18 de maio de 2015

Tiroteio em Porto Alegre: militares reagem e frustram tentativa de roubo de armamento na sede do Comando Militar do Sul

Atualização: 9h
Dupla foge após tentar roubar armas de militares no Centro da Capital
Homens renderam motorista e conduziram ônibus furtado antes de escaparem a pé
Bandidos tentaram roubar armas dos militares de serviço na sede do Comando Militar do Sul (Imagem: Isto É)
Dois homens tentaram roubar, na noite deste domingo, as armas de dois soldados que faziam a ronda do Quartel General do Exército Brasileiro, na rua Sete de Setembro, no Centro Histórico de Porto Alegre. De acordo com a Brigada Militar, por volta das 20h30min, os dois militares responderam atirando. 
Foto: Samuel Maciel (Correio do Povo)
Os dois homens, que chegaram em uma motocicleta, fugiram a pé em direção à avenida Mauá. Lá, aproveitaram um para embarcar num ônibus da linha Praia de Belas que havia parado para pegar um passageiro. O motorista Írio Oliveira Rodrigues, de 54 anos, foi ameaçado com a arma e logo em seguida retirado do coletivo em movimento. “Pensei que ia para a banha. O ônibus quase passou por cima de mim”, disse.
A dupla seguiu com o veículo em velocidade baixa por causa da porta aberta por uns cem metros e os militares se aproximaram e seguiram atirando. Os homens desceram e fugiram correndo, mas os militares não tentaram persegui-los adiante.
CORREIO do POVO/montedo.com

5 comentários:

Anônimo disse...

ONTEM SERIAM TERRORISTAS, HOJE, SÃO JOVENS SE DIVERTINDO.
PELO Q TENHO VISTO, IRAM APURAR O RESPONSAVEL PELA REAÇÃO E ELE VAI PASSAR MAUS BOCADOS. REAGIR NÃO PODE.

Tiago disse...

Triste ver que a maioria dos comentários nos jornais locais (Zero Hora, Correio do Povo) fala sobre o "despreparo" dos militares, que atiraram "a esmo", "sem motivos". Quando na verdade estavam arriscando a própria vida para salvar a do motorista, bem como tentar capturar um bandido. Sim, são jovens e na maioria dos casos mal preparados, mas neste específico, agiram bem. Uma das pessoas que estava dentro do ônibus é um aluno do CPOR/PA. Ele mesmo disse que os bandidos estavam com a arma na cabeça do motorista o ameaçando de morte caso não dirigisse. Também confirmou que houve disparos dos dois lados. Mas a sociedade prefere defender vagabundo... Uma vez PE, sempre PE.

Mauro sgt QE disse...

Amigos nós militares que estamos de serviço não podemos reagir, devemos entregar nossa(do EB)armas e ficarmos implorando compaixão dos vagabundos. Ha esqueci nós estamos é de figuração, quem estava em hora de serviço eram os meliantes, eles tem direitos,de andar armados e fazer o que quiser com a população, não é isso que a mídia e boa parte da população acha.
Parabéns pela atitude, só lamento não ter acertado esses meliantes pois assim teria acabado a vida criminosa de duas figuras deplorável da sociedade. Lamento também que os amigos terão que responder por ter atirado em via publica, já que a sociedade moderna quer a resposta com punição para militares que ainda agem como tal. Amigos mais uma vez parabéns pela atitude que tiveram eu faria o mesmo no lugar de voceis pois vagabundo bom é vagabundo morto. AÇO, BROINA PRETA, BRASIL.

Anônimo disse...

cade os que se dizem chefes ficaram mudos ou só vão querer punir os que estavam de serviço o melhor e contratar guarda particular ai esse tem mais autoridades que os militares só falta a midia dizer que os soldados não poderiam estar armado por não terem porte de armas bandido bom e no cemiterio.

Anônimo disse...

Parabéns aos militares, sua missão foi cumprida, evitaram serem eles as vítimas dos bandidos e não entregaram suas armas. Os militares da Polícia do Exército tem preparo, competência e muita coragem, são a verdadeira tropa de elite em tempo de paz.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics