7 de setembro de 2016

General fala sobre a 'previdência' dos militares

56 comentários:

Anônimo disse...

Belo discurso general, mas o governo está surdo para com as súplicas dos militares
2 ten qao wfo

Anônimo disse...

Estamos vendo esforços por parte de nosso comando para não termos perdas. Porém, acredito que, as propostas de mudanças na carreira como, por exemplo, 35 anos de serviço deveriam ser tratadas e divulgas de forma mais clara pelas Forças Armadas. O que sabemos até o momento são boatos ou notícias veiculadas na mídia em geral.

alvinofsousa disse...

O general diz que a reforma para os militares "começou há 16 anos atrás"; mas não é isso que a mídia divulga e não é isso que os políticos dizem. Então, por que não o fazem em algum momento, em rede nacional, já que corremos o risco "do dito pelo não dito"? Afinal, vivemos num momento em que as informações (na sua maioria, inúteis) se confundem e poucos lêem ou ouvem o que pouco ou nada lhes interessa.

Anônimo disse...

Trabalharmos 35 anos sem contrapartida alguma, enquanto muitas carreiras trabalham 20 (radiologia, frentista de posto..), 25 ou 30 anos (polícias em geral) é um tremendo tapa na cara, um retrocesso e um desrespeito homérico para com os militares. Principalmente com as praças, pois as funções das praças em final de carreira diferem dos oficiais. Estes, oficiais, sabidamente nao tiram serviço de pernoite na OM após os primeiros 5 anos de carreira, praça tem que abrir mão de noites de sono, pernoitar fora de casa e cumprir o expediente do dia seguinte até depois de QAO, com mais de 30 anos de serviços. As condições de trabalho às quais são submetidos as praças em final de carreira são muito discrepantes daquelas inerentes aos oficiais, logo é muito tranquilo para um Cel, ou Of Gen ficar usufruindo de suas regalias após os 30 anos de sv (PNR, motorista na porta de casa todo dia, diárias, coquetéis, bajulação...), ficar além dos 30 anos não se faz problema para essa classe, por isso não há alarde, considerando também que os que permacem calados (oficiais com poder de decisão) já estão com todas as prerrogativas e direitos garantidos como em 2001. Fico imaginando se esses senhores anestesiam suas consciências quando sobem em um palanque de formatura, ou ficam frente à sua Cia, falando em coragem moral, lealdade (esta só existe de baixo para cima no EB..) dedicação, vocação, gosto pela profissão....como subordinado sinto vergonha desses chefes.

Anônimo disse...

Pelo menos labutem pela volta dos anuenios, já que vamos perder o adc de permanência e trabalhar 5 anos a mais. Esses chefes só fariam bem a alguém além de si mesmos se estivessem no mesmo barco que o resto da tropa. Tenho vergonha desses oficiais do EB.

Anônimo disse...

Bem, pelo menos é uma palavra oficial do EB sobre o assunto.
Muito esclarecedora, por sinal, sobre as peculiaridades da carreira, que tenho certeza, nem a maioria dos integrantes da Força tem consciência dos anos a mais de trabalho que militares cumprem por tirar serviço 24 horas, operações, treinamentos alem do expediente, que são em torno de 15 anos.
Mas já ficou claro que haverá mudanças em relação a carreira militar, futuramente, em uma próxima etapa da reforma da previdência que o Governo Federal presente implementar.
Vamos torcer que pior que está não fique.

Léo disse...

Tudo que foi afirmado pelo Gen Garrido a tropa-MAIOR PREJUDICADA- já sabemos há anos.Salários RIDÍCULOS , VEXATÓRIOS,HUMILHANRES.E daí? O Gen Villas-Boas ,junto com o Gen Etchegoyen, entregaram um calhamaço enorme de tabelas, lamúrias e desgraças, para a COMISSÃO DE DEFESA E RELAÇÕES EXTERIORES, já dá pra comprar o bolo de aniversario,mostrando os VENCIMENTOS HUMILHANTES,VEXATORIOS E RIDÍCULOS pagos para as Forças Armadas.Deu em que,General Garrido ?Respondo com um trecho de uma música:" NADA,NADA,NADA.Papo furado.A tropa vai,sim, se lascar mais uma vez.E quanto aos vencimentos? Ridículos!!! É exatamente o que vai continuar recebendo da Pátria amada.Trolha!!!

Anônimo disse...

5 coisas que eu já não acredito no EB:1 conceito; 2 promoção; 3 transferência; 4 PNR; 5 família verde oliva. Vocês acham que vou acreditar que algum general esta preocupado com a aposentadoria da tropa?! Faz me rir!

Anônimo disse...

Tem elemento que só tira serviço durante.cinco/seis anos, e se somar todos os serviços neste periodo, não dá seis meses corridos. Missão operacional então. ..... Por isso nao se importam com cinco anos a mais, têm muita lenha pra queimar, pra fechar " seus 15 anos extras". Sempre uma nova "estoria".

Anônimo disse...

Tanto se reclama de omissão dos oficiais de alta patente (gen.), mas quando algum deles se pronuncia, continuam falando mal de quem se pronunciou. A verdade é que o cara quer é falar! Existe um "velho deitado" que diz: "Fale mal, mas fale de mim!" O general esclareceu bem a situação. Só acho que como o militar o é 24h/dia, e o civil só trabalha 8h/dia, então, o militar deveria trabalhar 1/3 do tempo de um civil para poder se aposentar, digo, ir para a reserva. Portanto, este cálculo está todo errado!!!

SO R1 Paulo Mendes.

Anônimo disse...

Hoje sai na rua para desfilar e me senti envergonhado! Talvez ja tenha passado da hora de sair desse teatro! Teatro, igual a esse vídeo! Já está tudo acertado! Só estão esperando o momento certo.

1º Ten INF OCT CPOR 2012 disse...

alguns milicos aqui são cômicos
no quartel vivem reclamando... leões de alojamento
:D

2º Sgt Mat Bel disse...

PARABÉNS SENHOR GENERAL

precisamos de força e mostrar que não temos as "regalias" que afirmam por aí pelo meio civil.

2º Sgt da caserna disse...

primeiramente ser exmo GENERAL, parabéns pela proposta do vídeo!!! Muito bem acertada.

GENERAL, VAMOS ACEITAR OS 35 ANOS. EU MESMO, com meus 15a de serviço não vejo problema em ficar mais 20. Mas há um porém:

- quero ir embora do SV de 24h e ficar 72h em casa(igual aos bombeiros RJ), pois hoje estou com escala folgada de 15/1, mas já peguei muito 6/1.

- quero poder receber horas extras ou ter banco de horas, pois ao invés de nos prender no quartel de prontidao ou aguardando toques et. se´~ao recompensados;

- quero auxialiar a segurança pública e também receber RAS E Auxilio moradia, como bombeiros e PMRJ;

- quero ganhar 3m a cada 5a de trabalho;

infelizmente não me aposentarei com 30a, mas terei melhores condições

hop háaa!!!

no geral SR GENERAL, gostei muito do vosso pronunciamento, pois informalmente o video está nos ajudando, pois ao compartilhar mostramos aos nossos amigos e familiares que tivemos muitas perdas nesses 16 anos.

parabéns pela proposta do vídeo, muito bem acertada.

Anônimo disse...

Resumindo: para aumentar a arrecadação do militares aumentem sua expectativa de vida, já que descontam enquanto vivos.

Anônimo disse...

Um General reconhecer publicamente as perdas que tivemos já é um primeiro passo para tentar reverter a situação, mas ainda é pouco - principalmente porque o veículo utilizado foi o CCOMSEX, que tem como público-alvo os próprios militares - ou seja, ele falou para nós (militares) e não para a nação como um todo. Na minha opinião, o General agora deveria buscar espaço na TV (programas de entrevista), enviar artigos para jornais de grande porte (por exemplo, Folha de São Paulo) e buscar apoio de políticos influentes. Aí sim, pode ser que haja uma luz no fim do túnel.

Anônimo disse...

1 ten inf oct, nem militar você é. Você está militar.

Anônimo disse...

Na moral ... Vcs todos caem como uns patinhos !!!

3S sgt

Anônimo disse...

Bom dia aos leitores!
Em algumas oportunidades, navegando pelos comentários das matérias, me sinto no site do PSol/PT/PCdoB. Pelas opiniões expressadas, é errado militar ser bem classificado na sua turma, fazer uma boa escola de aperfeiçoamento, fazer cursos de especialização, se habilitar em idioma. Igual o que os citados partidos pregam para a sociedade. O resultado é o que vemos nas nossas ruas e refletindo na caserna. Estudar, se dedicar, trabalhar desde cedo e, consequentemente, obter sucesso, por mérito, "é feio". Correto é fazer tudo mal e depois chorar que ta no 50º QA. Assim vai pro 100º.
Agora, momento em que a tropa se sente na expectativa de mudanças que alterem direitos, todos cobravam uma postura do Cmdo Ex. Estamos vendo o início de uma operação de informação, usando dos meios que a Força dispõe. Trabalhos muito bem produzidos, informativos e esclarecedores, que tenho certeza, muitos políticos com poder de decisão desconheciam. O pessoal que reclama de tudo, segue na sua rotina. "Não vai adiantar de nada isso", é o jargão do momento. Aos reclamões de sempre, pergunto: o que fazer? Não precisa ajudar com problemas, isso já temos muitos. Tragam soluções. A área de comentários do Blog do Montedo serve para evidenciar, detalhadamente, a desunião da classe. Pelo nível de ideias e capacidade de argumentação que observamos aqui, não precisa de aumento. Cabe até redução salarial.
Concito aos militares e familiares que façamos a nossa parte. Publiquem os materiais que estão sendo criados em suas mídias sociais. Enviemos para e-mails de deputados, empresários com influência política, "amigo do primo do amigo do fulano".....
É o que podemos fazer. Se será suficiente? Não sabemos. Divulgar é o que nos cabe.
Parabéns ao Cmdo EB que está fazendo a sua parte.

Anônimo disse...

Sim, achei muito oportuna e esclarecedora a "entrevista" com o General Garrido. Mas acredito que o ACE só esta se posicionando por conta do risco de irmos para a Reserva com o teto do INSS, o que afetaria por demais os Oficias, já os 35 anos não os afetaria tanto. Gostaria de ver esse mesmo posicionamento a respeito da falta PNR, aux moradia, etc, que corroí a renda de nossos militares.
Brasil!

marcosarapico disse...

Quero saber da indenização para reserva, de 4 para 15. ...Vai sair? ?? Ninguém comenta nada. Aguardando para pedir reserva.

Anônimo disse...

Até concordo com os 35 anos, mas uma contrapartida poderia ser proposta aos praças, pois estes são os que mais vão se prejudicar com essa mudança.
Eu proponho que os praças cheguem a capitão no tempo correto, sem ter que ficar tomando carona e desmotivando os Sub Ten, pois um Sub Ten chega a essa graduação com 20, 22 anos de sv. Se o Sub for promovido a Ten com 5 anos, ele terá em torno 8 anos até o último posto, que é de Cap e assim TODOS os praças vão pra reserva com 35 e com a garantia de que eles chegaram ao último posto.
No meu ponto de vista já ajudaria muito, pois só teria que acabar com as caronas que ocorrem quando o Sub vai ser promovido a Ten, pois isso é uma grande sacanagem que acontece com um militar de 20 anos de sv. Uma mudança interna já compensaria essa alteração para 35 anos de sv.

Anônimo disse...

Vc se considera militar 1Ten Inf OCT? O que vc sabe sobre leões de alj? Nem nível superior vc não deve ter, logo seus "pares" da sacrossanta academia, santuário, não te consideram digno, mas necessário para fazer o que eles não querem fazer. Logo, não nos faça rir falando em leão de alojamento, isso vc leu aqui no Blog, todos sabemos que vc aguarda ansiosamente encerrar teu tempo, pegar a gorda pecúnia e ir trabalhar nas Casas Bahia (já vi muito of temp arrogante que não respeita praça ir atar dinheiro com borrachinha no banco e atender nas Casas Bahia ao fim dos 8 anos).

Anônimo disse...

Parabéns comentarista de 7 de setembro de 2016 14:00. Eu também desacreditei em tudo. Conceito, PNR, Transferência, enfim tudo mesmo. Tenho colegas que estão em Brasília 27 anos no mesmo PNR e outro que espera dois anos para ocupar um PNR também em Brasilia. Porque não movimentam o pessoal de Brasília? Quando movimentam é igual ioiô (vão e voltam). Tenho um companheiro que estava 13 anos na mesma guarnição e foi compulsado para São Paulo em 2009. Destruíram ele e a família, a esposa perdeu o emprego no município. O desgaste foi tanto que ele separou, a família não resistiu. Conceito nem se fala, no quartel que trabalhei ninguém podia ter nota máxima e em Brasilia-DF seria igual? Eu desacreditei. Por isto fui para reserva e ingressei via judicial para recorrer tudo que perdi. Pode até não dar em nada, mas acredito que vão ter que justificar porque um militar com prisão na carreira recebeu mais pontos do que que nunca fui punido. Porque ele saiu QAO na minha frente. Também porque um militar que vai para Brasilia-DF recebe Pacificador, mesmo sendo fraco e os militares linha de frente, selva e pqdt que ralam mesmo, nunca recebem. Quem trabalha de camisa bege e no ar condicionado será que mais valor que um guerreiro que esta na fronteira. Questionei tudo isto.

Anônimo disse...

Ao anonimo 7 de setembro de 2016 23:15
Querendo ou não o militar R2 estando na ativa ou na reserva todos R2 é militar e quando sair continua sendo militar, porem militar da reserva não remunerada. Desta maneira se ponha no seu lugar pois nós R2 temos uma carta patente que nos da a prerrogativa de oficial da reserva para o resto de nossas vidas pois o que vale é o decreto e o DOU.
Alem do mais estamos na condição de militar para fazer coisas que os de carreira não conseguem ou não querem pois se acham melhores por ser de carreira e ficar somente reclamando nos alojamentos e na verdade não fazem nada. Existimos nas FFAA porque voces de carreira precisam e não conseguem fazer nada sem os temporarios.
Estamos como militares por que queremos e não como voce que só fica reclamando e tem covardia de sair das FFAA, por ter estabilidade e imcopetencia de buscar algo melhor se não esta contente, pois nos de temporarios a qualquer momento podemos ir embora.
Vai estudar caro colega de farda para entender disso e se cruzar comigo por favor preste continencia e permissão, pois mesmo sendo R2 ainda vale a hierarquia e disciplina, coisa que voce não sabe ainda pelo que me parece.
Pena que voce não teve a oportunidade de fazer uma AMAN ou um CPOR pois ai entederia .

Anônimo disse...

Parabéns pela coragem companheiro...

Anônimo disse...

Cara...essa antiga guerrinha entre os de carreira e os temporários cansa a minha beleza. Minha opinião é: nenhum de vocês é Militar de verdade. Vocês são a expressão do que não um militar não deve ser/fazer. Nós Militares tratamos com afeição os irmãos de arma! Não cobramos continência como se ela fosse uma expressão de submissão, ela não é. A continência (Ten) é uma saudação que DEVE ter retribuída com esmero. A instituição é excepcional, pena que há pessoas como vocês que a estragam.

2º Sgt Inf.

Anônimo disse...

Eu sou of temporario de saúde com pós graduação e estou como voluntario e digo que os temorarios que estão são muito melhores que os carreristas que só sabem reclamar. Tive a oportunidade de ser de carreira e desisti para ir para a area civil pois dou graças a deus ser temporario e poder sair, triste é os carreristas frustados que não podem sair por medo de ficar sem serviço, pois nem serviço dentro das OM tem capacidade de executar. Sou temporario com muito orgulho e digo não existe ex militar e sim militar da reserva não remunerada...
Tenho minha carta patente e serei militar da reserva não remunerada com muito orgulho e quero ver um dia alguem me desrespeitar em uma OM, subo na hora no cmt da OM e exigo os direitos previstos...
Por este motivo os leoes que fica chorando vao estudar regimentos militares para ver a legislação e as leis das FFAAA...

Anônimo disse...

Kkkkkkk só rindo mesmo, vai cair a ficha daqui a poucos anos.

Anônimo disse...

Que temporário bravo.....não esquenta, logo ao final do teu reengajamento, você apresenta sua carta patente de "oficial R2" no Ponto Frio, ou Casas Bahia. Tomara, meu caro, que ao menos você consiga terminar sua faculdade ao longo desses 8 anos em que irá desfrutar da realeza emprestada pelo EB à V Senhoria...muitos, muitos OCT bravos assim como você renovam a matrícula na universidade todo ano somente para ganharem o reengajamento. Todo mundo sabe disso. Quanto à sua falta de humildade e avidez em criticar o que você não entende (situação das praças do EB, penúria salarial..etc) atribuo essa falha capital ao sistema, não a você, pois foi o sistema que investiu alguém pueril e desrespeitoso na função de comandar homens. Conheço of e Sgt temporários muito competentes e conscientes, não creio que seu perfil seja esse.

Anônimo disse...

Ten OCT, você estaria como militar se realmente quisesse se recebesse como Terceiro Sargento, se lascando, tendo que morar em favela, dirigir 40 min, ou pegar 3 ônibus todo dia em capital, ganhando "impressionantes 3000 reais"?Fale do que vc entende, vale a você a citação de Abraham Lincoln,que todo mundo propaga no Facebook: "melhor ficar em silêncio e deixar que as pessoas pensem que você é idiota, do que falar (do que não entende...) e acabar com a dúvida". Competências à parte...qual teu mérito para entrar na força? O que vc fez além de se alistar? Mais humildade meu caro. E essa carta patente vai servir pra decorar parede, não vai te garantir emprego lá fora.

Anônimo disse...

Trabalho com STT que dão graças a deus ser sargento temporario do EB, pois ganham seus 3500 reais coisa que não ganhariam como profissionais de nivel tecnicos fora das forças armadas, enquanto isso os de carreira reclamam de receber o que ganha. Como sempre os leoes de alojamento anonimos reclamando dos temporarios seja dos of ou stt. Sou Sgt e sou feliz quem não quer que saia das FFAA, afinal das contas todos somos temporarios e numeros e um dia sairemos da força seja como reserva remunerado ou não remunerada. Basta saber que não existe ex militar e sim da reserva...

Anônimo disse...

Montedo, vc deve gostar de OCT, pois vc não publica os comentários que ferem o ego desses "militares", no entanto todas as impropriedades disparadas por eles criticando as praças de carreira figuram placidamente aqui no blog. Of temporário só está na força porque se alistou, não fez nada excepcional, e ainda usufruiu de meios expedientes e regalias no ano de formação. E sim meu caro, quem vai para a reserva não remunerada, tendo carta patente ou não, está fora, é fato. Leve-a nas casa Bahia junto com seu currículo, para tentar alguma regalia na hora de arrumar emprego, V Ex OCT.

Anônimo disse...

Anônimo das 17:23, que papo de oficial, vc pelo visto deve ser dos "antigões" acomodados que nunca fizeram outra prova de concurso público na vida, e está na zona de conforto, servindo cafezinho, adulando o chefe para ganhar uns pontinhos. Sobreviva então pulando de capital em capital, morando em favela, e comendo ovo com arroz, com os 3500 de um 3° Sgt. Nivelar-se por baixo é a burrice homérica, logo estaremos nos nivelando com quem? Com os desempregados?

Anônimo disse...

São palavras jogadas ao vento. O governo tá pouco preocupado com a carreira das armas.

Anônimo disse...

Temporário falando de pessoal de carreira...fim dos tempos... já ouviste, caro Ten de Saúde, a estória do "bacon com ovos" prato muito apreciado no café da manhã? Pois é...quem está envolvido e quem está comprometido com esse prato? A galinha está envolvida, pois bota o ovo e sai fora, aproveitar outras oportunidades, ver outras perspectivas de realidade...o porco contribui com a vida, pois é um pedaço das costas dele que está no prato... então, temporário tem que fazer seu pé de meia no EB, fazer sólidas amizades, cumprir seu papel profissional e institucional, ao fim disso, pegar sua gorda pecuniária e ir trabalhar na caixa econômica federal, estudar para o QCO, ser caixa de lotérica, frentista, delegado de polícia, prefeito da cidade... somente isso. Deixe os "choros e reclamações" para quem realmente passou ou vai passar a vida inteira nesse barco. Simples assim. Sua formação de 11 meses de meio expediente não o habilita a esse tipo de discução.
Praça eficiente.

Anônimo disse...

Trabalho em uma OM de saúde que tem muitos militares temporários, o que acontece é que poucos são realmente bons de trabalho, a maioria destes têm muita experiência por já terem trabalhado em hospitais da cidade. A grande maioria dos of temp são recém formados e não tem experiência, são ruins de trabalho e vivem pedindo ajuda para os de carreira para ensinar os serviços mais básicos. A verdade dói mas é bem assim, um dia um ott foi pedir ajuda para fazer uma simples sindicância de acidente de serviço, o militar de carreira que estava explicando perguntou o posto e obteve a seguinte resposta: "... sei lá eu uso uma estrelinha só...", esse tipo está no EB apenas para fazer um pezinho de meia e se acham militares.

Anônimo disse...

Pode partir amigo...
Aqui no QG todo Of nega... Comentam que nem o VB quis saber...
Quanto mais levar adiante

Anônimo disse...

a vida é isto mesmo, os anos de vida do homem são setenta anos quando muitos são robustos vão a oitenta e noventa o que passar disso é só canseira e fadiga, se vao almentar ou nao isso não importa o que importa e ter saúde e disposição.mas o general estar certo, a atividade militar quando contabilizada vai muito alem do que se pensa 30 anos de serviço torna-se 45, logo abre precedente para o os militares que servem sete e oito anos estabilizarem, que maravilha temporarios ação.

Anônimo disse...

parabens Gen.

Anônimo disse...

Os temporarios seja sgt ou oficiais existem para fazer os serviços que os carreristas cansados de não fazer nada não são capazes de fazer. Tinha que acabar com a estabilidade dos militares de carreira e as promoçoes por tempo de serviço e ser somente por merecimento, muitos não passariam de 3 sgt e ficariam até ir para a reserva, por mera preguisa de estudar e por não trabalhar...
Os temporarios são a necessidade para as ffaa existir, e fiquem atentos que em breve as FFAA somente tera 20% de carreira o restante sera temporario, por isso aprenda a conviver e a engolir que eles são uteis as FFAA.
Preconceito é crime e o que os carreristas fazem com os temporarios e com os QE são claros preconceitos...

Anônimo disse...

O Militar temporário na maioria das vezes após sair da ativa vai para o mercado de trabalho e é nesse momento que acorda do sonho que viveu durante oito anos. Trabalhei anos com a carteira de Oficiais e Sargentos Temporários e vi alguns Oficiais saindo para ser atendente de farmácia, vendedor, frentista, e outros implorando para renovar, pois tinham comprado carro em 60 prestações. Recentemente conheci um que comprou um carro e a prestação era mais de cinquenta por cento do salário, só durou um ano na ativa, não obteve conceito e não renovou. Portanto esses Oficiais Temporários que estão a emitir opiniões que se preocupem, pois como foi dito em alguns comentários, se não fizer nada e ficar achando que é Oficial de carreira vai sim para sub emprego.

Anônimo disse...

Pois é anônimo das 23:56, se fosse adotado o sistema de meritocracia para promoções no EB, de fato muitos não passariam de 3°Sgt, em contrapartida muitos também não passariam de Asp a Oficial, fato. O pessoal "nível superior" do EB, sai da "sagrada" academia um aço pra correr em forma com recruta, e dar recados inúteis para a companhia, e jogar PlayStation com o SD quando está de serviço, mas deficientes em todo o resto como oficiais. Deviam parar de se preocupar com o ego desses jovens e agregar valores úteis nesses centros de formação, e não apenas os instrutores falarem mal das praças.

Anônimo disse...

0 pior ainda está por vir vai atingir de cabo a general da reserva a pensionistas (todos) à paridade de salário entre Ativos e Inativos. Serão concedidos aumentos diferenciados.

Anônimo disse...

Impressionante o pueril debate sobre militar temporário versus militar de carreira ou mesmo praça versus oficial, se empenhássemos esforços em nos unirmos em torno de um ideal de cunho político, com certeza ganharíamos muito mais, mas o que fica claro nesse espaço é toda mesquinhez de uma classe desunida, alienada, egoísta que não pensa na coletividade. É cada um por si e Deus por todos.
Se estamos na situação na qual nos encontramos hoje e porque merecemos. Dá até vergonha de pertencer a uma classe como esta.

Fábio - S Ten disse...

Oficial temporário, quando vai embora, não tem mais direito a nada, aqui na minha OM, vários desses voltam em visitas e eventos e são tratados com toda a educação e só...são identificados na RP, usam seu crachá e não tem esse negócio de continência não, nem da guarda e são tratados pelo nome. Acaba com essa marra seu fanfarrão, se desprenda, desapegue e vá procurar um emprego que te sustente e menos arrogância.

Anônimo disse...

No dia de hoje obtive um informe, não sei se procede mas um amigo meu que serve em Brasília-DF me passou um bizú que segundo ele é quente que as promoções p/ ingresso no QAO de 1º Dez 16 serão promovidos apenas 30 % dos Subtenentes do QA. A justificativa é que esse percentual foi o que deu para aproveitar do QA, ou seja que se pode salvar. Alguém sabe de algo mais ???

Anônimo disse...

"Preguisa " doeu na alma . E não venham me dizer que foi erro de digitação !

Anônimo disse...

EME gerindo seus RH...kkkkkkk, tem sujeito se iludindo aqui (ou fazendo trabalho de inteligência) querendo fazer com que todos acreditem que tudo está ótimo, maravilhoso....nas promoções dos Of acontece algo similar? Quando prestei concurso para a ESA havia no edital projeção da carreira de 3° Sgt até Cap, agora querem nos promover a ST e as demais promoções usadas como moeda de troca...quem contrariar vaidades está fora... é pra levar a sério uma coisa dessas?

Anônimo disse...

Esqueci que vc é OTT, onde diz 11 meses de meio expediente de formação (OCT, OIT) leia-se 45 dias...

2º Sgt 2001 disse...

eu gosto do meu chefe temporario, ele tem 20a de idade e se formou recentemente cpor.

ele despacha tudo o que fazemos com o comandante e transmite as ordens pra gente. Ele geralmente estuda materias da faculdade e concursos e confia na gente para executar o trabalho, a missão.

e também dispensa a gente e retribuímos com tudo ok pronto das missões.

um ajuda o outro. assim tem que ser o eb bracço forte e mão amiga.

e nao querer só punir

2º Sgt Mat Bel disse...

ja tive chefes bem operacionais na infantaria e outros não.

tive um tenente de carreira hj ja e capitao e que chegava junto em tudo, bastante conhecedor, guerra, e saiu comandos. o cara manda bem militarismo.

eu sempre fui dedicado tb nas minhas missoes e faco cursos e estagios

tb ja peguei tanto carreira quanto temporarios vagabundos chupa-sangue de praça, jogava tudo pras costas.

isso e normal em todo lugar e precisa filtrar.

a questao do OCT CPOR é que ele sai cru na tropa e a gente instrui em muitos casos, mas se for gente boa, humilde e querer ser esforçado pra desembocar a missão ele se da bem,
senao for e so cagar e despachar eu tb relaxo e cago pro serviço. sou sgt nao posso ser responsavel de tudo

Anônimo disse...

Amigo, o percentual para QAO tem sido 30,33, 35%.
É isso mesmo!

Anônimo disse...

Papo furado pra deixar a tropa "calminha". Tipo, estamos preocupados, atentos, proteção social blá blá blá. ninguém aguenta mais isso.

Anônimo disse...

Conversa pra acalmar a tropa. Não preciso que nenhum General me digo o que foi dito no vídeo. Falem para as "otoridades", não para mim. Ninguém aguenta mais essa conversa de proteção social e blá blá blá.

Anônimo disse...

E o que sobra pros sargentos Temporários que contribuem com pensão militar e nem vai aposentar, e defendo que os militares tem que aposentar com 25 anos principalmente o praça que toma um presente imenso pro bumbum enc de mat...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics