “bico” de segurança para ajudar no orçamento.
" A gente ja de deparou várias vezes com ocorrências em que foi utilizado este armamento, que se confunde perfeitamerte com uma arma de verdade", diz.

RS: Militares cortam duas árvores nativas e comandante tem que se explicar

Militares realizam poda em vegetação de área de preservação permanente
Na tarde de ontem, a redação do Jornal MINUANO recebeu denúncias de que a mata ciliar do entorno do arroio Bagé estaria sendo cortada indevidamente.

CORTE IRREGULAR: resolução está prevista
 para a próxima semana - Francisco de Assis
Ao chegar ao local em questão, próximo à chamada “ponte alta”, foi constatado que a poda estava sendo realizada pelos soldados da Artilharia.
De acordo com o comandante, coronel Carlos Eduardo Barbosa Carvalho, o que ocorreu foi uma limpeza da vegetação próxima à cerca de segurança do local, que estaria ameaçando a visão dos sentinelas. “Só cortamos a vegetação que estava muito alta e enredando na tela. Nossa única preocupação foi garantir a segurança do quartel, não depredar o meio ambiente” disse.
O comandante garantiu que a limpeza foi feita em todo o terreno que circunda o quartel, e foi pensado de forma a garantir a preservação do meio ambiente. Porém, admite que ocorreram duas podas de árvores em local proibido. “Fizemos essa limpeza em todo o perímetro, inclusive dentro da nossa área. Mas realmente ocorreu o corte dessas duas árvores nativas. Vamos respeitar a legislação e, se for necessário, faremos um plantio de reposição dessas árvores, mas em um local em que não afete a segurança” afirmou.
Ao buscar informações junto à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, fomos informados de que a atividade não havia sido anunciada ou solicitada. Após a denúncia, uma vistoria in loco foi realizada pelo biólogo da secretaria, Zeno Freitag.
De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Luiz Sérgio Parodes, uma conversa entre o comandante e a secretaria foi marcada para segunda-feira, a fim de determinar a atitude a ser tomada. “Por meio dos fiscais, vamos realizar um levantamento da situação. Se houver necessidade, iremos exigir o plantio das árvores em um local adequado” adiantou o secretário.
O coronel concordou com a situação e frisou: “Sempre fomos parceiros da prefeitura em ações em prol do meio ambiente. Nossa intenção era garantir a segurança, não agredir o meio ambiente” afirmou.

O que é a mata ciliar?
Mata ciliar, ou ripárias, é a denominação dada à vegetação que fica às margens de cursos de água e ao longo do terreno e desempenha o papel de filtro. É um resguardo natural contra poluição, erosão e outras ameaças ao curso d’água.
Através da Lei 4771, de 15 de setembro de 1965, fica proibido o corte ou alteração nesses locais, sendo eles considerados pelo Código Florestal Federal como "área de preservação permanente", com diversas funções ambientais, devendo respeitar uma extensão específica de acordo com a largura do rio, lago, represa ou nascente.
Jornal O Minuano/montedo.com

Cueca inteligente monitora saúde de soldados americanos

Roupa íntima relata frequência cardíaca, temperatura da pele e condições respiratórias.


Wikerson Landim
(Fonte da imagem: NewLaunches)
O exército norte-americano está testando um novo dispositivo bastante curioso, mas de extrema utilidade para os soldados. Trata-se de uma cueca inteligente, capaz de monitorar dados vitais de quem as utiliza, como frequência cardíaca, temperatura da pele e condições respiratórias.
O termostato inteligente acoplado à roupa íntima pelo U.S. Army Medical Research Material Command and Telemedicine, em parceria com o Advanced Technology Research Center, e conta com um gel ligado a sensores que permitem monitoramento ininterrupto no campo de batalha.
A peça vai auxiliar a identificar as situações de estresse enfrentadas pelos soldados durante os períodos de treinamento. No futuro, as cuecas inteligentes poderão ser utilizadas por idosos ou pacientes como forma de auxílio no monitoramento de doenças.
Tecmundo/montedo.com

Farra militar

Pagamento de diárias pelo Exército para custear despesas com viagens de oficiais ao Exterior chama a atenção de procuradores

Claudio Dantas Sequeira
Na mira do MP 
De acordo com o “Diário Oficial” (abaixo), 
o general Lauro Luís Pires da Silva receberá 
seis diárias, mas a conferência em Munique, 
na Alemanha, só dura dois dias, segundo informa 
o próprio site do evento

Os militares sempre estiveram entre os que mais gastam com diárias e passagens na Esplanada. Em 2011, o Ministério da Defesa consumiu R$ 113 milhões, sendo que boa parte desse montante foi destinada a viagens ao Exterior para a participação em convenções, conferências, estágios e cursos. Um levantamento nos boletins do Exército revela, no entanto, que muitos desses eventos têm pouca ou nenhuma relação com o interesse público. Há também casos em que a permanência do militar em outro país é estendida sem que haja qualquer justificativa plausível. Na sexta-feira 20, por exemplo, encerrou-se em Los Angeles, Estados Unidos, o chamado Shot Show, feira de artigos bélicos direcionada a aficionados de caça esportiva e praticantes de tiro. Embora não seja um evento militar, o Exército enviou para lá o general Waldemar Magno Neto, o coronel Paulo Saback de Macedo e o tenente-coronel Mário Luis Carvalho. Os três militares chegaram no dia 14 e ficaram até a terça-feira 24 nos EUA. O evento, porém, durou apenas três dias. É comum que profissionais prolonguem suas viagens de trabalho, caso tenham dias de folga acumulados, mas isso não pode ser feito com as diárias pagas pelo contribuinte. Nesse sentido, procuradores do Ministério Público Militar têm estranhado os critérios adotados pelo Exército para o pagamento de diárias e avaliam solicitar a abertura de inquérito para uma apuração mais detalhada.
No domingo 29, o general Lauro Luís Pires da Silva e o coronel Odilon Mazzini Junior desembarcam em Munique, na Alemanha, para participar de uma conferência sobre engenharia militar. “O Diário Oficial” registra que eles receberão diárias referentes a seis dias, embora o evento dure apenas dois. 
Em 11 de fevereiro, o coronel Rolant Vieira Júnior viajará para Brindisi, na Itália, para participar de um workshop na base logística do Departamento de Operações de Paz das Nações Unidas. No despacho, o ministro da Defesa, Celso Amorim, diz que o treinamento “é na área de proteção de crianças”. O problema é que o evento não consta no calendário daquela base da ONU.
Fontes do próprio Exército dizem que o envio de militares para participar de cursos, visitas e eventos sem relevância funciona como uma forma de premiação interna. “É a chamada missão rolha, ou seja, aquilo que é feito sem necessidade, dispensável, apenas para gerar benefícios particulares para alguns”, diz um oficial. O que dizer, por exemplo, do despacho de 28 de setembro sobre a designação do sargento Gutemberg de Albuquerque para servir como “técnico de futebol” das Forças Armadas da Guiana? Na linha dos benefícios pouco justificáveis está a designação da major Rita de Cássia Gouveia para frequentar um curso de francês em Saint-Jean, no Canadá, por quatro meses. Ela é contadora, lotada no Centro de Pagamento do Exército.
Isto É/montedo.com

O Exército perdeu um Líder

Pessoal, não conheci o General Milton Sils, falecido no início deste mês. Registrei o fato no blog, afinal, era notícia. 
Mas os comentários recebidos no post General da ativa morre no RJ ajudam a traçar o perfil de alguém que foi um Líder, na acepção mais nobre da palavra. Homens assim são cada vez mais raros no Exército.Como exemplo, trago para cá este comentário:



Rodrigo disse...
Eu soube hoje do seu falecimento, recebi essa notícia como a perda de alguém que muito me inspirou. Foi instrutor Chefe da SIEsp da AMAN 2001/2002. Mesmo ocupando esta função tão distante da minha condição de Cadete neste período, e eu tendo na verdade tido "contato" com ele, na condição de instruendo, apenas em 2 semanas somadas nestes 2 anos(2 estágios) foi um dos oficiais que tive como instrutor, em 5 anos de formação, em que talvez mais me espelhei após sair da Academia. 

Para mim, foi o estereótipo da liderança. Era capaz de motivar, em diversas situações, apenas pelo olhar, atitudes e breves palavras. Basta dizer que como instrutor chefe da SIEsp, na SIEsp de montanha por exemplo, no batismo de todos os turnos no lago da região dos picos das agulhas negras, como Tenente Coronel ele entrava na água gelada, antes de todos, e ficava dentro do lago até o último homem ter saído. 

Realizava junto com todos estagiários as marchas gigantescas que criou para os estágios da SIEsp , em todos os turnos. 

Foi um exemplo de Obstinação, palavra que ele muito dizia. 
Descanse em paz.
Para quem, como eu,  já teve comandante de pelotão que marcava expediente para a tropa no sábado, quando estava de oficial de dia, ou que dormia (bem) acantonado enquanto os comandados ralavam ao frio, no bivaque, atitudes como a descrita acima tem um significado muito especial. Elas são um sinal de que nem tudo está perdido. Exemplos existem. Basta segui-los.
BRASIL!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics