31 de outubro de 2012

Dois militares do Exército morrem afogados em reconhecimento de ponte na fronteira gaúcha

Atualização: 7h

Militares morrem afogados durante treinamento em Livramento
Homens foram levados pela correnteza no reconhecimento da estrutura de uma ponte
Militares morrem afogados durante treinamento em Livramento
Crédito: Daniel Badra / Especial CP
Dois militares morreram afogados em Santana do Livramento durante treinamento no início da tarde desta terça-feira. Eles desapareceram no Rio Ibicuí, na região da Florentina. Os dois homens do 7º Regimento de Exército Brasileiro participavam há dois dias de um exercício de travessia de blindados sobre pontes.
No momento de fazer o reconhecimento do local, o sargento temporário Eberton Soares dos Santos, de aproximadamente 24 anos, caiu num buraco próximo a um dos pilares da ponte. O soldado Luciano da Silva Borges, de 21 anos, entrou na água para resgatar o colega e também foi levado pela correnteza. O corpo do soldado foi localizado e o Corpo de Bombeiros segue as buscas pelo sargento.
O tenente coronel Queiroz ressaltou que o nível do rio era raso: “O incidente ocorreu num exercício de reconhecimento. Antes de passar cinco blindados pela ponte, é necessário verificar se a estrutura resiste ao transporte. No ato de reconhecimento, a água estava rasa e acredito que ele tenha pisado num buraco que não é visto por quem está no lado de fora”.
Correio do Povo/montedo.com


Vídeo do Jornal A Plateia

Nota do editor:
O corpo do soldado Luciano da Silva Borges foi encontrado no início da noite de ontem. Já o corpo do sargento Eberson Soares dos Santos foi localizado na madrugada de hoje(31).

9 comentários:

Anônimo disse...

A 3 Bda C Mec nao sai do noticiário...

Anônimo disse...

Dilma, vamos investir em EPI

Anônimo disse...

Montedo...interessante reportagem:

http://www.alertatotal.net/2012/10/dilma-teme-que-denuncia-contra-general.html


Abs!

Ricardo Montedo disse...

Esse texto do Jorge Serrão é extemporâneo. Ele se refere a uma matéria da Carta Capital de setembro de 2011, publicada aqui no blog.
BANDALHEIRA FARDADA!(http://montedo.blogspot.com.br/2011/10/bandalheira-fardada.html)
Não entendi por que resolveu escrever sobre ele um ano depois.
Abraço

Anônimo disse...

quantos irão morrer por falta de capacitação dos oficiais que desconhecem normas reguladoras de segurança do ministério do trabalho os doutores da AMÃE será que ele não sabia que teria que fazer com Equipamentos de Proteção Individual e coletivo mesmo que ele mandasse fazer o fizesse çom uma corda amarada no tronco e com segurança pois fiz varios reconhecimento destes mas nunca fui imprudente em fazer sem correr o risco de perder companheiros por amadorismo e incapacidade para avaliar o risco isso chama-se incompetência agora serão duas familias chorando a perda dos seus maiores valores a vida de seus filhos será que este comandantes se darão conta do dano que ocasionarão as familias por falta de avaliar o ricos que eles estava correndo infelizmente estamos num exercito que esta cheio de oficiais incompetentes e desconhecem o direito trabalhista mas o exercito é deles e assim teremos cada vez mais mortos até o dia em que o ministério publico exigir deles formação em direito, administração ,contabilidade e não um curso de férias como o da AMãe.

Anônimo disse...

AMÃE... É um fanfarrão mesmo. Faça 100 vezes teu curso de formação de sargentos e não passará pelas dificuldades que um cadete passa no primeiro ano da AMAN. Não deboche da instituição para a qual não teve capacidade de ser aprovado. Assim, só deixa explicito seu recalque em ser comandado por jovens mais bem-sucedidos que você. Pegue todo seu conhecimento de direito e saia do exercito. Assim não se sentirá mais menosprezado por ocupar cargos inferiores.

Anônimo disse...

Existe um camarada, e pelo estilo pseudo-rebuscado pode-se intuir que seja mesmo apenas um, que se destaca em jactar-se de um conhecimento que não tem e reza um rosário de impropérios contra os oficiais da AMAN. Deixa patente seu despreparo, destempero, falta de vocação e recalque. Sendo tão evidente sua frustração, com a devida vênia por sua possível e pouco provável boa formação acadêmica, visto que continua se alimentando do prato no qual constantemente vomita, irei chamá-lo doravante de INCAPAZ. Senhor INCAPAZ, o Exército não precisa de ti! Pega teu boné e vai...

Anônimo disse...

Isso é fruto do descaso para com as forças armadas. A falta de estímulo para a carreira militar atrai cada vez pessoas menos capacitadas. Os melhores jovens já não se sentem atraídos para essa profissão, portanto quem vai cursar a academia e escolas militares são aqueles que em situação normal não envergariam uma farda. Esses oficiais de hoje em outras épocas jamais o seriam. Isso é fruto de incompetência, negligência, imprudência, imperícia, incapacidade. Não é culpa dos oficiais em si, é culpa do sistema que atraiu para si gente com essa baixíssima capacidade intelectual. Quanto a eles se defenderem dizendo-se capazes, isso é normal. Estamos cercados de imbecis motivados.

Anônimo disse...

Pior são os imbecis desmotivados...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics