1 de agosto de 2015

Bolsonaro, as células cinzentas e a 'pesquisa popular'

Vamos exercitar as células cinzentas?
No dia 17 de junho, a BBC Brasil publicou uma matéria sobre Jair Bolsonaro, que havia conseguido aprovar a primeira emenda, após 25 anos no Congresso. A manchete era essa:

No mesmo dia, o G1 reproduziu a matéria:





































Na última quinta feira (30), a postagem abaixo foi feita na comunidade Bolsonaro Presidente 2018 no Facebok, cujo link direciona para a matéria do G1.

A diferença, como você pode constatar, é que foi acrescida uma manchete citando a  existência de uma pesquisa popular que aponta Bolsonaro como o novo Presidente do Brasil.

Já com a manchete 'adaptada', a matéria foi reproduzida no portal Gazeta Regional, de MG:
Três pontos
Um: a matéria original da BBC Brasil, reproduzida pelo G1, não cita pesquisa alguma!
Dois: na pesquisa CNT/MDA, divulgada em 21 de julho,  Bolsonaro obteve índices em torno de 5% nos diversos cenários, desmentindo a manchete postiça.
Três: o site oficial de Bolsonaro, em nenhum momento, cita a suposta 'informação', o que seria natural, caso ela fosse verdadeira.

Conclusão
A tal pesquisa popular é uma invencionice de má-fé.

Lembrando Poirot
"Uso apenas as células cinzentas. A sorte, deixo-a para os outros."

7 comentários:

Anônimo disse...

Eu sou militar e não voto neste elemento. Fala muito e não faz nada pela classe militar

Anônimo disse...

boa tarde a todos do montedo...e tem gente que acha que o bolsonaro é a solução..nunca além de ser um militar ,nunca encaminhou algum projeto ao nosso favor...eu tb sou militar esse cidadão não me representa...

Rafael Tavares disse...

Por isso nós militares não temos direito a nada. Não existe classe mais desunida que a nossa, não intendo por que raios um militar não vota no outro. Ai depois ficam com cara de paisagem, poxa ninguém quer saber de nós no Congresso. Um dep sozinho realmente não fará nada por nós meus caros por isso devemos colocar mais dos nossos lá, deixem de ter esses pensamentos mesquinhos e realmente tomem uma atitude.

Marinho disse...

Bolsonaro, eu ganho o dia quando o sr sobe na tribuna e chama Dilma de ladra, terrorista e esculacha com o PT. Não há dinheiro no mundo que pague isso.

Anônimo disse...

Diante da nossa politica, de nosso povo desiludido e dos pretensos candidatos diria que o Bolsonaro tem ate uma chance. Eu mesmo não concordo com muita coisa nele. Mas prefiro um militar, ainda que um ex oficial la em cima do que aecio, mercadante, lula, alckimin, ze serra, luciana genr,o pastor disso e pastor daquilo.... subao parana

Anônimo disse...

25 anos enganando militares de boa fé e dando um bom e rentável destino aos próprios familiares. Depois, ficam aqui criticando militar que não vota em militar. Ora, votar em Bolsonaro para quê?

Quando é pressionado com fatos se finge de vítima, de "discriminado"!!

25 anos!! Poderia muito bem já ter mobilizado forças no congresso para apoiar e votar projetos que melhorassem a vida dos militares. Mas, a única coisa que faz questão é criar aversão a si próprio com as demonstrações caricaturatas de troglodita e fanfarrão, aí ninguém o levará a sério.

Mas, a vida dele deve ter melhorado e muito nesses 25 anos. A dele e dos filhos.

Anônimo disse...

O pessoal reclamando que ele não fez nada para os militares. Não leram o artigo acima? Por ser discriminado, e o é por ser militar, somente agora, após 25 ANOS ele conseguiu aprovar sua PRIMEIRA emenda. Não sei se ele propôs algo a favor dos militares, mas se o fizesse, o bando de corruptos que forma nosso congresso não o apoiaria.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics