24 de maio de 2017

Temer decreta uso de militares para conter protesto em Brasília

Protestos que pedem a saída do presidente terminaram em confronto e vandalismo na Esplanada dos Ministérios
Fora Temer
Em meio aos protestos contra o presidente Michel Temer (PMDB) que terminaram em confronto entre manifestantes e policias militares em Brasília, o ministro da Defesa, Raul Jungmann (PPS) declarou que Temer determinou, a pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), uma ação de Garantia da Lei e da Ordem, que permite a convocação de tropas do Exército e da Força Nacional para atuação na segurança pública. Os protestos, que pediam a saída de Temer do cargo diante das revelações das delações premiadas de executivos da JBS, tiveram vandalismo e depredação de prédios de ministérios.
“Uma manifestação que estava prevista como pacífica degringolou na violência, no vandalismo, na agressão ao patrimônio público e na ameaça às pessoas, muitas delas servidores que se encontram aterrorizados, dos quais garantimos a evacuação dos prédios. O senhor presidente da República solicitou, a pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, uma ação de garantia da lei e da ordem. Nesse instante, tropas federais se encontram nesse Palácio, no Palácio do Itamaraty e logo mais estão chegando tropas para assegurar que os prédios dos ministérios sejam mantidos. O presidente faz questão de ressaltar é inaceitável a baderna e o descontrole e que ele não permitirá que atos como esse venham a turbar os processos que se desenvolvem de forma democrática e com respeito às instituições”, afirmou Jungmann.
Durante os confrontos entre militantes e policiais, os prédios do Ministério da Agricultura e do Ministério da Cultura tiveram focos de incêndio e manifestantes também tentaram invadir o Ministério da Ciência e Tecnologia. Outros ministérios foram alvos de depredação. Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios estão sendo evacuados por questão de segurança. O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) deu início a um protocolo que prevê a liberação dos servidores.
A Polícia Militar usou bombas de efeito moral contra os manifestantes que atiram e colocam fogo em objetos. Um grupo de pessoas com rostos cobertos provocaram os policiais, jogando garrafas de água e pedaços de madeira contra os agentes e tentam furar a barreira colocada na Avenida das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional, que impede o acesso à Praça dos Três Poderes. Parlamentares da oposição criticaram a atuação da polícia.
Veja/montedo.com

28 comentários:

Anônimo disse...

Para isso nos militares servimos............mais para dar um slario digno as Forças Armadas todos nos esquecem......e chefes militares nada fazem.

Anônimo disse...

Chama o Exército...rs...pelo menos os esquedorpatas ainda temem o Exército de Caxias!

Anônimo disse...

Ok ...defesa do patrimônio da união...

Anônimo disse...

PM de Brasília com seu salário felpudo. Tá certo

Anônimo disse...

Viva a Infantaria! PAU NELES!!!

Anônimo disse...

Incrível como nesse momento, e somente neste momento os milicos são lembrados. Realmente tô começando a acreditar que as forças armadas perdeu totalmente a moral com a tropa digo com as praças. E não venham me dizer " pede pra ir embora ou pede 150 ou sai do EB" queremos apenas comparação salarial com os demais membros dos outros poderes ou do nível federal do executivo como a PF e PRF. Praças morando em capitais com aluguéis caríssimos e com filhos tá difícil até de sobreviver quem dirá viver dignamente. Decepção da nossa Força Armada ou desarmada ou sucateada ou força dos baboes ou força amadora...

Anônimo disse...

Vamos pedir aumento

Anônimo disse...

É melhor cortarmos os nossos salários para dar exemplo

Anônimo disse...

SE A CAGADA É GRANDE, CHAMEM OS MILITARES...
MAS NÃO CHAMEM SE É PARA TRAZER UM PAGAMENTO JUSTO A TODOS...
FATOS IRREFUTÁVEIS:
- Protestos e terrorismo de vândalos? Chamem os Militares!
- Previdência falida, por culpa dos políticos ladravazes? Tirem mais dos militares!
- Estado incompetente e uma Polícia mal paga e despreparada? Chamem os Militares!
- Selvageria nos presídios? Chamem os Militares!
- Recuperação e construção de estradas? Chamem os Militares?
- A PF não quer ir pra fronteira porque a diária é pouca, chamem os Militares, que vão ao preço de uma tabela que está defasada desde 1992;
- A PM faz greve porque o salário é baixo, chamem os Militares!
- A ANVISA não quer inspecionar gado no campo, chamem os Militares!
- Os corruptos ganham milhões e não constroem as estradas, chamem os Militares!
- As chuvas destroem cidades, chamem os Militares!
- Desabrigados? Chamem os Militares!
- A Dengue ataca? Chamem os Militares!
- O COB precisa treinar e pagar atletas? Chamem os militares!
- Ações humanitárias no Brasil e no exterior, transportes de donativos em tragédias? Chamem os Militares!
- Investigação e remoção de corpos em acidentes aéreos de grande porte? Chamem os Militares!
- Transportes de órgãos, presos, corpos de autoridades, ministros, etc.? Chamem os Militares!
- O Carnaval, Ano-Novo, ou qualquer festa com pouca segurança? Chamem os Militares!
- Copa do Mundo, Olimpíada (Consultem as providências da Olimpíada Rio 2016), Reunião de Presidentes, Jogos Mundiais? Chamem os Militares!
- Certeza de eleições livres? Chamem os Militares (Os Governos de 16 Estados da Federação requisitaram a permanência das Forças Armadas para as eleições 2016 – Ah! Distribuir urnas eletrônicas nos mais remotos locais do País? Chamem os Militares!
- Presidentes, Primeiros-Ministros e visitantes importantes de outros países vão chegar? Chamem os Militares!
- Força de Pacificação do Complexo do Alemão, do Complexo da Maré já que a Polícia não tem capacidade pra resolver, chamem os Militares!
ALÉM DISSO: (NÃO TEM DIREITO A NENHUM DOS ITENS ABAIXO):
- Uma Lei de Remuneração? Está enterrada nos porões do Congresso como MP 2215-01, há mais de 15 anos, com mais de 600 emendas.
- Adicional noturno? Não tem!
- Periculosidade? Não tem! (Onde está a isonomia de tarefas que querem imputar em uma Reforma Previdenciária?
- Escalas de 24 por 72 horas? Não tem!
- Hora extra? Não tem!
- FGTS? Não tem!
- Os 28,86%? Jamais!
- Reconhecimento? Não tem, exceto da Opinião Pública.
- Residência fixa? Não tem!
- Certeza de descanso no fim de semana? Não tem! Inclusive mal alimentados, pois fazem jus à somente R$ 8,25 / dia / Militar como Etapa de Alimentação. Vejam o valor de outras categorias visando o mesmo fim!
- Licença-Especial? Perderam!
- Reajustes com base na inflação? Nunca tiveram!
- Salário adequado? Não tem! Vejam os salários e reajustes de outras categorias do funcionalismo e comparem com a dos Militares!
- O salário de um Primeiro-Sargento da ativa é muito inferior ao do Soldado (PM-DF) e do Policial Rodoviário Federal, ambos em INÍCIO DE CARREIRA; SENDO QUE O DINHEIRO VEM DA MESMA FONTE PAGADORA: A UNIÃO!
- O salário bruto de um Coronel Aviador (Militar com 25 anos de serviços com todos os cursos que a carreira impõe, É INFERIOR AO DO PILOTO DE ELEVADOR DO CONGRESSO.
- O salário de um Oficial-General, com mais de 45 anos de serviço, É IGUAL AO SALÁRIO DE UM AGENTE DE SEGURANÇA, DA PORTARIA DO CONGRESSO.
O MILITAR JURA DEDICAR-SE INTEIRAMENTE AO SERVIÇO DA PÁTRIA E DEFENDÊ-LA COM O SACRIFÍCIO DA PRÓPRIA VIDA, MAS NÃO JURA A PASSAR PRIVAÇÕES, MUITO MENOS A SUA FAMÍLIA!

Anônimo disse...

A indignaçao contra os canalhas que tomaram o Brasil de assalto começa a aumentar. Como se não bastasse agora esses canalhas jogam as ffaa no turbilhão que se aproxima.

Anônimo disse...

A situação é SÉRIA!Não há motivos para comentários irônicos! Baseado no artigo,fica fácil deduzir o apoio da oposição (PT) na baderna, no tumulto, na depredação "orquestrada","organizada"e totalmente planejada e financiada,não só em Brasília ,como em outras capitais brasileiras.

MILO CENI disse...

Vejo, nesta hora que nos militares apesar de tudo ainda de uma certa forma causamos medo em alguns politicos, estou acompanhando as noticias e sinto o temor nos politicos e principalmente os jornalistas, com esta atitude do presidente em colocar os militares na rua.

Anônimo disse...

Kkkk

Anônimo disse...

Nem foram e já vão chorar salário?

Anônimo disse...

Severinos......e nao adianta espernear.

ALMANAKUT BRASIL disse...

Isso é só primeiro passo de uma Intervenção!

Se a baderna se espalhar, vão se antecipar para evitar uma guerra civil!

Nas manifestações populares, com milhões de brasileiros, contra os governos do PT, ninguém parou cidades durante a semana ou invadiram e depredaram patrimônios públicos e privados!

Assim como em 1964 e depois, os militares souberam e sabem o que fazer!

Anônimo disse...

Usemos a sentença correta: Em meio aos ataques terroristas... Temos que acabar com essa mania que a mídia tem da ditadura do politicamente correto, do eufemismo acima da descrição precisa dos fatos. Meus Deus, um prédio público em chamas e a Veja chama isso de "protesto"? Se isso é protesto, não vejo porque não usarmos táticas de comandos sobre os protestantes. Seria meramente um contra-protesto das FFAA. Faça-me o favor.

Anônimo disse...

Só não entendo o drama que estão fazendo por conta deste decreto...

Anônimo disse...

Ótima oportunidade pra os comandantes mostrarem que somos diferentes, não fazemos greve, temos escalas de 24 horas, sem adicional noturno...sejam homens e cobrem desse presidente de araque os nossos direitos e salários dignos.

Anônimo disse...

Se havia a previsão dessa manifestação com a chegada de muitos ônibus e milhares de pessoas, e a votação de projetos polêmicos, era de se prever que haveria algum tipo de bagunça pelos infiltrados, de propósito. Então, deveriam ter tomado cautela e providenciado o reforço do policiamento. O presidente da Câmara ficou em pânico e solicitou as providências ao presidente que por sua vez, em pânico, decretou a presença do EB. Um senador petista parecia que tinha sofrido um atentado, em entrevista na TV, insinuando que o presidente estaria dando um golpe com ajuda dos militares. Uma coisa me surpreendeu: alguns "zumbis" estão pichando paredes em espanhol. Realmente, estamos sem rumo e se medidas sérias não forem tomadas, vamos nos aproximar de uma Venezuela.

Anônimo disse...

Vcs também vão segurar um aumento para 14% na contribuição previdenciária.

Aguardem...

Anônimo disse...

Isso foi um atentado contra a democracia....
O Temer, ministro da defesa e os comandantes que concordaram com isso devem ser presos com urgência!!!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Creio que houve por parte da gloriosa Policia do DF uma certa dose de ingenuidade e humildade ao reconhecer a incapacidade de lidar com tamanha quantidade de petralhas,comunalhas e os órfãos do governo Dilma.Os próprios parlamentares vermelhos já davam o alerta que viriam para o tudo ou nada... enfim sobrou para os buchas do EB.

Anônimo disse...

Cassetete neles !!!

Anônimo disse...

Segundo um comentário, "petralhas, comunalhas e órfãos do governo Dilma" estavam na "baderna"(para tirar a Dilma era "protesto pacifico) é dizer que os demais cidadãos tais como coxinhas, tucanalhas, eleitores(pasmem) do AÉCIO não estavam na Esplanada porque concordam com tudo que está acontecendo. Com encontros fortuitos, com ameaças de morte, com malas endinheiradas. Será que só os petralhas estão indo às ruas contra essa bandalheira, contra as reformas ditadas pela classe empresarial, reformas essas que atingirão inclusive os militares. Em outro comentário é pedido "cassetete neles". Assim é fácil né , assistir pela TV alguém defender teus direitos, mesmo "com o risco da própria vida".

Anônimo disse...

Não sei para que camaradas que não têm vínculo nenhum com as FFAA ficam consultando este blog para opinar escrevendo "M". Vão procurar suas turmas!

Anônimo disse...

Meu vínculo existe há 49 anos com a gloriosa Marinha do Brasil e 1 ano com o EB (SMI no Regimento Sampaio - 1º RI).

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics