9 de setembro de 2016

Infiltrado: capitão do Exército é identificado em manifestações anti-Temer

Apontado como infiltrado por manifestantes é capitão do Exército
Willian Botelho é militar da área de inteligência e se apresentava no Tinder e no Facebook como Balta Nunes
Imagem do perfil no Tinder de Wilian Botelho.MARINA ROSSI
Apontado como infiltrado num grupo de manifestantes anti-Temer que acabou preso em controversa ação da polícia no domingo, Willian Pina Botelho, que se apresentava nas redes com o nome de Balta Nunes, é capitão do Exército. "Estudamos juntos no Instituto Gammon, em Lavras (MG)", disse a este jornal um conhecido do militar, que não quis se identificar. Segundo ele, Botelho é "sério, estudioso" e iniciou sua carreira no Exército no setor de leilões. Ao menos desde 2013, está no serviço de inteligência do Exército.
Na segunda-feira, EL PAÍS adiantou que Balta, como até então era conhecido, fora apontado como o infiltrado por alguns dos manifestantes detidos e liberados por decisão da Justiça na segunda-feira, que considerou a prisão irregular. Além dos depoimentos, vários elementos do episódio chamaram atenção para ele, como a escolta para local diferente da que o grupo envolvido foi levado e comportamento suspeito nas redes sociais. A repercussão em torno do caso logo chegou a Lavras, onde seus conhecidos não duvidam ao identificá-lo.
Botelho é oficial do Exército, bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras e mestre em Operações Militares pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais. Em novembro de 2013 publicou um artigo na revista A Lucerna, uma publicação da Escola de Inteligência Militar do Exército. Discorreu sobre A inteligência em apoio às operações no ambiente terrorista. Segundo o portal da Transparência, o militar está na ativa desde 1998, o que significa que não se afastou das funções para se infiltrar entre os manifestantes.
Procuradas, as assessorias de imprensa do Exército e da secretaria de Segurança Pública não haviam se manifestado até o fechamento desta reportagem.
De acordo com Bernardo Wahl, especialista em segurança internacional, embora não seja comum, não seria uma surpresa se o Exército estivesse realizando uma operação de monitoramento de alguns grupos, levando-se em conta os últimos eventos ocorridos no Brasil, como a Copa e a Olimpíada. "O Exército fazer isso não seria uma prática comum", diz. "Em um contexto de manifestações, espera-se que a Polícia Militar tenha um papel de maior protagonismo. Mas num contexto onde os Jogos Olímpicos ocorreram, do aumento da percepção no Brasil sobre a força terrorista, pra mim não é estranho que o exercito atuasse."
Ainda assim, explica Wahl, se comprovada a versão dos manifestantes, para que uma operação dessa ocorresse, seria necessário mandato legal para fazê-la. "Também é preciso saber em que contexto de legalidade seguindo um Estado democrático de direito onde vivemos, essa operação aconteceu".
Wahl não acha que monitorar determinados grupos tenha como finalidade minar as manifestações, embora o especialista não descarte essa possibilidade. "Mas num contexto de levantar informações de grupos que podem ser ameaças como grupos de violência, isso é uma prática que acontece." Ele aponta as ações de adeptos da tática black bloc como possível justificativa para os supostos monitoramentos. Segundo a Lei de Garantia da Lei e da Ordem, de 2013, "indivíduos ou grupo que se utilizam de métodos violentos para a imposição da vontade própria em função da ausência das forças de segurança pública policial" podem ser considerados "agentes de forças oponentes".

Sem antecedentes e Tinder
Vários integrantes do grupo detido acreditam terem sido alvos de uma emboscada e apontam os passos do militar nas redes sociais e no próprio domingo da prisão para corroborar sua versão. Segundo publicou a Ponte Jornalismo, sob o codinome de Balta Nunes, o militar entrou no Tinder, aplicativo de relacionamentos, citando Karl Marx em sua descrição. Dizia para as meninas, de acordo com os depoimentos, que procurava “alguém de esquerda” para se relacionar. Começou a confirmar presença em eventos criados no Facebook que convocavam para as manifestações anti-Temer que ocorreram nas últimas semanas em São Paulo. No último domingo, formou parte de um grupo no WhatsApp chamado 13h Metro Consolação, criado para que as pessoas – que não se conheciam pessoalmente, apenas pelos grupos no Facebook – se encontrassem e fossem juntas ao ato contra Michel Temer na avenida Paulista.
Chegando no metrô Consolação no horário marcado, Balta convenceu o grupo a ir até o Centro Cultural Vergueiro, a alguns quilômetros de onde a manifestação seria realizada. O grupo foi, a pretexto de encontrar outras pessoas lá. Um helicóptero da polícia acompanhou o trajeto inteiro. O grupo de 22 pessoas, incluindo o militar, foi abordado pela Polícia Militar no centro cultural e levado para o Departamento Estadual de Investigações Criminosas (DEIC) posteriormente. O militar, porém, foi o único que não foi levado junto com o grupo.
O grupo de manifestantes que foi detido no domingo, supostamente com a ajuda do militar, não tinha passagem pela polícia, não se assumiu como adepto da tática black bloc e não fazia parte de alguma organização ou partido. "O Brasil como Estado Democrático de Direito não pode legitimar a atuação policial de praticar verdadeira ‘prisão para averiguação’ sob o pretexto de que estudantes reunidos poderiam, eventualmente, praticar atos de violência e vandalismo em manifestação ideológica. Esse tempo, felizmente, já passou”, disse o juiz Paulo Rodrigo Tellini de Aguirre Camargo ao liberá-los na segunda-feira.
EL PAÍS/montedo.com

52 comentários:

Anônimo disse...

Não sei se existe este tipo de serviço de "ARAPONGA". Quando fui recruta do Exército em 1990, no meu quartel tinha dois caras que andavam civil, de óculos escuros, barbados e a sala onde eles ficavam tinha uma luz vermelha na porta.Lembro que era gordão e barrigudo. Eram misteriosos, ficavam na praça lendo jornal e dizem que tinha um furo no meio do jornal para eles espiarem quem passava. Eles saiam em dois fuscas cinzas e sumiam dias. Um dia fui para escala da faxina do fuscão e perguntei se ele era militar e irritado respondeu: sou o juruna 007 e mandou eu sumir. Nunca mais perguntei e fui embora e todos falavam nos "ARAPONGAS", tinha até uma novela na Globo com este nome.Será que eles existem mesmo?

Unknown disse...

Que comentário besta. Rs

Anônimo disse...

Kkkk os amadores do EB. KKK

Anônimo disse...

Eram dois? O cap teve tratamento diferenciado, foi noutra vtr. Os demais lenha, de cima embaixo. Nada mudou.
Bom trabalho a todos.

Léo disse...

Imaginem se se infiltrasse , verdadeiramente, em um grupo terrorista? Deplorável.

Anônimo disse...

A esquerda sendo esquerda, jogando toda sua incompetência em outros ombros. Dessa vez inventam um um super 007 do EB infiltrado, com essa cara de nerd.kk
Sgt major

Anônimo disse...

Esse novo governo é muito desastrado..A única coisa que eles fazem é dar munição para o Lula ganhar as eleições no primeiro turno...
Pelo menos os civis tem sindicatos para protegerem seus direitos trabalhista..e nós, temos o que??

Anônimo disse...

Só faltou o broche.
Sou R1, pouco tempo de farda, kkkkk, e a mentalidade não muda, não evoluem, são tão discretos como um elefante voador.
Mais um produto das ORGANIÇÕES TABAJARA.

ops, sobre o comentario do fusca, vc esqueceu q vestiam os bancos dianteiros do carro, com camisetas VO.
Vi isso no nordeste e no sul, então era pratica comum.

Anônimo disse...

Esse é o nosso EB, nem competência para se infiltrar em um movimento político. Apenas o disfarce basta? não claro que não, sugiro que junto de grandes estudos e cursos de inteligencia, assistam um pouco da seção da tarde, para aprender algo.

Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=OMN3O_V3E4M

acesse este link e veras toda ação. Recordar é viver.

Anônimo disse...

Qual é o "espanto" nessa ocorrência? Os petistas não infiltram "zumbis" e tem informantes nos meios militares e civis? A PM também não deve ter infiltrados ou informantes? Se não tiverem, estão errados. Não ha surpresas nisso.O erro foi o tratamento diferenciado às vistas de todos.Tem que ser assim mesmo. Colocar gente gritando "FORA TEMER" e tentar segurar o riso no meio dos imbecis.

Anônimo disse...

Ei, esses fuscas são famosos! Eles estavam em Belém na década de setenta, os barbudos e agentes eram todos conhecidos e depois, acho que vi um dos fuscas em Porto Velho.Fusquinhas eficientes!

Anônimo disse...

Não precisava também publicar a foto do cara, né? Agora o cara vai ter que cortar a barba, o cabelo e vestir a farda.Só faltou dar o endereço?

Anônimo disse...

Bacharel em Ciências Militares, mestre em Operações Militares e tonto. Não possuía documentos falsos para proteger sua verdadeira identidade ? Agente 000 !

Anônimo disse...

E o nosso Exército sempre servindo de "Severino" para esse bando de político...A nossa inteligência de amadores, além de fofocas no quartel, fica brincando de 007...brincantes !!!

Anônimo disse...

kkk uma vizinha e amiga da minha esposa sabia tudo de inteligencia. o marido que era da inteligência falava tudo para ela. sabem aquela esposa de militar que sabem tudo de quartel, isto ai. o cara nem o cartão do banco tinha, ela que dominava tudo. sabia tudo de almanaque e medalhas...kkk, quando ele retornava das missões tinha que dar o relatório para ela.kkk. a noite ela ligava para ver se ele não estava em festa. ainda mandava ele passar o telefone para outros confirmarem que ele estava dormindo e acordava todos colegas. kkk. este camarada cansou e chutou a inteligência e a mulher, agora é playboy e pegador, conhecido como "rastilhão"

Anônimo disse...

O juiz dizer que o tempo de assessoria de inteligência já passou, mostra a total dissonância com a vida real. Acompanhar movimentos ou grupos para assessorar o processo decisório não apresenta óbice à lei. Evitou-se um atentado terrorista nas olimpíadas no Brasil, graças ao trabalho de inteligência de várias agências, ou o magistrado e os demais acham que os dados levantados foram obtidos no UOL? Mass

Anônimo disse...

Também fui militar e estes fuscas pertenciam a informação S2. Faz muitos anos . Os S2 eram respeitados, andavam sempre com uma capanga (bolsa) embaixo do braço e raybam preto no rosto. lembro que roubaram minha bicicleta e eles recuperaram para mim era uma barra forte de pneu branco, com buzina, luz de dinamo e parabarro, era a melhor do regimento. só quem tinha era eu e os sargentos que chegavam da Essa.

Anônimo disse...

Putz...ficou claro na entrevista que a Justiça não aceita inteligência, beleza a noticia para mim foi boa, vai aumentar a escala de serviço e a lojinha da minha esposa de artigos militares vai vender fardas e coturnos.

Anônimo disse...

Faltou a história de cobertura, não dá pra admitir que estivesse sem nenhuma cobertura nessa operação, sem apoio algum.
Sgt major

Anônimo disse...

Nenhuma novidade no uso de infiltrados, parece que inventaram hoje a atividade de inteligência...Só faço coro com uma camarada acima: pra que divulgar ainda mais a imagem de um militar que estava cumprindo com seu dever? O El País eu até entendo, quer vender e sempre foi caído pra esquerda, mas e vc, Montedo? Protege o anonimato de quem participa de fraudes financeiras e expõe quem cumpre com suas obrigações? Duvido muito das intenções de quem teoricamente luta para melhorar as condições de vida dos militares e faz coisas deste tipo. Tá me cheirando mais a luta de classes do que qualquer outra coisa...

Anônimo disse...

A história do "rastilhão" me fez lembrar de um militar S2 lá do interior do MT, o cara chegava em casa e passava todo o relatório do que acontecia na OM. Ela ao reunir com outras esposas de militares repassava tudo. Kkkk

Anônimo disse...

SABIAM QUE ARAPONGA É UM PASSARO
Também chamada de “guiraponga”, “uiraponga” e “iraponga”.
Vêm do termo tupi wi’rá põga, “pássaro soante”. O nome é uma referência ao seu canto, que lembra o som do bater de ferro em uma bigorna. O som também inspirou os nomes “ferreiro”, “ferrador” e“pássaro-campana” porque ele fica parado sem ninguém perceber e só observando. Araponga é um pássaro observador. Este blog é maravilhoso além de descontrair, emitirmos opiniões (o que é legal e constitucional, também é cultura. Ex 2º Sgt Silva. Ex DOMPSA e Atulamente Professor Universitário e Biologo

Anônimo disse...

Pô cap! desnecessária essa matéria...

Anônimo disse...

Cheio de comentários de "especialistas" em inteligência aqui neste blog...
Um monte de gente mestre em criticar ou dar lição de assunto que NÃO entende nada.
Pra quem não sabe, se os últimos grandes eventos no Brasil ocorreram sem nenhum atentado terrorista e qualquer outro grave problema relacionado a segurança, foi graças ao trabalho prévio e durante os eventos.
A inteligência militar do Exército é muito importante, é referência no sistema brasileiro de inteligência do Brasil (SISBIN) para outras instituições e até outros países.
Se acontece alguma falha da inteligência, é uma falha em mil.
E falhas até a inteligência dos EUA, Rússia ou Inglaterra cometem.
O negócio é aprender com este incidente e aprimorar para que não se cometa alguma falha novamente.

Anônimo disse...

Não sou da área de inteligência, mas um "agente" entrar nas redes sociais dos "alvos" e dizer que quer "conhecer uma garota de esquerda para relacionar" é muito amador!

Qual o militante de esquerda vai querer se relacionar somente com garota/garoto de esquerda? Esse "agente" deveria entender que "coisas do coração" não escolhem ideologia. Uma ex-colega de "facul", militante do PCdoB, namorava com um colega que era contra o comunismo. Detalhe, hoje são casados!

Era mais profissional se apresentar nas redes sociais como simpatizante/militante, mas sem "forçar" a entrada em algum grupo usando interesse em namorar com "uma garota de esquerda". Além disso, ao ser abordado deveria ir "preso" também para não "queimar" o disfarce. Típico agente de inteligência tupiniquim.

Anônimo disse...

Parabéns pela coragem e divulgação Montedo.
Que erros como este não ocorram mais, sejam com oficiais ou praças. A rede globo acabou de mostrar no jornal nacional. Agora querem saber da legalidade da ação do araponga do EB.

Rommel disse...

"eventos no Brasil ocorreram sem nenhum atentado terrorista", que piada toda semana uma agencia bancaria ou empresa de valores sofre ataques terroristas, e o Exercito nada faz se omite, e na olimpiada nao houve atendado porque nao houve interesse em atacar o brasil.

Anônimo disse...

Caracas sô, é inacreditável a bobeada de um homem designado para uma função tão nobre.

Anônimo disse...

Essa história cheira mal, principalmente a descrição do encontro e a prisão dos 'manifestantes'. El Pais é panfleto comunista, sempre dará uma versão favorável à sua agenda.

Policarpo.

Anônimo disse...

Cursei Detetive Particular a distância pelo IUB. Isto foi erro básico. Não aplicou as técnicas operacionais corretas, como disfarce. Ficou entre os manifestantes e no momento da prisão foi tratado de forma diferenciada. Os manifestantes possuíam uma excelente OMD e deletaram ele. O Curso do IUB é 10! Faço bico como detetive particular e sempre mantive uma Estória de Cobertura, lógico a principal e secundária e nunca cai. O IUB também ensina fotografia e filmagem sigilosa. Curso muito bom. Não sei se aínda existe este curso, mas aconselho aos especialistas realizarem. Não esqueçam: Instituto Universal Brasileiro - IUB é o farol.

Anônimo disse...

Triste ver o pessoal sentando o pau no colega. Não entendem nada, nem querem entender. O negócio é reclamar. Estão igual sindicatos e ONGs no Brasil. Eu acho que cada militar tem o que merece. Tem uma lei na vida que diz que tudo que desejamos aos outros, volta para a gente. Por isso tem gente que está no 20º QA indo para o 30º. Força ao companheiro de profissão! Acontece com quem trabalha. No alojamento não teria esse problema.E sigo dizendo: estamos ganhando muito bem pelo nível que aqui se vê.

Anônimo disse...

Vixe! complicou a TV Globo entrou na jogada. Matéria do Jornal Nacional Até o repórter descobriu a residência do agente. Solução arapongas fechem as portas e mandem todos para escala de serviço.

Anônimo disse...

Os esquerdistas piram com a inteligência militar agindo.

Anônimo disse...

Pelo nível que se vê no Blog um anônimo expressou o seu conformismo, se está abaixo do nível, se possuir condições de realizar essa avaliação, está lucrando; no mesmo nível, faz parte da boiada, se acha que está acima do nível, é masoquista !

Anônimo disse...

Senhor Comentarista de 11 de setembro de 2016 00:26. Este espaço é para opiniões. Ninguém ofende ninguém. Estamos em uma Democracia. O próprio Juiz não aceitou as prisões. Alguns levam para brincadeira e usam seu Direito de opinião. Tudo é cultura. O Senhor já foi falando QA! Falando do nível dos companheiros. No que me refiro o Senhor deve ser Praça ou QAO, quem fala em QA e conceito são estes. Fico indignado com este tipo de pensamento. Promoção é consequência, basta cumprir o previsto que ela chega. Em certa ocasião ocorreu um acidente de viatura com pequenos danos materiais. Eu estava fazendo as anotações e chegou um subtenente ao meu lado e perguntou: o que aconteceu? quem era o chefe de viatura, falei que era um subtenente. De imediato este militar que me perguntava ficou aflito: quem é ele? qual o nome? será que ele está no QA? Isto vai pesar e ele pode perder pontos. Meu Deus! vivam a vida! As praças estão doentes pelas palavras (QA" e "conceito").

edilson lindemberg disse...

Perfeito!

Anônimo disse...

Acho que a questão a ser discutida é se houve "partidarismo" por parte do EB. A operação visava proteger o presidente? Essas operações eram realizadas também para proteger o presidente anterior?
Se esses manifestes foram realmente "emboscados", o foram porque planejavam um ato violento ou porque tinham opinião contrária ao governo atual?

Anônimo disse...

O ex-sargento Silva enriqueceu muito o blog com seus conhecimentos ornitológicos, continue assim ex-pracinha, você vai longe ! Ex-cb Tame, auditor-fiscal.

Anônimo disse...

Não vamos criticar a nossa "inteligência". Todos cometem erros. Os caras estão se arriscando no meio dos "lobos". Os americanos também pisam na bola. Dois agentes do DEA(Departamento Anti-narcótico Americano)recém-chegados a Colômbia estavam hospedados em um hotel e receberam a informação de que, provavelmente, um traficante importante também estaria no mesmo hotel.O escritório do DEA queria que eles confirmassem a informação. Os "manés" fizeram o quê? Procuraram o gerente do hotel e foram perguntar pelo hospede. Resultado: foram sequestrados na mesma noite, levados para fora da cidade para serem executados. A estória é longa, mas, milagrosamente escaparam com vida mesmo baleados.Essa estória é real e contada por eles. Vi na NET.

Anônimo disse...

O amadorismo foi da pn que não soube levar a situação de forma discreta, pode ver que o bisonho do pm gritou atenção presente o sr capitão do eb kkkkkkk e pq será que os s2 sempre São gordinhos kkkkkkk.

Anônimo disse...

Estória não, história. Esse termo já caiu em desuso há muito tempo, o que demonstra que o senhor já deve ter mais de cinqüenta anos.

Anônimo disse...

Ao meu entender, um companheiro estava realizando o seu trabalho ao qual se propôs a realizara, quando optou em seguir essa área, assim como todas as demais do EB.

Infelizmente, assim como outros militares que trabalham nessa área pelo mundo afora, corre o risco a qualquer momento de ser descoberto, e colocando em risco a sua vida.

Desnecessária essa exposição do militar, principalmente pela área em que trabalha, e pode-se observar ainda a falha na segurança orgânica, pois facilmente já estava estampada em todos os noticiários a foto do militar, o repórter facilmente levantou todo o histórico do mesmo, e ainda foi até o endereço dele.

Faz necessário lembrar que assim como nós no di-a-dia, estava cumprindo sua missão e agora será lembrado como todos que cometem erros, apenas pelo erro que cometeu e não pelo acertos. BRASILLL!

Anônimo disse...

É óbvio que isso é a inteligência militar agindo. O Exército sequer confia na ABIN pois sabe que a mesma é uma piada de mau gosto.

Acho engraçado o pessoal dizer que o agente foi "desastrado", uma vez que ele não foi desmascarado no ato, saiu incólume e o grupo que ele se infiltrou foi preso.
Quem garante pra vocês que em outras manifestações, sejam elas contra Dilma ou a favor, o Exército não se infiltrou?
E, por fim, sério mesmo que vocês querem questionar a legalidade de uma ação dessas? Desde quando serviço de inteligência respeita as leis?

Anônimo disse...

a casa caiu para o 007.
engraçado que "alguém" , aspirante a alguma coisa na Globo, e olhe que tem muita gente nos quartéis metido a artista.kkkk, deve ter acessado a ficha individual do infeliz e passou até o endereço do 007...kkkk
A instituição permite que o sujeito trabalhe para inteligência mas todo mundo tem acesso a ficha individual dele , ao ENDEREÇO DA CASA DELE (FAMILIA) dele...enfim uma verdadeiro amadorismo perigoso.ôxe...coisa mais esquisita...kkkkk

Anônimo disse...

Kkk... isso realmente deve ser um pré requisito (ser gordinho) pois normalmente é o que acontece. S/2 acima do peso.

Anônimo disse...

Onde estava o disfarce,só a barba? Como e por que foi identificado?
Parece que o pessoal deveria se atualizar nesse tipo de serviço tão necessário (serviço de inteligência)para a situação atual, que parece 64.

Anônimo disse...

O pior é que o os juizes esquerdistas invertem os valores... e os 18 vandalos viraram mocinhos...

Anônimo disse...

......Pessoal, pura inveja. Ficam detonando o camarada, mas, muitos ficam querendo um espaço no S2, na Cia Intelig, no GOI...
Uma fatalidade, normal, isso pode acontecer com qualquer profissional que se expõe em detrimento da sua profissão.
Abraço a todos que fazem parte dessa Instituição EB. Junto somos mais fortes e unidos somos INVENCÍVEIS.

Anônimo disse...

Inteligencia das forças armadas não tem inteligencia...
É uma piada a inteligencia das FFAA, em geral as FFAA é uma piada.
Não aguento mais, não vejo a hora de dar o meu tempo para ir embora deste inferno de cobras...

jmendes visqueira disse...

DANDO RISADA ATÉ AGORA:
Anônimo de 10 de setembro de 2016 ás 12:59 disse...
Também fui militar e estes fuscas pertenciam a informação S2. Faz muitos anos . Os S2 eram respeitados, andavam sempre com uma capanga (bolsa) embaixo do braço e raybam preto no rosto. lembro que roubaram minha bicicleta e eles recuperaram para mim era uma barra forte de pneu branco, com buzina, luz de dinamo e parabarro, era a melhor do regimento. só quem tinha era eu e os sargentos que chegavam da Essa.

Vou relatar a minha experiência com a 2ª Seção do 29ºBIB (Santa Maria-RS), certa feita, estava me dirigindo pra Universidade Franciscana, aonde cursava História, me deparei com então Sargento Jairo Luiz da Rosa que perguntou o que eu estava fazendo ali naquele estabelecimento de ensino? Como sabia que ele era da "inteligência" e vasculhava a vida de todos em trocas de pontos, fui sarcástico na minha resposta, disse a ele : Leciono nessa Universidade! Ele foi a loucura, espraguejou, gritou, ameaçou-me, disse que Praça era proibido estudar, em fim como se diz aqui no Sul fez o "de-deu". Depois eu o acalmei e disse, sou aluno como vc.
Engraçado ele era Sargento assim como eu, ele da 2ª seção podia estudar e eu da tropa não, pra estudar tinha que avisar ele ou eles. No Exército nunca fui de falar o que eu fazia fora do quartel, teus planos, por mais melhor que seja, faça em silêncio. A inveja existe e ela é real.

O dito cujo, da "inteligência", até comprou raquete pra jogar com o comandante, diga-se de passagem um péssimo Gustavo Kuerten".

justamente disse...

Coisa de amador, mas é bem o perfil do EB hoje, as pessoas são indicadas para a função pela meritocracia e não pelo perfil da vaga que ou função que vai executar. Só para citar um exemplo, um St segurança do filho do presidente foi assassinado há uns anos atrás, ele foi escolhido para a função pela meritocracia, foi auxiliar de adido, militar de gabinete, zero de turma, ótima apresentação pessoal,ou seja, excelente militar, só que chegando lá colocaram o cara para ser segurança, missão operacional, precisa ser malandro, vivido principalmente nas periferias de SP e RJ, deu no que deu, morreu, o nosso Cap deu sorte, a hora que a porca torceu o rabo ele logo se identificou.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics