31 de março de 2017

E dai-nos também, senhor, a esperança e a certeza do retorno. Mas, se defendendo esta brasileira Amazônia,  tivermos que perecer - ó Deus! - que o façamos com dignidade e mereçamos a vitória!
SELVA!
A imagem pode conter: 1 pessoa, céu e atividades ao ar livre

Pra não dizer que não falei do 31 de março...

Não fale pela boca dos outros


Ruben Barcellos
A imagem pode conter: atividades ao ar livre
Prédio do antigo Colégio Estadual - Bagé, RS
No dia 31 de março de 1964 eu ainda era um estudante do segundo científico do Colégio Estadual.
Entrei por aqueles majestosos portões, saído de um primário de 6 anos (repeti o quarto ano) e depois de ter passado por um exame de admissão ao ginásio. Sou do tempo em que se saía do exame escrito e tinha, na porta da sala, um exame oral sobre a mesma matéria. Eu e mais uma tropa de guri...
Era saber ou saber; a Pátria Educadora da época, educava.
Meus professores são hoje nomes de escola: Prof Frederico Petrucci, Prof Leopoldo Mairon, Profa. Reni Collares, Prof Peri Coronel, Prof Frei Plácido,Prof Valdemar Machado...nesse nível eram meus professores.
Por ter prestado serviço militar no ano seguinte, interrompi os estudos por 17 anos, vindo a completar o segundo grau, já com os grisalhos me pegando pelas têmporas.
Vivi, e minha família também, e a família de meus amigos e de meus vizinhos também, sob o "famigerado regime militar". Vivemos todo esse período sem um arranhão ou ameaça. Nunca vi, em lugar nenhum desta cidade, alguém sendo espancado, torturado ou morto. Mas tenho visto muito isso, nos dias atuais, sob a omissão nojenta dos que culpam os governos militares até hoje - de TODOS os males brasileiros. Não se enfrentam armas de fogo com flores de plástico - uma guerra exige sacrifícios de vida entre vencedores e vencidos! Sabe o que mais dói? Saber que o inimigo mora na casa ao lado!
E estando em plena democracia...
Liberdade pra ir e vir - onde estás que não te vejo?
Segurança pra deixar seus filhos na escola e seu carro na rua? Me mostre o lugar que vou me mudar pra lá.
Previsão de despesas com a economia caindo pelas tabelas e a roubalheira escancarada debochando da lei? Onde está a beleza desta democracia cantada pelos comunistas de plantão?
No amiguinhos vermelhos no governo de Cuba, Venezuela, Irã e no Foro de São Paulo? Nas condecoração de reconhecidos bandidos com medalhas e honrarias? Na exaltação do socialismo como a terra prometida e apartamento em Paris? Tá, essa história fede!
O perigo é quando se fala pela boca de outros, porque não estarão dizendo o que acreditam, viram ou viveram, mas dirão o que outros querem que acreditem, querem que digam, lhes convém que repitam.
Vi, recentemente, um blog de um jornalista, nascido em 1964 (sim, exato no ano em questão), que no seu comentário cita coisas como:
- "...um eminente historiador (sem dizer o nome do historiador)...";
e mais adiante:
- "...um jornal sustenta (mas não disse que jornal, o que poderia ser comprovado pela pesquisa de quem se interessasse);
e logo mais:
- "...um líder estudantil daquela época..." (também sem lenço, CPF ou documento), e coisas do tipo. E fez mais, no seu blog - reproduziu ipse litera uma frase de um tenente, dentro de um quartel, que teria dito:
- "...quem quer passar fogo nos comunistas, levante o fuzil..."!
Mas ele estava lá, então, já em forma, com menos de 1 ano de idade!?!?
Ao final do artigo, prevê, como um Nostradamus moderno:
- " ...aconteceu o que, para o bem do Brasil, seria melhor não ter acontecido..."
Seu Mario Magalhães, o senhor, um jornalista que já trabalhou em vários jornais do Brasil (informação do blog), afirmar que isso ou aquilo ter acontecido ou não ter acontecido seria bom ou ruim - não é muito pretensioso? O senhor não está fantasiando demais os fatos e euforicamente embriagado pela falta de assuntos com fontes confiáveis?
A história de um País e a história de um homem se faz com luzes e trevas (eu salvaria um homem - Chico Xavier; e uma mulher - Irmã Dulce). Os mais ricos, os mais miseráveis, os mais sadios, os mais doentes, os mais desenvolvidos e os mais atrasados, os mais cultos e os mais ignorantes - todos temos nosso lado divino e nosso lado diabólico. Não se engane!
Somos os brasileiros que buscamos a paz. Não procuramos a guerra a troco de 30 dinheiros, nem recebemos lanchinhos pra participar de manifestações que nem sabemos contra o que se protesta...
Pedimos e concedemos clemência, pela nossa natureza humana. A vida é bem que temos por empréstimo e por tempo determinado; a vida alheia merece respeito - a sua, a minha, a nossa, a deles. Os tempos de chumbo passaram.
Sobre o passado de 50 anos, não dá pra enterrar mais do que já está. Mas tem que ter um mínimo de credibilidade e um pouco menos de fanatismo, pra equilibrar a balança.
Chega de botar a culpa nos dias que não voltam mais!
A vida exige coragem pra continuar, apesar de todos os pesares. E é pra lá - para o amanhã - que, querendo ou não, todos marchamos.
Culpar os outros pela nossa acomodação, é uma maneira covarde de esconder a nossa incompetência.
Os covardes e incompetentes se alimentam da culpa alheia.

Moro deixa Bolsonaro no vácuo

Orçamento: Forças Armadas reduzem efetivo mas gastos com salários aumentam, diz jornalista

GOVERNO CORTOU SÓ 2 MIL CARGOS E FOLHA CRESCEU

Resultado de imagem para orçamento federalCláudio Humberto
O presidente Michel Temer anunciou corte de cargos comissionados, tão logo assumiu a Presidência, e de fato extinguiu mais de 2 mil deles, mas isso quase não teve impacto nos gastos com salários. Muito pelo contrário. Desde sua posse, Temer tem autorizado ou sancionado reajustes salariais que fizeram a despesa saltar de R$ 4,9 bilhões em maio de 2016, quando assumiu, para atuais R$ 5,6 bilhões mensais.

CORTOU, MAS AUMENTOU
Os militares fizeram sua parte, cortando 46 mil postos e fixando o atual contingente de 340 mil homens e mulheres. Também não adiantou.

MENOS VALE MAIS
De acordo com a Transparência, em maio de 2016 os 386 mil militares custavam R$1,4 bilhão/mês. Os 340 mil atuais custam R$1,55 bilhão.

SEM LUXO OU APERTO
Quando Michel Temer assumiu, há dez meses, os militares tinham média salarial de R$3,6 mil mensais. Atualmente, a média é R$4,5 mil.
DIÁRIO do PODER/montedo.com (edição)

Pentágono: FBI divulga novas fotos do ataque ao QG da Defesa americana no 11/9

O FBI divulgou na quinta-feira (30) novas fotos das investigações do ataque de 11 de Setembro de 2001 contra o prédio do Pentágono, em Washington DC. Nas imagens, é possível ver a destruição causada pelo avião da American Airlines, que foi lançado por terroristas da Al-Qaeda contra ao edifício há 16 anos. 
A queda do voo 177 deixou 125 mortos no Pentágono além das 64 pessoas que estavam a bordo, incluindo os cinco sequestradores. O atentado foi realizado após o World Trade Center ser atingido por outros dois aviões.

DailyMaiç, com UO/montedo.com

30 de março de 2017

Mulher que agrediu médico militar no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, vira ré na Justiça Militar

Mulher que agrediu médico militar no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, vira ré na Justiça Militar

O Superior Tribunal Militar (STM) recebeu denúncia contra uma mulher, pelo crime de injúria real – artigo 217, do Código Penal Militar (CPM). A civil desferiu um tapa contra um médico militar que trabalhava no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília.
A agressão teria ocorrido em novembro de 2016, no interior do setor de emergência do HFA. A denunciada era mãe de uma paciente vítima de uma picada de escorpião e estava na condição de acompanhante. Ao perceber a mulher muito nervosa, o médico determinou que ela se retirasse do box de emergência, pois do contrário iria atrapalhar o atendimento prestado a sua filha.
Após ter-se recusado a deixar o local, a denunciada se dirigiu ao médico e cometeu a agressão. Seguiu-se uma discussão entre os dois e a mulher foi contida pela guarda local e recolhida a um quarto destinado a pacientes psiquiátricos, tendo sido destinado um soldado de guarda para realizar a segurança local.
Em dezembro de 2016, o juiz-auditor substituto da 2ª Auditoria da 11ª CJM decidiu rejeitar a denúncia oferecida pelo Ministério Público Militar (MPM). Na decisão, o juiz argumentou que a civil se encontrava num estado de desequilíbrio emocional diante da situação de risco de vida sofrida por sua filha. “A jurisprudência é pacífica em afirmar que ofensas proferidas no calor de uma discussão, motivadas por um estado de justa indignação, não caracterizam o crime de injúria”, afirmou.
Diante da decisão, o MPM recorreu ao STM, por meio de Recurso que foi julgado na tarde de quinta-feira (23). De acordo com o órgão ministerial, o tapa significou um “meio aviltante e demonstração clara de ofensa à honra subjetiva do médico militar”. Também acrescentou a denúncia que a discussão foi ocasionada única e exclusivamente pela denunciada.
A defesa pediu a manutenção do entendimento de primeira instância, segundo o qual está ausente o elemento subjetivo do delito (dolo de atingir a honra do ofendido), dada a ausência do animus injuriandi.

Voto do relator
Ao analisar o caso, o relator, ministro Lúcio Mário de Barros Góes, afirmou, em seu voto, que a decisão do juiz “encerra uma prematura análise do mérito, ao examinar aspectos inerentes ao dolo da conduta da denunciada, a qual teria sido movida por um estado de justa indignação no calor de uma discussão”.
“Todavia, fato é que restaram demonstradas, em tese, autoria e materialidade de conduta tipificada no CPM, cabendo discutir-se aspectos inerentes ao mérito somente no decorrer do devido processo legal, sob o crivo do contraditório e da ampla defesa, sob pena de julgamento antecipado da lide”, declarou o magistrado.
O relator concluiu que, diante das informações contidas nos autos, há justa causa para a deflagração da ação penal. O Plenário seguiu, por unanimidade, o voto do ministro.

Processo Relacionado
STM/montedo.com

Exército zoa vascaíno no Twitter


Exército encerra missão no Haiti em outubro, anuncia General Villas Boas no Twitter




Crenças religiosas à parte, faz pensar; e muito!

29 de março de 2017

Esse cara sou eu! Selva!!!

No Exército, existem varias Equipes de Instrução de Sobrevivência na Selva, mas existe a Equipe de Instrução do cabo Silva Filho!!!
Seeeellva!!!

Recife: Justiça Militar condena sargento da Marinha e um civil por corrupção passiva e ativa

Resultado de imagem para corrupção passivaO Conselho Permanente de Justiça da Auditoria de Recife condenou, por unanimidade, um sargento da Marinha e um civil, acusados dos crimes de corrupção passiva e ativa, respectivamente, previstos nos artigos 308 e 309 do Código Penal Militar.
O civil, comerciante, teve a pena fixada em dois anos de reclusão e o militar recebeu a pena de quatro anos de reclusão, com a pena acessória de exclusão das Forças Armadas. O sargento recebeu mais de R$ 23 mil em propina.
Segundo a sentença, o sargento, que exercia a função de fiel de municiamento, passou a realizar uma série de manobras ilegais a fim de receber propina do dono da empresa que fornecia gêneros alimentícios para o Grupamento de Fuzileiros Navais.
O militar proporcionou, no exercício do seu trabalho, diversas ações, como maquiagem de estoque em um sistema de controle, conhecido como sistema Quaestor, e fez vales de retorno fictício.
Durante as investigações, inclusive com a quebra do sigilo bancário dos acusados, ficou comprovado que mercadorias não eram entregues ao quartel, ao mesmo tempo em que pagamentos eram realizados ao comércio de alimentos.
Nas datas em que eram depositados os pagamentos à empresa, ou no mesmo período, foram verificados também depósitos na conta do sargento realizados pela mesma empresa, por meio de transferências bancárias.
Além do pagamento indevido ao sargento, restaram comprovadas também uma entrada e uma saída fictícias de mantimentos do paiol - local onde se guarda munições e explosivos - do Grupamento Grupamento de Fuzileiros Navais.
O civil e o sargento cumprirão a pena, em regime inicialmente aberto, com o direito de apelar em liberdade. Ao comerciante ainda foi concedida a suspensão condicional da pena, benefício negado ao militar.
Da decisão, cabe recurso ao Superior Tribunal Militar, em Brasília.

Processo Relacionado
STM/montedo.com

Nota do editor
O militar condenado é o 2ºSG Renato Oliveira da Silva.
Confira aqui a Sentença proferida pelo Conselho Permanente de Justiça da Auditoria de Recife

Tirrim, tirrim, alguém ligou pra mim!

Histórias de Quartel
Tirrim, tirrim, alguém ligou pra mim!

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Ruben Barcellos

Meu amigo tava no expediente e foi avisado, na sargenteação, que a ligação era pra ele. O soldado ainda avisou:
- Voz de mulher, sargento!
Ele atendeu. A galera na volta, só cuidando.
- Pois não, é o Rodrigues.
E do outro lado:
- Oi Rodrigues, eu moro quase na frente do quartel e tenho te visto passar por aqui...
E o meu amigo:
- Ah é?...em que posso ajudar?
Ela - Não preciso de ajuda, preciso só que olhes pra mim...
Ele, sentando - Me diz mais precisamente onde moras...
Ela, enternecendo mais a voz - Ah, tem uma casa verde na frente do quartel; depois uma com grade na frente; e no lado, uma com duas janelas e um balanço de pneu. É ali.
Ele, cruzando a perna e se sentindo - Ah, sim...gosto de balanço de pneu, gosto de balançar de qualquer jeito...
Ela, depois de um risinho abafado - tu tem me balançado nos últimos dias; adorei tua moto vermelha...
Ele, já ouvindo a música " ah, se eu te pego" - tá às ordens (se referindo à moto)...
Ela, mudando o tom de voz e fazendo o meu amigo voltar da lua: - Tu não tá reconhecendo a minha voz, sargento Carlos Augusto Rodrigues?
Ele, reconhecendo a voz da sua mulher - É claro, meu amor, só te dando corda!
Ela, achando que já sabia o bastante pra fazer da vida do Rodrigues um inferno:
- Quando tu chegar em casa a gente conversa mais!
E deu o tiro de misericórdia:
- Então tu gosta de balanço de pneu? Hoje tu vai balançar com vontade!
Meu amigo Rodrigues liga pra casa 10 minutos depois:
- Bah, tu não vai acreditá, fui boleado de serviço AGORA.
Do outro lado alguém desligou sem responder nem desejar "bom serviço"!
É como dizia minha vó: enquanto o relho sobe e desce, as costas folgam.

Tríplice coroado: STM condecora o juiz Sérgio Moro

O juiz federal Sérgio Moro recebe nesta quinta (30) a Ordem do Mérito Judiciário Militar, durante as comemorações dos 209 anos da Justiça Militar, no Clube do Exército, em Brasília.

Medalha, medalha, medalha!
Esta será a terceira condecoração concedida a Sérgio Moro pelo establishment castrense. Em dezembro de 2015, ele foi condecorado com a Ordem do Mérito Cívico, concedida pela Liga de Defesa Nacional. 

Em agosto do ano passado, ele recebeu a Medalha do Pacificador, em solenidade no Comando do Exército, quando foi tietado por militares de todos os escalões.

Leia também:
Juiz Sérgio Moro é condecorado em solenidade militar 
Exército concede Medalha do Pacificador para o juiz Sérgio Moro 
Do general ao sargento: militares tietam Sérgio Moro na entrega da Medalha do Pacificador
Sem ressentimentos
Vale lembrar que o Vice-Almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, atualmente cumprindo pena de 43 anos de prisão por fraudes nas obras de Angra 3, foi um dos alvos da Operação Lava-Jato, comandada por Moro.

Com informações do Diário do Poder

28 de março de 2017

Alexandre Garcia na AMAN

A honra e a responsabilidade de falar por 2 horas aos cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras. Ao fim da palestra, os futuros oficiais do Exército me homenagearam com a Canção da AMAN. De arrepiar. Fiz selfie para guardar para sempre.
A imagem pode conter: 1 pessoa, multidão

Despesas com militares da reserva e pensionistas são encargos da União e não benefícios previdenciários, diz Secretário do TCU

Em nova entrevista, Sergio Mendes, Secretário de Recursos do Tribunal de Contas da União, fala sobre a Proteção Social dos militares.

Capitão reformado do Exército morre ao ser atingido por corda de caminhão

Idoso morre após ser atingido por corda de caminhão em Olinda
Olinda (PE) - Um acidente na Avenida Coronel Frederico Lundgren, no bairro de Rio Doce, em Olinda, no Grande Recife, deixou um idoso morto na manhã desta segunda-feira (27). A vítima foi identificada por Mitinao Kohno, de 70 anos. Segundo testemunhas, ele trafegava pelo local em uma motocicleta quando foi atingido no pescoço por uma corda arremessada pela condutora de um caminhão.
O idoso não resistiu ao ferimento e morreu na hora. Mitiano Kohno era descendente de japoneses e capitão reformado do Exército Brasileiro. Familiares da vítima estiveram no local do acidente, mas não quiseram comentar sobre o caso.
video

A condutora do caminhão, que não teve a identidade divulgada, foi detida por policiais militares e levada para prestar depoimento na delegacia do bairro. O corpo de Mitinao Kohno foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife, que fica no bairro de Santo Amaro, área central da cidade.
TV Jornal/montedo.com

Luciano Huck ganha medalha do Exército

Luciano HuckANCELMO GOIS

Agora em abril, Luciano Huck vai receber, do Exército Brasileiro, a Medalha da Ordem do Mérito Militar, maior comenda da Força Terrestre.

O Globo/montedo.com

Exército: Operação Rastilho III será acompanhada pela imprensa em tempo real

Resultado de imagem para operação rastilho II
TEMPO REAL
O Exército realiza nesta terça, em 13 Estados, a operação Rastilho III para investigar comércio ilegal de explosivos. A novidade será a imprensa acompanhando a operação em tempo real.

Anjos da Guarda somos!

27 de março de 2017

Quando a privada afundou o submarino

Durante a Segunda Guerra, a dor de barriga do capitão levou à destruição de seu U-Boat
HISTÓRIA MALUCA 

A situação não devia parecer promissora para os tripulantes do U-1206, que partiu em 6 de abril de 1945 rumo à costa da Grã-Bretanha com a missão de afundar qualquer coisa que pudesse. A guerra estava perdida – antes do final do mês, Adolf Hitler jogaria a toalha com um tiro na própria cabeça em seu bunker. Com o completo domínio aliado dos mares, a missão era suicida. Mas ao menos um consolo eles tinham: podiam usar a descarga. 
Para economizar espaço, os submarinos alemães não tinham um compartimento para dejetos como os dos aliados. A descarga era direto na água. Isso quer dizer que era impossível usar o banheiro quando a máquina estava submergida, porque a pressão no exterior faria a água correr para dentro. Assim, os marinheiros tinham que usar baldes, latinhas, o que desse – num espaço mal ventilado e já poluído pelos odores de suor e óleo diesel. 
Mas o 1206 vinha com um ultratecnológico banheiro de alta pressão, que podia ser usado a qualquer profundidade, baseado num sistema de válvulas complexo. 
Tecnológico até demais: era tão complicado que exigia treinamento específico. Em 14 de abril, o capitão Karl-Adolf Schlitt atendeu às necessidades da natureza e resolveu dar descarga sozinho. O sistema inteiro se abriu para o exterior, quando o submarino estava a 61 metros de profundidade. A água, numa pressão de 7 atmosferas, jorrou violentamente de dentro da bacia, atirando seu conteúdo ao alto – mas agora isso era o menor dos problemas. 
Logo abaixo do banheiro ficavam as baterias do submarino. O ácido nelas reagiu com a água, soltando gás cloro – tão letal que foi usado como arma química na Primeira Guerra. O capitão não teve escolha a não ser mandar o submarino emergir. 
Chegando à superfície, foram recepcionados por aviões britânicos. Um marinheiro morreu e outros três caíram na água. Schlitt mandou todo mundo para os botes salva-vidas e afundou o próprio submarino com explosivos, para evitar sua captura pelos aliados. Afinal, vai que eles quisessem copiar a magnífica tecnologia de banheiros alemã?
A dor de barriga do capitão levou à captura de 46 alemães, contando com ele próprio.

RJ: Morre o último Ministro do Exército, general Zenildo Lucena

Publicação original: 26/3 (15:11)
Morreu na manhã deste domingo no RJ (26), aos 87 anos,  o general Zenildo Gonzaga Zoroastro de Lucena, Ministro do Exército nos governos de Itamar e FHC. Ele estava internado no Hospital Geral do Exército. Nascido em 2 de janeiro de 1930, em São Bento do Una (PE), Zenildo cursou Cavalaria e formou-se na Aman, em 1950, chegando a general-de-brigada em março de 1983, segundo o verbete com seu nome no Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (Cpdoc) da Fundação Getulio Vargas (FGV).
"Ligado aos setores mais nacionalistas do Exército, integrou um grupo de oficiais que apoiou a indicação do general Albuquerque Lima para suceder o general Artur da Costa e Silva (1967-1969), na presidência da República. O objetivo do grupo era evitar a indicação do general Emílio Garrastazu Médici, que, no entanto, acabou sendo eleito pelo Congresso Nacional a 25 de outubro de 1969", diz um trecho do verbete.
Ainda conforme o Cpdoc, Lucena era próximo do general Ernesto Geisel, presidente de 1974 a 1979. Ao assumir o cargo de ministro do Exército, em meio à crise que culminou com o impeachment de Collor, o general teria atuado para evitar uma intervenção dos militares. "Em junho de 1993, rebateu as declarações do deputado federal e capitão da reserva Jair Bolsonaro favoráveis ao fechamento do Congresso e à volta do regime de exceção, garantindo o apoio do Exército ao governo", diz o verbete do Cpdoc.
No primeiro governo Fernando Henrique, atuou também para segurar a oposição dos setores mais conservadores das Forças Armadas a medidas como a aprovação da Lei dos Desaparecidos Políticos, que concedeu atestados de óbito a desaparecidos políticos durante a ditadura militar e previa o pagamento de indenizações às famílias das vítimas. Segundo o Cpdoc, Lucena lançou uma nota em agosto de 1995 afirmando que a indenização era uma decisão exclusiva do presidente da República.
O general Zenildo deixa esposa, duas filhas e cinco netos. O velório será nesta segunda-feira no Palácio Duque de Caxias, sede do Comando Militar do Leste. (com informações de O Globo e O Estado de São Paulo)

Temer garante comandante do Exército no cargo

Comandante do Exército, o general Eduardo Villas Bôas tem tratado sem rodeios seu problema de saúde. Ele sofre de uma doença neuro motora degenerativa que o obriga a usar bengala.
O general gravou vídeo ao Exército justificando o uso da bengala. “Me sinto plenamente em condições de chegar até o final do meu comando, até o momento em que o presidente julgar necessário”.
Michel Temer esta a par do caso e já garantiu que vai mantê-lo no cargo.
Coluna do Estadão/montedo.com

#rindodapolicia: adolescente envolvido na morte de subtenente do Exército é liberado e posta foto rindo nas redes sociais


O adolescente T.L.O, de 16 anos, que foi apreendido na sexta-feira de posse da arma do subtenente do Exército Vladimir dos Santos Ladeira, morto no domingo passado na Feira da Compensa, acabou sendo liberado por conta da legislação e postou foto ontem nas redes sociais sorrindo e fazendo sinal de positivo.
A postagem imediatamente ganhou os grupos de policiais, com a hastag #rindodapolicia.
T.L.O confessou participação no crime.
Blog do Hiel Levy/montedo.com

Leia também:Polícia apreende menor e recupera pistola roubada do subtenente do Exército assassinado em Manaus

MS: Exército rejeita parte de asfalto para recapeamento de ruas em Campo Grande



Exército rejeita parte do asfalto produzido para recapear quatro vias
Material passa por testes e nem sai da fábrica quando qualidade está aquém do ideal
Anahi Zurutuza
Campo Grande (MS) - Parte do material que foi produzido para o recapeamento das quatro vias que formam o corredor sudoeste do transporte coletivo em Campo Grande, foi rejeitado por técnicos do Exército, responsável pela obra. A massa asfáltica é testada antes de sair da fábrica.
De acordo com o tenente-coronel Ronaldo Matias Soares, comandante do 9º Batalhão de Engenharia de Construção de Cuiabá (MT), desde que a obra começou, no dia 13 de fevereiro, já consumiu cerca de 40 caminhões de asfalto. A parte do material rejeitado é equivalente ao conteúdo de três carregamentos.
“O material passa por testes e se não está em conformidade nem vem para a obra. Não foi aplicado”, garantiu o coronel.
Para o coronel, o excesso de chuva atrapalhou a produção. “A massa é composto do betume (derivado do petróleo) e o agregado (pedra brita). Estamos num período bem chuvoso em Campo Grande e o problema se deu justamente no grau de umidade do agregado”.
O capitão Filipe Almeida Corrêa do Nascimento, que é engenheiro, explica ainda que sempre que uma obra é planejada, estima-se o desperdício de material. “Geralmente, a margem de perda é de 5%”.
Os 40 caminhões de asfalto foram usados no recape de 10,5 mil metros quadrados da traves Guia Lopes e trechos da rua Brilhante. O Exército gastou até agora R$ 110 mil na compra do material.

Fabricante
Paulo Alvarez, o dono da Usimix, fornecedora do asfalto, explica que a própria empresa faz controle rigoroso da qualidade material produzido. Ele faz questão de explicar que até agora não houve devolução de caminhões com massa asfáltica, mas confirma que sempre que a massa asfáltica é reprovada nos testes, ela é descartada.
Alvarez lembra que a última leva de caminhões enviada para o recapeamento da rua Brilhante foi fiscalizada por ele mesmo. “Na terça-feira (23), enviamos dois caminhões para eles, eu mesmo liberei com a autorização do laboratorista deles”.

Etapas
O projeto prevê a troca do asfalto em 12 km. Além da travessa Guia Lopes e da rua Brilhante, as avenidas Bandeirantes e Marechal Deodoro também serão recapeadas. As quatro vias formam o corredor sudoeste do transporte coletivo.
O investimento total na revisão do sistema de drenagem e repavimentação é de R$ 24 milhões. O Exército será responsável pela execução direta de obras de R$ 17,1 milhões.
A obra está sendo feita por etapas e tem prazo de dois anos para ser concluída. A parte de drenagem só começará a ser feita em maio, com o fim das chuvas. Só depois desta fase que os cruzamentos e os acostamentos receberão asfalto novo.
Nas pistas que ficarão reservadas para os ônibus, o pavimento será diferente, de material mais resistente.
Campo Grande News/montedo.com

26 de março de 2017

Imagem do dia...

 Sob um retrato carcomido do Libertador Simón Bolívar, menina venezuelana procura comida no lixo em uma rua de Caracas (Imagem: Daniel Lozano - El Mundo)

Sede do Exército no RJ, Palácio Duque de Caxias é atingido durante tiroteio no morro da Providência

Prédio do Exército é atingido durante tiroteio no Morro da Providência
Intensos confrontos na Saúde assustou moradores. PM foi ferido por estilhaços em troca de tiros na favela nesta quinta-feira
Rio - O Palácio Duque de Caxias, onde fica o Comando Militar do Leste, foi atingido por disparos durante um intenso tiroteio no Morro da Providência, na Zona Portuária, na manhã desta quinta-feira. De acordo com o 5º BPM (Praça da Harmonia), um PM foi ferido por estilhaços no confronto, mas passa bem.
Segundo testemunhas, um camelô também teria sido baleado na Central no momento do tiroteio. No entanto, a PM ainda não confirma essa informação. Desde cedo, os moradores relatam clima de insegurança na Saúde.
A polícia fez uma operação para reprimir o tráfico de drogas dentro de um cortiço localizado próximo da Rua Barão de Tefé nesta manhã. Os PMs foram recebidos a tiros. A via ficou interditada por 40 minutos, causando impactos no trânsito em alguns pontos da cidade.
O DIA/montedo.com

Exército apreende 117 kg de drogas em região de fronteira no AM

Apreensão ocorreu no Rio Japurá, próximo ao município de Tabatinga.
Homens que faziam transporte do entorpecente fugiram.
Do G1 AM
Cerca de 117 kg de maconha tipo "skunk" foram apreendidos no Rio Japurá, próximo ao município de Tabatinga, a 1.108 quilômetros de Manaus. Dois homens que faziam o transporte das drogas conseguiram fugir. A apreensão foi feita durante fiscalização do Exército. As informações foram divulgadas neste sábado (25).
O material estava armazenado em uma canoa que seguia pelo Rio Japurá, próximo a fronteira com a Colômbia, na quinta-feira (23). Ao perceber a aproximação do Exército, dois homens que estavam na embarcação fugiram pela mata.
A droga foi levada para o pelotão de Vila Bitencourt, em seguida para o 8º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS), em Tabatinga. Segundo o coronel Júlio Cesar Nagy, do Comando de Fronteira Solimões (CFSOL), o Japurá têm sido rota de traficantes colombianos.
"Existe sim essa possibilidade de narcotraficantes que se ligaram a elementos das Farc e que hoje operam fazendo o transportedessa droga da Colômbia, até chegar no grande centro de Manaus", disse.
No dia 11 de março, um colombiano foi preso com cerca de 1,7 toneladas de maconha e cocaína em um barco também no Rio Japurá. A apreensão foi feita pela Marinha e além das drogas, um fuzil e munições de uso restrito foram apreendidos.
G1/montedo.com

25 de março de 2017

Polícia apreende menor e recupera pistola roubada do subtenente do Exército assassinado em Manaus


Manaus (AM) - Um adolescente de 16 anos foi apreendido na manhã desta sexta-feira (24), por envolvimento na morte do subtenente do Exército Vladimir dos Santos Ladeira (46), ocorrido no último domingo (19), na Feira da Compensa, zona oeste  da capital amazonense.
Outros dois envolvidos foram identificados, o piloto da moto usada no crime e o autor dos disparos, que estaria refugiado no interior do Amazonas.

A pistola Taurus 9mm roubada do militar no momento do assassinato também foi recuperada, após ter sido deixada pela pessoa que estava com a arma em local previamente combinado com os policias.
A polícia não informou qual foi a participação do menor no crime.

Leia também:
Subtenente do Exército é morto a tiros após reagir a assalto em Manaus

24 de março de 2017

Recruta do Exército morre de infarto durante treinamento físico e causa comoção em cidade de MG

Jovem soldado do Exército sofre infarto fulminante e morre no quartel em Araguari

Araguari (MG) - Familiares e amigos de Lucas Thiago Araújo de Oliveira, de 18 anos, estão abalados e inconformados com a perda do jovem. Lucas sofreu um infarto fulminante quando praticava atividades físicas dentro do quartel do exército em Araguari.
O jovem foi socorrido e encaminhado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) onde acabou não resistindo. A unidade ficou movimentada com a presença de amigos e familiares de Lucas.
“A família esta muito abalada, amigos abalados, foi um choque para todos, o Lucas era tão cheio de vida, objetivos, sonhos, um amigo inesquecível, eu nem sei expressar a dor que eu estou sentindo nesse momento.”, disse um amigo de Lucas.
Lucas morava na rua Itatiaia, bairro Santa Terezinha. O jovem estudou na escola estadual Polivalente Madre Maria Blandina. Lucas estava a aproximadamente um mês no exército. Conforme apurado, Lucas passou por todos os exames médicos antes de entrar no exército.
A morte do jovem causou enorme comoção em Araguari.
opiqui.com/montedo.com

Aluno é atropelado em frente ao Colégio Militar de Juiz de Fora e sofre traumatismo craniano

Adolescente atropelado na JK tem traumatismo craniano
Garoto foi atingido próximo à passarela de acesso ao Colégio Militar
Juiz de Fora (MG) - Um adolescente de 11 anos foi atropelado, no início da manhã desta quinta­feira (23), na Avenida JK, em frente à passarela de entrada do Colégio Militar, na altura do Bairro Nova Era, na Zona Norte de Juiz de Fora. Conforme informações da Polícia Militar, o garoto seria aluno do colégio, foi atingido por um veículo Kia Sportage, com placas de Juiz de Fora, que seguia no sentido Centro, por volta das 7h. O veículo era conduzido por uma mulher, de 37 anos.
Segundo informações do Samu, o estudante foi socorrido por uma viatura de suporte avançado e conduzido para o Hospital Monte Sinai. O garoto sofreu traumatismo craniano e uma fratura exposta no cotovelo. Segundo a assessoria de comunicação do Hospital Monte Sinal, ele passou por cirurgia, está na UTI pediátrica aguardando novas avaliações e seu estado de saúde é considerado grave.
Uma viatura do Exército também teria ajudado nos primeiros socorros, uma vez que o garoto é filho de um sargento da corporação. Com o atropelamento, o trânsito funcionou em meia pista e foi controlado por militares. A motorista foi liberada após o registro da ocorrência.
Tribuna de Minas/montedo.com

Soldado diz que perdeu testículo em “trote” e processa o Exército

Ele quer uma indenização de R$ 500 mil; caso aconteceu no Rio de Janeiro
Um soldado das Forças Armadas está processando o Exército. Ele, que é lotado na 27ª Brigada de Infantaria Pára-quedista, no Rio de Janeiro, diz que teve de extrair um testículo após passar por um “trote” promovido por seus superiores.
De acordo com o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, o soldado também diz que levou golpes de chicote e seu corpo ficou todo marcado. Na Justiça, ele pede para ser reformado e quer uma indenização no valor de R$ 500 mil.
NOTÍCIASAOMINUTO/montedo.com

Exército vai atuar na recuperação de estradas em cidades do interior gaúcho

Roger Nicolini
A recuperação de estradas de chão batido em cidades do interior gaúcho é o objetivo de um convênio entre o governo do Estado e o Comando Militar do Sul (CMS). A assinatura do acordo, válido por 18 meses, está prevista para a próxima semana.
Os prefeitos dos municípios beneficiados estão sendo contatados. O Piratini ainda não divulgou o local das obras e nem quando as ações serão executadas, mas a expectativa é que os primeiros trabalhos ocorram no primeiro semestre de 2017.
O Exército ficará responsável pela mão de obra e pelos equipamentos, enquanto a Secretaria de Obras entrará com os insumos. As vias poderão receber terraplenagem, aplicação de saibro ou alargamento, entre outras intervenções.
“Onde fugir da área da atuação do Daer, nós vamos entrar. Em trechos essenciais no município, como o que liga a cidade a outra, que ligue um distrito a uma rodovia estadual ou federal”, relata o diretor de Desenvolvimento Urbano da Secretaria de Obras, Edson Burmann.
As rotas de escoamento da produção de propriedades rurais também terão prioridade. Após a implementação, o projeto-piloto poderá ser estendido para outras obras públicas.
Rádio Gaúcha
Rádio Líder FM/montedo.com

23 de março de 2017

Chaplin vai à guerra!

Nos confins do Brasil: Exército reforça patrulhamento e faz reconhecimento de marcos na fronteira com a Venezuela

EXÉRCITO REFORÇA PATRULHAMENTO E FAZ RECONHECIMENTO DE MARCOS NA FRONTEIRA
Equipe percorreu área fronteiriça e coletou informações com os indígenas da região que faz fronteira com a Venezuela


PABLO ROCHA RORAIMA 

O Exército reforçou o patrulhamento na fronteira do Brasil com a Venezuela, ao Norte do Estado, para coibir a entrada de drogas, armas e criminosos pela região fronteiriça. Durante quatro dias, uma equipe do 5º Pelotão Especial de Fronteira (5ºPEF), localizada em Auaris, na Terra Indígena Yanomami, composta por nove militares, realizou um patrulhamento na faixa de fronteira roraimense no extremo Oeste do país.
Além de combater ilícitos transfronteiriços, eles patrulharam os marcos fronteiriços e estabeleceram contato com as comunidades indígenas lindeiras. A patrulha passou dois dias fazendo deslocamento a pé pela selva, no interior da terra indígena para chegar à fronteira com a Venezuela e percorrer os marcos.
“Cabe ressaltar que, apesar das dificuldades de deslocamento para chegar à localidade, por conta da distância e do terreno acidentado, os marcos daquela região foram reconhecidos, limpos, bem como a comunidade Ye'kuwana local passou informações da região aos militares”, explicou o major Rodrigo Luís, da comunicação do Exército.
Roraima Music/montedo.com

MS: Canadá tem interesse em ajudar o Estado a patrulhar fronteiras

COMBATE AO TRÁFICO
Canadá tem interesse em ajudar o Estado a patrulhar fronteiras
RENAN NUCCI0
Mato Grosso do Sul pode receber ajuda do Canadá no combate ao tráfico de drogas nas fronteiras com Bolívia e Paraguai. O interesse foi declarado pelo embaixador canadense no Brasil, Riccardo Savone. Ontem, ele participou de reunião com o governador Reinaldo Azambuja e o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, além do governador de Mato Grosso, Pedro Taques.
O apoio se daria por meio de investimentos em aparelhamento e modernização da polícia, treinamentos, troca de experiências e de dados sigilosos. Parceria assim ocorreu durante os jogos Olímpicos do Rio 2016, quando o governo canadense também cedeu à Polícia Federal equipamentos de detecção de armas químicas, biológicas e nucleares, a fim de prevenir ataques terroristas.
O interesse do Canadá se dá em razão do fato de que boa parte da maconha e cocaína que entram no Brasil por território sul-mato-grossense, vindas do Paraguai e Bolívia, chegam à América do Norte, potencializando problemas de saúde e segurança nos países daquela região.
A reunião com o embaixador ocorreu durante o 2° Encontro de Secretários de Segurança Pública, realizado em Campo Grande. Savone destacou o trabalho feito na fronteira de seu país com os Estados Unidos, no que se refere ao combate ao tráfico. Segundo ele, as experiências promovidas lá serviram como ponto de partida para ação internacional estendida também à Colômbia, Peru, Equador e Bolívia, grandes fornecedores de cocaína. “Estas operações preventivas garantem a soberania e a prosperidade das nações, diante do crime organizado”, disse.
CORREIO DO ESTADO/montedo.com

THE HUFFINGTON POST UK/montedo.com

22 de março de 2017

Embuste nível "Hard!"

Muita criatividade. O pica-fumo se superou.

" Se a sociedade necessita de Forças Armadas, elas tem que ter prerrogativas", diz Comandante do Exército

Em mais uma edição do "Comandante Responde" o general Villas Bôas fala da importância da soberania do País e da proteção social das Forças Armadas. Bem humorado, brinca com seu problema de saúde: "O Estado-Maior vai ter que elaborar as normas para utilização da bengala."


MP do Mal?
Definitivamente, a perdas da MP do Mal foram rebatizadas pelas Forças Armadas como 'Reestruturação remuneratória de 2001".

Fraudes atingiram licitações do Exército no MS

Fraudes atingiram licitações no Exército, IFMS e superintendências
Num dos casos, o ágio foi de 600% sobre o valor unitário dos produtos adquiridos
Aline dos Santos
Campo Grande (MS)  - As fraudes investigadas na operação Licitante Fantasma, realizada nesta terça-feira (21) pela PF (Polícia Federal) em Campo Grande, atingiram licitações do Exército, IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul ), Superintendência de Administração do Ministério da Fazenda e Superintendência Federal de Agricultura. Os órgãos foram divulgados em nota da CGU (Controladoria-Geral da União).
A operação investiga organização criminosa que fraudava o sistema ComprasNet (pregão eletrônico para compras do governo federal) e licitações presenciais. Não foi divulgado que tipo de compra foi fraudada. Num dos casos, o ágio foi de 600% sobre o valor unitário dos produtos adquiridos.
A investigação, com três anos de duração, identificou um grupo empresários organizado para fraudar, de forma sistemática, as compras. Eles faziam acertos de preço e fraudes nos lances efetuados nas licitações.
São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Campo Grande. A ação tem 20 policiais federais e servidores da CGU (Controladoria-Geral da União).
O nome da operação faz alusão às empresas que formalmente participavam dos processos licitatórios atuando como concorrentes, mas que na verdade eram fictícias e pertenciam ao mesmo dono.

Uma das empresas alvo da operação está apta, no papel, a oferecer 28 serviços, que vão de obra pública a alinhamento e balanceamento de carro.
“Tive o trabalho de contar ontem. Teve uma empresa habilitada a fornecer 28 tipos de serviço. Desde construção de obras públicas a alinhamento e balanceamento de carro. No cadastro social dela, pode fornecer uma gama imensa de serviços”, afirma o chefe da Controladoria Regional da União no Estado, José Paulo Barbiere.
As empresas suspeitas das fraudes atuam em vários segmentos, como terceirização de mão de obra, reforma, filmagem de eventos de órgãos públicos, manutenção de ar-condicionado. “Basicamente, elas ganham a licitação fraudada e subcontratam para outra empresa participante do conluio ou não”, diz Barbiere.
Desta forma, o produto era entregue e a participação de várias empresas dava impressão de que havia competição no sistema ComprasNet (pregão eletrônico para compras do governo federal). As ofertas nas licitações eram feitas de um mesmo computador e com diferença miníma de tempo.
Ainda de acordo com a investigação, são cerca de 15 empresas relacionada a dois empresários, alvos da ação nesta terça-feira. Porém, eles não aparecem como proprietários , abrindo uma linha de investigação se havia laranjas conscientes. Ou seja, se as pessoas estavam cientes do uso do nome nas empresas ou não.
“Os proprietários no papel, no contrato social, não são quem manipulavam essas empresas, eram os dois. Os donos das empresas são terceiros que serão investigados”, afirma o delegado regional de Combate ao Crime Organizado, Cleo Mazzotti.
Os nomes das pessoas e das empresas não foram divulgados sob justificativa de que o procedimento está sob sigilo na Justiça Federal. A PF e CGU negam que haja envolvimento de funcionário público federal no esquema.
Na avaliação de contratos de R$ 60 milhões, o prejuízo chega a R$ 25 milhões. As licitações são do Exército, IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul ), Superintendência de Administração do Ministério da Fazenda e Superintendência Federal de Agricultura.

E o dinheiro?
De acordo com a CGU, os próximos passos para evitar fraudes no sistema de compra é a adoção de filtros para identificar quando as propostas partirem de um mesmo computador, a exemplo do que aconteceu na fraude investigada.
Conforme Barbiere, devem ser instaladas processos de tomada de contas especial para reaver os recursos junto às empresas. A União também pode entrar com ações pedindo ressarcimento. Os empresários vão responder por fraude à licitação, estelionato qualificado, formação de quadrilha e posse de irregular de arma de fogo. O flagrante das armas resultou na prisão de ambos.
Campo Grande News/montedo.com

PR: cabo do Exército morre em acidente no centro de Cascavel

Liliane Dias
Um cabo do Exército de 23 anos morreu em um acidente na manhã desta terça-feira (21), no cruzamento das ruas Erechim e Rafael Picolli no centro de Cascavel. Segundo informações repassadas no local, Anderson Rodrigo Kieling teria avançado a preferencial e o condutor de um Voyage que seguia pela Erechim não conseguiu frear.
Anderson foi atingido pelo veículo e sofreu múltiplas fraturas. Socorristas do Siate chegaram a ser acionados, mas Anderson não resistiu aos ferimentos e morreu no local. No carro os danos foram apenas materiais e ninguém se feriu.
TAROBÁ/montedo.com

20 de março de 2017

Exército dos EUA vai começar a testar laser para derrubar drones

CAROLINE ROCHA
A fabricante de produtos espaciais Lockheed Martin mostrou nesta segunda-feira, 20, um sistema de lasers para eliminar drones que estejam sobrevoando áreas não autorizadas. Segundo a empresa, a solução vai começar a ser testada pelo exército dos Estados Unidos. Em experiências, o sistema conseguiu alcançar 58 quilowatts de potência, mas é possível que o potencial aumente nos próximos meses.
O laser utilizado pelo sistema é chamado de feixe de laser de fibra combinada. Isso significa que ele une diversos lasers individuais para criar um único feixe, mais -potente. "Os veículos do exército poderão carregar algo suficientemente pequeno e poderoso o suficiente para ser militarmente útil", explica Robert Afzal, responsável pela área de sistemas e sensores de laser da empresa.
O método usado atualmente para derrubar drones usa mísseis, que custam bem mais, e possuem efeitos colaterais, correndo ainda o risco de não atingirem o objetivo. De acordo com especialistas, as armas a laser podem ser mais baratas do que as munições tradicionais, já que não exigem projeteis e não precisam ser carregadas.
Por enquanto, as agências vão analisar o potencial da ferramenta
Olhar Digital/montedo.com

Morre o capitão do Exército que virou símbolo da luta contra a leucemia

Nas últimas horas, as más notícias resolveram fazer fila na pauta do blog. Logo após o assassinato do Subtenente Ladeira, recebi a informação de que outro militar do Exército, um primeiro sargento da ativa, faleceu vítima de um AVC, também em Manaus.
Na sequência, outra nota triste: faleceu o Capitão do Exército Michel Maruyama Gomes, após longa batalha contra a leucemia. Desde que teve a LMA (Leucemia Mieloide Aguda) diagnosticada em março de 2014, sua luta na busca de um doador alcançou repercussão em todo o país. Em março de 2015, ele finalmente encontrou um doador. O transplante de medula óssea teve sucesso mas, infelizmente, a doença voltou. Michel morreu ontem em Curitiba.
A felicidade estampada no rosto e o cartaz com o anúncio: Encontrei o doador. (Foto: Divugação/Facebok Tamojuntomichel)

O lema do 5º Batalhão de Engenharia de Construção aplica-se plenamente ao Capitão Maruyama. Ultrapassando os limites de sua luta particular, Michel tornou-se um símbolo na divulgação de campanhas de medula óssea, no Brasil todo.  Ajudou a salvar muitas vidas. Definitivamente, não viveu em vão.

Missão Cumprida!
Vá em paz, nobre Guerreiro.

19 de março de 2017

Subtenente do Exército é morto a tiros após reagir a assalto em Manaus

FEIRA DA COMPENSA
Subtenente do Exército é morto a tiros após reagir a assalto em bar na feira da Compensa
Ele estava com amigos quando foi surpreendido por um homem armado. Houve troca de tiros e ele acabou foi alvejado na cabeça e pescoço

Vinicius Leal e Geizyara Brandão
Manaus (AM) - O subtenente do Exército Vladimir dos Santos Ladeira, de 46 anos, foi morto a tiros no início da tarde deste domingo (19), em Manaus, após reagir a tentativa de assalto em um bar localizado na feira do bairro da Compensa, na avenida São Pedro, na Zona Oeste da capital. Vladimir morreu a caminho do hospital.
Segundo informações da tenente Ivana, da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), um homem armado abordou a vítima no bar. “Ele (vítima) estava no bar, no corredor da feira, quando foi surpreendido por um indivíduo que estava de calça jeans, camisa branca, tênis e boné preto. O indivíduo surpreendeu ele com uma arma de fogo em punho e pediu a arma do militar”, afirmou a tenente.
Após reagir ao assaltante, segundo a tenente, houve troca de tiros. “Nesse momento, o militar tentou reagir desferindo tiros no indivíduo, que acabou atingido na perna”, explicou a tenente Ivana. A vítima também foi atingida com três tiros, dois na cabeça e um no pescoço, foi socorrida, porém morreu a caminho do Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto.
“O assaltante havia chegado de moto, que está com restrição de roubo, abandonou essa moto e depois fugiu de mototáxi”, explicou a tenente Ivana. Segundo ela, equipes da Polícia Militar iniciaram as buscas pelo suspeito do crime. Até a publicação desta matéria, ninguém havia sido preso.
A esposa do subtenente do Exército, Andrea de Almeida, foi até o Hospital 28 de Agosto. Segundo ela, o marido estava no bar bebendo com amigos. Ela informou à reportagem que os dois moravam juntos em Manaus há 15 anos. “Ele tinha acabado de sair de casa quando eu soube”, falou.
O latrocínio será investigado pela Polícia Civil.
acrítica/montedo.com

Nota do editor
O Subtenente Ladeira era da arma de Infantaria, Turma de 92, da EsSA.

Profissão: Militar! Porque vale a pena.

17 de março de 2017

Privatização da guerra: proposta quer substituir exércitos da União Europeia por mercenários

Bruxelas quer substituir forças armadas por mercenários
Relatório está em discussão no Parlamento Europeu
O uso de mercenários pela União Europeia e pelos seus estados-membros é defendido num projecto de relatório do Parlamento Europeu sobre empresas de segurança privada.
A proposta de relatório, da autoria da deputada belga Hilde Vautmans (grupo dos Liberais), sugere que a União Europeia defina regras para as empresas de segurança privada, nomeadamente de mercenários em contexto de intervenção militar.
No documento, é reconhecido que o recurso a estas empresas resulta do desinvestimento nos aparelhos militares e civis de defesa e segurança por parte dos estados-membros, nomeadamente através de cortes orçamentais. A utilização de seguranças privados e de mercenários em cenários de guerra e intervenção militar desempenha «um papel importante», já que as empresas de segurança privada «podem permitir uma considerável diminuição dos custos», lê-se no relatório.
As potenciais poupanças ao nível dos custos e a eventual «maior eficiência comparativamente com a prestação desses serviços pelo Estado» são apontadas como principais argumentos para a regulamentação da segurança privada e dos mercenários pela União Europeia.

Privatização da guerra – uma tendência crescente
A utilização de mercenários em cenários de guerra é uma prática que tem proliferado em vários conflitos, nomeadamente na Síria, por parte de potências ocidentais, e no Iémen, contratados pela Arábia Saudita. De acordo com a PressTV, um ataque retaliatório por parte das forças iemenitas a uma base saudita junto da fronteira entre os dois países provocou a morte de dois mercenários. No início do mês, uma fonte do Exército Árabe da Síria revelou à agência de notícias SANA que se contavam dezenas de mercenários entre os terroristas mortos numa operação a Nordeste de Alepo.
Em 2007, uma equipa de mercenários da empresa norte-americana Blackwater disparou sobre uma concentração de civis na praça Nisour, em Bagadade (Iraque). Um tribunal norte-americano acabou por condenar quatro dos elementos envolvidos por homicídio, em Abril de 2015.
Desde o início da invasão norte-americana do Afeganistão, em 2002, até 2014, a Blackwater (renomeada Academi após o massacre da praça Nisour) recebeu 569 milhões de dólares só pelos serviços prestados naquele país, de acordo com uma auditoria oficial, citada pela revista The Nation em Março de 2015.
Um artigo publicado no The Yale Review of International Studies em 2012 estimava que, em 2010, as empresas de mercenários facturaram 50 mil milhões de dólares – um terço da despesa com pessoal prevista no orçamento de defesa dos Estados Unidos da América.
abril/montedo.com

Entidade de controle aponta necessidade de incluir militares na reforma da previdência

Os militares não serão atingidos pelo reforma de previdência proposta pelo governo federal. No entanto, entidades de classe do controle externo apontam números que mostram a relevância desse setor para o déficit da previdência exposto pelo Executivo.
“A reforma se restringe ao grupo de servidores civis federais, que representa apenas 44% do valor alardeado pelo Governo a título de “déficit previdenciário”, destacou Lucieni Pereira, presidente da AUD-TCU, em audiência pública reservada na Câmara dos Deputados.
Lucieni afirma que, sem incluir os militares no texto, não há como o Congresso Nacional votar a 4ª reforma, “novamente exclusiva para os servidores civis”. “Dos R$ 77 bilhões apresentados pelo Governo durante a Comissão da Verdade a título de “déficit previdenciário” do setor público, apenas R$ 34 bilhões se referem a aposentadorias e pensões dos servidores civis federais”, disse a presidente.
A representante da AUD-TCU também alertou para o fato de que o texto em discussão precariza as atividades exclusivas de Estado, cujas carreiras deixarão de ser atraentes para profissionais experientes. “Os melhores não virão para o setor público”, ponderou Lucieni.
Para contrapor os argumentos dos militares, de que eles não dispõem de um sistema de previdência, porque ficam à disposição na reserva - podendo ser convocados a qualquer momento no caso de guerra -, Lucieni argumentou que, se o Brasil se envolver em alguma guerra, a União deve indenizar os militares convocados, podendo, inclusive, instituir impostos extraordinários conforme previsto no artigo 154, inciso II da Constituição da República.
“A indenização dos militares convocados em caso de guerra externa deve ser uma despesa considerada no custo da guerra”, ressaltou Lucieni.
Dados apurados pela AUD-TCU mostram números da previdência pública por segmento, separando os gastos com servidores civis federais, dos militares federais e os gastos com aposentadorias e pensões do Fundo Constitucional do Distrito Federal (FCDF), pagos pela União por força constitucional.
De acordo com o Relatório Resumido de Execução Orçamentária de 2016, publicado pelo próprio Ministério da Fazenda em janeiro deste ano, foi de R$ 34 bilhões o aporte do Tesouro Nacional para custear cerca de 650 mil benefícios com aposentadorias e pensões dos servidores civis federais, enquanto o Tesouro Nacional gastou os mesmos R$ 34 bilhões para pagar apenas 300 mil benefícios referentes a reformas e pensões dos militares federais.
Os militares integram um grupo especial que nunca foi alcançado por nenhuma das Emendas aprovadas nas duas últimas décadas (Emendas nº 20/1998, 41/2003 e 47/2005), embora exija do Tesouro Nacional um volume de recursos proporcionalmente muito maior do que a União aporta para a previdência dos servidores civis.
Na audiência, o deputado Hugo Leal (PSB-RJ) perguntou ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que também participou da audiência, qual o impacto financeiro-previdenciário decorrente da criação da previdência complementar (FUNPRESP) apenas para os servidores civis federais, uma vez que o custo de transição do regime de repartição simples para o regime de capitalização reduz, sobremaneira, as receitas do regime próprio de previdência.
Lucieni sempre alertou, em todas as instâncias de debate de que participou, que o custo de transição da previdência complementar do servidor civil federal aumentaria, durante muitos anos, a diferença entre receitas e despesas previdenciárias dos servidores civis, e que isso seria utilizado para o Governo “justificar” novas reformas da previdência, exatamente o que se verifica neste momento.
Leal cobrou do Governo transparência dos números, para que a sociedade saiba quanto custa cada grupo de servidores por ela financiado. “Esta é a 4ª Reforma da Previdência apenas para os servidores civis e precisamos saber os números separadamente”, disse Leal ao Ministro da Fazenda. O Ministro da Fazenda concordou que os números devem ser apresentados de forma detalhada, para que a sociedade tenha clareza de quanto gasta com cada segmento (civil e militar; urbano e rural).
Contas Abertas/montedo.com

Estátua de tigre sorridente que virou meme é destruída por militares, na Indonésia

Estátua de tigre "sorridente" virou motivo de piadas em redes sociais
A estátua de um tigre sorridente, que havia sido montada em frente a uma base militar, na província de Java Ocidental, na Indonésia, foi destruída após virar motivo de piadas em redes sociais. A escultura fora montada no local há alguns anos para ser um mascote do Comando Militar de Siliwangi, mas a imagem do animal selvagem "feliz" recentemente acabou caindo nas graças de internautas, que a usaram para compor memes, o que desagradou os agentes do Exército.

Tigre
"Eu não sei por que, mas toda vez que eu vejo esse rosto (do tigre) acabo rindo", comentou um internauta no Facebook. Por meio de redes sociais, a imagem do tigre sorridente foi "colocada" em filmes e animações para fazer piada.
Vincent Candra, o internauta que "descobriu" o tigre "feliz", comentou que não esperava tamanha repercussão. "Eu não imaginava que (a imagem da estátua) fosse se tornar viral", disse ele, que acrescentou: "Eu me senti triste quando soube que ela foi destruída".
Fake poster for Life of Pi
A estátua foi destruída na última segunda-feira. O major Gen Herindra, responsável pelo Comando Militar de Siliwangi, comentou o caso. "Cada unidade tem sua própria decisão sobre como a estátua foi feita, mas às vezes o artista (que fez o tigre sorridente) não era tão bom", disse.
Mock up of film crew running away from the tiger
A copy of Jungle Book characters and the tiger
Selection of images of other tiger statues
Extra/BBC/montedo.com

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics