8 de junho de 2015

Exército vai vender parte da Vila Militar para a prefeitura do Rio. Contrapartida inclui construção de PNR

Vila Militar vende parte do terreno para a Prefeitura do Rio de Janeiro
Parque Olímpico em obras (Foto: divulgação)
Parque Olímpico em obras (Foto: divulgação)
As Olimpíadas de 2016 no Rio forçaram o Exército a acelerar o processo já iniciado de ir em direção à fronteira do país. O mais recente passo dessa marcha é o anúncio do Comando da Força em vender parte da Vila Militar, em Deodoro. Serão três áreas entre terra e benfeitorias, que juntas somam 90 mil metros quadrados. O interessado é a Prefeitura do Rio, que vai adquirir o terreno para implantar o corredor expresso Transolímpica. A via irá atender moradores da região e o público dos jogos, que acontecerão nas instalações militares. O acordo entre município e União é de R$ 43 milhões.
O recurso com a venda do terreno será usado para obras de recomposição das instalações afetadas pela via expressa ou na construção de outros imóveis em qualquer unidade da Federação, de acordo com o Plano de Reestruturação Imobiliária do Exército, aprovado pela Diretoria de Obras Militares. As frações da área negociada devem ser vendidas a preço de mercado, atendendo às necessidades da Força, para não acarretar prejuízos patrimoniais ao acervo imobiliário. Ainda assim é um bom negócio ao município. O trajeto da Transolímpica passaria por inúmeras casas, e fontes militares dizem que o valor com as desapropriações de cada imóvel seria bem maior. Assim, houve acordo para concretizar a transação. O recurso obtido com a alienação deve ser incorporado ao Fundo do Exército, tendo como favorecido a 1ª Região Militar.
Em contrapartida, o município vai usar outros 28 mil metros quadrados da Vila Militar para a construção de moradia de praças e oficiais (Próprio Nacional Residencial – PNR), que vai ajudar a desafogar um pouco a fila de espera de praças e oficiais por um imóvel, que pode se arrastar até cinco anos. Avaliado em R$ 9 milhões, o terreno das futuras casas foi negociado contratualmente por R$ 13 milhões, mediante permuta. As edificações serão construídas em forma de prédio. Os projetos básicos e cronograma físico-financeiro deverão ser elaborados e executados pelo Município do Rio. A alienação da área faz parte do Plano Estratégico do Exército, que pretende construir novas unidades habitacionais.

16 comentários:

Anônimo disse...

Hum... PNR construído pelo município do Rio de Janeiro... Sei... Vai ficar filé... (SQN)

Anônimo disse...

"...que vai ajudar a desafogar um pouco a fila de espera de praças e oficiais por um imóvel, que pode se arrastar até cinco anos."

Só cinco anos! Em Florianópolis a espera por um PNR passa dos 10 anos. Enquanto isso o pracinha arca com um dos aluguéis mais caros do país!

Vergonha!

Anônimo disse...

Hum... PNR construído pelo município do Rio de Janeiro... Para praças... Sei... Vai realmente ser destinado aos praças (SQN)

Anônimo disse...

só queria saber pq os militares de brasília só são transferidos com PNR, enquanto o resto é vala comum.

e não venham dizer que é pq está escrito em alguma portaria feitas nas pernas de desses generaiszinho moral de cueca e/ou por que lá são caros demais os aluguéis.

em altamira-pa, paga-se de R$ 1.200 a R$ 1.5000 para mora ruim, e aí caras pálidas.

Anônimo disse...

Montedo proposta de reestruturação salarial no site do senado, é preciso mais de 10000 para entrar em votação.
Peço, se possível dar uma verificada e divulgação se achar válido.
Obrigado

Lembrando que é necessário o militar se cadastrar para poder registrar seu apoio e depois cadastrar o acompanhamento da proposta.

Segue o link abaixo

https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaopropostaaudiencia?id=15161

Obrigado

Anônimo disse...

Bem!!!! A realidade é que praça espera por PNRs por muito e muito mas muito mesmo o tempo de espera em relação a Oficial.

Anônimo disse...

Já sabemos.Obra empenhada, prometida, obra acabada... igual ao trem bala,obras da copa que ficaram pelo caminho.E tem gente que ainda acredita?

Anônimo disse...

kkkkkkkk. Mais um calote, ou alguém em san-consciência acha que a Pref do Rio vai pagar isso.

Anônimo disse...

5 anos de espera? Sei de amigos que estão na fila para ocupação há mais de 10 anos! Constroem PNRs para praças e os oficiais com olho grande ficam com eles e passam as velharias que eram dos oficiais para as praças. Sempre sobra pras praças!

Francisco W. chagas disse...

paguei aluguel minha toda minha carreira, com direito a um endemoniado retirando meu auxílio moradia.

Anônimo disse...

sou militar lotado na guarnição do rio de janeiro, não há fila para PNR de oficiais, pelo contrário, para oficiais é facil, estou aqui no rj há 7 anos, e na fila de PNR pelo msm tempo e até agora não fui contemplado.

Anônimo disse...

Aqui aconteceu a mesma coisa...fizeram um acordo para vender pnr do lado de um estádio para ampliar a capacidade para jogos da copa e o clube se comprometeu a construir dois prédios para serem ocupados por ........ Oficiais..o aluguel médio aqui é baratinho cerca de mil e trezentos reais, praça não precisa disso. E o que aconteceu? Cavaram um buraco no fundo de um quartel, as partes interessadas embolsaram o que tinham que embolsar e acabou, sem pnr.....profetizando, vai acontecer a mesma coisa.

Anônimo disse...

Pessoal desculpem minha ignorância... estou no Exército há 17 anos e pergunto: o que é PNR? Esse negócio existe mesmo?

Anônimo disse...

Pulando do barco. ..vejam os salários iniciais!


Tribunal Regional Eleitoral do AcreO Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) abriu as inscrições do concurso público para 3 vagas e formação de cadastro reserva em cargos de nível técnico e superior. Os salários vão de R$ 5.365,92 a R$ 8.804,57. As inscrições podem ser feitas até o dia 26 de junho pelo site  www.aocp.com.br. A previsão é que a prova objetiva seja aplicada em 16 de julho, em local e horário que ainda serão informados (veja a matéria completa).Tribunal Regional do Trabalho da 3ª RegiãoO Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, em Minas Gerais, abriu concurso para formação de cadastro de reserva em cargos de nível médio e superior. Os salários vão de R$ 5.425,79 a R$ 10.485,62. As inscrições serão realizadas, exclusivamente, via Internet, até o dia 12 de junho pelo site www.concursosfcc.com.br. As provas serão aplicadas no dia 26 de julho, na cidade de Belo Horizonte.

ROGERIO PEREIRA SILVA disse...

Vamos ver o destino doa PNR

Anônimo disse...

O que aconteceu com os militares que moravam nos PNR vendidos???

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics