5 de maio de 2015

Petrobrás:ex-Comandante do Exército entre investigados pela CVM por induzir investidores a erro

CVM investiga ex-conselheiros da Petrobras por induzir investidor a erro
DA REUTERS
DE SÃO PAULO
CVM investiga General Albuquerque (
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu processo sancionador contra ex-integrantes do Conselho de Administração da Petrobras e um conselheiro atual, para averiguar se induziram investidores da companhia a erro por terem aprovado medidas que inviabilizavam o plano de negócios da estatal.
São alvos da investigação o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, a ex-ministra do Planejamento e atual presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, o ex-secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia e o atual presidente da Eletrosul, Marcio Zimmermann.
Além deles, são investigados também Sérgio Quintella, Jorge Gerdau e José Maria Ferreira Rangel e Francisco Roberto de Albuquerque.
Segundo o órgão regulador do mercado de capitais, o processo visa a apurar a responsabilidade dos investigados na suposta indução dos investidores a erro. Ao aprovarem o Plano de Negócios 2014-18, eles também teriam concordado com uma política de controle de preços de combustíveis do governo que inviabilizava o cumprimento das metas.
Leia também:
Ex-Comandante do Exército é substituído no Conselho de Administração da Petrobrás
Sem tugir nem mugir, general aprovou indicação de Bendine para a Petrobrás.
Dos investigados, apenas o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, segue no Conselho da Petrobras, que foi renovado recentemente.
A abertura do processo acontece em meio às investigações da operação Lava Jato sobre esquema de corrupção envolvendo a estatal. Deflagrada em março de 2014, a operação investiga um grande esquema de lavagem e desvio de dinheiro envolvendo a Petrobras, grandes empreiteiras do país e políticos.
Procurados, Petrobras e BNDES ainda não se manifestaram. A reportagem ainda não conseguiu entrar em contato com os outros investigados.
Folha/montedo.com

9 comentários:

Anônimo disse...

O castigo de Deus vêm antes do que você imagina...

Anônimo disse...

Todo vagabundo tem uma arma um saldado do Exercito B não pode ter um porte de arma para se defender, mas la no morro da maré no Rio de Janeiro eles estão la para depois serem casado por bandidos.

Anônimo disse...

Generais deveriam ser proibidos por lei de ocupar esses cargos comissionados, quem sabe assim se preocupariam com a tropa.

Anônimo disse...

NORMAL NÉ

Anônimo disse...

Será que algum desses se recusariam a concordar com o plano da empresa, que depois deu prejuízos? Duvido. cabeças seriam cortadas. Agora, engulam o sapão.

Anônimo disse...

Infelizmente é mais um reflexo da nossa Instituição que atualmente está falida e à deriva. Nossos comandantes hoje só querem saber da tal Comunicação Social para fazerem seus contatos e seu "lobby" para arrumarem uma "tetinha" gorda no futuro. É só comprovar, há mais militares trabalhando na COM SOC do que na SIP de qualquer OM. O paisano hoje pode tudo dentro do quartel, enquanto os profissionais são chamados a atenção em público, por estarem usando um gorro velame. O Poder Público, antes mal sabia a nossa rotina, enquanto hoje participam de instruções, de almoços com o Comandante, enquanto a tropa amarga pseudo-ditadores, leões na ativa e gatinhos na reserva. Os oficiais intelectuais não querem mais comandar e com isso os "pequenos príncipes" surgem com suas coroas como donos das OM. Um bando de comandantes despreparados e sem moral que só enxergam o próprio umbigo e se passam de "bons pastores".

Anônimo disse...

Ao menos agora sua Excelência terá a oportunidade de dizer tudo sobre o seu conhecimento sobre a área de petróleo!

Anônimo disse...



Câmara adia aposentadorias no Supremo e tira nomeações de Dilma

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/05/1625252-camara-aprova-projeto-que-pode-tirar-de-dilma-a-indicacao-dos-5-proximos-ministros-do-stf.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.


http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/05/1625252-camara-aprova-projeto-que-pode-tirar-de-dilma-a-indicacao-dos-5-proximos-ministros-do-stf.shtml

Anônimo disse...

O PT descobriu o mapa da mina: a compra das consciências. Daí para a frente aparelhar o estado fica facílimo.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics