28 de outubro de 2012

Ainda o Soletrando...


Colaborou: Sìlvio Jaskulski

6 comentários:

Anônimo disse...

Cadê aquele sujeito que sistematicamente fala mal dos Colégios Militares? Me dei ao trabalho de levantar um dado interessante: no CM onde trabalho, 64% dos alunos são filhos de praças ou oficiais do QAO. Tirem suas próprias conclusões!

Anônimo disse...

Eu não critico os colegios militares, por favor aprenda a ler.Eu critico e sempre criticarei a cobrança de mensalidade num colégio público que tem toda a sua estrutura custeada com dinheiro dos impostos de toda a população e que ainda assim insiste em achar constitucional cobrar mensalidade.

Anônimo disse...

Ora, vejam se não é o INCAPAZ! Outros imbecis já criticaram isso, inclusive judicialmente. Levaram toco da justiça. Enquanto os cachorros ladram, a carruagem passa, formando excelentes cidadãos.

Anônimo disse...

Sabichão do comentário acima, por favor se quiser dar credibilidade aos seus argumentos apresente os números dos processos judiciais daqueles que levaram "toco" da justiça ao questionarem a cobrança da QUOTA MENSAL ESCOLAR. Eu posso mostrar um artigo da Constituição que afirma que o ensino nos estabelecimentos oficiais, leia-se escolas e universidades mantidas com recursos públicos, deve ser gratuito. Já vc, só vomita sua opinião particular sem apresentar dados concretos que amparem a cobrança de mensalidades nos colégios militares. Ademais, quem sabe se todas as escolas públicas cobrassem R$ 150,00 para complementar os salarios dos professores e adquirir meios auxiliares de instrução elas também não conseguissem formar alunos tão bons quanto os dos colégios militares? Se os coronéis não querem abrir mão dessa mensalidade é porque ela é quem deve fazer a diferença no sucesso dos colegios militares, pois do contrário poderiam abrir mão de cobrar a QME, notadamenta sabendo-se que a maioria dos alunos são filhos de praças, que dentro da estrutura remuneratória federal, são os mais mal pagos.

Anônimo disse...

E aí, Sr. CAPAZ (2 nov 17:11), não sabe informar o número dos processos que levaram "toco" da justiça ao questionarem a cobrança da QME ? Cadê os números ou nomes dos autores das ações mal logradas?
Se quiser que o seu comentário seja levado a sério ao menos o subsidie com informações objetivas para sustentar os seus argumentos, e não paute apenas a sua opinião pessoal sobre algo objetivo, que envolve questões jurídicas. Ou então poupe a internet de mais opiniões idiotas, pois além das suas existem outras tantas que só nos fazem perder tempo de leitura.
OBS.: os números que vc apresentou mostrando que a maioria dos alunos dos Colégios militares são filhos de praças só ajuda a corroborar a inconveniência - além da inconstitucionalidade - da cobrança da QME haja vista que os praças das Forças Armadas são os servidores mais mal pagos do Executivo Federal.

Anônimo disse...

Os recursos das quotas mensais escolares são para implementar os recursos dos CM. Como o do RJ, por ex, na instalação de aparelhos de ar condicionado nas salas de aula - propordiona maior bem estar e com isso maior rendimento de alunos e professores -, de bebedouros com água gelada para os alunos e prof com o fornecimento de copos descartáveis, até mesmo papel higiênico nos banheiros e assentos sanitários bem como na limpeza dos mesmos...enfim

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics