1 de maio de 2015

'Mais Médicos': general vai ao Congresso dar explicações sobre espiões cubanos

NO CONGRESSO
GOVERNO VAI EXPLICAR DENÚNCIA DA PRESENÇA DE ESPIÕES NO 'MAIS MÉDICOS'
SENADOR TUCANO ALOYSIO NUNES É AUTOR DO CONVITE ÀS AUTORIDADES
'Mais Médicos': general vai ao Congresso dar explicações (Imagem: EBC)
O Ministro-Chefe do Gabinete da Segurança Institucional, o General José Elito Carvalho Siqueira, e o diretor-geral da Agência Nacional de Inteligência (ABIN), Wilson Roberto Trezza, irão ao Congresso para tratar da existência de relatórios de inteligência que façam referência à presença de agentes de inteligência cubanos entre profissionais que vieram ao Brasil para participar do programa "Mais Médicos".
O requerimento de convite às autoridades, de autoria do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), foi aprovado pela Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência. O pedido do tucano é uma reação à denúncia de reportagem do Jornal da Band em 17 de março. A matéria mostra reunião em que a Organização Pan-americana de Saúde (Opas) e representantes do Ministério da Saúde supostamente combinam a vinda ao Brasil, ao lado dos médicos, de 50 espiões do governo de Cuba.
"É fundamental que esta Comissão seja informada se há registro, nos arquivos da ABIN ou de outros órgãos do Sistema Brasileiro de Inteligência, da presença de profissionais de inteligência cubanos infiltrados no Programa Mais Médicos", afirma o tucano.
O pedido do senador também prevê que os convidados esclareçam a situação da Política Nacional de Inteligência. A PNI é um marco legal que visa orientar a atuação dos órgãos de inteligência do governo. Sem ela, o Brasil não define os parâmetros das estratégias de prevenção e combate a ações terroristas no território nacional, por exemplo. Em 2010, o Congresso remeteu o texto da PNI ao Palácio do Planalto. Até o momento, porém, não há informações sobre a implementação da PNI pelo Executivo.
DIÁRIO do PODER/montedo.com

8 comentários:

Anônimo disse...

Só quero ver depois o que estes senhores vão responder e explicar a respeito do já tão difundido esquema "mais medicos", dos "médicos supervisores", se não me engano, um pra cada 10 "médicos". O senador poderia perguntar também sobre o livre trânsito de aeronaves venezuelanos no espaço aéreo brasileiro, conforme abertamente divulgado na última revista veja, e quais as providências do governo a respeito.
Dependendo do que responderam, teremos a real noção quem defende o Estado brasileiro ou quem defende o partido.

Anônimo disse...

Financiamento a Terrível Ditadura cubana, depois a PresidAnta diz que lutou por Democracia! Eh povo brasileiro paga caro pela falta de educação!

Anônimo disse...

Esse país tá a "casa da mãe joana", ou seria, "casa da mãe petralha".....
cada vez meu nojo aumenta mais....

Anônimo disse...

Dá lhe homem corajoso!

Anônimo disse...

Devem existir centenas de documentos sobre este assunto, contudo eu duvido que alguém vai ter coragem de expor. Só vão tapar o sol com a peneira...

Anônimo disse...

Quem diria, hein? Justamente um sujeito que era TERRORISTA, braço direito, motorista e homem de confiança de um dos maiores TERRORISTAS que o Brasil teve__Marighella__investigando sobre TERRORISTAS CUBANOS infiltrados no "maus" médicos(doutrinadores comunistas cubanos).

Altevir Stall disse...

O Deputado Jair Bolsonaro vem batendo nesta tecla, desde que o programa foi criado. Várias outras denúncias sobre o assunto. Só não vê quem não quer. Além do Porto de Mariel, este programa manda dinheiro para o "gagá" Fidel aos montões. Como disse um comentarista anterior, o Brasil virou a casa de mãe Joana. Eu penso um pouco diferente, virou a casa da mãe "Dona Dilma".

Anônimo disse...

Até parece que o General vai revelar alguma coisa... já não fazem Generais como antigamente...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics