11 de setembro de 2015

Carta de um cadete da AMAN em 2020

Autor desconhecido

Queridos Pai e Mãe,
Aproveitei um descuido dos meus inspetores cubanos e coloquei esta carta na bolsa da vovó.  Acreditei que ela,  devido à idade e ao mal de Alzheimer,  não seria revistada e tive sorte.  Caso contrário,  teria sido detido para "interrogatório ideológico ".
Desde que o Presidente Lula assumiu o poder em 2018 e colocou as Forças Armadas sob o controle da UNASUL,  a vida dos brasileiros,  que já era ruim,  ficou pior.
Mas,  colocar a culpa no Lula sozinho,  é injustiça.  Lembro bem que,  em 2015,  o Exército foi omisso em relação ao decreto  8515,  assinado pela então  Presidente Dilma, hoje ministra da Fazenda,   quando o nosso Comandante era o General Villas Boas. Mas nisto ele também não estava sozinho.  Omissos foram o Almirante Bacellar,  na Marinha,  e o Brigadeiro Rossato na Força Aérea. Naquele momento,  eles deixaram que o poder total fosse para as mãos dos vermelhos. E o que aconteceu com eles depois?  Meu Deus! 
Hoje,  metade da minha turma é formada por cotistas oriundos dos "Movimentos Sociais" e a maior parte deles tem como único mérito ser filho de gente ligada ao partido único .  Como sou filho de sargento do Exército,  sou discriminado pelos meus professores e colegas "progressistas".  E por falar nos mestres,  foi cruel o que fizeram com aquele velho professor de Geometria Descritiva que vocês conheceram quando meu irmão estudou aqui.  O nosso novo Comandante Venezuelano achou que ele era "burguês " demais e aproveitou que ele tossiu enquanto fazíamos a saudação semanal à imagem de Hugo Chávez e o enviou para um campo de aprendizado na Bolívia. Sabemos que não retornará. Porém,  ele ficará presente de forma limpa na nossa lembrança.  O contrário do nosso professor de português,  que aprovou todos os filhos e parentes dos membros do partido,  mesmo aqueles praticamente analfabetos e com isso conseguiu assumir a chefia da Seção de Coordenação Pedagógica.
Amanhã teremos exercícios conjuntos com cadetes do Califado,  embora oficialmente eles não existam.
Vou terminando e agradeço demais o envio escondido do papel higiênico e dos sabonetes.  Sei como está difícil conseguir estes itens no mercado negro e o quanto meu pai se arrisca para me propiciar um pouco de conforto.
Abraços e beijos
Seu filho.

30 comentários:

Anônimo disse...

Até hoje nao consegui entender qual a grande vantagem, para aqueles que nao fazem parte da casta nobre e oligarquica das forças armadas, em não querer uma mudança, quem sabe para a melhor, para quem está na base da pirâmide.

Anônimo disse...

Anônimo das 13:46 Vc publicou em tópico errado? Ou é um brincante mesmo? Quer ir para o topo? Simples...estude e passe no concurso das escolas de oficiais. Por mérito!!! Não por "socialismo". As FFAA nacionais jamais aceitarão tal coisa. Os petistas podem esperar sentados.

Anônimo disse...

Excelente carta. Se os nossos comandantes não abrirem os olhos, certamente em 2020 será tarde demais.

Amauri disse...

Meu Deus!!! Q surfada na maionese!!!! Tudo esse drama por uma simples atualização tardia (Decreto Presidencial nº 8515)!!!!!

Anônimo disse...

Quem arrebentou com as FFAA foram os próprios militares ao andar na contramão da história.
As "Forças Auxiliares" souberam construir o seu futuro estão se consolidando cada dia mais. Outra forças os PRF e ABIN idem.
Nas FFAA fazem curso de autos estudos mas parecem que não sabem nada, pelo menos na prática não vemos efeito, parece que o curso e voltado para ensinar praticas de retórica e como espremer os subordinados.
Como as outras instituições estão subindo e nós descendo. Estamos divididos nunca vi nenhuma decisão para beneficiar o público interno.
Para os Sgt de carreira das FFAA tanto faz se o general e venezuelano ou cubano a nossa situação é a mesma.
Neste decreto o que vai mudar paras os Sgt. Nada.
Continuamos desvalorizados, acham que valorização e fazer sindicância, dirigir viatura, fazer todo o serviço e não ser ouvido.
Cadê vagas em Hotel de trânsito?
Cadê tratamento médico, o médico militar nem olha na sua cara afinal você é praça?
Cadê adicional de moradia?
Cadê gratificação por possuir curso superior?
Cadê concurso interno para quem possui vocação?
Cadê promoção posto acima na inatividade?
Cadê o fim dos expedientes desnecessários?
Cadê a transparência nas promoções, transferências, orçamento, conceito?

LEALDADE e via de mão dupla.
As FFAA precisam de ACISO interno primeiro. os nossos chefes estão piores que os políticos e reclamando deles e colocando a culpa neles.

Os subordinados estão acordando.

Anônimo disse...

Cara vcs estão demais. O que é isso? Humor negro. Só fico pensando de qual cabecinha sai isso.

Anônimo disse...

Para o anônimo das 13:46. Saiba que a aioria dos oficiais que saem da AMAN são filhos de praças a décadas. Para de falar m.

Anônimo disse...

Deixa de drama ! Os pracinhas vivem lascados; sem PNR, promoção a perder de vista e svç até o talo e estão vivendo ... Agora quebraram um pedacinho da unha e estão fazendo maior escândalo. Eu quero é que bote pra gerar. Vamos dividir o osso !!!

Anônimo disse...

Vamos aderir as casa da minha cas aminha vida:

http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/09/entenda-novas-regras-do-programa-minha-casa-minha-vida.html

Encaixa com os salários dos militares.

marcosGiovani Francisco Paschoal Paschoal disse...

Nosso pessoal das forças armadas vive omisso faz tempo, estão de olhos féchados para não ver a vitória do comunismo, depois que passarem pra reserva vão criticar quem estiver na ativa igual os que falam mal do governo, mas quando estavam juntos de nós nada fizeram

Anônimo disse...

A coisa esta feia, tmbm, para os oficiais e por força da sua propria inconpetencia. Em breve os direitos e oportunidades se igualam.

Anônimo disse...

Para o comentarista das 13:46, podes acreditar que se acontecer o que está na carta, se melhorar para alguém, não será para os da base da pirâmide, bobinho!

Anônimo disse...

Ridícula essa carta. Quanto estardalhaço por causa desse decreto.

Anônimo disse...

Pura utopia.

Anônimo disse...

Palhaçada.

Anônimo disse...

O comentarista das 14:32 foi muito feliz no seu comentário. Assino embaixo. Penso exatamente da mesma maneira. Para nós que carregamos o piano não muda nada. Qual a diferença de apanhar de um carrasco brasileiro ou de um carrasco estrangeiro? Nossos generais nos tratam como coisa sem valor. A situação da tropa, da tão propalada família militar não interessa em nada para nossos comandantes. Lógico que por patriotismo defendemos que nossas forças armadas não sofram qualquer intervenção externa, mas somente por patriotismo, pois afora isso já vivemos num abandono tão grande, na base do cada um por sí. No que tange a deveres nossos generais estão aí para impor e cobrar, mas no campo dos direitos decretaram um "cada um por si". Essas são as Forças Armadas do "se vira", e depois quando o bicho pegar, vão querer falar em unidade?

Anônimo disse...

Ao camarada que está se sentindo desvalorizado, digo que os oficiais formados nessa casa são de uma nova geração. E o atual comando de geração passada na qual os oficiais eram "sangue azul". O exército é lento e as mudanças demoram a chegar. Enquanto se preocuparem com o próprio ego e promoção as praças sofreram cotinuamente. Mas essa mentalidade está mudando, oficiais devem comandar para baixo e se preocupar com o bem estar do seu subordinado, oferecendo-lhes melhores condições de trabalho. Relato de um jovem oficial formado na academia.

Anônimo disse...

Só pagando pra ver. Se a choradeira no andar de cima começou, é porque estão com medo de dividir o docinho. Bobinho.

Raphael Alvarenga disse...

Infelizmente a maioria não lê o que está escrito no Decreto e muito menos se aprofunda nas entrelinhas do mesmo. Nada do que estes que estão no governo fazem é inocente. Também seria exigir muito que todos percebessem os interesses escusos.

Anônimo disse...

Assistimos impassiveis. Nos faltam lideres. Chefes temos aos montes. Sgt EB.

Anônimo disse...

Desse governo pode-se esperar qualquer coisa de pior. Quanto mais cedo deixarem o poder, talvez sobre algum dinheiro. O Lula, por incrível que pareça, ainda não caiu a ficha(?) e continua a se comportar como presidente, apesar de sabermos que é ele quem deu, e continua a dar, pitacos para deixar a presidente mais atrapalhada.Como ela não tem mais jeito mesmo, pois o problema é crônico,é de DNA, ele vai puxar o tapete dela e fingir-se de herói da Pátria.Mas as coisas estão diferentes para 2018. As mentiras já não "colam" mais como antes. Só um idiota e cretino nota dez, que tenha perdido o emprego por causa deles, votaria no PT. Pelo menos acho isso. O Lula está em mais uma viagem internacional para envenenar e/ou cobrar os apoios dos esquerdistas da vizinhança em favor de Dilma, para ver se o governo dela ainda tem chances de sobreviver ou, quem sabe, conseguir alguma vaga de emprego para eles.

Anônimo disse...

Fala sério ...

Anônimo disse...

Acho tudo muito engraçado, sou praça, não vim aqui falar disso ou daquilo, só não acredito mais em nada, estou no EB por necessidade, pois se tivesse a oportunidade sairia. Já cansei de ouvir que nossos chefes estão brigando por questões salariais e tudo mais... Será??? Acho que não, acho que nossos comandantes não passam de políticos fardados que enxergam somente os interesses que os convêm. E nem venham me dizer o que falava um tal Maj que o EB era o ultimo baluarte da nação...kkkkkk, e tanta mágica, roubo e química que nem vale a pena comentar...

Anônimo disse...

Esse papo de que a mentalidade está mudando é velho. Já faz uns 30 anos que dizem isso, que os novos oficiais estão vindo com outras idéias. Eles são todos de mente aberta até sentir o gostinho do poder (poder interno óbvio), depois que saem do círculo de subalterno e intermediários (de major pra cima) a visão passa a ser a mesma de sempre. O poder (mesmo que limitado) corrompe a maioria. Além do que a sociedade de hoje não forma mais Homens de palavra, de fibra, mas sim eternos adolescentes inseguros e egoístas.

Anônimo disse...

Fico observando os comentários infelizes de diversos companheiros. Fui Praça com muito orgulho, nunca me imaginei Oficial, ou seja, para que ser Oficial do QAO??? Fui para reserva, voltei a estudar, me formei, faço minha pós e ganho igual ou mais que um Coronel. Senhores, todos somos concursados, alguns trilharam outros caminhos e são Oficiais, por mérito, pois acredito que tenham estudado e passado em concurso público. Safados, Canalhas, Ladrões existem em qualquer lugar, pois o que está corrompido é a moral e não a capacidade intelectual, esses porcarias que se enquadram nesta situação são dignos de pena, porém não podemos generalizar, para não sermos comparados aquilo que odiamos.

Anônimo disse...

E as medalhas dos mensaleiros?

Anônimo disse...

Já faz um bom tempo que tenho um segundo emprego...e que por sinal tem me dado ganhos maiores que o meu pífio salário de 1° Sgt...

infelizmente nossos oficiais não perceberam que a sociedade mudou, e ainda vivem atrelados a conceitos antigos, obsoletos...muitos dos quais ainda do século XIX.....
.
Inovem....valorizem a base do Exército....tragam conceitos novos, dos exércitos vitoriosos do século XXI.....parem de inventar e de enganar a tropa com idéias ridículas e pequenos afagos que de nada servem....Caso contrário, estaremos sempre à mercê do atraso e da desvalorização como profissionais....

Anônimo disse...

Temos tudo para ser uma superpotência, do mal ou do bem. Resta saber qual caminho será escolhido.

Anônimo disse...

Senhores, nossa instituição está falida à tempos. Só trabalhamos com coisas obsoletas, os materiais novos não completam uma brigada e ainda ficamos escutando de nossos comandantes que temos que ser humildes como Caxias. Ser humildes é uma coisa, ser trouxa é outra. Nossa instituição confunde hierarquia com autoritarismo do mesmo modo que liberdade é confundido com libertinagem. Nossos salários defasados, nossa assistência de saúde pior que SUS, nossa valorização é zero, tudo que se cria é para inglês ver. Me diga quem acredita que fazer sindicancia, ser porta bandeira, ser adjunto de comando, fazer CHQAO é valorização de carreira? Porque será que a unica coisa que cresceu nos últimos anos dentro da instituição foi a Comunicação Social? É pura política. Os comandantes militares só querem saber de networking. Infelizmente, quem está tocando a grande massa dos Batalhões da vida são os QAO porque cada dia mais chegam só incompetentes, pequenos reis que acham que são alguma coisa, nunca se viu uma Instituição tão dividida como a nossa. E sabe porque ela ainda tem credibilidade? Porque a grande massa dela é formada por pessoas que ainda valorizam suas raízes, seu caráter, que trabalham naquilo que gostam, que valorizam o certo e não o que acham que é certo.

Anônimo disse...

Acho que sera um futuro proximo isso...
Pois estamos caminhando para os lados sombrios do comunismo realmente.
Que deus nos proteja...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics