29 de janeiro de 2013

"Ele morreu como herói", diz amigo sobre tenente do Exército morto no incêndio em Santa Maria

"Ele morreu como herói", diz amigo sobre militar carioca que voltou para socorrer vítimas em boate

Felipe Martins
O corpo do tenente Leonardo Machado de Lacerda, 28, está sendo velado desde a manhã desta terça-feira (29) no Cemitério Memorial do Carmo, no Caju, zona portuária do Rio.
O militar do Exército foi uma das vítimas da tragédia na boate Kiss em Santa Maria, Rio Grande do Sul, na madrugada do último domingo (27). Seu corpo será cremado às 17h40.
O amigo da família Marcelo Moreira, 65, contou que o rapaz voltou três vezes a Kiss para resgatar sobreviventes, dentre elas o seu superior e duas amigas.
"Ele morreu como herói tentando salvar vidas. Salvou o capitão dele e duas amigas", disse.
"Era um menino muito estudioso. O filho que todo pai queria ter. Sempre quis dedicar a vida ao Exército", completou.
Ainda segundo o amigo da família, o tenente foi à boate Kiss comemorar a transferência para a cidade de Santa Maria, onde já estava há quinze dias depois de um período na cidade de Rosário também no Rio Grande do Sul.
O coronel Mário Fonseca, representando o Comando Militar do Leste, informou que o tenente era oficial de cavalaria do Primeiro Regimento de Carros de Combate.
"Ele tentou salvar os companheiros, uma atitude esperada de qualquer militar. Esse instinto de salvamento é inerente à profissão. Infelizmente, perdemos oito companheiros", disse.
O coronel disse ainda que a família dispensou as honras militares "por já estarem consternados, os parentes entenderam que a cerimônia acabaria se tornando mais um sofrimento".
Na quarta-feira (30) acontece o velório da capitão Daniele Matos, 36, também vítima do incêndio na boate de Santa Maria, no Cemitério de Inhaúma, na zona norte da cidade programado para as 8h. O enterro está previsto para as 14h.
UOL/montedo.com

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics