29 de setembro de 2015

Ministério da Defesa explica nomeação do marido de Ideli Salvatti

Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)
O ministro da Defesa, Jaques Wagner (PT) nomeou o marido da ex-ministra da Secretaria de Relações Institucionais Ideli Salvatti para o cargo de ajudante da Subsecretaria de Serviços Administrativos e de Conferências na Junta Interamericana de Defesa, em Washington, nos Estados Unidos. De acordo com reportagem da revista Veja, as nomeações provocaram desconforto na própria OEA, no Itamaraty e entre militares. Ideli Salvati é assessora de Acesso a Direitos e Equidade da Organização dos Estados Americanos (OEA), com sede também na capital americana.
Segundo a semanal, o segundo-tenente músico do Exército, Jeferson da Silva Figueiredo, casado com a petista, assume as novas funções no dia 1º de outubro. Ele vai exercer o cargo por dois anos e terá remuneração de 7.400 dólares, o que corresponde a mais de R$ 30 mil mensais. Figueiredo também recebeu ajuda de custo para sua ida para os Estados Unidos de cerca de 10.000 dólares, mais de R$ 40 mil.
Por meio de nota enviada ao Bocão News, o Ministério da Defesa esclarece que para ocupar o cargo de ajudante da diretoria de subsecretaria de serviços administrativos e de conferências da Junta Interamericana de Defesa - JID é preciso ser militar, policial ou civil com conhecimento na área administrativa. “O segundo tenente do Exército Jeferson da Silva Figueiredo possui tais requisitos. É militar, e segundo tenente do Exército. E por estar a dois anos exercendo funções desta natureza na Seção de Apoio Administrativo da Subchefia de Logística Operacional do Ministério da Defesa, órgão ligado ao EMCFA (Estado Maior Conjunto das Forças Armadas)– onde desempenhava funções como gerenciamento eletrônico de documentos, auxilio em serviços de viagens e coordenação de reuniões – o 2º Tenente do Exército Jeferson da Silva Figueiredo preencheu os requisitos necessários para ocupar o referido cargo”, diz trecho da nota.
Ainda de acordo com o esclarecimento, no caso do cargo de ajudante da subsecretaria de serviços administrativos da JID, as atribuições são funções administrativas como: protocolar documentos oficiais dos organismos da subsecretaria e de conferências da JID e elaborar requerimentos funcionais do diretor da subsecretaria.
O Ministério explica também que a jornada de trabalho é de 32 horas semanais e o honorário é o previsto na Lei de Remuneração no Exterior para o posto de 2º Tenente. Por ocasião da sua movimentação para o estrangeiro, o militar ou funcionário civil também faz jus a ajuda de custo, indenização de bagagem e passagens para si e para seus dependentes.
Por fim, a assessoria finaliza afirmando que é “prerrogativa do ministro da Defesa a designação para cargos em órgãos diretamente ligados à pasta de Defesa, como a JID e a Escola Sul-Americana de Defesa (ESUDE). A nomeação se deve à mudança de sua família para o exterior. Nada teve a ver com a alteração do decreto 2.790, de 1998. Pois a nomeação foi assinada em agosto e o decreto somente em setembro”.
Bocão News/montedo.com

41 comentários:

Anônimo disse...

Simplesmente nojento e nojenta a sua nomeação....desculpa esfarrapada, é admirável as justificativas que ofendem a nossa inteligência, enquanto existem militares com mais capacidade dão de presente um cargo para um cara músico , que nem sequer tirou um serviço de guarda na vida....ainda bem que somos um exército de paz, exércitos que combatem, um cara desses não deixavam chegar nem na porta de um quartel.

Anônimo disse...

Aham! sei?

Anônimo disse...

Porque quando outros militares são selecionados para missões no exterior e a esposa é funcionária pública ou ate mesmo militar, precisam entrar em licença, sem remuneração para acompanhar o cônjuge. Deveriam ter usado o mesmo critério para o marido da amiga do ministro.

Anônimo disse...

Isso deve ser brincadeira, é de muito mau gosto, pois todos os "requisitos" citados pelo Ministro da Defesa são inerentes a 100% dos militares, ou seja, todos estariam em condições de concorrer ao cargo, E logo "ele" foi nomeado. Brasil!!!

Anônimo disse...

Pode até ser legal, porém é simplesmente imoral, pois quantos tem a esposa trabalhando e quando selecionados, a esposa acompanha sem remuneração. É o jeito PT de governar para os amigos.

Anônimo disse...

Vocês querem o quê? "EL HOMBRE" é músico e como tal vai tocar na banda do MD, ora,ora.

Anônimo disse...

Mas que coisa pessoal! deixe o militar ser feliz. De uma procurada nos boletins de nomeações do EME para missões no exterior que encontrar casos que perto desse e fichinha.
Ex: Tem militar que foi para exterior acompanhado de sua esposa que era OTT, possou o tempo previsto e quando voltou ela retornou para força. Ela foi agraciada como uma licença que me parece não lhe cabe.
Existem muitas outras...

S Ten Pedro disse...

"Vocês querem o quê? "EL HOMBRE" é músico e como tal vai tocar na banda do MD, ora,ora."



Na banda PODRE, você quis dizer, né?

Anônimo disse...

Dois anos exercendo função administrativa ? Deveria estar regendo uma banda, desvio de função explícito, mas como já postei antes, o Figueiredo é abençoado. Um nojo o nosso país !

Anônimo disse...

2º Tenente do Exército Jeferson da Silva Figueiredo preencheu os requisitos necessários para ocupar o referido cargo”, diz trecho da nota. Resumindo Opera o SPED.

Anônimo disse...

Sendo Tenente músico, fez um dobrado para o Ministro da Defesa e ganhou essa boca, kkkkk.

Anônimo disse...

Isso só está tomando essa repercussão por que o militar é marido da ministra, porém, sabemos que a famosa peixada sempre ocorreu e sempre vai ocorrer.

Anônimo disse...

Essa nota do MD, simplesmente chama todos os leitores de "otários", ofende a nossa inteligência.
Quantas movimentações são feitas à revelia do militar e quando ele recorre ao Cmt Ex explicando que tem filho em tratamento, esposa ocupando cargo público na cidade e outros problemas, são tratados com desdêm, com uma simples e única justificativa de que sabiam que isso poderia acontecer quando entraram no EB e seus pedidos são indeferidos. Quantos militares se credenciaram em idiomas para concorrerem as essas vagas e são passados para trás por uma indicação política, pois esse músico pode até falar russo, mas não é habilitado em nenhum idioma (vide almanaque). VERGONHA NACIONAL PARA O EXÉRCITO. Mas fazer o que, se temos um Cmt Ex dque elogia o Petista, terroristas e simpatizante do MST o ministro da defesa e sua Eva Chiavon que "defecou" na cabeça do Cmt da MB usando a sua assinatura eletrônica e não teve um homem entre os 3 CMT´s para bater na mesa e entregar o cargo, caso ela não fosse exonerada. INDIGNADO

Jiddu Siciliano disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk só rindo...

Anônimo disse...

Este PT,este governo,esta quadrilha me dá nojo,vontade de vomitar ! Pode até ser legal mas é imoral e nojento !

Anônimo disse...

Estava tudo tramado. Ele é musico, então, por que não estava na seção de musica? Ah, é, esqueci, ele estava sob o comando de quem manda mais, a esposa. Desse jeito até eu viro astronauta. Baita sapo-boi que o comandante engoliu, mas quem sabe não foi "negociado" com outro cargo? São os mistérios do ministério!

henrique disse...

esse tem QI (Quem Indique).

Anônimo disse...

Ô Leva Eu
(Minha sodade)
Que eu também quero ir
(Minha sodade)
Quando chego na ladeira tenho medo de cair
(Leva eu)
Leva eu
(Minha sodade)

Ô Leva Eu
(Minha sodade)
Que eu também quero ir
(Minha sodade)
Quando chego na ladeira tenho medo de cair
(Leva eu)
Leva eu
(Minha sodade)

Menina, tu não te lembras
(Minha sodade)
Daquela tarde fagueira
(Minha sodade)
Tu te esqueces e eu me lembro
Ai, que sodade matadeira
(Leva eu)
Leva eu
(Minha sodade)

Ô Leva Eu
(Minha sodade)
Que eu também quero ir
(Minha sodade)
Quando chego na ladeira tenho medo de cair
(Leva eu)
Leva eu
(Minha sodade)

Na noite de São João
(Minha sodade)
No terreiro, uma bacia
(Minha sodade)
Que é p'ra ver se para o ano
Meu amor ainda me via
(Leva eu)
Leva eu
(Minha sodade)

Ô Leva Eu
(Minha sodade)
Que eu também quero ir
(Minha sodade)
Quando chego na ladeira tenho medo de cair
(Leva eu)
Leva eu
(Minha sodade)

João Luiz disse...

Diante disso, gostaria de saber porque As Forças Armadas tem dificultado tanto a transferência dos um dos cônjuges militares quando um é transferido para uma guarnição diferente e dificulta ao máximo a transferência do outro, já que para o exterior é tão fácil essa transferência...é subestimar muito a nossa inteligencia.

Anônimo disse...

Compreendo toda essa indignação com relação à indicação do Ten Figueiredo para a OEA. Continuem votando no PT, ou,o que é pior, votem em branco, anulem seus votos!!! Tivewmos vários candidatos militares.Quantos foram eleitos? 2016 e 2018 estão bem aí. Continuem sendo alienados politicamente.Os que reclamam, quantos votaram na última eleição? rosnam , rosnam, mas nada fazem. A idéia dos bolivarianos é criar um só exército.Estamos a longas passadas para isso.

Anônimo disse...

Vamos deixar a hipocrisia de lado a "peixada" existe e é muito pior entre militares em idas para fronteiras, transferências, funções, promoções, etc. ou já esqueceram que algum tempo atrás transferiram quem tinha mais de 10 anos para lugares que ninguém queria, só que a regra não valeu pra todos, de Brasília só saiu quem quis!!! esse é o Brasil que nós ajudamos a construir, ou alguém acha que seleção para alguma coisa boa no Exército é igual para todos?

Sgt Inf 1994 disse...

Chega a ser nojento presenciar na Força Terrestre essa atitude do MD, o EB já não é o mesmo, meritocracia uma ova!!!

Anônimo disse...

Atualiza os comentários aí Montedo !

Anônimo disse...

"A arma que mata o praça tem divisa no cano"

Anônimo disse...

Pergunto se ele é habilitado no idioma correspondente. Vários e vários militares se esforçam muito para se habilitar em um idioma para concorrerem a uma missão dessa envergadura. Vergonha!

Marcos Pinto Franca disse...

Vou procurar o escritório do PSDB aqui no Rio de Janeiro e ver se como oposição eles se interessam por este caso e acionam a área jurídica contra essa pouca vergonha ...
S Ten Marcos Pinto . RJ

João Luiz disse...

Esse cara deve ser um excepcional militar, pois já é a segunda missão no exterior que ele vai...será coincidência???dizem que não existe "peixada" para essas missões. será???

Anônimo disse...

Eu sou militar musico e já tirei muitos serviços da tropa assim como eu a maioria dos músicos tiram sv e digo mais não e fomos formados para tirar sv.Mesmo assim tiramos por ordem ,então dizer q musico não tira sv e balela. Se informe melhor.

DENILSON ACOSTA disse...

Esta é a saída para os baixos salários dos militares, eu já adicionei a Graça Foster ao meu Facebook!!

Luis Vanderlei Duarte Barbosa disse...

Já viu aquele ditado que quando alguem esta preso dentro de um poco com outros,e quando consegue sair outro vai e puxa pra dentro;isto que to vendo nas postagens.kkkkk

F_2015 mendonça disse...

só o PAPIRO liberta

Anônimo disse...

com que moral reclamamos essa nomeação?.... olhem para nós mesmos... quantos sao indicados por generais e nao por qualificação tecnica.... disso o Haiti ta cheio.. quem tem peixe maior que cuide de sua carreira...

a hipocrisia é abominada ao olhos de Deus.....

se nao for indicada por general nosso não vale ... né ....

Anônimo disse...

No governo dos petralhas é assim: Aos amigos tudo...
Ao povo : A conta (impostos e mais impostos, volta da CPMF...)

Anônimo disse...

Hoje os militares são outros e não são ingenuos...
Conta a verdade que é mais bonito, faltar com a verdade é transgressão e vale para o MD, tambem...

Anônimo disse...

A culpa como sempre é dos oficiais!

Anônimo disse...

Não entendo o que alguns militares combatentes tem contra os músicos, se existe o músico militar é porque existe as bandas as quais foram criadas por decreto de lei. E as atribuições destas estão previstas no Risg, entretanto é de praxe vermos muitos chorões pedindo pra colocar a banda de serviço pois não querem cumprir a sua simples missão de tirar um serviço. Aí vai o músico cumprir a missão dele e a dos outros mas ninguém cumpri a sua. No demais digo uma coisa, o músico militar não é um ser inferior, pelo contrário tem capacidade para desempenhar qualquer função de combate, basta ler alguns manuais, então que dirá uma função administrativa, senhores se querem criticar, critiquem os culpados do PT não julguem pelo fato do cara ser músico pois conheço muito militar dessa QM muito qualificado inclusive em diversos idiomas e especializações.
Forte abraço
Brasil acima de tudo!!!

DENILSON ACOSTA disse...

Está resolvido o problema dos baixos salários das forças armadas!!! Eu mesmo, agora, mandei convite de amizade (por enquanto!!!) para o facebook da Graça Foster!!!!

2º Sgt MB \ 2003 disse...

pra mim nao importaria se ELA BRIGASSE tambem pelo nosso aumento.

se o marido é militar é dever dela estar ao nosso lado

CONTAMOS COM A SENHORA! ;)

OSVALDO disse...

O QUE VC TEM CONTRA MÚSICOS
NÓS FIZEMOS O SEU SERVIÇO (escala de serviço,burocracia,instrução....... E VC TOCA ALGUM INSTRUMENTO
Não entendo o que alguns militares combatentes tem contra os músicos, se existe o músico militar é porque existe as bandas as quais foram criadas por decreto de lei. E as atribuições destas estão previstas no Risg, entretanto é de praxe vermos muitos chorões pedindo pra colocar a banda de serviço pois não querem cumprir a sua simples missão de tirar um serviço. Aí vai o músico cumprir a missão dele e a dos outros mas ninguém cumpri a sua. No demais digo uma coisa, o músico militar não é um ser inferior, pelo contrário tem capacidade para desempenhar qualquer função de combate, basta ler alguns manuais, então que dirá uma função administrativa, senhores se querem criticar, critiquem os culpados do PT não julguem pelo fato do cara ser músico pois conheço muito militar dessa QM muito qualificado inclusive em diversos idiomas e especializações.
COPIEI E COLEI ESTE COMENTÁRIO ...POIS ACHEI CERTÍSSIMO
QUEM ESTRAGA O PRAÇA É O PRAÇA

Anônimo disse...

Anônimo de 29 set 22:37h
Parabéns, seu comentário é lúcido, certo e justo.

Amauri disse...

Concordo plenamente com os comentaristas do dia 29 de setembro de 2015 das 08:13, 12:11 e 18:13!!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics