24 de maio de 2015

Lixeiros fardados: militares do Exército retiram 3 toneladas de lixo de residência no interior de SP

Exército retira 3 ton de lixo de casa de acumuladora em São Pedro, SP
Ação conjunta do Tiro de Guerra com a Prefeitura foi feita a pedido de vizinhos.
Material encheu caçamba de caminhão; moradora teve identidade preservada.
Operação retirou 3 toneladas de lixo em casa de São Pedro (Foto: Tiro de Guerra de São Pedro/Divulgação)
Oito atiradores participaram da ação voluntária (Foto: Tiro de Guerra de São Pedro/Divulgação)
Do G1 Piracicaba e Região
Uma moradora de São Pedro (SP) acumulava dentro de casa 3 toneladas de lixo, roupas e objetos. Nesta sexta-feira (22), uma ação conjunta da Prefeitura e do Exército retirou o material da residência, que fica no bairro São Dimas. O total recolhido preencheu a caçamba inteira de um caminhão.
O lixo foi levado ao aterro municipal. Em um dos cômodos da casa, uma pilha de roupas e jornais chegava a um metro de altura. Também havia portas, janelas e diversos tipos de garrafas espalhados por toda área do terreno.
O imóvel está em avançado estado de deterioração. A operação desta sexta foi feita a pedido de vizinhos insatisfeitos com a quantidade de insetos e animais peçonhentos vindos do local. A Prefeitura disse que equipes de combate à dengue já haviam identificado o problema, mas não obtiveram permissão para entrar na residência, onde a moradora vive sozinha.
O ingresso no lugar, no entanto, foi permitido após a identificação de parentes da mulher.
Segundo a administração, um familiar abriu a casa para o trabalho, que contou com a participação voluntária de 8 atiradores do Exército. Três funcionários da Prefeitura participaram do mutirão.
Operação retirou 3 toneladas de lixo em casa de São Pedro (Foto: Tiro de Guerra de São Pedro/Divulgação)
Casa tem poucos móveis e pilhas de materiais (Foto: Tiro de Guerra de São Pedro/Divulgação)
O governo municipal não divulgou o nome nem qualquer contato da moradora e disse também que não poderia informar mais detalhes sobre a saúde física ou mental dela. No entanto, garantiu que o caso será encaminhado à Assistência Social, que irá avaliar a necessidade ou não de um tratamento após contatar a família.
G1/montedo.com

23 comentários:

Anônimo disse...

Ahh esses oficiais

Anônimo disse...

Meu DEUS, meu DEUS, nos ajude...

Anônimo disse...

Ação "conjunta"? Essa prefeitura não recolhe lixo na cidade? Não tem pessoal para executar esse tipo de serviço? Não é se eximir para ajudar, é evitar que seja chamado para tudo, inclusive para esse serviço fácil de ser executado pelo órgão estadual ou terceirizado. Não tem dinheiro? Duvido.

Anônimo disse...

Piada, culpam os oficiais por tudo.
Esses Leões de alojamento são bons mesmo.

Anônimo disse...

Pelo Amor de Deus....Quando será que os grandes Generais irão se dar conta disso...pra quem tem milico limpando cada de esposa de general..tudo e possível...acho que vou pedir uns milicos para limpar meu pátio também..assim sobra o dinheiro para gastar com compras ao invés de pagar mão de obra especializada...Eta Governo bem lixo e Generais incompetentes.

Anônimo disse...

E pior que não é nem Oficial porque nos Tiro-de-Guerra o chefe é um praça!

Anônimo disse...

Esse é o papel das Forças Armadas? Deus nos ajude.

Anônimo disse...

Só EU li aí que os militares foram VOLUNTÁRIOS? Pessoal, eu também não concordo com certas funções que são destinadas aos nossos militares, mas nesse caso, a informação é de que eles foram VOLUNTÁRIOS. Não criem chifre em cabeça de cavalo, galera.
Abraços.

Anônimo disse...

Eu aprendi que voluntário no Exercito é um certo volume de otário, se perguntarem a esses soldados eu duvido que os mesmos foram voluntários de vontade própria. No EB somos voluntariados a força, por imposição de "regulamentos" que assim como em nosso país só funcionam pra punir a plebe, então não me venham com esse papo de voluntário, isso é balela.

Anônimo disse...

Os militares trabalham, para prefeitos Brasil afora roubarem e desviarem dinheiro público e assim a vida continua, o filho do pobre sempre se ferrando.

Anônimo disse...

Não bastasse a atividade desempenhada, é sempre daquele jeito, de qualquer modo, atravancando, sem luvas, sem máscaras... Depois pegam uma doença grave, se furando em seringa, leptospirose e aí ficam enganchados na folha de pagamento do EB, com cada vez mais reintegrados, adidos...
E o salário, ó...

Anônimo disse...

É muita choradeira
Saiam
Parem de encher o saco
Se ponham no lugar do cmt do Tiro de Guerra
classe desunida

Anônimo disse...

Aos que acreditam em voluntariado nesse caso: fico imaginando o praça comandante do tiro de guerra em casa, com a família. Aí dá um estalo na cabeça do cara e ele pensa "vou perguntar se meus soldados são voluntários prá catar um lixo li na casa da dona Maria". Ele consulta os soldados e todos se voluntariam.
Cantarolando canções de motivação eles vão, em forma, cidade adentro, cumprir a "nobre missão".
Ah! Me poupem!

Anônimo disse...

Descendo a ladeira, daqui a pouco vamos ganhar menos que garis...

Anônimo disse...

Ser voluntário é uma missão nobre. Parabéns aos soldados que foram ajudar a senhora. Mas fica um recado: Mesmo sendo voluntário o EB tem que dar o mínimo de condições higiênicas para seus componentes. Cada as luvas, as máscaras, as roupas especiais para serem usadas na tarefa? Afinal esses soldados são cidadãos e não porcos para ficarem desse jeito na sujeira.

Ten Reis disse...

Definitivamente chegamos no fundo do poço. Por favos, o último a sair apague a luz. Empregar uma Força Armada para fazer papel de gari foi o tiro fatal.

Anônimo disse...

Sem mais nem menos os militares correram para ser voluntários. os funcionários da prefeitura correram em outra direção.

Anônimo disse...

Cada um no seu quadrado! Recolher lixo não é ação humanitária e nem ACISO! Fato é que os Ch de TG ficam na mão do prefeito...se disserem não, receberão não! Portanto, cada um tem a goela que merece. Na minha não passa sapo, portanto, nunca me candidatei para Ch de TG.

Anônimo disse...

Já notaram que ultimamente, mais do que nunca, as missões que surgem são para engrandecer alguém e não engrandecer a pátria???

Anônimo disse...

O coitado do jovem cidadão é induzido pelas campanhas promocionais na televisão sobre o alistamento e vibra quando chega o dia da Incorporação. Aí, vem a decepção, frustração e revolta, pois descobre que na verdade vai ser um simples gari - do quartel, das casas de graduados e oficiais, da escola municipal, da praça central da cidade, enfim, é muita "batalha".

Pobres brasileiros. Sempre somos enganados!!

Anônimo disse...

Projetei!!! Qual gari ganha 7.000,00? Ta bom pra carvalho!!! Venha meio expediente pra sobrar mais tempo pra estudar pra concurso!!! Cortaram pouco recurso!!!

Anônimo disse...

Faço minhas as palavras do Anonimo 25 de maio de 2015 10:47, o ultimo feche a porta.

Anônimo disse...

O Exercito Brasileiro é uma grande enganação, a sociedade não sabe o que se passa dentro da caserna, haja visto a popularidade do EB ser de quase 80%. Uma coisa tenho que admitir o EB sabe fazer sua propaganda, um exemplo é a do serviço militar inicial, rapel de helicóptero, paraquedismo, militares em vtr operacionais, um embuste só, mas mal sabem os jovens que a grande maioria sequer verão isso no ano de caserna. A vida do recruta é atualmente resumida em tirar serviço com escalas super apertadas e faxinas intermináveis. A formação básica é um lixo, oficiais subalternos e sargentos desmotivados querem mesmo é se livrar desse encargo e se encostar em uma seção, resultado, em alguns quarteis essa formação chega a ser uma piada, uma enganação total.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics