29 de fevereiro de 2012

Estrelados da reserva lançam alerta à Nação. E...???

ALERTA À NACÃO
"ELES QUE VENHAM. POR AQUI NÃO PASSARÃO!

Este é um alerta à Nação brasileira, assinado por homens cuja existência foi marcada por servir à Pátria, tendo como guia o seu juramento de por ela, se preciso for, dar a própria vida. São homens que representam o Exército das gerações passadas e são os responsáveis pelos fundamentos em que se alicerça o Exército do presente.
Em uníssono, reafirmamos a validade do conteúdo do Manifesto publicado no site do Clube Militar, a partir do dia 16 de fevereiro próximo passado, e dele retirado, segundo o publicado em jornais de circulação nacional, por ordem do Ministro da Defesa, a quem não reconhecemos qualquer tipo de autoridade ou legitimidade para fazê-lo.
O Clube Militar é uma associação civil, não subordinada a quem quer que seja, a não ser a sua Diretoria, eleita por seu quadro social, tendo mais de cento e vinte anos de gloriosa existência. Anos de luta, determinação, conquistas, vitórias e de participação efetiva em casos relevantes da História Pátria.
A fundação do Clube, em si, constituiu-se em importante fato histórico, produzindo marcas sensíveis no contexto nacional, ação empreendida por homens determinados, gerada entre os episódios sócio-políticos e militares que marcaram o final do século XIX. Ao longo do tempo, foi partícipe de ocorrências importantes como a Abolição da Escravatura, a Proclamação da República, a questão do petróleo e a Contra-revolução de 1964, apenas para citar alguns.
O Clube Militar não se intimida e continuará atento e vigilante, propugnando comportamento ético para nossos homens públicos, envolvidos em chocantes escândalos em série, defendendo a dignidade dos militares, hoje ferida e constrangida com salários aviltados e cortes orçamentários, estes últimos impedindo que tenhamos Forças Armadas (FFAA) a altura da necessária Segurança Externa e do perfil político-estratégico que o País já ostenta. FFAA que se mostram, em recente pesquisa, como Instituição da mais alta confiabilidade do Povo brasileiro (pesquisa da Escola de Direito da FGV-SP).
O Clube Militar, sem sombra de dúvida, incorpora nossos valores, nossos ideais, e tem como um de seus objetivos defender, sempre, os interesses maiores da Pátria.
Assim, esta foi a finalidade precípua do manifesto supracitado que reconhece na aprovação da Comissão da Verdade ato inconseqüente de revanchismo explícito e de afronta à lei da Anistia com o beneplácito, inaceitável, do atual governo.
Assinam, abaixo, os Oficiais Generais por ordem de antiguidade e os Oficiais superiores por ordem de adesão.
OFICIAIS GENERAIS
Gen Gilberto Barbosa de Figueiredo
Gen Amaury Sá Freire de Lima
Gen Cássio Cunha
Gen Ulisses Lisboa Perazzo Lannes
Gen Marco Antonio Tilscher Saraiva
Gen Aricildes de Moraes Motta
Gen Tirteu Frota
Gen César Augusto Nicodemus de Souza
Gen Marco Antonio Felício da Silva
Gen Bda Newton Mousinho de Albuquerque
Gen Paulo César Lima de Siqueira
Gen Manoel Theóphilo Gaspar de Oliveira
Gen Elieser Girão Monteiro
OFICIAIS SUPERIORES
T Cel Carlos de Souza Scheliga
Cel Carlos Alberto Brilhante Ustra
Cel Ronaldo Pêcego de Morais Coutinho
Capitão-de-Mar-e-Guerra Joannis Cristino Roidis
Cel Seixas Marques
Cel Pedro Moezia de Lima
Cel Cláudio Miguez
Cel Yvo Salvany
Cel Ernesto Caruso
Cel Juvêncio Saldanha Lemos
Cel Paulo Ricardo Paiva
Cel Raul Borges
Cel Rubens Del Nero
Cel Ronaldo Pimenta Carvalho
Cel Jarbas Guimarães Pontes
Cel Miguel Netto Armando
Cel Florimar Ferreira Coutinho
Cel Av Julio Cesar de Oliveira Medeiros
Cel.Av.Luís Mauro Ferreira Gomes
Cel Carlos Rodolfo Bopp
Cel Nilton Correa Lampert
Cel Horacio de Godoy
Cel Manuel Joaquim de Araujo Goes
Cel Luiz Veríssimo de Castro
Cel Sergio Marinho de Carvalho
Cel Antenor dos Santos Oliveira
Cel Josã de Mattos Medeiros
Cel Mario Monteiro Campos
Cel Armando Binari Wyatt
Cel Antonio Osvaldo Silvano
Cel Alédio P. Fernandes
Cel Francisco Zacarias
Cel Paulo Baciuk
Cel Julio da Cunha Fournier
Cel Arnaldo N. Fleury Curado
Cel Walter de Campos
Cel Silvério Mendes
Cel Luiz Carvalho Silva
Cel Reynaldo De Biasi Silva Rocha
Cel Wadir Abbês
Cel Flavio Bisch Fabres
Cel Flavio Acauan Souto
Cel Luiz Carlos Fortes Bustamante Sá
Cel Plotino Ladeira da Matta
Cel Jacob Cesar Ribas Filho
Cel Murilo Silva de Souza
Cel Gilson Fernandes
Cel José Leopoldino
Cel Evani Lima e Silva
Cel Antonio Medina Filho
Cel José Eymard Bonfim Borges
Cel Dirceu Wolmann Junior
Cel Sérgio Lobo Rodrigues
Cel Jones Amaral
Cel Moacyr Mansur de Carvalho
Cel Waine Canto
Cel Moacyr Guimarães de Oliveira
Cel Flavio Andre Teixeira
Cel Nelson Henrique Bonança de Almeida
Cel Roberto Fonseca
Cel Jose Antonio Barbosa
Cel Cav Ref Jomar Mendonça
Cel Nilo Cardoso Daltro
Cel Carlos Sergio Maia Mondaini
Cel Nilo Cardoso Daltro
Cel Vicente Deo
Cel Av Milton Mauro Mallet Aleixo
Cel José Roberto Marques Frazão
Cel Luiz Solano
Cel Flavio Andre Teixeira
Cel Jorge Luiz Kormann
Cel Aluísio Madruga de Moura e Souza
Cel Aer Edno Marcolino
Cel Paulo Cesar Romero Castelo Branco
Cel CARLOS LEGER SHERMAN PALMER
Capitão-de-Mar-e-Guerra Cesar Augusto Santos Azevedo
TCel Osmar José de Barros Ribeiro
T Cel Mayrseu Cople Bahia
TCel José Cláudio de Carvalho Vargas
TCel Aer Jorge Ruiz Gomes.
TCel Aer Paulo Cezar Dockorn
Cap de Fragata Rafael Lopes Matos
Maj Paulo Roberto Dias da Cunha
OFICIAIS SUBALTERNOS
2º Ten José Vargas Jiménez
Novas adesões serão acrescidas ao serem solicitadas pelo e-mail : marco.felicio@yahoo.com

Comento:
Com todo o respeito, Excelências, permitam-me misturar sinceridade e polidez - no limite possível para um cavalariano (hehehe): os senhores estão chovendo no molhado, malhando e ferro frio, dizendo o que todos sabem e furtando-se de dizer o óbvio.


Senão vejamos:
"O Clube Militar é uma associação civil, não subordinada a quem quer que seja, a não ser a sua Diretoria, eleita por seu quadro social, tendo mais de cento e vinte anos de gloriosa existência."
Excelências, essa condição do Clube Militar é clara desde o início. Aliás, seu Estatuto está disponível em seu site. Este blog foi o primeiro a expor a questão, na postagem Dilma enquadra milicos e General Enzo manda apagar nota dos Clubes Militares. No dia 24/2, escrevi:
Comento:Cadê a nota que estava lá? A Dilma comeu. Os generais de pijama botaram o rabinho entre as pernas e retiraram do ar o texto, que constava no site dos Clubes Militar, Naval e da Aeronáutica. É a desmoralização dos milicos descendo a ladeira.O pior é que os presidentes dos Clubes Militares têm todo o direito de se manifestar. Confira:

 Estatuto do Clube Militar "Art. 1º - O Clube Militar, fundado em 26 de junho de 1887, neste Estatuto denominado Clube, com a sede principal na Av. Rio Branco nº 251 e foro na cidade do Rio de Janeiro, é uma associação de direito privado sem fins lucrativos, de caráter representativo, assistencial, social, cultural, esportivo e recreativo, com atuação em todo território nacional. Possui ainda sedes esportivas na Rua Jardim Botânico nº 391 - Rio de Janeiro/RJ e Av. dos Astros nº 155 - Praia do Foguete - Cabo Frio/RJ."
LEI No 7.524, DE 17 DE JULHO DE 1986."Dispõe sobre a manifestação, por militar inativo, de pensamento e opinião políticos ou filosóficos. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA , faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:Art 1º Respeitados os limites estabelecidos na lei civil, é facultado ao militar inativo, independentemente das disposições constantes dos Regulamentos Disciplinares das Forças Armadas, opinar livremente sobre assunto político, e externar pensamento e conceito ideológico, filosófico ou relativo à matéria pertinente ao interesse público.Parágrafo único. A faculdade assegurada neste artigo não se aplica aos assuntos de natureza militar de caráter sigiloso e independe de filiação político-partidária.Art 2º O disposto nesta lei aplica-se ao militar agregado a que se refere a alínea b do § 1º do art. 150 da Constituição Federal.Art 3º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.Art 4º Revogam-se as disposições em contrário.Brasília, 17 de julho de 1986; 165º da Independência e 98º da República.JOSÉ SARNEY Henrique Saboia Leônidas Pires Gonçalves Octávio Júlio Moreira Lima"Os militares da reserva merecem uma explicação dos presidentes dos órgãos que, em tese (cada vez mais, apenas em tese) deveriam ser a sua voz. 

Excelências, sua nota diz que "O Clube Militar não se intimida..." Claro que não, senhores. Por seu Presidente (creio que seja o representante da entidade, pois não?) o Clube já intimidou-se, omitiu-se, voltou atrás.

"Em uníssono, reafirmamos a validade do conteúdo do Manifesto publicado no site do Clube Militar, [...] e dele retirado por ordem do Ministro da Defesa, a quem não reconhecemos qualquer tipo de autoridade ou legitimidade para fazê-lo."
Os senhores não precisam reconhecer nada, Excelências. Seu Presidente já o fez, deletou e desautorizou a nota que ele mesmo assinou.

Em seu alerta, eivado de indignação, Excelências, não há uma vírgula a respeito da atitude do Presidente do Clube Militar. Será essa indignação seletiva? Estarão vossas Excelências, inadvertidamente (ou não?) adotado a tática petralha de desqualificar apenas quem lhes interessa, resguardando os seus?
É com manifestações desse quilate que pretendem reafirmar sua condição de comandantes? Melhor que esperem sentados, senhores.
(a) 2º Tenente QAO Adm/G (Cav) RRm Ricardo Montedo dos Santos
(um dos milhares de militares que não assinaram este alerta (seletivo) à Nação)


14 comentários:

daniel disse...

Respeito a opiniçao do Sr Montedo mas, é melhor essa 2ª nota do que nada. A repercussão foi positiva por alguns jornalistas por ex: Reinaldo azevedo(veja).

JORGE disse...

Montedo, assino embaixo do teu comentário, pefeito, pricipalmente a parte final; " Em seu alerta, eivado de indignação, Excelências, não há uma vírgula a respeito da atitude do Presidente do Clube Militar. Será essa indignação seletiva? Estarão vossas Excelências, inadvertidamente (ou não?) adotado a tática petralha de desqualificar apenas quem lhes interessa, resguardando os seus?
É com manifestações desse quilate que pretendem reafirmar sua condição de comandantes? Melhor esperarem sentados, senhores.

(um dos milhares de militares que não assinaram este alerta (seletivo) à Nação)"

Anônimo disse...

Se eles são machos de verdade recolocam a nota no site e pronto, mas.....sabemos que isso não ocorrerá, se comportam como eunucos, (não fazem nada, completamente impotentes), essa nota só piora a imagem já deteriorada dessa turminha de omissos"

Jaccques disse...

Ao ser MANDADO pedir explicações à diretoria do Clube Militar e simultaneamente retirar a nota, o Gen Enzo deveria “travar” o Ministro da Defesa, alertá-lo do que prescreve a Constituição e lembrá-lo que o Clube Militar é uma associação civil, não subordinada a quem quer que seja, a não ser a sua diretoria, eleita por seu quadro social. O Cmt do Exército deixou escapar uma excelente oportunidade para fazer seu dever de casa, o que ele NÃO FAZ A MUITO TEMPO... reforçar aos ouvidos daquele Ministro "boca torta", o que ele já sabe desde a era Lulla, qual seja, das insatisfações em todos os sentidos que invadem as FFAA como um todo. Mas, o que esperar desses chefes militares, após as palavras de Olavo de Carvalho em
http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=3SoXzahqtQo#t=2845s e ninguem contestou nada. Então, a opção é segurar até onde der, sabendo as autoridades que as FFAA estão acuadas em seus limites, visualisando seus chefes apenas como representantes de direito mas não de fato, pois, faz tempo que esses chefes estão "atentos" aos anseios da tropa, sem ainda mostrarem a que vieram.

Jonecy Leite disse...

Precisamos retomar as rédeas do país e tirarmos esses que se acovardam perante bandidos.

Anônimo disse...

Nós militares temos muito a aprender com os PTralhas.


Simples assim:

Toda Vez que um ministro ou alguém do governo falar das FA, os clubes militares devem virar PTista de araque. Como ? - Sentando a lenha no dito cujo que falou, relacionado a crítica contra as FA à sua Comandante que é a Presidente. Assim morderão a própria lingua.

Escrevi a Presidente, porque minha filha não é ESTUDANTA e a Roseana Saney nunca foi GOVERNANTA.

Jaccques disse...

Ainda, dentro dessa questão, vejam essa:
Presidente do Clube Militar reafirma críticas a Rosário, Menicucci e Dilma...mais detalhes em...
http://polibiobraga.blogspot.com/2012/02/presidente-do-clube-militar-reafirma.html

Anônimo disse...

Caro amigo do comentário a respeito da atitude que deveria tomar o Comandante do Exército, você não acha que está querendo demais do pior Comandante do Exército de todos os tempos, omisso, investigado pelo TCU, ele é uma vergonha. Você acha que ele vai querer perder a mordomia do cargo que desfruta, não é muito diferente dos Generais de Exército de pelo menos os últimos quinze anos, quando estavam na ativa também não se manifestavam. Vamos esperar e torcer para que a partir dos últimos acontecimentos se mude a mentalidade e comece uma nova era, não com atitudes de indisciplina e insubordinação, mais sim, que aqueles que foram formados para serem líderes lá em suas academias possam assumir o seu papel e realmente defender os interesses das Forças Armadas como um todo, não só no aspecto salarial, mais também no material no dia a dia da tropa, enfim, naquilo que deveriam estar fazendo e não fazem.

Anderson disse...

Saudades dos Generais de antigamente, como Leonidas Pires...

Anônimo disse...

Preparemo-nos,o circo está encharcado com gasolina, há faíscas no estopim...

Anônimo disse...

Nota assinada por mortos-vivos nada fizeram na ativa e agora, na reserva, criticam os que nada fazem na ativa, hipocrisia pura.

Anônimo disse...

os Brasileiros tem a memória curta.

Anderson, o Leônidas Pires ? Esse camarada fez loby forte para a implantação do MD, de olho na vaga e quando era Ministro do Exército disse pro Sarney que o salário estava muito bom. Na época nossa situação era muito pior que agora.

Anônimo disse...

Os militares NUNCA ENGOLIRAM a submissão ao poder civil e ao ESTADO DE DIREITO.
A cultura militar brasileira tem raízes profundamente fincadas em conceitos hierárquicos de extrema rigidez, com fim de controle máximo e liberdade mínima, onde o que interessa é garantir a obediência cega dos subordinados a qualquer custo e o meio utilizado para alcançar esse fim são regulamentos disciplinares extremamente severos editados a despeito de qualquer preocupação com conceitos de justiça.
As leis brasileiras não são respeitadas pelos chefes militares. Nem mesmo a constituição federal é respeitada. A despeito de qualquer lei nacional, eles cumprem normas elaboradas por eles mesmos, que permitem a prática, dentro de um mundo fechado, de absurdos jurídicos inqualificáveis.
Agem através da imposição do temor ou da dissimulação de ações, conforme os interesses a serem atingidos. Devido a extrema rigidez de opiniões não têm habilidade no trato de questões que exigem raciocínio jurídico e são um desastre em assuntos de desenvolvimento social.
São um constante risco à consolidação da democracia brasileira porque sempre tendem a resolver pela força das armas as controvérsias que não conseguem solucionar com a força dos argumentos.
E que ninguém se engane pensando que existe diferença nas opiniões entre os generais da ATIVA e da RESERVA. São todos farinha do mesmo saco.
A única diferença é que os da ATIVA ainda tem interesse em continuar se beneficiando das mordomias que o cargo proporciona, por isso posam de disciplinados e não abrem a boca, enquanto os da reserva, que já foram obrigados a largar a teta, cumprem a missão de porta vozes da categoria confiantes na impunidade
Essa comissão da verdade é tiro de festim. Está sendo montada só para enganar os organismos internacionais que tem pressionado o Brasil cobrando uma postura do governo que não toma nenhuma iniciativa realmente efetiva contra os ex-ditadores brasileiros.
O governo ainda está comendo na mão dos militares.
Isso não vai dar em nada. Sequer responsabilização criminal dos envolvidos será possível pleitear pela comissão fajuta que já surge repleta de limitações justamente para não poder fazer o que teria que ser feito de maneira satisfatória.
Acorda povo brasileiro!!
É uma grande farsa. Uma enganação planejada e ensaiada.
Uma satisfação tem que ser dada à comunidade internacional que realmente leva esse assunto a sério.
Só por essa razão esse assunto incômodo ainda consta das pautas de decisão do Governo. Não fosse por isso já teria sido enterrado em algum lugar que ninguém sabe.
É preciso convencer os gringos de que houve empenho para ficar bem na foto.
Aqui ninguém tem peito nem coragem d eenfrentar nos tribunais os militares que já estão há muito tempo empenhados em amaciar autoridades que ocupam funções chave no governo e nos poderes constituídos.
A verdade é que a impunidade ainda impera nesse sistema institucionalizado de corruptos e corruptores que se beneficiam mutuamente de interpretações fantasiosas e convenientes que permitem manter as coisas em constante estado de insegurança jurídica, onde a lei tem papel meramente decorativo e só é efetivamente cumprida e respeitada se não contrariar os interesses dos grandes.
Somente uma intervenção internacional, isenta dessa nociva contaminação histórica enraizada nas nossas instituições será capaz de obter algum resultado realmente significativo e confiável.
A quem interessa mostrar a VERDADE?
A quem interessa manter a MENTIRA?
Sabendo essa resposta você já sabe quem vai vencer essa disputa de forças desiguais.

Anônimo disse...

Até quando Excelências Fardadas, vamos ficar engolindo sapos? - Tomem vergonha e defendam a nossa classe. A final de contas, somos ou não somos Forças Armadas? - Não deixem que esses PTralhas e demais antinacionalistas sucumbam o nosso querido PAÍS.
BRASIL ACIMA DE TUDO.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics