8 de junho de 2015

'Bisonhice' fatal: foto de 'imbecil' do Estado Islâmico ajuda a localizar e destruir o quartel

“Imbecil” do Estado Islâmico põe selfie que ‘ajuda’ a destruir o quartel
João Miguel Ribeiro
Os EUA destruíram um dos quartéis do Estado Islâmico (ISIS, na sigla internacional) depois de um “imbecil” do movimento terrorista ter publicado uma selfie nas redes sociais.
O incidente foi revelado por um dos generais da Força Aérea norte-americana, Hawk Carlisle.
Carlisle, que agradeceu ao “imbecil”, explicou que foi graças à selfie que os serviços militares conseguiram identificar e localizar o alvo.
“Foi graças a uma publicação nas redes sociais, o que nos permitiu bombardear o nosso objetivo em menos de 24 horas”, precisou o general.
Quando o alvo foi localizado e confirmado já os caças norte-americanos estavam no ar, tendo apenas de ajustar as coordenadas para o ataque.
Três bombas foram suficientes para destruir toda a instalação.
Embora tenha revelado que o quartel foi destruído, Hawk Carlisle não adiantou em que região ou quando decorre esse ataque.
Refira-se que o ISIS tem estado particularmente nas redes sociais, que usa como fonte de recrutamento de militares (sobretudo jovens no estrangeiro) e apoiantes.
ptJORNAL/montedo.com

7 comentários:

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKK, que notícia mais mal feita, as cinco primeiras frase dizem exatamente a mesma coisa.

Anônimo disse...

Sei, não. O general chama um dos terroristas de imbecil por ter feito essa burrice, mas não seria mais prudente ter ficado calado sobre como conseguiu localizar o QG dos insanos? Não conseguiria localizar mais alvos se ficasse só monitorando sem dizer a fonte? Agora, os terroristas já sabem como os americanos conseguiram e vão tomar providências e atacar mais alvos só para se vingarem.São loucos,insanos desde que outros se matem por eles. O general conseguiu seu momento de fama, deve ganhar mais uma medalha e ir para a reserva ou tem mais uma "jogada" com a divulgação dessas informações.

Anônimo disse...

Espero, sinceramente, que esses estúpidos fanáticos continuem a cometer esse tipo de erros para serem dizimados. O mundo já está tão complicado e sofrido e não precisa desses imbecis fundamentalistas e seus fantoches para torná-lo pior!

Anônimo disse...

Se de fato esse fato aconteceu, na realidade o tal general deu uma arma perigosa para os Estado Islâmico, pois se eles entenderem que as tropas americanas se valem desse tipo de informação, com toda certeza eles irão buscar postar nas redes sociais fotos de locais distintos de onde fato eles estão, como por exemplo hospitais, centros juvenis e afins, para seja bombardeados e com isso causar comoção mundial em desfavor da tropa e com isso atraindo a simpatia para a causa do Estado Islâmico. Dessa forma, creio que essa notícia não deva ter grande credibilidade...

Anônimo disse...

Imbecil foi o que revelou a fonte das coordenadas da localização do terrorista do ISIS. Agora os terroristas e bandidos de todo o mundo vão ficar mais alertas com o uso do celular para não serem localizados.
Se ele não tivesse feito propaganda de como localizou o terrorista, outros que cometerem o mesmo, poderiam ser localizados no futuro também.

Anônimo disse...

Por aparecerem nas mídias mundiais esses alucinados pelo demônio fazem questão de cometerem mais atrocidades e divulgarem as imagens. Se houvesse um boicote a essas imagens pelos canais de TV mundiais, talvez eles parassem de executar pessoas diante das câmeras.

Anônimo disse...

Nos dias de hoje, com a facilidade das redes sociais e a internet, ainda fico surpreso como certas pessoas são facilmente dominadas, enganadas e convencidas a participarem desses grupos. Acho que é falta de cérebro ou a existência de apenas um neurônio. Na minha época de jovem, o máximo que adolescente fazia de radical era "fugir" com o namorado(a)ou participar de uma festa escondido(a). Hoje, largam tudo e vão servir de "bucha de canhão", bomba humana para que um grupinho de loucos se deem bem. Ridículo!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics