1 de junho de 2015

Carro atinge casas de militares de batalhão do Exército. Um morto.

Notícia recuperada (27/5)

Carro invade casas no 25º Batalhão de Caçadores; um morre e outro é ferido
(Foto: Thiago Amaral/Cidade Verde)
Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com
Teresina (PI) - Uma pessoa foi morta e outra está ferida em um grave acidente na avenida Miguel Rosa, zona Norte de Teresina, por volta das 2h da madrugada desta quarta-feira (27). O sobrevivente seria o motorista identificado como Anderson Michel Félix da Silva, 34 anos, levado inconsciente ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT). De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), a vítima fatal foi identificada como Francisco Severino Félix Neto, 36 anos, e seria irmão do ferido.
A colisão envolveu uma camionete e o impacto foi tão violento que destruiu duas casas militares do 25º BC. Barras de contenção foram arrancadas e o veículo só parou após bater em uma árvore.
“O acidente foi violento e com duas vítimas. O Corpo de Bombeiros, o Samu e a Polícia Técnica já compareceram ao local. As portas, para choques e paralamas do carro foram arrancadas”, disse o tenente Viana, do 1º Batalhão de Polícia Militar.
As causas do acidente ainda não foram reveladas e de acordo com a PM pode ter relação com excesso de velocidade.

Susto
O tenente Reis mora com a esposa Aurize na casa que foi invadida. Ela estava acordada por volta de 2h30 da madrugada quando ouviu o barulho do carro e saiu correndo para o corredor, já prevendo que o veículo fosse atingir o muro. "O carro bateu, capotou e bateu naquela árvore. Uma porta do carro foi parar na casa do vizinho", conta.
"Eu tomei um susto muito grande porque foi um barulho de arrepiar. Muita gente que mora nas redondezas ouviu o barulho e veio para a rua. Foi uma situação difícil. Os bombeiros chegaram e jogaram água no carro porque estava vazando gasolina. Foi uma batida muito forte", acrescentou Aurize.
A assessoria do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) informou que a vítima do acidente deu entrada, às 3h17, desta quarta-feira (27). Ele foi identificado como Anderson Michel Félix da Silva, 34 anos. Ele passou por exames, não teve fraturas e já teve alta na manhã de hoje.

Cidade Verde/montedo.com

Um comentário:

Anônimo disse...

Será que com a divulgação das fotos a CRO manda alguém para verificar a necessidade de obra de emergência para depois cobrar do gaiato? Sempre pedi em casos similares e nunca mandaram ninguém. O OD reconhecia a emergência por conta e risco.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics