1 de julho de 2015

Wagner a Obama: visita marca o início de "nova fase" com EUA na área de defesa


Washington, 30/06/2015 - O ministro da Defesa, Jaques Wagner, cumprimentou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, após ter participado hoje (30) de encontro entre a presidenta Dilma Rousseff e o chefe de estado norte-americano, na Casa Branca.
Durante a visita, Wagner disse a Obama que a relação entre os dois países entra em uma "nova fase", ao fazer breve relato dos avanços obtidos em reunião ontem (29) em Washington com o secretário de Defesa Ashton Carter. Na ocasião, foi discutida a possibilidade do desenvolvimento de um projeto entre Brasil e EUA que inclui a associação tecnológica entre ambos e a busca de novos mercados para as indústrias de defesa brasileiras e norte-americanas.
Wagner reforçou o convite já feito em março de 2011 quando Obama esteve em Brasília (DF). O ministro da Defesa disse ao presidente americano que quando ele retornar ao Brasil, é para programar uma visita à Bahia.
O ministro, que integra a comitiva da presidente Dilma Rousseff aos EUA, participa de almoço oferecido pelo vice-presidente Joe Biden e do encerramento da Cúpula Empresarial Brasil-EUA . À noite, seguirá para São Francisco acompanhando a equipe.
DEFESA/montedo.com

4 comentários:

Anônimo disse...

Os comunas estão se rendendo aos americanos ?

Será que foram os cubanos que deram a dica pra esses PETRALHAS?

Somos parceiros de longa data com os americanos e assim devemos permanecermos.

Lições aprendidas, será !

* Ser comunists comos esses politicos do Brasil é mole, cheios de direitos, excelentes salários, relagias,festanças, dinheiro público a sua disposição pra fazer o que querem. Até eu queria ser comuna.

Anônimo disse...

Observem a fisionomia de Obama. Obama deve ter tido um briefing sobre a vida de Jaques Wagner desde seu nascimento. kkkkkk. Deve ter pensado: - Esse cabeça de alho pensa que sou bobo.

Anônimo disse...

Agora imaginem o que o Sr Jaques Wagner conversou com o Secretário de Defesa norte americano? Talvez se assemelhe a uma conversa entre um professor de Física Quântica e um servente de pedreiro (guardadas as devidas proporções e graus de importância em seus labores). Ou seja, não vai acrescentar nada para o outro lado e não vai aprender nada também, pois é difícil alguém aprender algo, não sabendo nem de perto o básico!!

Anônimo disse...

As leis da natureza não mentem. Reparem no semblante do nosso "ministro" da Defesa, parece uma hiena rindo na frente do Leão, esperando as sobras que vierem. E tem alguns senhores achando tais situações fazerem parte da conjuntura. Dissimulados. Brasil acima de tudo!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics