7 de setembro de 2016

Custo com desfile de 7 de setembro sobe e chega a R$ 1,1 milhão

Dyelle Menezes
Com expectativa de público em torno de 30 mil pessoas em Brasília, a tradicional festa de 7 de setembro custará R$ 1,1 milhão aos cofres públicos. O valor é maior do que os R$ 830 mil pagos para a celebração no ano passado. A empresa contratada, no entanto, foi a mesma: a escolhida para realizar os preparativos e organização do evento foi a M.M Faleiros Montagens e Eventos Ltda.
A expectativa é de que fossem gastos R$ 2,5 milhões pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom/PR), responsável pelo evento. Além do desfile em si, a prestação dos serviços de organização e montagem de eventos também inclui as comemorações da Semana da Pátria.
“O evento, sob a responsabilidade da Secretaria Especial de Comunicação Social da Casa Civil da Presidência da República tem por objetivo comemorar a Semana Cívica, incentivando a participação do cidadão e da sociedade, por meio de atividades que valorizem o civismo, visto que 7 de Setembro é a mais representativa data cívica comemorada no país”, diz o edital de licitação para o evento.
A Secretária de Comunicação Social destacou que para para a organização de evento dessa “envergadura e singularidade”, é preciso planejamento e coordenação para que as ações possam ocorrer sem transtornos, a fim de que as autoridades e a população que assistem ao desfile cívico civil e militar, comemorando o Dia da Independência, possam ser recebidas de maneira “apropriada, com conforto e segurança”.
O evento contará, por exemplo, com arquibancadas com capacidade para 20 mil pessoas sentadas, em estrutura tubular metálica galvanizada com assentos de estrutura metálica tubular com capacidade de carga de no mínimo 400kg/m², guarda corpo padronizado por toda extensão, e escadas de acesso com corrimão.
Já as autoridades ficarão em palanque com capacidade para 150 pessoas, com área mínima de 36 m². O local terá com cobertura compatível com a área do palanque, construído em 2 níveis com 3 m de profundidade cada, o primeiro a 1,50m do solo e o segundo a 2m do solo, montada sobre estrutura tubular metálica.
Ainda foi contratado para as autoridades serviço de Coffee Break. Com custo de quase R$ 5 mil, o serviço será para 200 pessoas e contará com salgados, bolos, folhados, biscoitos e frutas fatiadas, café, água, sucos naturais e refrigerantes, louças adequadas, guardanapos e mão de obra. Uma equipe foi contratada para limpeza permanente das tribunas antes e durante o evento, incluindo o material de limpeza necessário (bactericidas e produtos químicos de higienização, papel higiênico, etc).
Serão colocados ainda três painéis Digitais Full Color 15m² ou tamanho similar, instalados e interligados com o sistema de captação de áudio e vídeo com som e antena parabólica cada, instalado em estrutura tubular com capacidade de carga de no mínimo 400kg/m². Travamento através de cabos de aço ou cintas de nylon com capacidade de tração compatível a ventos de 50km p/hr.
Banheiros
O evento contará ainda com 13 unidades de banheiro químico unissex tipo luxo, com pia com acionamento da torneira no pé, descarga com acionamento no pé, vaso sanitário com cuba e comporta. Outras 25 unidades de banheiro químico – pessoas portadoras de deficiência – para colocação em pontos diversos conforme orientação da contratante.
Ainda serão espalhados pela Esplanada, 130 unidades de banheiro químico masculino com placa de identificação – para colocação em pontos diversos conforme orientação da contratante e 130 unidades de banheiro químico feminino também com placa de identificação – para colocação em pontos diversos conforme orientação da contratante.
Contas Abertas/montedo.com

8 comentários:

Anônimo disse...

Se a despesa está correta ou não, não sei, só fiscalizando, o que deve ser uma constante. Prefiro que gastem mostrando uma comemoração como essa, onde vemos que as Forças Armadas estão aí, com estrutura suficiente para combater quem quer acabar com o Brasil, do que financiar vândalos para queimar pneus, quebrar lojas e bancos e impedir que as pessoas tenham livre trânsito. Agora vou copia a ex-presidente Dilma: "eles" pensavam que dominavam e mantinham o povo amedrontado através das ações violentas, mas vão quebrar a cara, de novo.

Anônimo disse...

Porque os 100 milhões que o governo iria liberar para "publicidade" (pagar sanduíches de mortadela, diárias para meliantes e fretar ônibus para transportar trombadinha para vandalizar protesto) e foi bloqueado aos 45 min do 2° tempo pelo STF não repercutiu? Esqueceram de tudo? Povo sem memória.

Anônimo disse...

Mas... será quanto o governo gasta com as paradas Gay? Por que não questionam isso? Por que também não questionaram a mudança da DILMA que custou R$ 70.000,00?

Anônimo disse...

Barusco devolveu 180 milhoes do que desviou da petrobras. Neymar deve devolver mais de 180 milhoes para a receita federal. Estamos falando de quanto mesmo, qual o valor da fortuna?

Anônimo disse...

E falam em crise. Que crise? 1 milhão para satisfazer o Ego! Porque não venham me falar em patriotismo.

Anônimo disse...

O verdadeiro cidadão não está reclamando, o problema são os brasuvagacubanos ptistas.

Anônimo disse...

Concordo com vc.
2° Sgt 2002

Anônimo disse...

Veja você o quanto o Brasil está virado de cabeça para baixo, questionam valores gasto com uma festa cívico-militar em comemoração à independência do nosso país, porém não questionam valores gastos com parada gay, nada contra parada qualquer que seja mas, com dinheiro público não dá.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics