30 de abril de 2016

Pindaíba: Aeronáutica desliga radares por falta de recursos


A REDEMET, Rede de Meteorologia da Aeronáutica, deixou de operar na manhã de hoje (28) onze radares meteorológicos espalhados por todo território brasileiro. Os radares, estimados em 4 milhões de reais cada, faziam parte do serviço oferecido pela Aeronáutica aos operadores aéreos militares e comerciais como forma de transmitir em tempo real as condições climáticas garantindo assim um maior nível de serviço e segurança aos viajantes brasileiros e internacionais.

Em contato com a assessoria da Aeronáutica fomos informados que os seguintes radares foram desativados por tempo indeterminado:
O motivo foi confirmado como sendo necessário em decorrência das restrições orçamentárias enfrentadas pela Aeronáutica com a falta de repasse do Governo Federal. O fato ocorre dias após o rebaixamento do espaço aéreo pela IFALPA (International Federation of Air Line Pilot’s Association), órgão internacional responsável pela classificação dos espaços aéreos pelo mundo.
O rebaixamento ocorreu devido ao alto número de incidentes envolvendo aeronaves e balões ilegais. Após este rebaixamento o Brasil passou a ser classificado como Black Star (Criticamente Deficiente), tal rebaixamento tem efeitos muito sérios, não apenas em relação à segurança, mas também financeiros para as companhias aéreas.
Com a desativação dos radares fica claro o descaso do poder público com a situação crítica do espaço aéreo brasileiro, aumentando de forma significativa o risco de acidentes.

Veja a resposta da Aeronáutica ao desligamento dos radares
Untitled-1
Posicionamento oficial da Aeronáutica:

“O Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) possui 23 radares meteorológicos. Cinco deles, localizados em Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal, estão temporariamente desligados devido a restrições orçamentárias.
Esses radares são ferramentas complementares para a captação de informações meteorológicas. É importante ressaltar que eles não são utilizados para o controle de tráfego aéreo. Além dos radares meteorológicos que continuam em operação, o SISCEAB conta com outras fontes de informação para previsões climáticas, como imagens de satélite e estações meteorológicas de superfície.”
PORTAL SISTEMA MPA/montedo.com

18 comentários:

Anônimo disse...

Conheço a FAB a 33 anos e nestes 33 anos sempre presenciei as dificuldades em cumprir as inúmeras missões das quais tive o prazer de participar operacionalmente. Mais uma vez, vejo o Brasil estagnado e se deteriorando aos poucos, num retrocesso sem fim, onde serviços essenciais como a segurança do espaço aéreo é ignorado pelo governo federal. Resta-nos a resignação e lamentarmos profundamente as ações estúpidas e inconsequentes de gestores incompetentes, embriagados pelo poder e perdidos em suas convicções e devaneios, além da postura arrogante e da incapacidade de ouvir os especialistas no assunto.

Anônimo disse...

Pelo menos a FAB não ficou tampando o sol com a peneira....
Não tem recurso, para...
Pra que ficar fazendo das tripas coração pra um governo que não nos valoriza?

Anônimo disse...

Viva! O tempo não passa na FAB. Pensávamos que era 2016 e voltamos para o ano 2000. Em breve voltaremos para o século XX, porém com metade do efetivo operacional. Viva, viva!

Anônimo disse...

Seria bom se as Forças Armadas divulgassem, na mídia, todas as restrições que sofrem, mesmo correndo riscos. A população não sabe como anda a nossa defesa nacional, aquela que não faz parte das polícias. Os nossos jovens são obrigados a alisfarem-se, são iludidos com propagandas que os levam a realizarem concursos para as escolas de formação, e sofrem com a decepção de um descaso por conta de quem deveria cuidar deles.

Anônimo disse...

Sou do EB, mas gosto da FAB por isso, eles não sacrificam seu pessoal com o intuito de apenas aparecer para a mídia como o Exercito faz. Parabéns aos comandantes da FAB, cada um na sua esfera de atribuições, o Comandantes do EB deveriam fazer um estágio ai com vcs para aprenderem a parar de sacrificar a tropa.

Anônimo disse...

Absurdo este fato !! Desligado por motivos de orçamentários ? Feche a porta do quartel e entregue as chaves pra bandidagem !!

Anônimo disse...

Na verdade, há cerca de 1 mês os dados de boa parte dos radares já estava indisponível no site REDEMET.

Anônimo disse...

A Força Aerea Brasileira não tem que dar nota de esclarecimento e sim nota de Falecimento, pois esta falida e sem condições nenhuma de funcionamento da mesma forma que as outras forças. O Brasil quebrou graças ao governo desgovernado do PT.
Vergonha Pura isso acontecer...

Anônimo disse...

Mas pelo que as pessoas aqui fora acham, que dizem que militares nada fazem, este problema não deveria produzir efeito nenhum para o Brasil, não é mesmo?! Os aviões vão estar voando tranquilamente, sem correr risco algum, tudo continuará uma maravilha! O povo deveria deixar de ouvir só pessoas que se mete a entender das FFAA e procurar ler boas fontes sobre os trabalhos realizados por elas, seus sacrifícios para ajudar o povo brasileiro em todos os lugares onde ninguém quer estar. Porém um bocado de gente se deixa levar por conversa de pessoas, principalmente, de certo partido político que não preciso nem dizer o nome, metidas a entenderem daquilo que nunca trabalharam para isso, mas que mesmo assim se metem a criticar negativamente as FFAA. Acho que se não pode elogiar, então, não difame.

Anônimo disse...

Isso é um alerta para o futuro não muito distante. Com os jogos olímpicos se aproximando, creio que todos os recursos disponíveis estão direcionados para o controle do tráfego aéreo. Disseram na época da "copa das copas", que jatos da mesma fabricante vencedora da compra da FAB, seriam emprestados ou "alugados", o que não se confirmou, acho que devido a contenção de despesas. Vamos torcer que os radares e sistemas de controle de tráfego não sofram "canibalismos"(tiram peças de um para colocar em outro mais importante)e provoquem a parada de radares. Acredito que o pessoal que trabalha no sistema esteja no limite, e continuam com o salário igual aos outros, ou seja, defasado ha anos,mesmo com as migalhas governamentais.Os pedidos de baixa continuam e a qualidade tende a diminuir com a falta de experiência.

Anônimo disse...

Perfeito! No EB é assim mesmo! Sacrificam a tropa para se promoverem! Cansei de participar de missões sem as condições mínimas, inclusive colocando a segurança da tropa em risco, mas tudo em prol de uma imagem, que não reflete em nada a realidade! Parabéns a FAB! Se tem, faz. Se não tem, não faz! É simples assim.

Amauri disse...

É esse Desgoverno tem a audácia de dizer q o Brasil está preparado para as Olimpíadas?!!??! Simplemente NÃO repassou os recursos necessários para a FAB (e o mesmo ocorre com O EB e MB) executar essa missão essencial!!!!

Anônimo disse...

REAJUSTE DO MILITARES - NOTÍCIAS ATUALIZADAS EM 29 ABR 2016

Senhores (só para militares)

A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional - CREDN, da Câmara dos Deputados, a quem caberá examinar, em primeira mão, o Projeto de Lei nr 4255, de 31 / 12 / 2015, que contém proposta do Executivo sobre o reajuste da remuneração dos militares, ainda não foi constituída.

Hoje, 29 de abril de 2016, informaram-me que será constituída na próxima terça-feira, dia 3 de maio.

Há um mês, ou mais, quando liguei para lá, recebi a mesma resposta: será constituída na próxima terça-feira.

Em 06 jan 2016, o presidente da Câmara enviou o PL 4255/2015, enquadrando-o no regime de tramitação "Prioridade", à CRFEDN. A ela caberá, inicialmente, discutir e chegar à conclusão definitiva.

De lá, seguirá para as Comissões de Finanças e Tributação (art 54 do RICD) e Constituição e Justiça e de Cidadania- CCJC.

Esse PL é aquele mesmo que todos tomamos conhecimento no início do ano, que nos contempla com um reajuste de 5,5% a contar de 01 de agosto próximo.

Uma vez a CRFEDN tenha sido constituída, enviarei correspondência para os seus membros visando à antecipação da vigência do reajuste e à obtenção de um percentual menos perverso.

Por favor, não confundam esse PL, que será inicialmente discutido na Câmara, e que trata de reajuste pontual da nossa remuneração, com a Ideia Legislativa, de autoria do nobre Almirante Lusitano, que será discutida no Senado e diz respeito a reajuste automático da remuneração, sempre que ocorrer reajuste da remuneração de Ministro do STF.

De acordo com a Ideia Legislativa (o nome é esse mesmo), a remuneração dos quatro-estrelas passará a equivaler a 70% do subsídio de ministro do STF, podendo chegar a 90% com o acréscimo de gratificações e indenizações. Quanto aos demais militares, aplicar-se-á o escalonamento vertical.

Também é importante que, ao contrário de propostas diversas da lavra de muitos colegas, aguardemos o trâmite dessas duas, a fim de não tumultuar o meio de campo. Ponha-se no lugar de um parlamentar, recebendo carradas de propostas diversas sobre esse tema, e perceba o quanto ele ficará perdido.

Atenciosamente,

Lúcio Wandeck
-- membro da CIM - Comissão Interclubes Militares --

Anônimo disse...

Cuba e Venezuela são exemplos que os petistas fazem questão de atingir, afinal, qual seria a META da presidente Dilma? Os surdos não ouvem mas enxergam, os cegos não veem mas ouvem, porem, os petistas não querem que seus "peões" sejam apenas "zumbis". O Lula se considera o mais honesto do mundo, se iguala ao Papa e até a Jesus Cristo, então, nada melhor transcrever aqui uma piadinha de seu grande herói:

O povo cubano estava todo reunido para ouvir um discurso do ditador(para o Lula é democracia). O seu assessor olhava para Fidel/Lula, virava para o povo e dizia:
— Mira, pueblo de Cuba! Acá está Fidel!... Fidel no tiene la barba de Cristo?
E o povo:
— La tiene!
— Fidel no tiene los pelos de Cristo?
— Los tiene!
— Fidel no tiene los ojos de Cristo?
— Los tiene!
Um bêbado berra do meio da turba:
— Entonces, por qué no crucificarlo?

Anônimo disse...

O pior é que existem "líderes" que ainda insistem em tapar o sol com a peneira e negam o sucateamento e a falta de operacionalidade das Forças Armadas. Vivem diariamente no "mundo mágico do bob".

Anônimo disse...

Para quem não conhece,um sargento novinho que trabalha em controle de tráfego aéreo carrega uma responsabilidade imensa para a pouca experiência profissional.Após curso de dois anos ou um pouco menor(modalidade especial), no interior de São Paulo, faz curso teórico e prático de radar em São José dos Campos. Seguem para o destino e lá iniciam estágio operacional no órgão que vão trabalhar, basicamente, Torre de Controle, Controle de Aproximação e Centro de Controle de Área. Após cumprirem as horas previstas e serem aprovados por uma comissão, começam a trabalhar nas equipes dos respectivos órgãos, em escalas de 24hs, ininterruptas, com pequenas folgas. Uma coisa não pode esquecer nunca: não pode errar nunca; Não pode deixar cair o padrão exigido pela OACI (organização internacional que rege regras de tráfego aéreo, inclusive fazendo auditorias); Uma instrução errada ou vacilo pode ocasionar um incidente ou um acidente. Recentemente em Brasília, se não fosse a atenção do controlador, teria havido um incidente de quase colisão na decolagem de duas aeronaves em pistas separadas. Com a proximidade dos jogos olímpicos, os treinamentos aumentam e a carga de estresse também.A pressão é muito grande e o trabalho não se limita somente a parte operacional. Eles também participam por escalas de serviço armado, reuniões mensais, formaturas, representações, fiscais de provas em concursos militares e treinamentos militares,como qualquer outro militar que responda a expediente. Finais de semana ou feriados? Só se coincidir com a folga da escala. Por isso, esses equipamentos operados por esses profissionais, homens e mulheres, são importantíssimos e não podem perder a qualidade de funcionamento.Será que o Ministro da Defesa sabe dessa importância?

Anônimo disse...

E no Exército há uma enorme dificuldade em assumir essa situação de penúria que passamos, nossos chefes preferem nos obrigar a trabalhar sem nos fornecer os meios adequados, valendo-se daquele famigerado jargão: missão dada é missão cumprida. Parabéns à Força Aérea.

Anônimo disse...

Porque o EB não publica que não tem combustível? Tenham certeza que a tendência é piorar. Por isto falo para meus alunos onde sou Professor: ESTUDEM PARA OUTROS CONCURSOS e não se iludam com cursos. Presenciei dois alunos debatendo o seguinte: "eu vou ser operacional, tem moral a farda com cursos e o outro respondeu: eu vou ser médico, não irei ralar, não ficar 30 anos sendo mijado e minha conta bancária estará bem gorda". Reflexo da situação atual que os militares enfrentam. Em 7m 3º Sgt recebia 19 salários mínimos e hoje?

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics