23 de setembro de 2012

Estudante de medicina morre em acidente com sargento do Exército em Roraima

Militar entra na contramão e mata estudante de medicina

DANIELA MELLER

Sargento foi preso em flagrante
O sargento Ernani Kettermann Melo, 43, envolveu-se em um acidente grave na madrugada do dia 16 (domingo). O fato culminou na morte de um estudante de medicina de apenas 22 anos e lesões graves num empresário amigo da vítima, que permanece internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Geral de Roraima (HGR). Apesar da gravidade do acidente, a reportagem foi informada extraoficialmente de que o militar está bem e não corre risco de morte. Ele teve ferimentos leves.
Segundo dados obtidos junto ao relatório de ocorrência policial da viatura 463 da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito Urbano e Rural (Ciptur) da Polícia Militar (PM), a guarnição foi acionada à exata 5h05 de domingo para se deslocar até a avenida Terêncio Lima, no Centro, onde ocorreu o acidente.
No local, entre o Gressbe e a antiga Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), os policiais militares constataram o óbito do universitário Aldrin Diogo Rodrigues de Melo.
Ainda de acordo com o relatório, Aldrin conduzia o veículo Saveiro de cor preta, placa NAQ-8678, sentido Glaycon de Paiva, quando colidiu de frente contra o veículo Ranger de cor prata, placa JGZ-1337 de Brasília (DF), conduzido pelo militar que trafegava na contramão, sentido avenida Ene Garcez.
Devido à violência do impacto, mesmo com a tentativa de frenagem do universitário (de pelo menos 17 metros conforme dados obtidos junto à perícia) a colisão frontal foi inevitável e Aldrin morreu na hora. Junto com ele estava o empresário Thiago Moreira Silva, também com 22 anos. Thiago está internado em estado grave na UTI. Ele foi removido do local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e depois de atendimento médico especializado foi encaminhado à UTI.

REVOLTA
Logo após a notícia da tragédia e da morte prematura do jovem universitário, que cursava o primeiro ano de medicina na Universidade Federal de Roraima (UFRR) e que também era professor de Inglês, familiares e amigos dele foram ao Instituto Médico Legal (IML), aguardar a liberação do corpo.
O sentimento de todos era de revolta. “Ele morreu muito novo, não teve nem chances de se defender. O outro motorista entrou na contramão, ninguém sabe o porquê. O Aldrin tinha há pouco tempo realizado um sonho que era conseguir cursar medicina, tinha toda uma vida repleta de projetos pela frente e sonhos a serem realizados, que por conta de uma irresponsabilidade, acabou em segundos. Sentiremos muito a falta dele”, disse, revoltado um dos amigos da vítima.
A mãe dele, a funcionária pública Kátia Cilene Rodrigues de Melo, 44, acompanhada de parentes, ainda estava incrédula com tudo o que acabara de acontecer. “Quando cheguei ao local meu filho estava ali, imóvel no carro, já morto. Não consigo acreditar que isso tenha acontecido”, desabafou.
[...]

PRISÃO
Após ser liberado do HGR com apenas um ferimento aparente na cabeça, o militar foi encaminhado ao Plantão Central I onde foi autuado em flagrante por homicídio doloso conforme o artigo 121 combinado com 18 do Código Penal Brasileiro (CPB). O procedimento foi realizado pelo diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (DPJC), Renê Almeida.
Após o flagrante, o acusado foi encaminhado ao IML onde foi submetido a exame de corpo de delito. Em uma viatura do Exército Brasileiro, ele foi levado a um dos prédios da unidade militar onde permanecerá detido à disposição da Justiça.
Folha de Boa Vista/montedo.com

8 comentários:

Anônimo disse...

Conheci o Kettermann aqui em Brasilia, sempre foi um cara exemplar, acredito que o pouco tempo na cidade o tenha confundido o sentida das ruas, que Deus conforte a familia do jovem falecido e de forcas de recuperacao ao jovem ainda hospitalizado.

Anônimo disse...

É...Morando a sete meses na cidade...Na madrugada...Arrebentou com o outro carro...Na contramão! Se equivocou!

Anônimo disse...

É muito bom saber que sempre tem algum militar que faz parte do caldeirão para puxar outro para baixo, principalmente os peritos ou testemunhas oculares do acontecido ou talves ele tenha se equivocado no comentario.

Anônimo disse...

Também tive o privilégio de conhecê-lo aqui em Brasília....Se trata de um militar muito profissional, disciplinado e decente....O ocorrido é uma tragédia na vida dele, de sua esposa e do seu filho....Não vamos julgá-lo, agora....O fato em si, já é muito severo....Lhe desejo muita paz Kettermann....Que DEUS te abençõe!!!Forte abraço

Anônimo disse...

É a coisa tá boa! Sgt de RANGER!
E ainda tem gente reclamando do salário.

Anônimo disse...

também conheci o ketermam em brasilia, excelente companheiro, tenho certeza que não ia colocar o carro propositalmente de econtro a outro só por que sim colocando a vida dos outros em risco e sua também. Abraços meu amigo. cabeça para cima que vais sair desta;

Anônimo disse...

Com certeza ocorreu um equívoco. O Ketterman é um militar de alto gabarito e é uma infelicidade ter se envolvido no acidente. Serenidade nesta hora, para todos.

Anônimo disse...

http://www.folhabv.com.br/noticia.php?id=145579

http://folhabv.com.br/noticia.php?id=146377

Arquivo do blog