8 de agosto de 2015

A irrelevância política dos militares

Sérgio Praça
O PT foi à televisão defender-se da crise política e econômica. No programa partidário, petistas afirmaram que o governo Dilma cortou R$ 106 bilhões em impostos para preservar o Brasil da crise europeia. É consenso hoje, dentro do próprio governo, que os cortes de impostos não tiveram o efeito positivo esperado. Ao contrário. Este é apenas mais um exemplo do abismo crescente entre partido e governo.
Michel Temer (PMDB), o vice-presidente, começou, de acordo com os jornais de hoje, a conversar com senadores da oposição com tom ambíguo. “É preciso que alguém tenha a capacidade de reunificar a todos”, disse ele. Segundo a jornalista Monica Bergamo , Temer e o senador José Serra (PSDB) atuam em “dobradinha política”, articulando não se sabe bem o que.
Talvez esta seja, sim, a maior crise política desde 1985. Nunca houve um presidente com popularidade tão baixa, nem mesmo Fernando Collor.
Pode ser estranhíssimo, para algumas pessoas, que os militares estejam silenciosos. “Ah, mas conheço um soldado que está panelando, um general que diz que o golpe está próximo” etc etc. Ok, podem ser manifestações individuais. Mas os militares, coletivamente, não têm relevância política alguma.
O culpado por isso foi Castelo Branco, o primeiro ditador do período 1964-1985. Instituiu a aposentadoria compulsória dos militares, decretando que os generais devem renovar pelo menos 25% de seu quadro a cada ano. Caso isso não aconteça naturalmente, os mais velhos passam à reserva. Nenhum oficial pode ser general por mais de doze anos.
Assim não sobra tempo nem energia para militares participarem da política. Esse é apenas um dos motivos, é claro, pelo qual os militares são irrelevantes hoje. A ditadura de 1964 a 1985 resultou em grave crise econômica e suprimiu direitos e liberdades, para citar apenas dois de seus problemas.
Política com Ciência (Veja)/montedo.com

16 comentários:

Anônimo disse...

E essa irrelevância é agravada pelo mesmo pensamento do autor do texto: "somente generais pode fazer política". A patrulha contra os demais militares que "ousam" tentar uma posição politica de destaque são sumariamente queimados pelo "sistema", taxados de loucos, de problemáticos, de subversivos, de aproveitadores, etc. Há exemplos mil...

Anônimo disse...

Militares, nos quartéis, sempre foram retalhados para não se envolverem na política. Os poucos que estão hoje na política foram considerados rebeldes pelas altas patentes. Temos que colocar muito mais gente nossa na política, porém pessoas sérias e realmente atuantes, e não tapeantes.

Anônimo disse...

Parece um texto em idioma chinês e que as ffaa brasileiras são paraguaias.

Anônimo disse...

Caro Sérgio Praça as china (sun-tzu - império chinês) tive que fazer concessões e aposentar seus generais para conseguir se estabilizar e tornar-se império - o Brasil/Exército conseguiu se modernizar quando Castelo instituiu a aposentadoria renovando os Generais - antes disso ficava um General eternamente no cargo e isso não foi benéfico, além disso nos militares sofremos como todos os brasileiros -nos temos poucas opções (Políticos) que satisfação nossas necessidades - mas isso gradualmente está mudando pois cada vez mais cada cidadão brasileiro/militar é consciente que necessitamos de virtudes e Virtudes não se consegue com jeitinho brasileiro, virtudes se consegue arduamente- então o Marechal Castelo fez o correto para que possamos alcançar nossas virtudes - E nos militares não somos irrelevantes pois nos possuimos as virtudes que nosso Povo começa a almejar.
Brasil Acima de Tudo - AÇO.

Anônimo disse...

E essa história do Lula se tornar Ministro da Defesa seria mais uma birra da presidente Dilma para expor mais ainda o seu revanchismo e o seu ódio com os militares. Ela foi presa no regime militar e foi Ministra, o Zé Dirceu também, e o Lula também foi preso, só falta ser Ministro! Alguma dúvida?

Anônimo disse...

Infelizmente, nossa estrutura é segregatoria. Essa situação se agrava em razão da mentalidade tacanha existente. Um cadete que vai para determinada arma já olha torto para outro que escolheu outra especialidade.Oficiais do QEMA só conversam entre si e somente favorecem a seu grupo. É essa desunião que favorece o estado em que nos encontramos. União, corporativismo e sadia politização dos militares são essenciais para sermos valorizados. Por que a classe jurídica está sempre acima das outras? A resposta já sabemos. Por que várias PM são valorizadas? A resposta também já sabemos. Generais, pensem em seus subordinados!

Anônimo disse...

Como instituição as FA tem mesmo de ser irrelevantes na política. O contrário seria a confirmação do espírito de república de bananas que nao trouxe bem nenhum ao Brasil. Nos EUA elas também sao irrelevantes na política, mas isso nao impediu que varios presidentes americanos fossem generais, como o general Grant da Guerra Civil e o general Eisenhower da 2a Guerra. Mas, infelizmente, os líderes militares que o Brasil produz como o "caçador de boiolas" Bolsonaro não parecem nem um pouco com um Eisenhower.

Anônimo disse...

Bom dia prezados leitores

Tenho procurado acompanhar a “evolução” dos acontecimentos.
Tenho também grande preocupação com o fututo das instituições militares e para com o nosso país.
Algumas considerações que julgo importantes:
1) As instituições militares são extremamente verticalizadas e hierarquizadas (como devem ser);
2) O Comando precisar exercer o Comando (na melhor acepção da palavra);
3) "O militar deve, em todas as situações, pautar o seu procedimento pelos princípios éticos e pelos ditames da virtude e da honra." Preceito estabelecido no Estatuto dos Militares das Forças Armadas;
4) Quando há um vácuo no Comando alguém ocupa esse lugar. Uma das maiores razões desse “ vácuo” é a ausência de liderança. Os militares não se sentem representados pelo Comandante/Chefe;
5) Os problemas militares do passado recente (acontecimentos – 1961, 1963 e 1964) voltaram e penso que não serão equacionados com fórmulas antigas (que deram certo naquele momento histórico – um mundo muito diferente do atual);
6) As instituições militares são muito bem avaliadas pela população. Pesquisa da FGV – 1° Trimestre 2015 – aponta que 68% da população “confia nas Instituições Militares”;
7) Nós militares vivemos internamente uma grande crise. Não mais sabemos “no que acreditar” ou “em quem” confiar.
8) Penso que numa avaliação (pesquisa interna) para avaliação do “grau de confiança” nos chefes e demais companheiros (avaliação vertical-chefe/subordinado e subordinado/chefe, horizontal – companheiro/companheiro) não chegaríamos nem perto dos 68%. Em resumo: a população brasileira confia muito mais nas Forças Armadas do que os próprios militares. Na minha avaliação está situação é SERÍSSIMA;
9) No meu entendimento uma das razões da nossa situação caótica é a mentalidade apolítica dos militares. Precisamos e devemos ter posição política (não partidária)... devemos e precisamos, mais do que nunca, tomar as rédeas do nosso destino. ISTO TAMÉM É POLÍTICA;
10) Por melhor que sejam nossos chefes/comandantes, eles são incapazes/impotentes de atender os nossos anseios e necessidades. PRECISAMOS SER UNIDOS E CORPORATIVISTAS (todos os militares sejam eles Oficiais Generais, Oficiais e Praças;
11) Para que tenhamos “autoridade e legitimidade” para criticar “tudo o que está aí” devemos começar pelas mudanças de atitude (individual e coletiva). Precisamos “assumir” as nossas responsabilidade/obrigações/atribuições/destinos;
12) Uma pergunta/questão: Nós militares somos melhores no quê, mesmo?
13) Penso que ainda poderemos sobreviver. Se agirmos corretamente, de forma urgente e na direção certa!!!!
Relacionei algumas posições/aflições acima de forma anônima. Definitivamente, ainda não temos maturidade para “olhar nos olhos” uns dos outros e da forma mais honesta e crítica (construtiva) possível, dar início as mudanças inadiáveis.
QUE DEUS NOS ACOMPANHE E ILUMINE.

Anônimo disse...

Vou falar uma verdade que talvez possa doer. Tenho visto muitos comentários totalmente vazios de informação e até mesmo sem conteúdo relevante. Para que possa haver mudanças realmente precisamos, antes, podermos discutir com conhecimento histórico dos fatos, sem nos atermos apenas aos nossos estômagos. Precisamos estudar também os inimigos para saber suas qualidades e defeitos. Devemos reconhecer nossos erros e estarmos dispostos a mudar. Precisamos transmitir segurança a todos e não apenas aos menos favorecidos. Nossa linguagem deve ser correta e abrangente. Devemos deixar claro que não é o militarismo o salvador da Pátria, ou qualquer outro sistema existente, mas sim pessoas que estejam dispostas, sinceramente, a buscar melhorias e que possuam as qualidades necessárias, juntamente com a confiança. Devemos demonstrar, de alguma forma, o motivo dos eleitores poderem votar nos candidatos militares candidatos, não por sua graduação ou patente, mas por sua história pessoal. Vamos esquecer a besteira de querer apoio para estas questões de 28,86%, reajuste, 30% de dívidas, entre outras besteiras, vamos buscar o bem da Pátria e não apenas dos militares ou será muito tarde! Vamos fortalecer o Partido dos Militares não por ser dos militares, mas por ser aquele em que confiamos até o momento. Lembremos que as lideranças atuais só ganharam força porque as antigas não se preocuparam muito com os menos favorecidos do nordeste que foram adotados e manipulados, sendo hoje, também vítimas da corrupção que devora o país. Vamos criar algo novo, porém com mecanismos que impeçam que possa haver também o mesmo que houve antes, ou seja, que a sede do poder e da riqueza possam estragar tudo como sempre ocorreu ao longo da história. Para isso, deve haver mecanismos que possibilitem aos eleitores, sem muita burocracia, retirar e mudar seus seem qualquer tempo, desde que seja através da eleição direta e imediata assim que for constatado algum indício de corrupção e que a pena de MORTE seja instituída para políticos que tentarem roubar do POVO, prejudicando a EDUCAÇÃO, SAÚDE, SEGURANÇA, MORADIA, ou o que for convencionado.

Anônimo disse...

Sabemos que para nós qualquer aumento seja de 1% e melhor do que o atual. E natural enaltecer o comando, mas não sejam tão inocentes. Em 4 anos 25%, gera esperança mas não resolve. Estamos tão mal que mesmo em possibilidade de grave pertubação da ordem nos somos os últimos da fila. Talvez saibam que somos despolitizados, ainda não alcançamos a situação de cidadãos do Brasil.
Se o Cmt do EB estivesse preocupado com atropa uma forma de resolver e promover os militares, para isso ele depende de que? Ou melhorar a situação de saúde ou PNR.

Anônimo disse...

OLHA A FORÇA AI ....

Acesse nosso site ...
www.partidomilitar.com.br

=> Como contactar um deputado, acesse ...
http://www2.camara.leg.br/

* Vc pode ter certeza que podemos contar com eles.

=> Deputados Federais da PM, BM, PF ...
* Cadê a Bancada das FFAA ???

- Alberto Fraga (DEM-DF) - Cel PM-DF
dep.albertofraga@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/albertofraga.oficial
...................................
- Capitão Augusto (PR-SP) - PM-SP
dep.capitaoaugusto@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/capitaoaugustooficial
...................................
- Cabo Daciolo ( Sem partido ) - BM-RJ
"André Gab. Dep. Cabo Daciolo" ,
"Dep. Cabo Daciolo"
https://pt-br.facebook.com/benevenuto.daciolo
...................................
- Izalci (PSDB-DF) - Ex ten R2 do EB
dep.izalci@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/izalci
...................................
- Tenente Lúcio (PSB-MG) Ex Ten R2 do 36º BIMtz
dep.tenentelucio@camara.leg.br
https://www.facebook.com/tenentelucio1
...................................
- Jair Bolsonaro (PP-RJ) Cap R1 EB
dep.jairbolsonaro@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/jairmessias.bolsonaro
http://www.bolsonaro.com.br/
...................................
- Capitão Fábio Abreu (PTB-PI) Cap PM-PI
*** não está em exercício ***
Secretaria de Estado da Segurança Pública do Piauí
https://pt-br.facebook.com/capfabioabreupi

- Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) - PF
dep.eduardobolsonaro@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/bolsonaro.enb
...................................
- Cabo Sabino (PR-CE) Cb PM-CE
dep.cabosabino@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/pages/Cabo-Sabino/697004213668375
...................................
- Subtenente Gonzaga (PDT-MG) PM-MG
dep.subtenentegonzaga@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/subtenentegonzaga
...................................
- Major Olimpio (PDT-SP) - PM-SP
dep.majorolimpio@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/olimpio.major
...................................

( Divulgue. Abra mentes atrofiadas. )

Anônimo disse...

Aguem gentilmente pode tirar uma duvida?

É correto uma viatura da PM fazer blitz ou mesmo permanecer de guarda em frente ao portão de uma OM?
Isso acontece aqui no Rio de Janeiro em quartel e ate Hospital Militar.

Anônimo disse...

É interessante como tem aguns que acham que tem senso crítico mas não tem nem conhecimento político. anônimo de 9 Out 12:40, não foi a manipulação no nordeste que nos deixou na situação que estamos....
Pois pra seu conhecimento, a presidente VENCEU em MG, SP e outros estados não nordetinos.... e se você não sabe.... o maior número de cadastro no Bolsa família é em São Paulo e nao no nordeste....
Antes de vc querer falar de união reveja os seus pensamentos preconceituosos...
Aff....
2° Sgt 2002 - nordestino com orgulho!

Anônimo disse...

Bom dia.
Desculpe, mas e difícil ficar só observando.
Nós militares precisamos deixar de ser inocentes e carreiristas.

Vamos analisar os seguintes pontos:
- Algumas associações e parlamentares ligados a raia miúda correm atrás do aumento;
- Existe o risco de militares da reserva e talvez da ativa engrossar o protesto de 16 de agosto;
- Existe a possibilidade de líder, deputado, que representa BM e PM incentivar protestos no EB;
- Existe a possibilidade de ocorrer uma grave crise politica e econômica no país, a bolsa de valores pode ruir e a presidenta deposta.
- Existe a possibilidade dos substitutos do presidente, presidentes do Senado e Câmara estarem ligados a operação Lavajato, quem pode sobrar como presidente interino e o Presidente do STF.
- Existe a possibilidade de grave pertubação da ordem no país, como ocorreram recentemente em alguns países no oriente nédio ou vizinhos como a Venezuela.
- Existe a possibilidade aumentar o número dos manifestantes pedindo intervenção, em todas as manifestações o grupo e reduzido mas já existe;
- Existe a possibilidade de militares seguirem o exemplo dos Militares do Quadro Especial que foram promovidos por lei, deram uma aula de cidadania, organização e força de vontade aos militares de carreira, que ainda não aprenderam a lição;
- Os militares estão aprendendo a serem cidadãos e a se manifestarem exemplo as coletas de assinatura no Senado;
- Os Cmts foram orientados sobre como lidar com os subordinados, http://www.aperoladomamore.net/?p=11684 , para preservar a hierarquia e disciplina. Na vida castrense também existem outros atributos, lealdade (via de mão dupla) e responsabilidade com o subordinado;
- Existe a possibilidade do Artigo 144 e 142 da Constituição federal serem modificados. As FFAA serem oficializadas como reserva da PM e BM na segurança pública, na prática já estamos fazendo, Operação Ágata e Maré, greve das PM;
- As PM e BM estão passando os seus concursos para nível superior e o salário esta melhor que nas FFAA.
- A crise chegou nos Estados, RS, alguns não vão conseguir pagar o funcionalismo e isto pode parar o país;
- Começou a cair militares beneficiados pelo esquema de corrupção do governo ligado as empreiteiras, será que não existem mais, alguns militares ficaram no governo muito tempo. Almirante da Eletronuclear, capacete balístico.

Senhores acorda este país, população, ainda não derrubou o governo porquê não têm para quem entrega-lho, voluntários sabemos existem muitos.

Anônimo disse...

Várias categorias em plena crise estão levando aumento salarial ou correndo atrás, AGU, Delegado da PF.

O Ministro da Defesa antes de sair acena com aumento, o Cmt do EB e alguns do público interno faz parecer que é autoria do Cmt. Os Chefes da marinha e da Aeronáutica devem estar fazendo o mesmo teatro.

O Cmt indica ser uma pessoa de grande valor, mas esta fazendo o papel dele, é não e salvador da pátria.

As Associações, APRAFA, Kelma, Ivone Sgt Genivaldo, Cb Daciolo e outros e que incomoda os Comandantes pois não estão acostumados a falar com outros interlocutores ou a ter problema da caserna resolvidos por outros.

Se o Cmt disse que a decisão e do governo e não dele então o mesmo Cmt não deve atrapalhar quem quer falar com o governo. Não pode ficar proibindo ou tomar medidas para evitar os prejudicados a engrossar as fileiras de quem vai em Brasília protestar e pedir melhorias.

Estão preocupados e porque outros estão fazendo trabalho deles e vão tentar esvaziar o dia 16 de agosto. O Objetivo e manter os militares com esperança de aumento.

Peço desculpas caso tenha magoado algum companheiro com os meus comentários. Como este e um espaço democrático, agradeço o Montedo e outros militares que aqui postam Msg.

Anônimo disse...


Vamos estudar melhor as coisas por nós mesmos. Não vamos deixar sermos enganados por alguém que possa ter interesses políticos. Cuidado com aqueles que falam coisas sem provas. Verifique as informações, elas estão na rede para quem quiser ver. Amo todas as regiões do meu país, sem exceção. Somos todos brasileiros e indivisíveis. É hora de abrir nossos olhos!

Veja aqui os dados atualizados do repasse de verbas do bolsa família: http://www.mds.gov.br/programabolsafamilia/estados_e_municipios/tabela_repasses_aos_estados.jpg/view

Veja aqui os dados da eleição de 2014: http://g1.globo.com/politica/eleicoes/2014/blog/eleicao-em-numeros/post/dilma-vence-em-15-estados-aecio-em-12-e-no-df.html


Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics