11 de maio de 2015

MPM denuncia aluno de curso do Exército por mandar outro fazer a prova de admissão em seu lugar

PJM FORTALEZA DENUNCIA ESTELIONATO PARA INGRESSO EM CURSO DE FORMAÇÃO

Resultado de imagem para curso de formação de sargentos
Imagem: EB
A Procuradoria de Justiça Militar em Fortaleza ofereceu denúncia contra um aluno do Curso de Formação de Sargentos do Exército pela prática do crime de estelionato, previsto no artigo 251 do Código Penal Militar. O denunciado instruiu outra pessoa para, em seu nome, realizar as provas do concurso de admissão aos cursos de formação de sargentos 2014/15, realizadas no dia 13 de outubro de 2013.
A conduta delituosa foi comprovada em laudo pericial grafotécnico, atestando que as assinaturas constantes nos cartões de respostas das provas eram diferentes das assinaturas do denunciado. Além disso, o laudo pericial de exame papiloscópico concluiu que as impressões digitais colhidas por ocasião do certame não pertencem ao denunciado.
Para o MPM, está evidente que o denunciado utilizou-se de meio fraudulento para ser aprovado em concurso público e, assim, obter vantagem ilícita em prejuízo da Administração Militar. Aprovado no certame, o denunciado foi matriculado no 23º Batalhão de Caçadores, em Fortaleza-CE, e desde então passou a receber os valores correspondentes à graduação de aluno do Curso de Formação de Sargentos. Atualmente, o militar está fazendo a segunda parte do curso de formação de sargentos, o de período de qualificação, na Escola de Sargentos de Logística, no Rio de Janeiro.
MPM/montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Saiu agora
http://tribunadoceara.uol.com.br/noticias/segurancapublica/ex-mulher-de-subtenente-nao-sera-transferida-para-presidio-por-determinacao-da-justica/

Anônimo disse...

De maneira alguma seria necessário mandar outro fazer a prova em seu lugar, uma vez que nem é mais tão concorrido, pois como o próprio folder do concurso diz, o sargento tem que ser um herói para aguentar esse salário de fome, escala apertada e ausência do pagamento dos direitos trabalhistas.

Anônimo disse...

O EB já tá apelando. Ninguém quer mais fazer o concurso da EsSA e querem agora mostrar que o sargento é um herói, para assim quem sabe atrair alguns trouxas que não sabem o bizú furado que é ser praça no EB. A realidade é outra: muita missão e pouco pirão!!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics