6 de junho de 2015

Militares do Exército denunciam abuso da PM no MS

Jovens denunciam suposto abuso de militares durante abordagem em MS
Vítimas estaria à paisana e teriam sido agredidas e humilhadas.
Policiais foram ao local após denúncia de briga no final de festa.

Do G1 MS
Campo Grande (MS) - Quatro militares do exército de 19 e 20 anos foram até a delegacia na tarde desta quinta-feira (4), para denunciar um suposto abuso de autoridades por parte de policiais militares. Segundo o registro da ocorrência, eles foram agredidos e humilhados durante uma abordagem na avenida Afonso Pena, região central de Campo Grande.
Na ocasião ocorria uma festa em um clube. Os jovens disseram que estavam de folga e que a polícia foi ao local porque ocorreu uma briga ao final do evento, no qual eles não estavam envolvidos. Por volta das 4h (horário de MS), um jovem de 19 anos disse que respondeu para a guarnição, quando eles pediram licença para passar.
Conforme o comunicante, diante desta resposta os militares teriam engatilhado um fuzil e outra arma em direção à vítima. Os homens ordenaram a todos para saírem do local, segundo o jovem de 19 anos.
Ao saírem, eles disseram que realizaram uma brincadeira com outros militares que estavam de plantão, por serem mais modernos.
Por conta disso, os militares teriam informado para a guarnição que teriam sido ameaçados pelos jovens. A viatura então teria perseguido os jovens e os agredidos com tapas, chutes, xingamentos e pedradas. Um dos jovens, ao questionar o nome dos militares, teria sido levado para a delegacia.
Ele foi encaminhado até uma sala e lá teria sido agredido novamente. Assim que liberado, o jovem se encontrou com as outras supostas vítimas e retornou a delegacia para o registro da ocorrência. O fato foi registrado como abuso de autoridade e será investigado.

4 comentários:

Anônimo disse...

Muito estranho isso. É necessario averiguar a real situação e as duas versões...

Anônimo disse...

Sou militar do Exército e filho de Policial Militar de MG. Infelizmente existem pessoas, de ambos os lados, que cometem esse tipo de erro. Eu mesmo já fui vítima dessa situação, na cidade de Três Corações em Minas, de um policial militar que se aproveitou do exercício da função para tentar me humilhar na frente da minha família, sendo que eu havia atendido a solicitação de mostrar documentação e não havia reagido de forma alguma.

Anônimo disse...

Afinal de contas, somos sujeitos a ser revistados por PM ou solicitamos a GU da PE, viatura da OM ou coisa assim ? Isso é uma coisa muito vaga...

Anônimo disse...

Por que não seriamos? Ninguém está acima de qualquer suspeita.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics