21 de maio de 2017

No Senado, Comandante da Aeronáutica reclama da falta de recursos para a Defesa

Os cortes de verbas e restrições orçamentárias que atingem o controle de tráfego aéreo nos últimos anos já afetam a confiabilidade do sistema no Brasil. O comandante da Aeronáutica, Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, fez duras críticas à falta de recursos do governo para investir na infraestrutura aeroviária no Norte do Brasil e para o lançamento de satélites. A cobrança aconteceu nesta quinta-feira, na audiência pública na Comissão de Relações exteriores e Defesa Nacional do Senado.
“A Força Aérea se ressente dessa falta de recursos. É relativamente grave. O país parou de investir enquanto o custeio não para de aumentar. Isso acaba degradando em parte o sistema, a confiabilidade é prejudicada”, alertou. De acordo com o comandante, os recursos são contingenciados apesar de serem oriundos de tarifas com destinação específica para o setor, não provenientes do Tesouro Nacional.

AMAZÔNIA
O comandante também reclamou pelo fato de o Ministério dos Transportes não estar mais repassando à Força Aérea a parte equivalente à manutenção da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (Comara). “A Comara está há dois anos à míngua. Ou voltam esses repasses ou vamos fechar a Comara, porque essa estrutura deteriora rapidamente sem manutenção”, lamentou.
O comandante pede uma ação no âmbito do Legislativo ou através do próprio Ministério dos Transportes para que esses recursos, que chegaram a somar R$ 300 milhões por ano, sejam retomados. O setor, segundo o comandante, está consciente da atual conjuntura de restrições orçamentárias, mas acredita que a sociedade brasileira não pode abrir mão de investir pelo menos R$ 100 milhões por ano. “Talvez seja esse o interesse de grande parte do mundo, que deixemos a Amazônia para que seja transformada numa reserva internacional. Se queremos nossa presença lá, esta é uma responsabilidade da Força que tem que ser dividida com toda a sociedade brasileira”, afirmou.
O comandante também pediu atenção urgente para a necessidade de modernizar a frota de aviões-radares, que fazem a vigilância das fronteiras. A quantidade desses instrumentos também vem caindo devido à falta de investimentos, informou Rossato.

ARGENTINA
Outro setor negligenciado cronicamente pelo país, segundo o comandante da Aeronáutica, é o de pesquisas espaciais. O Brasil, informou Rossato, investe somente 0,06% do PIB nessa área, cerca de US$ 100 milhões. A Argentina, observou ele, tem investido cerca de US$ 1,2 bilhão por ano, 12 vezes mais que o Brasil. “A Argentina, à despeito de ter as mesmas dificuldades que nós, tem percebido melhor a potencialidade do espaço”, disse o militar, lembrando que outros países, como EUA, Rússia, China e Índia, investem ainda mais.
O lançamento do satélite geoestacionário no último dia 4 de maio foi um grande passo na avaliação do comandante. Para ele, a iniciativa deve melhorar muito a infraestrutura de comunicação militar e dos serviços de banda larga, inclusive para a Região Amazônica. Por isso, Rossato disse que a Força Aérea está trabalhando na efetivação de um segundo satélite dessa modalidade. “Investir em satélites, não só o geoestacionário, que ainda não temos, é fundamental para aumentar a produtividade na agricultura e no controle das fronteiras”, explicou.
A efetivação dos caças Gripen, uma parceria com a Suécia, e da parceria público-privada visando à gestão da rede de comunicações integradas da Aeronáutica foram outras notícias relacionadas à área destacadas por Rossato durante a audiência na CRE.
 Agência Senado/montedo.com

24 comentários:

Anônimo disse...

A fórmula é simples = investimento em ciência+tecnologia+educação = independência tecnológica = exportação de tecnologia = dependência de outros de nossa tecnologia = entrada divisas no pais = melhoria de vida dos brasileiros. Infelizmente no comando deste país só existem vociferas ignorantes que pensam no próprio traseiro.

Anônimo disse...

Sobre o salário, nada.

Anônimo disse...

Olha a cara de "preocupação" do senador Collor de Melo! O Congresso tem a mesma atitude.O Brasil e as Forças Armadas estão como os governos querem: sem dinheiro, sem poder total, submissos, quietos e obedientes. Do mesmo modo, as administrações públicas pelo país deixam escolas, serviços de saúde e segurança públicas ficarem desmontados para poderem conseguir verbas extras sem licitações e beneficiar as empresas combinadas. Para que servem uma educação de qualidade, Forças Armadas bem aparelhadas e eficientes? Só para atrapalhar as metas dos grupos mafiosos que tomaram conta do poder. Sem educação, sem segurança, sem Forças de segurança eficientes fica mais fácil convencer, dominar e enganar.

Anônimo disse...

Só lamento. ..sem comentários. ..

daniel camilo disse...

Fernando Collor se sentiu satisfeito pois foi ele, quando Presidente da República, quem começou o massacre dos servidores públicos, incluindo as FAs. Quem se lembra do PDV(pedido de demissão voluntária); do fim da estabilidade no Serviço Público? Das dispensas nos quartéis no horário de almoço porque não tinha verba para o rancho? Dos recrutas de roupas civis porque não havia uniforme para lhes dar? Dos aviões que voavam em AIFP?(aeronave indisponível por falta de peça) Então, tudo isso e mais outras barbaridades começaram no governo desse cabeçudo do Fernando Collor de Melo(o varredor de Marajás). Pulando o governo de Itamar Franco, os outros só pioraram para as FAs.

Léo disse...

O Collor deve está pensando quando vai comprar e de que cor a próxima Ferrari.As lamúrias do Oficial-General vão surtir o mesmo efeito que sente um voluntário que toma um placebo ,numa experiência médica: nenhuma consequência!!! 9.9% da corja política do Brasil,ladra,safada,criminosa, espúria ,corruPTa , vagabunda e bandida está se lixando se as Forças Sucateadas e quase desarmadas estão a pão e água.E os seus generais,quantos aos seus vencimentos,eles os completam com contracheques recheados,todo mês,de diárias e com gastos ínfimos com combustível, alimentação,pagando uma mixaria para morarem em PNRs muito bem manutenidos.Muito diferente da realidade de muitos PNRs de praças,Brasil afora.Pra citar apenas as praças que dão sorte
de não ter que pagar aluguel e expor suas famílias ,muitas vezes, ao morarem em lugares e quase casebres incompatíveis com sua posição na sociedade. A tropa está recebendo VENCIMENTOS VEXATÓRIOS, HUMILHANTES, VERGONHOSOS, RIDÍCULOS E DEPLORÁVEIS ,há décadas,enquanto vemos o país ser arrombado,saqueado,roubado, PIXULECADO, SANGRADO pela mesma corja política,"bonitinha,mas ordinária",vagabunda,lixo e criminosa e por empresários que ficaram bilionários às custas da escravidão legalizada do povo honesto e trabalhador brasileiro.E para a tropa o que sobra são migalhas caídas das mesas da elite cretina que comandou e continua comandando o arrombamento do Brasil,por bandidos travestidos de autoridades.Os irmãos Batista-Grupo JBS- mostraram ao mundo todo que neste país,a lixeira da corrupção mundial, o crime compensa,sim,senhor! Mas não quaisquer crimes.E muito menos para quaisquer criminosos pés-de-chinelos!!! Somente aqueles crimes praticados pela classe dominante que saqueia o Brasil há trinta anos,segundo as próprias palavras de um dos homens-símbolo da bandidagem empresarial brasileira: o criminoso Emílio Odebrecht.O corruptor afirmou ,na presença do juízo,rindo,em deboche, que paga propina aos políticos ordinários, no país da roubalheira, INSTITUCIONALIZADA, -o Brazilzão!- há três décadas. Os irmãos Batista estão impunes-livres,leves e soltos-na cidade que nunca dorme.Quinta Avenida.E o povo brasileiro,tratado como gente de quinta, continuará na sua jornada diária,pegando duas,quatro conduções,para,no final do mês,receber o salário miserável..." que lhe cabe neste latifúndio...". E quanto a nós, militares das Forças quase desarmadas? Que que tem? Ora, continuaremos cumprindo a Constituição Cidadã e sendo tratado como militares de quinta- não com referência àquela linda e luxuosa avenida.Aquela é só para bandidos de primeira!!!- mas militares de quinta,quando o assunto são os nossos VENCIMENTOS...Os adjetivos os senhores já conhecem!!! O crime compensa no Brasil ???

Anônimo disse...

Sempre os mesmos "comentaristas"......kkkkkk

Anônimo disse...

Enquanto isso.
BNDS dá 2 B i l h õ e s para jbs/friboi.
Que roubalheira.
Quem se salva ? cap/R1.
Triste mesmo. E o povo paga.
E q venha a Previdência.

Anônimo disse...

Investimento é o caramba, eu quero é aumento de salário.
Nós não fazemos nada mesmo, apenas produzimos documentos para nós mesmos.

Anônimo disse...

O papiro libertará... O último a sair, apague a luz!!!!

Anônimo disse...

E do salário não falou nada ?! Mesmo recebendo seus mais de 30 mil tem que ter coragem de falar quanto sargento ganha e como vive !

Anônimo disse...

Até parece... Está transferindo várias unidades e pessoas de um estado para outro, sem qualquer critério objetivo e sem avaliar ou custos ou melhorias que serão obtidas.
Depois vai a uma reunião reclamar por falta de dinheiro. Deveria dar o exemplo, em vez de desperdiçar o erário público.
Se duvidam, chequem as mudanças que ele propõe, todas absurdas.

Anônimo disse...

Relatórios secretos
Fernando Collor de Mello, o queridinho da América
Primeira eleição presidencial direta do Brasil após a ditadura militar, o histórico pleito de 1989 foi acompanhado com atenção pelos EUA, que apostaram em Fernando Collor de Mello para derrotar Lula e Brizola
http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/gdi/noticia/2017/05/fernando-collor-de-mello-o-queridinho-da-america-9796274.html
alguém acha que temos saída.

Anônimo disse...

Há muito tempo que o país não tem mais projetos a médio e longo prazo para evoluirmos como nação (Educação, transportes, ciência e tecnologia entre outros)... esse PAC foi criado somente com o objetivo de desvio de verbas nas diversas obras que foram feitas com superfaturamento ou ainda não estão conclusas. É muito triste a situação em que chegamos, na qual, a maior preocupação atual da nossa classe política é de não ser presa pela Polícia Federal. Lamentável não ter a mínima ideia para onde estamos indo com toda essa escuridão.

Anônimo disse...

Além de tudo, o comandante "colou" mal, hein! "Quem se mistura com porco, farelo come!"

Anônimo disse...

O Collor ta pensando se vai ser dedurado de novo.

Anônimo disse...

Bem lembrado e não esquecendo que na instalação do governo de transição 85/89 conseguiram que "morrece" Tancredo Neves !

Anônimo disse...

PAPIRAI-VOS!!!

Quem não papira, se trumbica.

Quem não papira, entra em forma pro Aspira.

E bora para o 2º Round! A noite é uma criança...

Sílvia Santos disse...

São os mesmos e mostram a cara.....pior é quem critica em anônimo!!!

Anônimo disse...

"quem não papira paga pau pro aspira"?

Kkkkk.

Eu nem precisei papira pra ser aspira seu besta!

Asp OF - NPOR/16/17

Anônimo disse...

Muito bem Comandante, tá certo!

Tem que cobrar mesmo esses políticos

Sgt ESA

Anônimo disse...

Vão estudar!

tricolor de aço disse...

Graças aos Estados Unidos que apoiaram o Fernando Collor e o FHC , o LULA só conseguiu ser Eleito Presidente, depois que eles controlaram a Inflação e o FHC conseguiu aprovar também os gastos Públicos ,onde nenhum administrador pode gastar mais, do que um certo percentual da Arrecadação. Pois se o LULA tivesse sido eleito na primeira vez ,que ele concorreu o COLOR de Melo ,ele NÃO teria controlado a Inflação até hoje e nem o controle dos gastos Públicos.

tricolor de aço disse...

Atualmente o Presidente TEMER, pode até Não dar nenhum aumento aos componentes das FORÇAS Armadas, mas pelo o menos, ele tem valorizado os Comandantes Militares, coisa que e o Lula e a Dilma nunca fizeram, só os recebiam, quando eles ia apresentar os novos Oficiais Generais Promovidos, para o famoso aperto de mão e nada mais. A solução para quem é Militar e quer conseguir um aumento, é só esperar ir pra Reserva e pedir para ficar trabalhando por mais uns vinte anos.Como temporário, pra que coisa melhor. O acréscimo no ordenado dá pra pagar os medicamentos.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics