25 de maio de 2017

Defesa retira de Genoino e Costa Neto condecoração com Medalha da Vitória

José Genoino (PT) recebeu a medalha em 2011, e Valdemar Costa Neto (PR), em 2005; ambos foram condenados no processo do mensalão.

Resultado de imagem para genoino e costa netoPor G1, Brasília
O ministro da defesa, Raul Jungmann, excluiu do quadro de condecorados com a Medalha da Vitória os ex-deputados José Genoino (PT-SP) e Valdemar da Costa Neto (PR-SP). Ambos foram condenados no processo do mensalão.
Valdemar ainda é alvo de um dos inquéritos abertos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na operação Lava Jato que apura crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro numa suspeita de propina para garantir à Odebrecht em uma obra na Ferrovia Norte-Sul.
A exclusão da comenda foi publicada da edição desta quinta-feira (25) do "Diário Oficial da União". Os dois políticos foram condecorados em governos do PT: Genoino em 2011, e Costa Neto, em 2005.
A Medalha da Vitória é uma condecoração concedida pelo Ministério da Defesa a militares das Forças Armadas, civis brasileiros e estrangeiros, militares estrangeiros, policiais, bombeiros e organizações militares que “tenham contribuído para a difusão dos feitos da Força Expedicionária Brasileira e dos demais combatentes brasileiros durante a 2ª Guerra Mundial”.
Atualmente, há 9.557 pessoas físicas e 124 instituições no quadro de agraciados com a Medalha da Vitória – criada em 2004 por meio de um decreto presidencial.

Perdão da pena
José Genoino foi condenado a 4 anos e 8 meses de prisão no mensalão e preso em novembro de 2013, quando passou a cumprir pena no regime fechado. Com problemas cardíacos, o petista chegou a obter autorização para se tratar em casa em prisão domiciliar no início de 2014, mas, em maio, teve de voltar à prisão. Em agosto, progrediu para o regime aberto, para ficar preso em casa.
Em março de 2015, o STF decidiu extinguir a pena de Genoino com base no decreto de indulto de Natal editado pela presidente Dilma Rousseff no final de 2014. O mesmo ocorreu com Valdemar Costa Neto em 2016, quando o ministro Luís Roberto Barroso concedeu perdão da pena e determinou a expedição de alvará de soltura.
Valdemar havia sido preso em dezembro de 2013, após condenação de sete anos e dez meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Em novembro de 2014, passou a cumprir prisão domiciliar até que recebeu o perdão da pena.
G1/montedo.com

16 comentários:

Anônimo disse...

Fora corruPTos !!!!!!!!

Anônimo disse...

https://www.stm.jus.br/informacao/agencia-de-noticias/item/7327-a-prisao-preventiva-de-dois-reus-em-caso-de-furto-de-viatura-seria-abusiva-decide-plenario

Anônimo disse...

O REAL - O PLANO - VEJAM O FILME

​Caros Amigos (as)

Hoje dia 25 de maio de 2017 está sendo o lançamento do Filme - REAL - O PLANO.
Clique no link abaixo e vejam os detalhes desse filme que existem jestões da "esquerda brasileira" para que o filme não fosse divulgado. Mas qual é o motivo?????????? Isso somente será visto se nós fomos assistir o filme.​

https://spotniks.com/esquerda-esta-boicotando-este-filme-e-esses-sao-6-motivos-por-que-voce-deveria-assisti-lo-no-cinema/

Anônimo disse...

http://globoesporte.globo.com/sorocaba/videos/v/boituva-recebe-campeonato-brasileiro-de-paraquedismo-militar/5894495/

Anônimo disse...

https://www.campograndenews.com.br/cidades/interior/justica-solta-militar-suspeito-de-atirar-na-boca-de-assessor-parlamentar

Anônimo disse...

VEJAM SÓ: uma matéria de 2 anos atrás e o problema persiste.

A penicilina benzatina, muito conhecida pelo nome comercial Benzetacil, um antibiótico usado para tratar sífilis e outras infecções, está em falta no Brasil tanto no setor público quanto no privado. A crise de abastecimento, que segundo o Ministério da Saúde é provocada por escassez de matéria-prima, tem preocupado os médicos.

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/06/falta-de-penicilina-benzatina-que-trata-sifilis-preocupa-medicos-no-brasil.html

Raphael Alvarenga disse...

Demorou.

Anônimo disse...

Coitados isso vai abalá-los profundamente. Imaginem quando estiverem gastando suas poupudas propinas em locais paradisíacos e lembrar que retiraram deles tal conderação? Vão ficar muito tristes!

Anônimo disse...

Para alguns o crime compensa.

Anônimo disse...

O Perdão da Pena, penas brandas, indultos disso e daquilo, visitas íntimas, prisão domiciliar, regime aberto e outras regalias mais, são ao meu ponto de vista um grande incentivo para os crimes de crime do colarinho branco.

Anônimo disse...

O presidente "MIXEL TEMER"enviou Medida Provisória que autoriza reajuste salarial para diversas categorias de servidores públicos federais, mas esqueceu a única, em que pela Constituição, ele é o Comandante Supremo ou seja,as Forças Armadas.Será que ele ainda vai lembrar disso?

Anônimo disse...

Bobagem, os maiores bandidos que conheci nas FFAA estavam cheio de medalhas.
Nada a ver, depois ficam falando de revanchismos, quando não dão o exemplo.

Anônimo disse...

Agora não tem nenhum efeito. Deviam ter cassado as medalhas lá atrás, quando foram condenados. Mas, naquele momento o tal do Enzo se recolhia na sua mediocridade subserviente.

Léo disse...

Trolha,trolha e muitas,muitas missões- inclusive de contar geladeiras em Presídios imundos- é a paga para a mesma tropa que preserva a Constituição que mantém esses ratos no poder central, estadual e municipal.Para eles,iate em Miami,USA.Para nós, VENCIMENTOS ORDINÁRIOS, HUMILHANTES, VERGONHOSOS!

Anônimo disse...

Tiveram a coragem de conceder uma medalha ao senhor José Genoíno, ex-guerrilheiro do Araguaia??? Leiam sobre os dados pessoais deste senhor no Wikipédia, em especial, sobre a barbárie que o então "Destacamento C", sob seu comando, cometeu contra um jovem de 17 anos. Vergonha!!!!

Anônimo disse...

Essas medalhas concedidas ao Genoíno e demais ptralhas garantiu ao Albuquerque e gleuber os cargos comissionados na Petrobras e o resultado foi Pasadena! Moeda de troca por boquinhas! E a tropa e a nação...sifo.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics