22 de maio de 2017

Coreia do Norte confirma disparo "com sucesso" de míssil balístico

A Casa Branca referiu estar ciente de que a Coreia do Norte lançou um míssil balístico de médio porte
A Coreia do Norte confirmou, este domingo, ter disparado "com sucesso" um míssil balístico, noticiou a agência estatal norte-coreana KCNA.
O líder norte-coreano, Kim Jong-un, assistiu ao lançamento do novo míssil balístico de "médio alcance" Pukguksong-2 (Estrela Polar-2, em português), adiantou a KCNA, sem avançar mais detalhes sobre quando se realizou o ensaio.
De acordo com a KCNA, Kim Jong-un aprovou o desenvolvimento do Pukguksong-2 "para ser utilizado" e qualificou-o como "uma arma estratégica bem-sucedida".
Este míssil, também conhecido como KN-15, é um projétil de médio alcance que foi lançado pela primeira vez pela Coreia do Norte em 12 de fevereiro.
O disparo tinha sido anunciado pelo Estado-Maior das Forças Armadas da Coreia do Sul. "A Coreia do Norte disparou esta tarde [domingo] um projétil não identificado em Pukchang na província de Pyongyang Sul", referia um comunicado daquela entidade.
Segundo o governo da Coreia do Sul, o exército norte-coreano disparou no domingo o míssil em direção a oriente desde um local perto de Pukchang, na província de Pyongan do Sul, às 16:59 locais (08:59 em Lisboa). O míssil alcançou "uma altitude máxima de 560 quilómetros e percorreu uma distância de 500 quilómetros".
Entretanto, a Casa Branca referiu estar ciente de que a Coreia do Norte lançou um míssil balístico de médio porte.
Funcionários da Casa Branca que acompanham o presidente norte-americano, Donald Trump, numa viagem à Arábia Saudita, indicaram que o sistema, que foi testado pela última vez em fevereiro, tem um alcance menor do que os mísseis lançados nos testes mais recentes da Coreia do Norte.
O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) marcou para terça-feira uma reunião de urgência sobre a Coreia do Norte.
O anúncio foi feito hoje pela missão do Uruguai, que preside ao Conselho de Segurança durante o mês de maio.
A reunião foi convocada a pedido dos Estados Unidos, do Japão e da Coreia do Sul, precisou a missão uruguaia.
Jornal de Notícias/montedo.com

7 comentários:

Anônimo disse...

O baixinho é macho. Veja os puxa sacos aplaudindo com medinho.

Anônimo disse...

No primeiro "BUM", caso venha a ocorrer um conflito, esses generais vão se mijar todo.Um bando de velhos morrendo de medo de um demente. Ele só tem essa petulância porque os chineses o apoiam, por enquanto. Está se achando a "cereja do bolo".

Anônimo disse...

E ???

Anônimo disse...

Creio que por baixo desse pirão tem carne. EUA só provoca e circula. Coisa de cão covarde! Algo diz aos trumpista que o buraco na correia é mais embaixo.

Anônimo disse...

Bota esse doido para governar o Brasil. Ele vai fuzilar geral em Brasília kkkkkkkkkkk!!!

Diego H disse...

Boa idéia....colocar ele no Brasil...não sobrava nada de Brasília nem daquele Rio de Janeiro podre...

Esse gordinho cheira o pó do reboco...

Anônimo disse...

Apesar de não me simpatizar com nenhuma ditadura, inclusive a nossa, é legal ver esse gordinho apertar os exploradores do terceiro mundo.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics