20 de setembro de 2015

O chocolate do General Figueiredo

PODER SEM PUDOR
A VIDA PRIVADA É PÚBLICA

Repórter da Manchete, Alexandre Garcia noticiou certa vez que o presidente João Figueiredo devorava barras de chocolate que escondia numa lata, na cozinha da Granja do Torto. O general acabara de ser operado do coração. Ficou furioso. Ordenou investigação para identificar o auxiliar que vazara a informação e mandou um recado mal-educado ao jornalista, acusando-o de invadir sua privacidade. Alexandre respondeu por carta, argumentando que, ao aceitar ser presidente, ele abriu mão da privacidade. E advertiu que o chocolate fazia mal também ao País, com o risco de entupir outra artéria. Conhecido pelo jeito duro e até truculento, o general Figueiredo teve uma reação inesperada. Em carta a Alexandre – que a guarda até hoje – ele reconheceu que o jornalista tinha razão.
DIÁRIO do PODER/montedo.com

8 comentários:

Anônimo disse...

Saudades do Gen Figueiredo.

Anônimo disse...

General Figueiredo grande militar, de fibra e de garra, durante a guerra das malvinas proibiu a passagem dos ingleses por espaço aereo brasileiro, indo de contra aos EUA que disse ao Brail para deixar a Inglaterra passar por cima, defendendo o espaço aereo de Brasil e defendendo o Tratado das Americas de defesa no qual o Brasil faz parte.
Podem falar o que quizer mas foi um general de fibra, pois não é qualquer um que faz isso. Ganhou meu respeito por este ato.
Falta militares igual este a tempos, pelo menos não vejo...

Anônimo disse...

SERÁ QUE VAI SAIR ALGUMA COISA RUIMM DA CAIXA DE MALDADES DO PT PARA OS MILITARES OU NÃO TEM RELAÇÃO !

Essa economia que o governo quer fazer em cima dos funcionarios civis, no caso o corte do Abono de Permanência, Não seria equivalente ao PTTC no meio miitar ?

Acho que irão perder muitos funcionarios qualificados e experientes, afinal vão ficar na ativa a troco do que ?
.............................

Veja:

19 SET
Fim do abono de permanência divide especialistas

http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/

Anônimo disse...

Naquela época repórteres tinham mais liberdade do que agora...

Pelo menos Figueiredo reconheceu seu erro, hoje "eles" estão certos e acabou.

Anônimo disse...

Quiser se escreve com "s" viu anônimo das 1124 !

Anônimo disse...

O comentarista ai de cima se enganou, os aviões Vulcan até pousavam na base aérea de santa cruz para abastecer e efetuar manutenção.

Anônimo. disse...

Anônimo das 20:56, você deve ser um daqueles militares que nada produz, apenas procura erro no serviço dos outros. Pois vemos em que nada contribuiu para a matéria, apenas o corrigiu quem teve disposição para fazer. Parabéns anônimo das 11:24.

Anônimo disse...

Tenente-coronel do Exército é condenado por improbidade administrativa

http://www.conjur.com.br/2015-set-21/tenente-coronel-condenado-improbidade-administrativa

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics