25 de setembro de 2015

Comandante do Exército confirma: mulheres na EsPCEx em 2016


13 comentários:

Anônimo disse...

viva!!!

Anônimo disse...

Acho bacana, mas só terá o meu total apoio se elas participarem de todas as atividades (serviço, tfm, ralação etc) sem machismo protetivo.

Anônimo disse...

Kkkkkk..... Bommm!!!!!
Um monte de ten fora da escala de Sv por coviniência dos CMT de OM....
E missão!!!!!
Qro ver alguma camuflar o rosto e comandar uma patrulha.....
Exatamente neste dia elas entrarão na TPM....
Essa eu vou esperar de camarote só pra ver a baixaria.....

Anônimo disse...

Da série "Mais do mesmo".

Com tantos problemas para enfrentar e o Alto Comando do EB se preocupa em divulgar, em vídeo, a notícia de mulheres a ingressar na EsPCEx!!

Que nunca tenhamos de ir à guerra com esse Exército que distorce prioridades.


P.S.: com essa notícia o Alto Comando deve estar esperando, com entusiamo e grande expectativa, uma nova subida nos índices de credibilidade junto à sociedade.

Anônimo disse...

Informação e tecnologia da informação é a vanguarda que acompanha passo a passo qualquer ação humana, definidas por palavras chave.
Estariam nossos servidores "aparelhados"?

Anônimo disse...

O comandante diz que a presença das mulheres é extremamente positivo...
Gostaria de saber se o positivo é para a força ou para elas. Pois mulheres nas forças armadas na maioria, somente reclamam, ponderam, não querem tirar serviço ou missão, TFM diferenciado. Assim fica facil. Salario igual e prerrogativas de posto querem, porem atividades não querem. Espero que isso mude com o ingresso das mulheres na força, com maior numero.

Anônimo disse...

Direitos iguais = deveres iguais.

Espero sinceramente, qua haja melhora na mentalidade do EB quanto o emprego das mulheres em missões operacionais ou não e serviços de escala, sem superprotecão e privilégios ao sexo feminino.

Anônimo disse...

Menos mal que até lá, estarei na reserva

Garivaldino Ferraz - Brasília disse...

Quanta raiva das mulheres. Como se não houvesse tantos "machões" embromadores que "adoecem" em épocas de exercícios no terreno. Como se não houvesse tantos "guerreiros" que vivem pulando fora das escalas de serviço. Como se não houvesse tantos "motoristas de autoridade" que simplesmente não participam de nada! Senhores: honra e vergonha na cara não depende de sexo. Depende de boa formação moral e profissional!

Amauri disse...

Ué!!!!! Os concursos públicos ñ foram suspensos!?!??!?!

Anônimo disse...

Mulheres são otimas em varios serviços, pode até ser na area administrativa, mas não inventa colocar em area operacional que não vai dar certo. As poucas que temos em algumas areas ja reclamam, ponderam, esquivam de tudo. Sem contar que não querem tirar serviços, missões e fazer TFM. Porem ganhar iguar e dizer que são militares querem, mulher nas FFAA na minha opniãoé puro embuste...
Tomara que mude a ideia das FFAA tambem pois não acho justo uma mulher ganhar igual a mim e não fazer as coisas e TAF igual o meu...

Anônimo disse...

para uma força a não têm munição para meia jornada de combate, esta bom. Para uma força que não se preocupa em fornecer a alimentacao mínima aos seus recrutas, também está muito bom. Entre tantas outras necessidades básicas, para não falar nos baixos soldos, ficamos mostrando para a sociedade uma realidade que não condiz com a situação atual do nosso pais. Esse não é mais o exército de caxias. Acreditamos que poderiamos melhorarmos, mas se diante de tantos problemas lançados para baixo do tapete, nos preocupássemos em resolvê-los, sem dúvidas, alcançaríamos uma posição melhor no cenário nacional, é porque não dizer, até internacional. Nada contra as mulheres na força, contudo, a sociedade precisa ter de forma mais ampla tais informações, pois será ela quem vai arcar com todos os ônus. no quartel que falta pão, até o recruta tem razao.

Nátali Luiz disse...

Baixaria é vcs fingiram doença pra simplesmente cagar para o serviço; Respeito independe de concordância, sem medo, mulheres ou homens façam seu trabalho de forma honrada.#semmachismopfvr

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics