31 de outubro de 2012

Escândalo das fragatas cita mais um brasileiro

O ex-ministro da Defesa Nelson Jobim, que nega envolvimento, agora tem companhia no escândalo de corrupção na venda ao Brasil de 11 fragatas italianas: o ex-deputado tucano Mauro Campos (MG), que no governo FHC presidiu a estatal Transpetro, à qual hoje presta serviços com seu estaleiro Rio Nave. Ele foi citado no depoimento ao Ministério Público de Giuseppe Bono, ex-diretor da estatal Finmeccanica, que vendeu as fragatas. Mauro Campos seria “mediador” do negócio.

Mão lavando outra
As reuniões citadas por Giuseppe Bono ocorreram em plena crise diplomática com a Itália pela extradição do terrorista Cesare Battisti.
‘Presença’
Deputados ligados a Silvio Berlusconi sugeriram comprar 50% do estaleiro de Mauro Campos, para “garantir presença estável no Brasil”.

Muito caro
Giuseppe Bono contou que o valor do estaleiro de Mauro Campos era “desproporcional”, sugerindo que poderia ser parte da transação.

Nas páginas
A referência ao ex-deputado tucano Mauro Campos nas investigações, foi revelada primeiro pelo jornal italiano Il Messaggero.
Cláudio Humberto/montedo.com

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics