13 de junho de 2015

Dois militares do Exército ficam feridos em acidente de trânsito no RS

ACIDENTE NA CURVA DO PIRAÍ
Dom Pedrito (RS) 12/6 - Há cerca de 30 minutos nossa reportagem chegou ao local totalmente deserto nas imediações da curva do Piraí, no sentido Dom Pedrito/Bagé, e encontramos o carro Fiat Palio capotado e completamente destruído na vala ao lado da estrada. O automóvel com placas de Santana do Livramento, tripulado pelos oficiais do Exército Wesley da Silva e Gabrieli Vieira, perdeu o controle durante a descida da curva, capotando várias vezes e ficou com as rodas para cima já fora da pista. Ambos estão hospitalizados no hospital militar de Bagé em estado estado estável
Pensante & Livre (Facebook)/montedo.com

18 comentários:

Charles-Pequeno Príncipe disse...

http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/06/mp-apura-maus-tratos-em-treinos-da-pm-de-militares-e-agentes-pelo-pais.html

Anônimo disse...

Um desabafo, não atinente ao tópico, mas como é o mais recente....por favor, se tem alguem dos órgãos de inteligência que lêem esse blog, ou alguem com poder de coesão, alerte a quem de direito, sobre a calamitosa situacao dos praças de carreira. Nao adianta esconder isso debaixo so tapete, baseando-se na opinião dos oficiais. Seria interessante que o DGP, pare de centrar seus esforços em pesquisas retóricas de pouco efeito, e realmente busque saber a opinião dos mais baixos escalões da força. Méritos à parte, um Asp a Oficial com 21 anos de idade, inicia sua carreira ganhando mais que um ST com 30 anos de carreira. O praça passa por um estágio probatório de 10 anos, sob ameaças, sob o cabresto do conceito, à mercê de CMTs as vezes arbitrários e despreparados para gerir seus recursos humanos, preocupados somente com seus umbigos. Mal se consegue fechar uma turma de ESA, pois existem "N" carreiras em órgãos públicos que oferecem melhores salários, valorização profissional, melhores condições de trabalho e um tempo ínfimo para garantir-se a estabilidade ( para os oficiais 6 meses de tropa, para as praças 10 anos é muita discrepância). Um soldado da PM ganha mais que un 2 Sgt do EB. Pelo visto, daqui a pouco teremos um exercito formado de oficiais ( claro, os que ficarem. ) e soldados recrutas, que são obrigados a servir. Vejo um horizonte não muito agradável aos que permanecerem na força, se algo não for feito a respeito da carreira dos praças. Vejam bem senhores oficiais, não é sonho de todo praça ser promovido a oficial (embora muitos anseiem por isso...), na minha opinião, mesmo que o praça jamais galgasse o oficialato, não haveria problema, desde que a carreira do praça fosse mais valorizada, o que não acontece, pois atualmente só quem tem obtido benefícios são os oficiais ( carreira em "Y", e tantos mais..) e o pessoal do quadro especial. Algo precisa ser feito.

Anônimo disse...

Bem observado, camarada. Na AvEx, estão suprindo a falta de sgt av de carreira com sgt temp formados nas coxas. Uma temeridade, eu acho. Breve veremos o que aconteceu com o helicóptero que vitimou o filho do governador de sp tornar-se comum na frota AvEx. Sem contar a má formação dos pilotos... Eu já estou fora. Temo pelos campanhas que ficaram. SELVA!

Anônimo disse...

Camarada nao quer ser nivel medio ou sgt? Vai estudar!!! Simples assim! Para de ficar comparando e dando uma de tadinho em relacao aos oficias

S Ten Pedro disse...

http://www.forte.jor.br/2015/06/13/exercito-cria-para-sargentos-e-subtenentes-cargo-de-adjunto-de-comando-novo-elo-com-a-tropa/

Seu Saraiva disse...

Camarada eu também concordo com as suas indagações. Estudar para quê? A mais oportuna atitude era horizontalizar tudo, ou seja, implanta logo o socialismo. Porque vejo médico recém formados ganharem mais de 20 ou 25 mil reais por mês, enquanto todo o resto da estrutura de saúde, nem 10% disto. Mas, tem uma diferença: eles não ficam chorando, vão tirar plantão!!!

Anônimo disse...

Só imagino o tipo de líder que deve ser o anônimo da 01:51 para insistir com uma observação desse tipo. Ora camarada, POR QUE NÃO TE CALAS!!!!!!!

Anônimo disse...

Anônimo da 01:51, senhor "superior intelectualmente inclusive" continue no seu trono, até a corda começar a apertar o seu pescoço TB...então alguém vai mandar VC estudar e sair da carreira de oficial para ganhar mais.

Anônimo disse...

ao anônimo da 13:26, não é fazendo uso de um jargão batido, mas faça como eu, que não estava gostando e "pedi para sair". Na OM onde eu estava só tinha 1 (UM) 3º sgt de carreira, o pessoal não esquenta mais o banco não, e os que ficam são os que não tem capacidade para passar nem no concurso para carteiro...Mas voltando ao raciocínio, me formei em administração, estudei em um cursinho para concurso da receita, tudo na moita para não ser perseguido, no quartel eu era sgt nivel fundamental, so o previsto e olhe lá, quando eu passei no para analista, 13 mil, meu comandante de cia me falou, um carioca boçal, "po ai, so tem a cara de raro ei", ainda queria me punir porque não avisei ao comando que ia presta o concurso. moral da historia: 13 mil na conta, horário comercio de segunda a sexta, sem ouvir mais merda de semianalfa...

Anônimo disse...

Anônimo das 01:51. Quem é você para mandar os outros estudarem? A questão apresentada não é deixar de ser praça, e sim mudar a situação de abuso com que os praças são tratados dentro da instituição. Por acaso você é dono da instituição para mandar alguém estudar, ou sair para mudar sua situação. Não senhor, em qualquer categoria, qualquer uma, se pode mudar e melhorar. Lembre-se que tudo o que não é flexível quebra. Abra sua mente, quem sabe estudando para ter um maior entendimento.

Anônimo disse...

A questão não é mandar estudar, mas não acho justo que outras carreiras do executivo que não fazem metade das coisas que fazemos ganhem salários muito maiores. Isso é justo? é muito fácil e covarde falar... Está achando ruim, saia, pois as FA estão perdendo boas pessoas e qualificadas e ficando um depósito de temporários que mal sabem comandar sentido. Uma vergonha na frente dos EV. Precisa sim ser revisto. São coisas simples que poderiam mudar a qualidade de vida dos militares. COmo PNR, aquele que sai da GD ou of de dia podem ir para casa no outro dia...diminuição do interstício... e por aí vai.

Anônimo disse...

Engraçado... eu fiz o comentario acima das 01:51. Disse para pararem de reclamar e estudar!! Não vi no comentario onde está escrito para sair da força ou algo parecido! Disse em relaçao aos choroes ficarem de mimimi ao inves de irem estudar. To vendo que ta cheio de chorao ai com tempo sobrando. Srs nao estao satisfeitos corram atras! É simples! Parabens ai ao companheiro que ganha 12k. Se esta feliz otimo! E segue a vida!
Sou Maj e vivo estimulando os dedicados a correrem atras de suas necessidades e aspiraçoes. Eu acho q o EB n valoriza o praça mesmo, e que muitos estao é perdendo tempo no EB. Obvio q esse pensamento nao cabe para os que ficam ai de mimimi... ai eu ganho pouco... ai eu tiro sv..ai ninguem me escuta... VAI ESTUDAR ! Combatente! Vai treinar pra um curso operacional! Vai fazer concurso pra outro orgao! Ou vai pro aloj e engracha o coturnao p nao tomar mijada.

Anônimo disse...

Ps: engraxa é com X ! KKKKK

Anônimo disse...

Ao anônimo de 14 de junho de 2015 19:48

Não entendi. Você já está fora e não se identifica ??? Pô fala sério rapaz ... Quem é você para se esconder e achar que todos que estão no exército devam estudar para sair da Força ... e os com quase 30 anos de serviço ?! Entenda que após sua saída, ainda irá existir militares de carreira e temporários nesse país chamado "Brasil". Essa classe profissional ainda existirá, e digo particularmente na Força Terrestre, que parece ter um tratamento do século retrasado para com suas praças. Veja quantas formações existem para praças no EB e nas outras Fç, há algo errado ? Não, não há, desde que se tenha praças para se manipular e ocuparem vagas de especialidades completamente distintas e a fazerem todo tipo de sindicâncias possíveis. É para se ter manobra, especializar pra quê ? Ficariam as praças engessadas, como ocorre na Mar e Aer, cada qual na sua "Especialidade"!
Se liga militar da Reserva, se é que foi mesmo para reserva ?

Anônimo disse...

=> Convocação - Assista o vídeo. Repasse. Se ajude.

http://www.militaresbrasil.com/2015/06/12062015-convocacao-geral-30-junho.html

Anônimo disse...

Sr Major vá estudar Língua Portuguesa, pois isso faz toda a diferença quando alguém quer que seus argumentos sejam levados a sério. Pode começar conjugando o verbo Engraxar no presente do indicativo.

Anônimo disse...

Quanto ao papirão anônimo lhe digo que para cada sargento nível fundamental deve ter algum sargento nível médio e/ou superior carregando nas costas o que ele deixa de fazer para estudar para concurso. Somente conheci um sargento que estudou em casa para concurso e passou, mas assim mesmo penou bastante tempo. Infelizmente tem companheiros que tem esposa, filhos, problemas familiares que absorvem o tempo que outros gastam estudando para concursos. Mas ainda tem os que não passam. Quantos de nós conhecem companheiros que estudam, e quantos realmente passam? Não é fácil passar em um concurso público. Parabéns a quem passou em outro concurso e deixou a força. E força àqueles que não conseguem deixar a caserna. Tenho certeza que todos que aqui "choram" as mágoas, tiram serviço, "engracham" muito bem seus coturnos, são honestos e educados com os superiores e bondosos com os subordinados, além de excelentes profissionais. Independente de tudo que alegam, a carreira está sim, muito ruim, o salário péssimo, as movimentações tiram o sono da grande maioria, o assédio moral causa depressão, a vaidade do chefe estressa, o descaso do colega afeta o direito de alguém. Somente o dia que o Praça deixar de olhar para o próprio umbigo e buscar seus direitos, juntos, é que a carreira irá melhorar.

Anônimo disse...

Os problemas que afetam as praças são os mesmos que afetam os oficiais... Salário injusto, principalmente se comparado aos de outras categorias; as dificuldades impostas pelas lides castrenses (para todos, mesmo que às vezes de forma diferente)...
De fato, é carreira que deve ser buscada apenas por quem tem muita vocação...
Quanto aos abusos, assédios, etc, chamem como quiser, estes sim são praticados por oficiais e por praças, assim como também são sofridos por oficiais e praças. Diz respeito a um defeito pessoal de quem o pratica e não vinculado ao posto ou graduação que ocupa.
De qualquer forma, os que incitam a "guerrinha" entre oficiais e praças apenas se prejudicam, e prejudicam, com toda certeza, o próprio Exército. Dar asas ao recalque, ou de outro lado, à falta de humildade/ orgulho, não é boa opção.
Ambas as carreiras, de oficiais e de praças, podem ser melhoradas...
Os salários de todos os militares DEVEM ser melhorados.
"Oficiais" e "praças" não são categorias distintas de pessoas. Não são nem categorias profissionais distintas... Apenas são carreiras com particularidades distintas, e repito, ambas podem ser melhoradas e ambas são necessárias.
Hoje em dia é assim... assim que eles querem: negros contra brancos, ricos contra pobres, homossexuais contra heterossexuais, filhos contra pais, mulheres contra homens, praças contra oficiais e todo tipo de luta que se puder fomentar.... tudo "requentado" e reeditado, alimentando novas lutas possíveis pelas peculiaridades dos novos tempos...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics