6 de abril de 2015

Ocupação do Complexo da Maré pelas Forças Armadas custou R$ 461 milhões.

Blindado do Exército num dos acessos ao Complexo da Maré
Blindado do Exército num dos acessos ao Complexo da Maré Foto: Antonio Scorza
Rafael Soares
Uma operação milionária para vencer a guerra contra o crime. Um ano após a entrada das Forças Armadas na Maré, na Zona Norte do Rio, o EXTRA revela que, ao todo, o governo federal gastou R$ 461 milhões, o equivalente a R$ 41,9 milhões por mês, para manter a ocupação da Maré. O valor corresponde ao custo mensal para a PM manter 8.392 policiais — todas as UPPs do Estado do Rio contam com 9.543.
Os dados inéditos sobre a ocupação foram obtidos, nos últimos dois meses, via Lei de Acesso à Informação junto ao Ministério da Defesa, ao Exército e à Marinha, e se referem ao período de abril de 2014 a março de 2015.
A saída dos militares do complexo de 16 favelas e 7km² começa este mês. As primeiras áreas a serem desocupadas foram as comunidades de Praia de Ramos e Roquete Pinto, onde a PM já está desde o dia 1º deste mês. No início de maio, é a vez das comunidades Parque União, Rubens Vaz e Nova Holanda. A partir de 30 de junho, a Força de Pacificação se retira em definitivo do Complexo da Maré, abrindo espaço para a instalação de quatro UPPs.
EXTRA/montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Olá Montedo! Os números são altos, pois as OM que vão para a Maré tem de se equipar praticamente do zero, o EB ficou anos sem investimentos que quando é acionado deve-se comprar de tudo, desde mochila, saco V.O até fretar ônibus. Se tivessem valorizado ao longo dos anos a aquisição de equipamentos, o custo de emprego real da tropa seria menor.

Anônimo disse...

TEM COELHO NESSE MATO:

Marinha suspende licitação para construir estação na Antártica
Complexo de US$ 110,5 milhões ficaria pronto em março de 2016.
É o 2º certame para nova base; 1º foi cancelado por falta de concorrentes.


http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2015/04/marinha-suspende-licitacao-para-construir-estacao-na-antartica.html

Anônimo disse...

Essa lata velha ainda tá rodando???Pensei que já estavam todas no ferro velho!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics