21 de maio de 2015

Numa palavra? Constrangedor.

'Primeira-dama militar?' Fala sério, capitão!

52 comentários:

Thanise disse...

��������������������
Representa as mulheres do Exército Brasileiro!?
Desculpe, mas NÃO ME REPRESENTA!

Anônimo disse...

QUER CONHECER O HOMEM, DÊ PODER A ELE. Com certeza o senhor não me representa. Nós precisamos de salários melhores e não status. Acorda sr Cap Melo! Que vergonha meu Deus.

Anônimo disse...

O que dizer do pronunciamento desse militar? Sinto vontade de rir e de chorar ao mesmo tempo. Se fosse expressar minha opinião meu comentário não seria aceito. Deixo apenas minha conclusão: Se nosso perfil é este, realmente estamos ganhando muito mais do que merecemos.

Anônimo disse...

Entendo, que ele deve ter sido ignorado em alguma representação e nem deve ter sido mencionado oseu nome, na qual foi convidado.

Isso causa incomodo a pessoa que está ali fardado, representando o EB ou deram destaque ao ST ou Sgt do Tiro de Guerra, deixando ele de lado.

Se aconteceu isso, faltou ao ST/Sgt declinar e informar ao responsavel pela solenidade que o mCap é seu superior.

O que os seenhores fariam ?

Eu chamaria o Sgt em particular e explicaria o que é hierarquia.

Ou chamaria em particular o anunciante do evendo e explicaria a mesma coisa e não dar entrevista.

O que realmente houve lá para irrita-lo ?

Cuidado ao julgar.

Anônimo disse...

Djalmão diz:
O cap estava indo para o dez, pois tudo que ele falou inicialmente, estava de acordo com o previsto em regulamento, se ele estiver presente em uma cerimônia, ele, delegado, e não o sgt do tg,será a maior autoridade militar, do Exército presente, logo, quem estará no palanque ou na mesa das autoridades, será o Delegado, ou os dois.
Já fui "sgt do TG" e Del Sv Mil,e graças à Deus, quando Chefe de Instrução, não tinha um delegado "pela saco" como esse na cidade, muito pelo contrário, o delegado me ajudou muito, tanto não se metendo no tg, quanto me aconselhando caso solicitasse e por ser pqd e guerra na selva, era desprovido de "melindres".
O problema que ele citou, poderia ter sido resolvido entre ele e o Sargento,pois para os cidadãos dessas cidades, que não sabem nada de hierarquia militar e para os atiradores dese tg, o sargento, que "comanda" o tg, é a maior autoridade do Exército na cidade.
Agora, dar entrevista para duas emissoras de televisão, falando asneira e se lamentando por ter sua "outoridade" minimizada, além de elevar sua esposa a categoria de "primeira dama" e representante das "mulheres do Exércto" é realmente se elevar a categoria dos "NI"...(quem é delegado SM sabe o que é NI)
então, zero para o delegado, aliás, "dez...zerooooooo!!!!

Anônimo disse...

Vergonha ALHEIA!!!!

roger disse...

Prezado Cap Melo,

Concordo em parte com quase tudo que o senhor falou em relação ao cerimonial, principalmente no que tange a ordem de precedência das autoridades, exceto quando menciona o caso de " primeira dama".
Porém o canal mais apropriado para tratar deste assunto seja a cadeia de comando, creio que estes preciosos 7 minutos que o senhor ganhou da imprensa, deveria ser usado para a sua atividade fim " Serviço Militar", seria muito proveitoso se o senhor tivesse explorado temas relativos ao serviço militar.
Quanto a queixa de seus subordinados, experimente usar os mecanismo que a Força dispoe.

Anônimo disse...

A Hierarquia no EB, só funciona para os oficiais. Vou dar dois exemplos bem atuais: Pintou uma missão na OM para Oficial, se houver voluntários, geralmente (quase sempre) irá o mais antigo. Caso não haja, vai o "Aspira" ou na sua falta o Ten mais moderno (mesmo se for QAO com 30 anos ou mais de Sv). Já para os praças é assim: pintou a missão (é boca boa?) vai o peixe, se não houver voluntários (boca podre), O Cmt e/ou Ch escolhe, é discricionário.
Outro exemplo: promoção para QAO, impera a PEIXADA, digo, MERITOCRACIA, tem camaradas das turmas de 86, 87, 88 e 89, que pelo jeito não possuem mérito algum, já o "pica fumo de 91" é o cara, transforma água em vinho, chumbo em ouro é o "bam, bam, bam", e por isso mesmo está no topo da cadeia alimentar e vai ser promovido, já os outros...
DEVERIA HAVER HIERARQUIA NA PROMOÇÃO PARA QAO. ALÉM DE SER UMA NECESSIDADE REAL DA TROPA, PELO MENOS DOS MAIS ANTIGOS. É UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA. INFELIZMENTE, HÁ PRAÇAS (OS QUE SÃO BENEFICIADOS É CLARO), QUE TAMBÉM ACHAM JUSTO E COMPACTUAM COM ESTA IGNOMÍNIA. MUITOS COMPANHEIROS, TEM: TEMPO DE SERVIÇO, INTERSTÍCIO, COMPORTAMENTO "BOM, ÓTIMO, EXCEPCIONAL", FAZEM TAF, TAT, PARTICIPAM DE TODAS AS ATIVIDADES FIM E ATÉ EXTRAORDINÁRIAS "MARÉ, ALEMÃO, DENGUE, ENCHENTE, ETC. E NÃO SÃO PROMOVIDOS!
PRA FINALIZAR: HIERARQUIA E DISCIPLINA SEM JUSTIÇA É OPRESSÃO!
BRASIL, ACIMA DE TUDO!

Anônimo disse...

O Exército tá mudado, antes para se falar com a imprensa se pedia permissão via canal de comando.

Anônimo disse...

Temos o que merecemos...

Anônimo disse...

Agora que ele não vai ser convidado prá mais nada... "Quam fala muito dá bom dia a cavalo.."

Anônimo disse...

Sou militar e acho que o Cap Melo poderia usar o tempo a ele destinado para demonstrar suas atividades funcionais, muitas delas desconhecidas da população, ao invés disso por ego pessoal tenta resolver um problema de uma forma que tenho certeza não foi ensinada a ele. Ele tem uma CSM e uma Região Militar a que ele é subordinado e deveria tratar esse assunto, essa atitude de "lavar roupa suja" pela imprensa quebra a disciplina que ele tanto menciona no vídeo pois tenho certeza que ele não estava autorizado a usar esse veículo para o assunto e quebra também a hierarquia pois ele tem superiores muito mais antigos que ele para resolver esse assunto.

Anônimo disse...

Esse Capitão fala demais. Muito blá-blá, se acha muito autoridade.

Anônimo disse...

Eita mundinho pobre, sô! O castelo desmoronando e aparecendo mais "majestades"?

Anônimo disse...

Acredito que não tenha sido no TG pois o Del SM alega que houve uma desconsideração com o Exército Brasileiro. Deve ter sido alguma solenidade da PM.
O Cap deveria ter procurado o ORP da PM e amigavelmente orientá-lo a respeito de alguma dúvida quanto às FA.
Agora, fala sério, trazer isso para a imprensa ????, está arrumando um problema institucional EB x PM; primeira-dama???? só demonstrou falta de capacidade para atuar isolado.

Anônimo disse...

Vale lembrar que os Tiros-de-Guerra não são subordinados aos Delegados do Serviço Militar, mas as Regiões Militares, apenas em acatamento aos pilares da Hierarquia e Disciplina, isto é no ambiente militar, pois no meio civil, os paisanos não sabe o que é isso. Melo com todo respeito mas reveja seus conceitos, pois, vc não representa essa autoridade que vc pensa que tem, principalmente nos dias de hoje, essa sua atitude apenas denigre a imagem que o nosso glorioso exército tem. Neste meus quase 32 anos de serviço nunca vi esposa de milico ser "PRIMEIRA DAMA MILITAR". Sugestão: Seja candidato a Prefeito, não esqueça de combinar com o povo, para sua esposa ser a PRIMEIRA DAMA.

Anônimo disse...

Cala-te Capitão Melo!!!

Anônimo disse...

Sou sargento e me senti envergonhado com o ego desse capitão, imaginem se saísse general ... e vaidade...

Anônimo disse...

Meu Deus!!! E ainda acham que estamos ganhando pouco!!!!

ST da reserva disse...

Passei algum tempo afastado, quando retorno vejo essa cena. "É uma verdade absoluta. Todo aquele que detêm o poder tende a abusar dele" (Montesquieu).
Vai pra casa capitão, dê a vaga para outro que está esperando na enorme fila das promoções ao "QALATO".

Anônimo disse...

Perdoem-no, ele não fez o CHQAO.
RSRS

Anônimo disse...

Esse camarada perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado. Falou demais. Foi prolixo. Usou de muita formalidade, contudo esqueceu a gramática. Esqueceu que o verbo concorda com o sujeito a que se refere e assim por diante. Volta para os bancos escolares. vai aprender a falar.

Anônimo disse...

Só queimou o filme do EB...

Anônimo disse...

Vergonha alheia. E pensar que esse cara foi praça...Nossa Senhora!!! Vc já foi mais humilde, Melo!!!

Anônimo disse...

inauguração de uma cooperativa de credito? Ele não era para ter sido nem convidado. Acho que vão pensar duas vezes antes de convidá-lo novamente. Autoridade...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Numa entrevista coletiva concedida hoje de manha na Delegacia
do Serviço Militar do Exercito Brasileiro o Capitão Melo falou sobre os eventos,
que foi convidado e o descanso pela hierarquia.

Num episodio que aconteceu na noite de ontem (11) em Colíder
na inauguração de uma cooperativa de credito, segundo o Capitão Melo foi lamentável.

Anônimo disse...

Envergonha os QAO, segundo o que ouvi comentando nos bastidores da OM.

Anônimo disse...

A final qual a conduta do Cmt da Região Militar, pois essa situação ocorreu no meio civil, ou seja, qual a importância da esposa dele para a população de Colider?

Anônimo disse...

Como é que pode, é muita vaidade pra pouca missão, é por isso que o praça deve morrer praça e acabou.

Anônimo disse...

Cap Melo me perdoe, mas olhe seu salário de capitão é igual a de um 2º sgt da PMMG; o Sr ainda quer honras militares??? Envergonhou a Força!!! Qualquer dúvida, procure o SECOMSEX na próxima semana.

Anônimo disse...

E o que esse assunto interessa para a imprensa??? Qualquer detalhe protocolar deve ser tratado nos bastidores, em que pese a supervalorização que esse militar apresentou ao assunto. Trate de assuntos institucionais com a imprensa! E apenas isso. Larga o osso e vai pra reserva!
Ass: STen...

Anônimo disse...

eu vejo sobre outra ótica, na cabeça do Capitão, acredito, ele ainda acha que estamos na década de 80, na época áurea, acho que tenta resgatar alguma coisa perdida, seu discurso lembra muito como era o comportamento há 30 anos atrás, só que para os dias de hoje seu discurso está fora do contexto da sociedade, mas intimamente acredita, não percebe o momento, talvez tente trazer o prestígio que em algum momento lhe vêm fazendo falta na vida, talvez seja a frustração da posição social que se encontra hoje, é uma questão bastante complicada.

Anônimo disse...

Vai para a reserva Melo! Não vai sair major não! Se quiser volta como PTTC, ganhando mais 30% e trabalhando sem farda.

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkk.

O cara é Comandante Militar de Área

Anônimo disse...

Assisti mais de uma vez para poder acreditar. Tem militar que passa a vida inteira enganando a si e a seu familiares.

Alpha Charlie disse...

prezado Cap Melo não serei eu a lhe jogar mais uma pedra, porque seu túmulo já está pronto e construído por você mesmo. É incrível como sua vaidade amassou seus mais de 30 anos de serviço e jogou na lata do lixo, como se fosse uma bolinha de papel. Concordo com tudo que já foi comentado aqui e convido os companheiros, principalmente os que trabalham isolados em TG ou Del SM a uma reflexão: Tempo de Sv necessariamente não significa experiência e experiência necessariamente não significa sabedoria. Pensem nisso antes de expor ao ridículo a Instituição, a família e os companheiros.

Anônimo disse...

Anônimo disse:

Já fui Chefe de Instrução de TG e sei bem o que é isso. Na cidade que eu estava eu era convidado para quase todas as atividades da cidade, e o Delegado do Serviço Militar não, isso gerava um ciume danado nele, pois eu era sargento e ele era Ten QAO, vivia querendo se meter no TG, mas eu sempre lhe dizia, Ten se eu precisar do senhor eu lhe procuro lá na delegacia, pois sou subordinado a Região Militar e não ao senhor.

Anônimo disse...

Como STen estou pensando em reserva....assistindo isto, realmente dá mais vontade ainda....Que autoridade.....E o Cmdo Militar de Área, deu elogio para ele ou deu uma mijada por falar em nome do Exército. Ele esta autorizado......

Anônimo disse...

Resumindo : Capitão-General-prefeito , o verdadeiro " Pica-das-galáxias " (observem que ELE convocou a imprensa)

Anônimo disse...

Não levando em consideração a forma com que o Cap Melo tratou o caso, o mesmo se mostrou no mínimo corajoso, pois ao contrário do que possa parecer a primeira vista não é uma questão pessoal, a pessoa do Cap Melo desprestigiado, e sim a Instituição Exército Brasileiro, que não teve o devido respeito na ocasião. O Cap representa sim o Exército Brasileiro, e ao contrário do que infelizmente muitos Irmãos de Armas não são capazes de reconhecer, valorização não é só salário. O Exército Brasileiro exige respeito e foi isso que o Cap Melo como seu legítimo representante o fez. Parabéns Capitão.

Anônimo disse...

Nao acredito que tem milico que concorda com a atitude do capitao! E mesmo o fim do exercito serio.

Anônimo disse...

Boa Tarde a todos. São várias as considerações a serem feitas: a) O regulamento de cerimônia militar se aplica a cerimônias no âmbito militar; b) não existe primeira-dama militar; c) Tiro de Guerra não é subordinado a Delegacia do Serviço Militar; d) Qualquer cerimônia Civil quem deve estar em destaque entre outros ou outras, é a Bandeira Nacional, segundo a Lei. Essas poucas e breves considerações por si só, demonstram que o nobre Capitão não está falando em nome da Instituição, Exército Brasileiro. Pelo conteúdo do vídeo, o nobre capitão possui o eco maior que a instituição que ele representa, ao convocar a imprensa local para se auto proclamar maior autoridade militar do Exército Brasileiro como delegado do serviço militar, na região de Colíder-MT e mais 16 cidades dos Estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Finalmente, concluo a minha humilde opinião afirmando que o nobre Capitão deveria preservar a instituição que ele ora representa, a sua digníssima esposa e usar o seu prestígio com a emissora local para divulgar a quebra de hierarquia nos soldos dos militares da força singular, diante das forças auxiliares. Só para constar, a remuneração desta autoridade máxima na cidade de Colíder -MT e mais 16 cidades, incluindo o Mato Grosso e o Mato Grosso do Sul, é nenos que de um 1º Sgt da Gloriosa Polícia Militar do Estado do Mato Grosso. Esta é a minha humilde e modesta opinião.

Anônimo disse...

Senhores, vejam só como são as coisas. Tempos atrás um sargento do EB ficou preso por 15 dias, motivo: - manifestação pessoal (pacífica) na Ponte Rio-Niterói sobre a remuneração dos militares. Este capitão, aos moldes do sargento punido com 15 dias de prisão, denegriu a imagem da instituição e a própria, fazendo esse tipo de pronunciamento. Considero o caso em tela mais grave do que o da Ponte Rio-Niterói. Segundo as declarações do capitão, nada lhe impede de entrar numa repartição da Polícia Militar de Colíder-MT e mais outras 16 cidades e dá ordens como autoridade militar mais antiga da região. Ora, neste sentido um major da reserva que reside nesta mesma região em questão, seja ele do estado ou da união, também se sentiria no direito de dar ordem na Delegacia do Serviço Militar. Finalizando, as declarações do Capitão não representa o Exército Brasileiro e sim a sua percepção equivocada do regulamento militar. O Capitão Melo representa sim o Exército Brasileiro, quanto a isso, não há dúvidas, o problema é que ele representa muito mal.

Anônimo disse...

Prezados Senhores; Existe somente uma formula de avaliarmos a conduta do Capitão Melo, a qual seria uma breve consulta ao Centro de Comunicação Social do Exército, não podemos fazer pré julgamentos, de repente essas são as diretrizes do Comando do Exército. Será que alguém se preocupou com isso, em especial os mestres de cerimônias?
Fica a pergunta no ar.

Anônimo disse...

Pelo que entendi o Capitão Melo se sentiu ofendido por ser preterido em uma solenidade civil, inauguração de uma cooperativa de crédito em Colíder-MT e convocou a imprensa local para falar besteira em nome do Exército. Não vejo coragem, tampouco, lucidez nesta atitude. A solenidade em tela é civil. O organizador poderia convidar o ST ou Sgt do Tiro de Guerra e não convidar o Capitão Delegado do Serviço Militar, fica a critério do dono da festa. Tiro de Guerra e Delegacia do Serviço Militar são independentes, com subordinações distintas. Meu amado, velho e querido Pai é meu Pai, mas não manda em minha casa, é mais ou menos assim que funciona. Em particular, sou de opinião que o Capitão Melo está querendo rebaixar o seu posto e a sua representatividade a mero "arroz de festa". Fico triste que um praça, promovido a oficial tenha feito isso (macaco velho), nem mesmo Aluno de NPOR ou CPOR com pouca idade e experiência tem este tipo de atitude. Primeira - Dama militar, ridículo, o terno nunca foi usado na Caserna, nem mesmo durante o Regime Militar. Para ser honesto, acho que o Capitão Melo não tem capacidade de ficar isolado, longe de uma autoridade militar que lhe faça sempre lembrar que discrição, simplicidade e humildade são características inerentes a qualquer militar do Exército Brasileiro (Exército de Caxias).

Anônimo disse...

Com este pronunciamento este militar ridiculizou a instituição, a sua autoridade e a sua família, de apenas uma só vez. Cerimônia privada, pública, oficial e militar, antes de chamar a imprensa para dizer baboseiras o militar deve-se situar no ambiente. Os infantes fazem o DIDISINAPA (inteligência operacional)Para onde vou, como vou e quando vou? Inauguração de uma cooperativa de crédito é uma cerimônia oficial? É uma cerimônia militar? Pelo visto, quando este militar vai à missa, o padre tem que anuncia-lo na igreja, como se não bastasse a sua primeira dama-militar, também. Ele diz que representa o Exército Brasileiro, mas o seu discurso é na primeira pessoa do singular. Triste, lamentável. Pelo amor a sua farda e instituição secular que representa, não faça mais isso senhor Capitão Melo.

Anônimo disse...

Fui Chefe de Instrução de um TG e tive dois delegados ao longo do meu tempo lá, ambos jamais tiveram qualquer arroubo de "oficialidade" como foi o caso desse "OFICIAL". Lamentável que tenhamos em nossos quadros ex-praças que esqueceram a dureza da carreira e querem louros de autoridade. Sobre a primeira dama, sem comentários, nunca ouvi tanta imbecilidade numa entrevista só. Fosse eu o Comandante do Exército, exoneraria e mandaria para reserva esse infeliz.

Anônimo disse...

Pelas suas palavras, concluo que o senhor é um oficial...
...pois esta tentando por a culpa no subtenente e/ou sargento e/ou cabo e soldado.
Não tem que por a culpa em ninguém, ele disse muita baboseira porque estava despreparado mesmo; "cheio de poder", como ele mesmo se julga, mas nenhum cérebro dentro da cabeça.
Na verdade, isso não tem explicação. Se ele sabia estar despreparado, não deveria ter dado entrevista!

Anônimo disse...

EB muito cacique. Pouco Índio. Poderes delegados à Deuses Oficiais é isso. Infelizmente ta ai a Sucata de gestores.Massacram praças...louvam oficiais que são pessimos cmts.

Anônimo disse...

Eu, no auge dos meus quase nada 25 anos de serviço (provavelmente irrisórios perto doe anos do nobre Capitão em tela), nunca me pronunciei nesses fóruns, mas desta vez não deu para aguentar: QUE "M" É ESSA?!
Nunca, também, desejei algo do tipo pra ninguém. Mas REZI, ROGO, IMPLORO que esse sujeito tenha sido devidamente punido, por causa tamanha vergonha a TODOS os integrantes do nosso surrado EB!

Anônimo disse...

Lamentável...
Sou casada com militar. Mas não sou a esposa do Capitão Fulano: sou a Enfermeira Paula, Mestre em Enfermagem, Doutora em Ciências da Saúde.
Sim, sou casada com militar. Mas não me ostento no 'status' dele: tenho o meu 'próprio' "status". Infelizmente, isso é muito comum nesse mundinho da tal da 'caserna': pessoas sem identidade, sem personalidade!
E no exemplo, dois tolos fazendo um papel ridículo!
Lamentável...

Anônimo disse...

Só Jesus mesmo........

Anônimo disse...

Peguei nojo desse QAO !!!! Um pedante...vaidoso !!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics