6 de setembro de 2015

Hahahaha!

Vamos lá, arranjar 'sarna para coçar', de novo. Mas eu não resisto, hehehehe.
E viva o bom humor!!!

17 comentários:

Anônimo disse...

A confusão se dá justamente porque a valorização e o salário do Sargento estão na sarjeta, que é com "j".

Anônimo disse...

Ela deve estar se referindo aos PMs que são a referência para a sociedade.

daniel camilo disse...


Ela refere-se ao próprio marido.

Anônimo disse...

Montedo, veja como cercaram a espalanada dos ministerios em bsb com chapas de aço para esconder os politicos e segregar a população.

http://resistenciademocraticabr.blogspot.com.br/2015/09/mais-uma-obra-odebrecht-utc-camargo.html

Anônimo disse...

É a vida boa dos sargentos que faz a barriguinha crescer.

Anônimo disse...

Chamou Sgt de gordo kkkk...
Apesar que muitos da maioria que estabilizou acima de 10 anos sáo gordo realmente pois cagam para o TAF e TFM...
Igual capitão para cima...

Anônimo disse...

A professora utilizou-se de uma conhecida técnica de memorização, ou seja, o processo mnemônico: Mnemônico é um conjunto de técnicas utilizadas para auxiliar o processo de memorização. Consiste na elaboração de suportes como os esquemas, gráficos, símbolos, palavras ou frases relacionadas com o assunto que se pretende memorizar. Recorrer a esses suportes promove uma rápida associação e permite uma melhor assimilação do conteúdo. Com certeza os alunos nunca mais esquecerão que a palavra "sargento", se escreve com "G".
Ela não fez por mal, mas poderia ter feito outra analogia, por exemplo: Que o sargento tem as panturrilhas avantajadas, pois faz muito exercício físico e, a panturrilha avantajada lembra a letra "G". Fica para a próxima turma.

Anônimo disse...

Pátria educadora é assim!

Anônimo disse...

Há 50 anos já era assim.

Anônimo disse...

É muita bobagens juntas. Deixe a professora usar seus métodos didáticos, o importante é a criança aprender! Pior eu vi quando num curso para fazer vestibular. Um professor de História, falando sobre Segurança, direito ao cidadão dado pela Constituição, pediu para um soldado do EB, que ia fardado para o curso, ficar de pé, e então apontou para o soldado, que era baixinho e magro, e exclamou: "Aí, oh! Esse é o nosso segurança!" Constrangimento total ao rapaz. Aí, sim, era motivo de providências.

Hélio Oliveira disse...

02 (duas) constatações: o ensino de nossa língua pátria está cada dia pior; e de fato, nós temos muitos militares acima do peso.

Anônimo disse...

Sempre existe um ridículo para criticar a Polícia Militar. Companheiro em todas as profissões existem péssimos profissionais, inclusive no EB, PF, PRF, e inclusive no Congresso Nacional, infelizmente é uma realidade.
Agora você sentado em sua cadeira no ar condicionado, tomando café, falando mau de seus superiores e humilhando seus subordinados vem criticar uma Instituição inteira, realmente você é um frustado, pessoas como você é que denigrem a imagem da Instituição.

Anônimo disse...

Fazia tempos que não via algo tão bem colocado e que encaixa-se como uma luva...afinal, com 40 anos o camarada já se sente "antigão" como se tivesse 80. Agora, se for falar em termos de operacionalidade, a cabeça também é de 80 anos atrás.

Anônimo disse...

O pessoal que costuma criticar a PM possivelmente é aquele que já tomou um enquadro daqueles, daí foi querer dar a tal da carteirada, dizendo que em militar do Exército ninguém encosta a mão e acabou tendo várias mãos encostadas na orelha. O comentarista de 06SET2015, 21h06, foi bem infeliz em seu comentário, pois denegrir a imagem de uma instituição por causa de poucos é da mais profunda ignorância. Vamos fazer um paralelo então: posso chamá-lo de torturador pelo fato de que alguns militares se excederam durante o período dos governos militares? Posso ainda usar o termo corrupto para me referir a você em virtude daquelas denúncias sobre possível fraude na liberação de licenças para produção de vidros blindados? Permite-me chamá-lo de ladrão haja vista o fato de um soldado do Exército ter sido morto numa troca de tiros no Pará após praticar um roubo? Já dizia Jesus Cristo: com o mesmo rigor que julgas, tu serás julgado! Cuidado com a generalização, pois amanhã nós, militares das Forças Armadas, poderemos ser vítimas dela!

Anônimo disse...

Eu diria que ela lembra do sargento tainha que deve ter lido muito na infância. Fora que a uns tempos atras, sim muitos de nossos militares do EB tinhão uma barriguinha no final da carreira, hoje a geração saúde é outra o pessoal ta bem mais cuidado. Subao

Anônimo disse...

Rapaz! Agora virou "picunhinha" de PMs contra militares da FFAA. Medição de força para , não se saber quem é mais forte, mas, sim, quem é o menos fraco. Agora comparar corrupção, aí não!!! Já é demais!!! O dia que a PM tiver um general, aí poderei dizer que o Brasil acabou de vez!!!

Anônimo disse...

Sargento da PM de Brasília pois os do EB não estão podendo cultivar uma barriguinha com o que estão ganhando não!Estão com o cinto no último furo já.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics