13 de julho de 2015

Um general na Defesa?

Diante da possibilidade do atual ministro, Jaques Wagner, substituir Aloísio Mercadante na Casa Civil, ventila-se a hipótese de que um general possa assumir a pasta da Defesa.



Minha opinião
Sabe quando Dilma e o PT vão colocar um milico a cuidar de um orçamento de R$ 22,6 bilhões? 
No dia em que o Sargento Garcia prender o Zorro.



Leia também:
De saída? Jaques Wagner pode estar deixando a Defesa

37 comentários:

Anônimo disse...

Montedo, não subestime o nível de comprometimento de parte dos oficiais generais com os interesses petistas. Sirvo em Brasília e o que tenho visto é, no minimo, assustador.

Anônimo disse...

Nada mais me surpreende...
Essa bem que pode ser uma estratégia para acalmar os ânimos (da imprensa).

Lauro Costa disse...

Coloque a Mulher Maravilha, pois o cargo é fictício mesmo!!! Ninguém resolve NADA!!!

Anônimo disse...

Gen já foi desvinculado da tropa para não pensar como tropa. Então o que a tropa deveria esperar de um desses senhores no MD....muitos "dias do uniforme", " pontos vermelhos no relógio ", " cartões operacionais"...e o salário.........

Anônimo disse...

Pelo amor de Deus!!!!
Já tinha avisado em comentário anterior que isso seria o fim..... Não ventila esta possibilidade, pois aí sim que a tropa estará ferrada mesmo. ....
se tem uma classe que "joga contra" a tropa não são os políticos. ... SÃO OS GENERAIS! !!
eles não conhecem a nossa atual penúria, pois vivem em um mundo à parte.... com um mar de bajuladores ao seu lado e pensando apenas em seus interesses pessoais...
seria uma catástrofe para as FFAA...
talves o único que se salve e poderia realizar alguma coisa seja o Gen Heleno... mas duvido que ele aceite...
outro nome bom seria o Min Joaquim Barbosa. .... mas aí já seria sonhar demais....
Estamos entregues à própria sorte. ...

2° Sgt 2002

Anônimo disse...

Um general como ministro da defesa seria praticamente a mesma coisa pois quando os generais mandavam,nunca fizeram nada para a tropa ! Até o décimo terceiro que hoje recebemos veio do governo civil ! O que deveria acontecer seria nivelar os direitos dos três poderes em todos os sentidos e cumprir a constituição !

Anônimo disse...

Com o "carinho" que o PT e, principalmente a presidente Dilma, tem para com os militares, se ela colocar um general, aí eu vou ficar com uma "pulga" atrás da orelha. A situação está tão ruim que não acreditamos mais nem nos possíveis generais que possam ocupar esse cargo.Mas, como esperança é esperança, quem sabe?

Anônimo disse...

Isso foi colocado pela Revista sociedade militar. Mas, o cara disse que se acontecesse seria um arroubo de sensatez. Ou seja, é improvável.

Anônimo disse...

Leitores do Blog. Alguém sabe de uma possível divulgação por parte do Cmt Ex PARA A TROPA (em documento) sobre os estudos que estão sendo feitos no nível MD (ou EB), tais como vencimentos, pagamentos dos 28%, volta do Tp Sv, etc? Peço auxílio do pessoal do Gabinetão em Brasília para confirmação da notícia... de qualquer forma, particularmente, se isso ocorresse, seria um ponto positivo para o VB.

Anônimo disse...

"Dialogo: Sr e muito pouco!!! E a minha dignidade?. P@$$$, tá bom, então toma um cargo Publico é some da minha frente."

Anônimo disse...

=> MEUS MOTIVOS ...

Sou contra um Ministro General, pois eles não tem mostrado determinação em lutar pelos interesses da tropa.

Só pensam na Instituição. E as familias ?

Apos 15 anos da entrada em vigor da MP do Mal, nunca se empenharam pela votação da tal MP dos Demônios ( LRM ), a qual nos fez perder até as calças.

Perdemos um posto acima em 28 Dez 00 e em 2002, dois anos após essa malefício, aumnetarma os intersticios para as promoções em 50%.

Em 2001, criaram um seguro de R$ 7,00 reais do Gen ao Sd e descontados por 16 meses, por intermédio de Portaria. A Justiça cassou o desconto e mandou pagar para quem recorreu com juros e danos morais.

Revogaram a Port 080-DGP, que dava direito a familia do militar falecido no serviço ativo, o direitos as 4 ajudas de custo, indenização da bagagem, Auto, Moto e passagens para onde declarassem residir após o falecimento do esposo. Deixando apenas as 4 ajudas de custo, tendo que se virar e voltar para onde desejassem residir.

Isso é agir contra a tropa.

Aceitarem os reajustes parcelados, sempre abaixo das perdas ( inflação ), de parcela única passou para:
- 03 parcelinhas semestrais em 2005;
- 06 parceninhas semestrais em 2008;
- 02 parcelas anuais em 2012; e
- se bobear, ficaremos de rabo preso 4 anos com os 21% ofereidos pelo PT, divididos em 4 anos, com reajuste de 5% e a inflação dando 9%.

Quando éramos recrutas ( até 83 ) não nos era dado o direito de tirar as férias de recruta ( trabalhamos e não gozamos ) simplesmente não davam e pronto. E quem é um recruta para quetionar ???? Me digam ! Pois bem, estavamos recebendo os valor das férias até 6 Jan 15 e simplesmente mandaram suspensar o pagaemnto ( parecer 121). mas acontece, que muitos inativos receberam e muitos da ativa, gozaram as férias e receberam em dindim 1/3. Tudo suspenso. Alguns se deram bem e vai ficar por isso mesmo e outros como eu e mais uns 250 vinculados a SIP/11 ( e quantos foram prejudicados em todo o Brasil ? ), dançamos, nos obrigando a ir paraa Justiça gastarmos o que não temos com advogados. Isso é JUSTIÇA, POR FAVOR ME DIGAM !

* AINDA EXISTE UMA ASSESSORIA MILITAR FAZENDO EXPEDIENTE DIÁRIO DENTRO DO CONGRESSO, PARA TRABALHAR JUNTO AOS PARLAMENTARES ?
- qual oobjetivo ? Apenas os interesses das FFAA ?


Vida breve. Breve vida ... que segue ...

-

Anônimo disse...

Seria péssimo...o cargo é político...um general sem entrada no governo jamais conseguiria alguma coisa ...melhor um político mesmo. Se o Romário assumisse seria ótimo. O baixinho tem moral em Brasília.

Anônimo disse...

Até o governo FHC os reajustes eram do Gen Ex ao Soldado. Mesmo percentual.

Ai os generais não pensando na tropa, aceitaram ser desvinculados, ficando a mtropa atrelada até os coronéis. Isso é justo ?

Qual o comprometimento ?

Anônimo disse...

Quais as issões dquela Assessoria Parlamentar das 3 Forças Armadas diariamente dentro do Congresso ?
- apenas ver os interesses materiais das 3 Instituiçãoes ?
- E a tropa ?
- Porqque não agem no corpo a corpo para a votação da MP do Mal (LRM) e os reajustes salariais ?

Oras !!!!

Anônimo disse...

Ao leito acima, se quiser saber algo dos militares que servem em Brasilia, esquece.

Vc ta querendo demais. Desse mato não sai coelho não !!

Pergunte para quem serve fora de Brasilia.

Bah trocentas vezes !!!!!

Anônimo disse...

Quem luta desde 2004 pelos interesses da tropa ?

Advinhou quem disse: As Esposas de praças. As Guerreiras.

Quem vai estar no próximo dia 15 com o Ministro da Defesa, lutando por nós !

==> As associações, entre eles a Kelma, Ivone, Genivaldo, etc ...

Para conseguirmos aquele reajuste em 2005, elas figaram acampadas 69 dias na Esplanada dos Ministérios.

* Detalhe: sem receber 2% Gratificação, não é leões !!!! Vc que só reclama, ficaria ?

A MAIOR DAS VIRTUDES É A GRATIDÃO.

Vc é grato ? Tem reconhecimento ? Valorizou ? Comentou ?

Anônimo disse...

Se atentem para a carreira "Y", a qual foi feita uma referencia no último BE.

Alguém sabe do que se trata ?

Anônimo disse...

Militar, uma dica ..

No link abaixo, publica os Informativos do QGEx em Brasilia-DF,

Acesse sempre:

http://www.sgex.eb.mil.br/sistemas/qgnoticias/qgexn.php

* O último foi o de nº 587, de 07/07/15.

Passe essa dica.

Anônimo disse...

SOLICITAÇÃO ..

Algum militar com café no bulê, tem a pauta da 300ª RACE realizada no periodo de 29 Jun a 03 Jul 15 ?

Mande ai !

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKKKKKK

Boa !!!

Para os habitantes das baias nada muda...

Anônimo disse...

qual a fonte ? ou é só boato?

SEGUNDÃO PQDT disse...

A hora em que o Sgt Garcia sair SUB, o Cap América fazer ESAO, e o Cabo da Boa Esperança sair QE, aí sim teremos um Gen na DEFESA.

Anônimo disse...

Para que todos saibam em primeira mão, o que se ventila é que um 2º sgt QE vai assumir o cargo de Ministro da Defesa, será uma notícia bombástica... Quero ver agora a cara dos Generais!!! Aguardem!!!!

Anônimo disse...

Acho que tem a ver com a Logística, dividindo entre logística operacional e administração.

Anônimo disse...

Seja quem for o novo ministro da Defesa, irá fazer ouvido de mercador aos nossos anseios, dirá que precisa tomar pé da situação, o tempo passará, talvez até surjam boatos de novos estudos e por fim, quando estiver no momento de posicionar-se, chegará a hora de outra troca de ministro. E assim vamos vivendo igual a uma galinha que se arranca a cabeça, o corpo se debate e pula por um longo tempo até cair morto.

Anônimo disse...

Tu deve ter sonhado, camarada.

Anônimo disse...

Não façam isso, perguntem a tropa, ninguém é a favor, só pensam em suas carreiras, fartos coquetéis, enquanto a tropa come estrogonofe.

Anônimo disse...

13/07/15

Soldos dos MILITARES. Bolsonaro ressuscita PEC “do mal” Alegria de uns, tristeza de outros. Policiais reclamam.

http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2015/07/soldos-dos-militares-bolsonaro-ressuscita-pec-do-mal-alegria-de-uns-tristeza-de-outros-policiais-reclamam.html

Anônimo disse...

A situação está péssima, mas o cara reclamar que está comendo estrogonofe nunca passou por nenhum perrengue na vida!

Anônimo disse...

Estronoff? Diz qual a sua OM que quero servir aí...aqui o rancho é uma lavagem para porcos.

Anônimo disse...

Tanto faz. Até fantoche pode assumir. Nada se faz na parte pessoal. Aproveita e fecha o DGP. Que departamento inservivel.

Anônimo disse...

Pode não. DGP: depto geral de punição

Anônimo disse...

Aumento do Salário família... Descanso merecido após serviço de 24 Horas... Gratificação nos dias de serviço pra compensar o não pagamento de horas extras... Auxílio Moradia para quem não tem PNR... TANTAS COISAS QUE NOSSOS GENERAIS PODEM LUTAR POR NÓS E A UNICA COISA QUE FIZERAM NESSES ULTIMOS ANOS FOI O DIREITO DE USAR GUARDA CHUVA...

Anônimo disse...

Um Gen ministro é igual: mais manobras, mais prontidões, mais operações de glo,endurecimento do rde, mais adidos, maior staff nos gabinetes. para tropa, a tendência é piorar.

Anônimo disse...

Infelizmente, enquanto o Brasil trilhar o pensamento do "Welfare State", só teremos esse tipo de coisa: reclamação por salários, sejam de servidores civis ou militares. O dia que a EMBRAPA desenvolver uma árvore que produza dinheiro no lugar das folhas, por favor mandem enviar, urgentemente, para o Tesouro Nacional, a fim de pagar tudo o que pedem juízes, políticos, funcionários públicos e militares. As pessoas aqui se esquecem que são as atividades produtiva e empresarial que geram a riqueza para custear a paquidérmica máquina pública. Creio que todo o ingressante em carreira pública, seja civil ou militar, deveria ter no bojo de sua preparação seja nas escolas militares, cursos de formação ou estágio probatório, mínimo de instruções sobre finanças públicas e ética pública. Não tem o menor cabimento o servidor público ficar nessa choradeira por melhores salários! Não está satisfeito, é melhor sair e tornar-se um empreendedor ou seguir outra profissão no setor privado, que é o local mais adequado para quem deseja ganhar muito bem. Deveriam acabar com a estabilidade no serviço público e fazer algum tipo de contrato público com cada servidor, com regras bem definidas, salários e expectativas monetárias bem definidas. Tomo como exemplo o exército dos EUA na celebração de contratos para captação de praças, prevendo o custeio de curso universitário ou algum tipo de indenização ao final. É preciso, definitivamente, separar a carreira dos praças da dos oficiais, não significando, de forma alguma, que uma seja melhor do que a outra, mas simplesmente que os interessados poderão optar por uma ou por outra em função de seus planejamentos ou vocação. Infelizmente, muitos brasileiros ainda se encontram na situação das pulgas discutindo entre si sobre quem é dona do cachorro! Carreira pública, qualquer que seja, tem que ser carreira de vocação! Chega de feudos, de vitaliciedade para magistrados e conselheiros com seus salários exorbitantes e fora da realidade nacional, chega de estabilidade para servidores que não são das carreiras típicas de estado e, de sobretudo, basta de greves no serviço público e pagar salário para vagabundo grevista ficar à toa em casa! Vivemos em tempos de grave crise econômica, a fonte de recursos é uma só e ela está secando. Pensemos nisso!

Anônimo disse...

Tá equivocado o comentarista das 20:16 h ...

O país está passando por grave crise, porque tem ladrões demais. Nos últimos 12 anos, saquearam o Brasil.

Veja oque fizeram com a PETROBRAS, caiu de uma das maiores empresas do mundo para a situação que se encontra. Cortou envestimentos pelo Brasil e jogou várias cidades no desemprego geral, faliu o comercio, parou a economia.

Na copa e em todas as obras, roubo geral.

E querem passar a conta para o trabalhador ! Esse desgoverno quer que o povo se vire ?

A inflação da 9% e o trabalhador ativo e os aposentados se contentem com correções salarais de 5% ao ano e em parcelas !

Ladrões, ladrões e ladrões.

Temos direito ao que perdemos sim. O custo de vida tá alto.

O direito do trabalhador só sai na pressão. E pressão é por greves, paralizsções ...

Pensemos nisso !

Anônimo disse...

Rebatendo o comentarista de 18 de julho de 2015 10:14,

Que houve roubo e outras mazelas, que alguns funcionários públicos achem que ganham pouco, também não há duvida, mas em momento algum meus argumentos foram contraditados! Nunca houve um período de governo, desse amontoado de gente que se chama Brasil, com uma proposta de economia verdadeiramente liberal! A única diferença entre o governo militar e o período posterior da nova república só se deu no campo ideológico. Infelizmente, no campo econômico, tínhamos uma milicada que adorava criar estatais, aboletar-se nelas, bem como criar legislações tributárias e protecionistas esdrúxulas. Vide o nosso atual código tributário nacional, um lixo criado em 1966, que nos impõe, até hoje, a submissão aos cartéis capimunistas nacionais com a opção de compra de porcarias fabricadas no Brasil, ao passo que os congêneres importados são inifinitamente melhores, porém excessivamente tributados! A coisa no período militar chegou ao absurdo de criar um "ministério da desburocratização"! Se o regime militar tivesse optado por um modelo econômico liberal, nos moldes do que fez Reagan nos EUA, enfocando em privatizações e redução do estado, o discurso econômico da esquerda estaria totalmente esvaziado e não haveria reclamação de salários no setor público. Como eu já disse antes, dinheiro não dá em árvores, não existe almoço grátis e, em vez de ficar nessa competição de salários versus inflação, que tal atacar o gigantismo do setor público, reduzir as despesas e o governo tomar vergonha na cara até chegar o ponto de para de tomar dinheiro emprestado na banca financeira? Daí, haveria poder de compra real e sem inflação! Pensemos nisso!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics