3 de junho de 2015

Bolsonaro coleta assinaturas para criação de partido 'natimorto', segundo... Bolsonaro!


Bolsonaro em 2011: 'PMB é um partido natimorto' (reprodução: Montedo,com)
Quatro anos após afirmar textualmente que "O PMB é um partido natimorto até porque seu presidente, um capitão da PM de São Paulo, declarou que repudia o que denominou “golpe de 1964”, o Deputado Jair Bolsonaro trabalha com afinco para recolher as assinaturas necessárias para viabilizar a criação do partido, que tem como principal nome seu fundador, presidente de honra e deputado federal Capitão PM Augusto (PR/SP), que acredita que o futuro partido será o sucessor da Arena, justamente o partido criado para apoiar o governo militar, após 1964.
Bolsonaro em 2015: campanha de assinaturas para o PMB (Reprodução: página do Deputado Bolsonaro)
A campanha de adesões tem razão de ser: Bolsonaro, que já afirmou pretender ser candidato à Presidência em 2018, precisa de uma legenda para chamar de sua. O PMB, por outro lado, sonha com um nome de peso que lhe dê sustentação no Congresso.
Puxa daqui, negocia dali, e as ideologias vão ficando em segundo plano. O que interessa é 'chegar lá', onde quer que o 'lá' esteja. Afinal, "assim é a política, estúpido!"

O deputado Capitão Augusto (PR-SP), à direita
Foto: Jorge William / Agência O Globo
Capitão Augusto: fardado no Congresso (Jorge William / Agência O Globo)

Leia também
BOLSONARO: "O PMB [PARTIDO MILITAR BRASILEIRO] É UM PARTIDO NATIMORTO!
Partido Militar Brasileiro será o sucessor da ARENA, diz deputado que usa farda no Congresso.
Com 15 deputados federais, Partido Militar deve ser criado até dezembro e espera adesão de Bolsonaro.
Rumo ao Partido Militar Brasileiro? Bolsonaro pede desfiliação do PP.

8 comentários:

Anônimo disse...

Acredite, se quiser. Quando certos políticos aparecem, depois de um longo período de hibernação e ineficiência, e se começam trabalhando incansavelmente,esquecendo as "diferenças" com outros, recolhendo assinaturas para criação de mais um partido político, com mais despesas pagas do nosso bolso e com eficácia que todos conhecemos, é melhor colocar as barbas de molho.Todos querem poder, salário e verbas.Uns, já sabemos que nada farão e, os novos, são incógnita para o futuro.

Anônimo disse...

Jamais votarei em qualquer candidato que se filiar a esse partido.
Partido formado por PMS, que só defendem o lado deles.
Não vejo nenhum político oriundo dos policiais defendendo causas da FFAA.
Acho que Bolsonaro vai embarcar numa canoa furada, caso suas pretensões seja esse PMB, assim sendo não terá meu voto nem de meus familiares.

Anônimo disse...

Descordo do anonimo das 14:53. Agora é a hora da união entre PMs e militares das FA. Lutar por interesses mútuos sempre. Nada de remar contra um projeto que pode mudar a vida da família militar. Percebemos que os partidos atuais nada fazem pelos militares. Então vamos apoiar este partido. Esta é a minha opinião.

Anônimo disse...

Ao comentarista 3 de junho de 2015 14:53. Claro que a iniciativa de um partido militar tinha que vir de um PM, eles estão anos luz a frente dos militares das FA em profissionalismo e mobilização política, pra começo de história os nossos comandantes se acham representantes da classe militar das FA, mas na verdade o que parece é que o único interesse que defendem são os dos próprios cargos na reserva, os Gen de 4 estrelas. Os militares que se candidatam, principalmente no EB, são perseguidos como marginais, não conseguimos se quer formar uma associação de graduados (as PMs têm), que seja, pois são maioria, para nos mobilizarmos e articularmos politicamente. Sendo assim, um partido militar só poderia ser iniciativa de um policial PM.

Anônimo disse...

É por isso que militar não vai pra frente: SÓ DESUNIDO.

Fardado Indignado disse...

Opa!! Nesse comentário eu quero entrar!!

Vamos por partes: (como diria o Jack the Ripper, mais conhecido por aqui como Jack o estripador)

1. "Podemos fazer o diabo quando é hora de eleição...!" (palavras de Dilma Vana Estela, Wanda, Luiza ou Patrícia Rousseff Linhares) [veja nesse link: http://migre.me/q8qs2]

Salvo a ocorrência de uma convulsão social muito grave, as urnas, parecem ser o único caminho para se tentar ao menos reverter esse quadro de apatia institucional que o país atravessa. A união de ícones da causa dos militares das FFAA (atuantes ou não) com representantes das PPMM está longe de ser um pacto com o capiroto. Portanto, mesmo que essa mistura não seja totalmente homogênea, deve ser levada em consideração em nome do objetivo comum, que ao meu ver é de acabar ou tentar diminuir a bagunça que a bandidagem, utilizada como cortina de fumaça por corruptos políticos travestidos com o manto dos direitos humanos, impingem à nação.

2. Qualquer candidato que encampar a bandeira da defesa da sociedade no tocante a "segurança pública" e tiver o mínimo de simpatia dos dois grandes centros do país levará vantagem na corrida presidencial. A questão econômica é a mais importante sem dúvida, contudo a sensação de insegurança cotidiana é a principal demanda da população.

3. Ao frequentar o site co-irmão "sociedade militar" podemos ver facilmente que que um bombeiro militar mostrou claramente o nosso problema, "preciso que vocês avancem para poder defender a sua causa" foram as palavras do Daciolo. doloridas mais verdadeiras. Portanto a nossa situação salarial depende exclusivamente de nossas ações, contudo precisamos fazer essa pressão de um modo inteligente, que confesso não saber ainda, pois são mais de 20 anos nesse miserê e as coisas só piorando pro nosso lado!

4. O anônimo de 18:51 foi perfeito em suas colocações, com o Comando estudando e andando para nossas necessidades, só nos resta a tentativa de imitar a esquerda, que depôs provisoriamente as armas voltando-se então para as urnas, induzindo a todos a acreditar nessa bandeira permissiva de pseudo democracia acobertando a vagabundagem em detrimento do cidadão de bem. Façamos o mesmo então com a perspicácia de que não precisamos ludibriar ninguém para chegar ao poder, pois estão estampadas diariamente nas páginas policiais, na leitura dos números superiores ao de guerras declaradas, as notícias de que vivenciamos a nossa guerra civil. Nesse combate diário, onde trabalhadores são abatidos como cervos campestres numa caçada aristocrática no interior floresta, onde a Lei que vale é a da proteção, benesse e amparo do lobo em relação ao cordeiro, qualquer um que enfatizar a defesa da população, eu repito, chegará ao comando do país.

Vejo sim uma mínima possibilidade de êxito, vejam o exemplo do DF mais votado do RJ (Bolsonaro), Daciolo e o outro que vai vestido de PM (Capitão Augusto), vejam o aumento da bancada da arma, vejam a decadência dos políticos do PT, são sinais claros de que existe margem para mudança com reversão de quadro. Mas preparem-se, quando o objetivo for alcançado, as forças para manutenção no poder deverão ser mais concentradas ainda! Digam se me entenderam...

Anônimo disse...

Eu entendi: as forças q querem se manter no poder são mais coesas portanto temos q fazer frente a esta mudança de cenário. Vamos apoiar o partido militar. Cb Daciolo está convocando todos os militares pm e das FA para dia 30 junho participar da grande manifestação que ocorrerá. Alguém pode colocar o local e horário da manifestaçao?

Anônimo disse...

Já cansei desse Bolsonaro. Ao invés de polêmicas, deveria lutar por salários mais dignos aos militares.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics