26 de maio de 2017

Joia da coroa...

O último Ministro do Exército e ex-comandante da Força Terrestre, General Gleuber Vieira, hoje na reserva, me disse o outro dia que o Ensino é a jóia da coroa do Exército. Deduzo que graças a esse ensino que dá conhecimento e formação, a Instituição não se afeta pelas turbulências políticas e sociais do país e muito menos pela decadência moral que nos destrói. Um ensino sempre atualizado, moderno e firme, com princípios e disciplina – que, aliás, é condição para êxito em qualquer atividade humana.
Esse espírito está presente, entre outros e além dos quartéis, nos colégios militares, na preparatória de Campinas, na Academia Militar das Agulhas Negras, nos institutos como o Militar de Engenharia, o CEP(Centro de Estudos de Pessoal), as escolas de sargentos, a de Saúde, a de Administração, a de Aperfeiçoamento de Oficiais, a de Comando e Estado-maior, a Escola Superior de Guerra. Outro dia visitei a AMAN e fiquei encantado. Escolas de ponta e de excelência na formação. Basta ver os resultados das avaliações em escolas públicas; os jovens dos colégios militares estão sempre à frente. O mérito está presente sempre. Quem chega ao topo da carreira é porque é muito bom.
Isso se passa no mesmo Brasil que tem escolas públicas quase abandonadas, desde a municipal do ensino básico até a universidade federal – e a droga presente em todo currículo, tão atuante quanto a militância política-partidária docente. Os resultados, em geral, são sofríveis e medíocres. Pesquisa recente do Movimento Todos pela Educação, entre o ensino médio, com jovens de 15 a 19 anos, mostrou que a maior preocupação dos alunos não é estudar, como se espera, mas com segurança: 85,2% dos entrevistados responderam que a aspiração deles na escola é ter segurança. Com 81,3% das respostas, outro atributo relevante na escola é ter professores sempre presentes.
Segurança e professor presente é algo óbvio e uma necessidade inexistente no ensino militar brasileiro. Ou na escola pública do Uruguai, do Chile, de Portugal, só para citar alguns próximos na geografia e na cultura. A diferença acontece no mesmo país, com o mesmo povo brasileiro. Por que não é possível que o ensino público civil tenha as mesmas características do ensino público militar? Falta de vontade? Falta de percepção, preguiça, ou intuito deliberado de não combater a ignorância para convencer mais facilmente o eleitor? Se o ensino fosse a jóia da coroa do Brasil, seríamos um país com o mesmo cerne da instituição militar, a mesma força moral. O índice de confiança da Fundação Getúlio Vargas aponta as Forças Armadas em primeiro lugar. Será por quê? A resposta é: o Ensino que as forma.
PÁGINABRAZIL/montedo.com

31 comentários:

Anônimo disse...

O ensino é a jóia da coroa do Exército, menos o CHQAO, quem tem levado carona do pessoal do CAS, que atualmente não serve para P* nenhuma, somente gasta o dinheiro da união com a formação do pessoal que não irão exercer a função para a qual foram qualificados.

Kkkkk

Anônimo disse...

Caro Montedo: não haveria possibilidade de alterar o nome da área de comentários para "Muro das Lamentações", um local democrático e aberto, onde todos possam deixar sua pequena dose diária de acidez e amargura com relação aos problemas dos quais todos os demais são responsáveis, menos o comentarista, que é apenas vítima do sistema?

Anônimo disse...

Meu prezado, seja inteligente. Deixa a ignorância. Você tem capacidade. Basta agir!

Anônimo disse...

Verdade mesmo. Grana e perda de tempo. CHACAL Rolha.

Anônimo disse...

Tá no BE 21 de hoje, só baixar e ler se tem alguma surpresinha ...

PORTARIA N º 097-DGP, DE 22 DE MAIO DE 2017.
Aprova as Instruções Reguladoras para o Sistema de Valorização do Mérito dos Oficiais do Quadro Auxiliar de Oficiais e Graduados de Carreira (EB30-IR-60.006), 1ª Edição, 2017.

Anônimo disse...

Covardia essa reforma da previdência tanto para os civis e militares o Presidente da república falou ontem aos empresários pois está reforma só interessa a eles ferrar os trabalhadores e os nossos Comandandes o que estão fazendo diante deste absurdo

Anônimo disse...

A prova do CHQAO esteve bem difícil segundo relatos mas acho que o culpado são vocês que só sabem conversar sobre futebol e ler o jornal Meia Hora .

Assinado : General Africano

Anônimo disse...

E o salario é a coroa de espinhos ....

Anônimo disse...

Concordo....CHQAO serve para nada...apenas para enrolar ainda mais essa sofrida carreira de praça....rolha

Anônimo disse...

"(...) a Instituição não se afeta pelas turbulências políticas e sociais do país e muito menos pela decadência moral que nos destrói (...)".

Prova cabal de que a falta de conhecimento do que acontece por dentro do "Portão das Armas" dos quartéis faz crescer a tal credibilidade das FA.

Quanta mentira e teatro. (nojo)

Anônimo disse...

Esse índice de confiança da população brasileira que as FÃ e a instituição brasileira mais confiável do país e muito importante, ouço isso a 20 anos e como resultado disso as FÃ e a carreira de estado mais mau paga do estado brasileiro. Pega esse índice de confiança bota debaixo do braço e leva ao gerente do banco para ver se ele aumenta o cheque especial.

Anônimo disse...

Esse exército é brincadeira. É publicada uma portaria do SVM, mas diz que para os processos de seleção e promoção vale a anterior, pode isso Arnaldo, porque então publicou a nova?

Léo disse...

Esse mesmo " Jóia da Coroa" permitiu que os nossos VENCIMENTOS se tornassem VERGONHOSOS, HUMILHANTES, VEXATÓRIOS, quando aceitou a MP DO MAL ser preparada e , posteriormente,assinada pelo FHC,destruindo a carreira militar, principalmente das praças.Jóia rara,é?

Anônimo disse...

Acho que essa relação de ENSINO x QUALIFICAÇÃO tem a ver com disciplina e REFERENCIAL. Quando criança quis ser militar, era um referencial, o fardamento, o glamour, a ideia de "aventura", conquista, vitória.

Muitos anos depois, após fazer prova para a EPCAR, CPOR e Colégio Naval, fui aprovado em todas as matérias exceto em PSICOTÉCNICO. Foi frustrante demais.

Hoje, já idoso, reconheço que o alto QI(quem indicou), prevaleceu e ainda prevalece em muitas instituições de nosso país, seja nas instituições organizadas como nas organizações clandestinas. Não sei dizer porém se isso é um padrão universal do ser humano ou uma cultura local.

Um abraço a todos!

Anônimo disse...

Rolha só pra você companheiro ... Fizeram algo pelo praça se é que vc ainda não enxergou ... Lamentável seu comentário.

Gen Anibal disse...

O Alexandre Garcia falando sobre a excelência do Ensino Militar do Brasil e o outro falando sobre CHQAO. Quebra meu galho. Por isso que os praças são malhados.

Anônimo disse...

Era o Cmt do Exército quando tiraram todos os direitos dos militares com a MP do Mal,sem transição alguma, ele ja tinha tudo mesmo, a tropa que se f.....

Anônimo disse...

Tem que existir o CHQAO. Ontem fiquei decepcionado o Ten QAO Chefe do Pelotão de Obras apresentou a lista de material necessário para aquisição com alguns erros: enchada (o certo não seria enxada), zerroti (o certo não seria serrote). Tem que apertar o concurso, existir idioma, colocar matéria escola (matemática, português e redação). Tem muita gente "fraca".

Anônimo disse...

Na minha opinião. O acesso aos Colégios Militares tem que ser por Concurso Público. Sem exceção para filhos de militares. No passado o filho do militar ingressava em CM, e tinha acesso direto a Preparatória sem concurso. Faziam somente uma prova interna que até com 3,5 era aprovado. Depois mudou Concurso Público para todos. O mesmo tem que ocorrer com o CM. Os melhores classificados de CM não seguem a carreira Militar, seguem carreiras diferentes principalmente na área de saúde Médicos, Dentistas, Farmacêuticos e outros Cursos bem sucedidos como Direito e Engenharia. A Constituição é bem clara Todos São Iguais. Quanto ao CHQAO sem comentários, tem é que terminar com os QAO e fazer concurso igual na FAB. Mérito Intelectual total.

Anônimo disse...

Existem capitais por aí a fora que possuem colégios da Pm, mas, mesmo assim, os colégios militares disponibilizam vagas para a polícia, para os bombeiros, de maneira que faltam vagas para os militares das ffaa. A pergunta q fica: A recíproca é verdadeira?
Outro fato relevante estaria no grande número de vagas para os civis (concurso),mesmo sabendo que muitos militares jamais terão acesso as vagas.

Anônimo disse...

A nota do CHQAO vai multiplicar por 2 e o concurso por 2. Foi isto que entendi????????????????????? na portaria de hoje?????????? quem tirou 5 só para passar complicou

Cardoso disse...

As universidades estão de portas abertas para proporcionar uma formação que preste para alguma a quem quiser. E o mercado de trabalho no meio civil espera estas pessoas de braços abertos é só procurar. Os insatisfeitos podem seguir o seu destino no meio civil.

Anônimo disse...

É q esse provavelmente é da época q se comprava a prova ou o Cmt OM mandava alguém fazer n lugar do militar q ele queria q passasse

Léo disse...

Que frase perfeita! Parabéns! Quanto ao ridículo que sugeriu trocar o nome do Blog por " Muro das Lamentações" seu pensamento é a prova viva da lixeira social que somos os integrantes desta instituição "Posto Ipiranga".Um ridículo! Desrespeita a dor do outro.A realidade não é a mesma para dois irmãos,filhos dos meus pais.Imaginem para 300 mil militares ? E quanto à afirmação do Montedo,dizendo que "...Já pensei nisso...", lembre-se,Montedo,que somos nós, principalmente os mais assíduos, que te damos a capacidade de fazer contratos financeiros com empresas que utilizam teu blog para vender a própria imagem e te dão lucros.Caso esteja se sentindo tão incomodado com nossos textos é só não os publicar.Todos eles.Cuidado com o orgulho.É sempre o prenúncio da destruição!!!

MESSIAS DIAS disse...

Como tem Militar para apresentar o seu veneno contra os subtenentes e sargentos.

Anônimo disse...

Vejo, nos comentários, um ressentimento amargo com o sucesso dos outros. O militar escolheu essa carreira. Há que se entender que ela apresenta caminhos diferentes que temos que escolher. Para cada escolha há uma renúncia. Se a escolha foi aproveitar a vida quando jovem enquanto outros se dedicavam ao estudo, renunciaste ao direito de ser primeiro colocado. Se a escolha foi fazer o M1A1 enquanto o outro se especializou em idiomas e um curso fora da força, renunciaste a possibilidade de uma missão no exterior. Se escolheste estudar para tirar 5,0 enquanto o outro se dedicou para o 10.0, renunciaste à uma melhor avaliação.
Faça escolhas certas. Será recompensado por isso. Talvez se preparar para um concurso fora da força também seja uma boa escolha.
Sejam felizes... Não sejam rancorosos.

Anônimo disse...

Para quê os governantes querem um ensino publico de qualidade? Quanto mais gente semi-analfabeta, sem noção, sem preparo, mais fácil fica o controle político através de ações sociais. Os jovens dos colégios públicos ficam sem aulas, sem professores, sem estrutura adequada e são facilmente manipuláveis nas mãos de grupos "estudantis" com fins políticos. Na cidade onde moro, a maioria dos colégios públicos parecem prédios abandonados, e são mesmo. Sujeira para todo lado, pichações, teto desabando, carteiras quebradas, iluminação deficiente, ventiladores despencando, quadro negros aos pedaços e assaltos diários dentro e fora dos colégios. Professores mal preparados, mal remunerados e assustados com a violência. Várias já foram vítimas de arrastões. A solução para não morrer por causa de um celular ou um real? Abandono dos estudos. As melhores escolas são as particulares caríssimas e colégios militares.

Anônimo disse...

Cadê meu comentário?

Abaixo a censura!

Militar pensante disse...

Tentando de novo.....Nem me lembro mais o que escrevi no comentário anterior...

Montedo, meu comentário sobre os colégios e escolas militares caiu naquele universo que você falou do 11.000 que não foram publicados? Publica esse ai, gosto de ver os argumentos dos companheiros, principalmente os xingamentos de petralha, comuna ou mortadela e outras coisas.

Só porque questionei a doutrinação à direita nos colégios militares? Mas não é verdade? Se criticamos que as Escolas Públicas fazem apologia à esquerda, os Colégios Militares, tanto das FFAA quanto das PM (em GO 26, em MG 22 e muitos Brasil afora), são verdadeiros centros de disseminação da doutrina militar que, como sabemos, é de direita, haja vista as diversas intervenções militares ao longo da história do Brasil: Proclamação da república, Revolução de 30 com acensão de Vargas, golpe de 1937 (plano Cohen do Capitão Mourão Filho), deposição de Vargas em 45, pressão e conspiração em 54 que culminou com o suicídio de Vargas, Tentativa de impedimento de tomada de posse de Jânio Quadros em 60, promoção do parlamentarismo a toque de caixas em 61 e, enfim (me esqueci de algum?), o golpe/revolução/contrarevolução/revoluçãocivilmilitar/revoluçãocivilmilitarempresarial de 1964.(pasmem mas este movimento começou com o Gen Mourão Filho, o mesmo do falso plano cohen de 37 - Suspeito não?)

O ensino nos Colégios Militares são mesmo isentos. Imagine se o Escola Sem Partido for adiante, quero ver a Fundação Trompowisk ter que colocar todos os fatos históricos em seus materiais didáticos. Será que a repressão aos professores continuarão nos colégios militares(Professora civil de história no CMPA; Professora militar de Sociologia no CMB e professor civil de geografia no CMRJ, todos perseguidos em pleno exercício do direito de cátedra por sair da cartilha da doutrinação militar).

Brasil acima de tudo!

Militar pensante

Anônimo disse...

O nosso inimigo é interno, pois basta ler alguns comentários.
O anomimo 26 de maio de 2017 18:50, que nada acrescentou, apenas deve ser mais um infiltrado esquerdopata.

Anônimo disse...

CHQAO serve para nada. Queimar o dinheiro do contribuinte, mas não a nada que não possa ficar pior.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics