6 de março de 2012

Manifesto à Nação: governo deixa punição a militares em banho-maria

Fogo baixo
A anunciada punição aos militares da reserva pelo manifesto a Dilma deverá ficar em banho-maria até o 31 de março, quando 13 generais aposentados ameaçam se apresentar. O governo resolveu “esfriar”.
Cláudio Humberto/montedo.com

6 comentários:

Anônimo disse...

É SÓ BATER O COTURNO NO CHÃO QUE ELES SAEM CORRENDO...

Anônimo disse...

Prezado Montedo,
o que me deixa indignado e sem esperança é saber que os generais e demais oficiais da reserva que aderiram ao manifesto não demonstram a mesma indignação com os salários defasados da tropa e, muito menos ainda, com o sucateamento dos equipamentos...Se teremos uma "Comissão da Meia-Verdade", temos agora um Manifesto de Meia-Indignação".

Anônimo disse...

Sr Montedo se você notou, retiraram o nome de todos os praças da assinatura do manifesto. Utilizaram da desculpa que retiraram os nomes para preservarem os praças, que haviam colocado os nomes por outros motivos e ainda falaram que a querela se prende ao Clube Militar cujos sócios são somente oficiais. Então pergunto, porque consta o nome de civis. quando havia poucas assinaturas permitiram aos praças colocarem seus nomes, e quando aumentou o número de assinaturas, retiraram os nomes destes militares. Uma vergonha, espero que nunca mais os praças apoiem qualquer manifestação vinda de oficias muito menos desses do clube militar formado de Deuses, que usam os praças apenas quando precisam, depois são jogados fora como lixo. Civis para oficiais tem mais valor que praças seus subordinados descartáveis e escravos. Pergunto a esses Oficias quase Deuses se tudo que fizeram no Exército inclusive durante o Regime Militar se também não houve a participação de praças, muitas vezes na linha de frente. Depois dessa atitude elitista do Clube Militar, dificilmente terá apoio sincero e voluntário novamente dos praças seja da ativa ou da reserva, conseguiram novamente fazer a separação de castas que há alguns dias tinha desaparecido e fortalecido a união por um ideal único um Exército unido e forte, uma pena que as forças Armadas estão sendo enfraquecidas e destruídas pelos Chefes e Comandantes Militares. O que as Forças Armadas estão passando hoje (sucateamento e salários baixos que afetam sem dúvida nenhuma o bolso principalmente dos praças), não é por culpa dos Governos Civis e sim pela omissão de nossos Chefes e Comandantes Militares do passado e do presente. E aqueles oficiais subalternos na sua grande maioria QAO que ainda encontra-se com seus nomes publicados não seria desonra nenhuma retirar seus nomes desse manifesto afinal corre no sangue nesses oficias o sangue de mais de vinte anos sofridos de praças nas costas.

Anônimo disse...

Sr Montedo dê uma olhada ou espiada lá no Portal militar e olhe como essa atitude elitista do Clube militar com os praças da reserva que assinaram a minuta e foram retirados como lixo, sem ao menos serem informados do motivo, conseguiu apenas afastar mais ainda os praças dos oficiais, tiro no próprio pé, vergonha. Agora entendo porque o senhor não assinou também o manifesto, parabéns isso só mostra que o senhor é um militar experiente e digno nas suas atitudes.

Anônimo disse...

Mais uma vez, repito o que um antigo companheiro de farda vivia falando: "O Exército é a instituição na qual mais se FALA em camaradagem, e onde menos se PRATICA."
Atitude vergonhosa da pijamada. Como Oficial QAO da reserva, vou enviar um e-mail pedindo que RETIREM também o meu nome.
Na guerra, os tiros do inimigo não distinguem posto ou graduação!

Jonecy Leite disse...

Cade moral, sr. Celso Amorim, quem mexe em casa de maribondo, leva pica dura

Arquivo do blog

Real Time Web Analytics