7 de agosto de 2017

Foco das Forças Armadas no Rio são fuzis, comando do crime e dinheiro

O ministro da Defesa prometeu boas notícias "muito em breve"

Resultado de imagem para AFP / Yasuyoshi CHIBA Ministro da Defesa, Raul Jungmann
O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirma que o foco inicial das Forças Armadas no combate ao crime no Rio serão armas, especialmente fuzis, comando do crime e dinheiro. Ao Estado, ele afirma que, com uma semana de operação, é impossível dizer quando os indicadores de violência cairão. Promete, porém, boas notícias "muito em breve". A seguir, um resumo dos principais trechos da conversa:

Como o senhora avalia a primeira semana da operação das Forças Armadas no Rio e os números da violência?
Sobre os números, quem os tem é a Secretaria de Segurança do Rio Ademais, uma semana é insuficiente para medir tendências e/ou resultados.

Em quanto tempo o senhor acha que dá para ver um resultado prático?
As ações serão variadas e não obedecerão a uma rotina. Serão múltiplas as formas, os meios e os métodos. As Forças Armadas atuarão em apoio, não no combate ao crime, que é tarefa das polícias. Nosso foco inicial são as armas, em especial, fuzis.

Como será dado esse foco? Nas operações da PRF nas fronteiras?
Dizer, com uma semana (de operação), quando os índices cairão é uma previsão impossível, no momento. Os focos serão armas/fuzis, comando do crime e recursos financeiros.
Nestes primeiros dias em que a Força estava nas ruas, pensávamos que a ação militar inibiria criminosos, o que a população anseia mais
(A população) Anseia (a ação militar que) e inibe (o crime). Mas ela não reduz a capacidade operacional do crime. Entramos, eles tiram férias, a população é "anestesiada". Saímos - não é possível ter tropa nas ruas indefinidamente, além do custo altíssimo -, e eles voltam, muitas vezes mais ferozes. Tropa na rua inibe, jamais golpeia o crime.

O senhor que deixar algum recado para a população do Rio?
As ações e os resultados virão, muito em breve. Nunca prometemos soluções mágicas, mas trabalho duro e continuado. Inteligência, polícia, militares e ação social estão trabalhando integradamente neste momento. Muito em breve teremos boas noticias.
CORREIO BRAZILIENSE/montedo.com

15 comentários:

Anônimo disse...

Exército inútil. Só isso que posso dizer...

Anônimo disse...

So não existe foco por parte do governo na melhoria dos salários dos militares das forças armadas, da tão prometida equiparação salarial......pra isso não tem dinheiro, só tem dinheiro pra comprar deputados pra se livrar de investigação.

Anônimo disse...

Os inteligentes criaram o CHACAL, portanto, tem muita gente preparada, pois fizeram um cursos de altos estudos por correspondencia.

Anônimo disse...

Executivo desmoralizado; judiciário desmoralizado e desacreditado; legislativo mais desmoralizado impossível, nem em mil anos; só faltava desmoralizar as FFAA...e, este pessoal que está aí, mais os "lords" do Exército, conseguiram, não falta mais nada. Tudo está perdido! incompetência, arrogância e subserviência quando se juntam, destroem um País.

Anônimo disse...

Tinha que existir recompensa para todo tipo de crime denuncia:principalmente roubo de carga,milícia,carro.seria um encentivo para população/empresario. E facilitaria o trabalho de investigação. Espero que alguém leia isso é sugira pro alto comando

Anônimo disse...

Só não é tão inútil quantos este comentário seu,deve estar com raiva pq a boquinha das cargas roubadas que vc comprava tá acabando

Anônimo disse...

Como vão querer que essa operação dê certo se nem bloqueador de celular não foram instalados nos presídios onde estão os líderes das facções? Certamente as verbas não eram prioritárias. Como encontrar os cabeças do crime que ainda estão soltos nas comunidades apavoradas e obrigadas a escondê-los? Se não ha fiscalizações eficientes, por falta de equipamentos modernos e efetivos nas fronteiras, portos e aeroportos, a entrada de armas não irá parar. essa operação vai dar uma aparente calma e depois tudo volta como antes.

Anônimo disse...

Esse civil vai continuar fazendo pirotecnia em rede nacional e não aparece uma autoridade pra dizer pra ele que o fundamento de qualquer ação baseada na surpresa é o sigilo? Por não te calas MD? Será que também está querendo concorrer em 2018?

Anônimo disse...

ÉEE vejo muito empenho em aumentar o orcamento anual para Ministério da Defesa, mas para dar um bom salário principalmente para os praças pouco se dá importância. PRA que isso mesmo não é! quem precisa de aumento de soldos são praças, para Oficiais basta ter bastante dinheiro para ganhar em diárias, motorista, transferência,coquetéis etc etc..quando o dinheiro do orçamento acabar ai quero ver eles viverem com esses soldinhos, sem regalias!

Anônimo disse...

A Família Militar aguarda o anúncio oficial da reestruturação salarial dos militares. Será em JAN18 ? quando entrará em vigor ? quais são as mudanças ? O nível de insatisfação é gigantesco. Por que o silêncio do Ministro da defesa sobre o assunto. Até quando esse mistério ???

Anônimo disse...

Deixaram ELE ficar, agora guenta.

Cfn1979 disse...

Cacete nego só chora salário, pede baixa então, nego com segundo grau querendo ganhar 20.000. Praça só chora (sou Praça, desculpe os praças ñ chorões)

Anônimo disse...

Exército não tá nem ai pros pracinhas. Essa é a realidade infelizmente. Sei não. O que vejo é mais missão e mais missão.

Anônimo disse...

Com um efetivo gigante vocês chegam a onerar o orçamento.
Dica para ter aumento:
Reduzir efetivos e OM.

Ex-sgt ESSA/2000, analista TJ

Anônimo disse...

Não foi criado nenhum CHACAL

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics