23 de novembro de 2015

Cortando na carne: Exército deve desativar unidades e reduzir número de recrutas nos próximos dois anos

Publicação original: 22 nov (22h45min)

A 302ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada no final de outubro, não tratou apenas da remoção do General Mourão do Comando Militar do Sul. O principal tema abordado foi a adequação da Força aos cortes orçamentários dos dois próximos anos.
As medidas estudadas são bastante severas e incluem desativações e transformações de Organizações Militares e redução drástica do efetivo de recrutas.

Hibernação e Desativação
Hibernação Total (HT) e Hibernação Parcial (HP) são as expressões da moda na cúpula do Exercito. Diversas OM  poderão ficar sem efetivo em algumas  subunidades (HP), outras sem efetivo nenhum (HT), por tempo indeterminado. Ao menos um batalhão e três subunidades poderão ser desativados.

Fora
Não seriam atingidas pelas medidas as Unidades dos Comandos Militares do Norte e da Amazônia. Também estariam de fora os Batalhões de Engenharia, de Polícia do Exército, de Guardas e Logísticos e as subunidades isoladas de Cavalaria, Engenharia e Comunicações. A tropa de pronto emprego também não seria afetada.

Depois dos Jogos Olímpicos
As ações que envolvem unidades envolvidas diretamente com a Olimpíada só seriam implementadas após os Jogos.

Sai, recruta!
Para manter uma subunidade funcionando, o Exército gasta em torno de R$ 837 mil por ano, fora o custo com 60 recrutas (em média) que chega a R$ 780 mil. O valor total ultrapassa R$ 1,6 milhões anuais. A intenção é economizar R$ 97 milhões anualmente, através da ‘racionalização’ de 60 subunidades.


60 comentários:

Anônimo disse...

Isso que é segurança e soberania.
Essa economia dará para pagar mais bolsas xxy e diárias ao chefe do mst; aliás como é que ainda ele não é o ministro da defesa?

Anônimo disse...

E o salário óh... Digita 13 e confirma, vamos ter um 2016 bem magro. Pelo menos o soldo de cada começo de mês está garantido.

Anônimo disse...

Será que não está na hora de finalmente pensar em um modelo de serviço militar profissional com concurso, valorização e um plano de carreira novo? A médio prazo acredito que traria economia e uma defesa mais eficiente.

Espero que meu filho de 18 anos em 2040 não precise se apresentar em alguma instalação militar por obrigação, assim como eu fiz e meu pai também. Pelo menos na unidade onde fui designado (Tiro de Guerra), parecia que tudo ali era pra político e inglês verem.

Anônimo disse...

Por que não começa fechando os Regimentos de Cavalaria de Guarda que não tem finalidade alguma ( a não ser servirem como lazer para oficiais) mas gastam o equivalente a duas Unidades de Infantaria por exemplo.

Anônimo disse...

O EB tem uns 70 btl inf. É coisa demais. Se cortasse uns 30 e reduzisse tambem o número de comandos de bda teríamos menos cel, gen e burocratas em geral. Concentrando os recursos assim obtidos nas OM restantes,estas seriam mais eficientes, robustas e melhorariam muito o panorama da defesa do Brasil. E claro, como disse o anônimo aí atrás, todas guarnecidas por voluntários acabando com essa bobagem de SMO. E, como consequencia, tornando a formaçao de sgt igual a dos Fuz Nav: só sai sgt quem primeiro foi sd e depois cb.

E tb tem razao o outro anonimo: esse negocio de cavalo só mesmo no 1o RCG em Brasilia pra animar o 7 de Setembro, e mais nada.

Anônimo disse...

Muito bem lembrado por um comentarista a respeito de cavalos no Exército. A primeira OM a entrar em hibernação permanente deveria ser a tal da COUDELARIA DE RINCÃO, local de reprodução de equinos para "cerimonial militar" e instrução e, também, para negócios particulares dos "amigos da corte". Estamos em 2015... manter a "tradição" de usar cavalos para firulas e atividade hípica não é atividade fim de um Exército, e nem uso tático existe num Exército que almeja ser tido como moderno, sem falar na quantidade de dinheiro gasto com remédios, vacinas, alimentação, veterinário etc, etc. Se fizerem um SISCUSTO relativo a um cavalo verão o absurdo de dinheiro que é gasto para manter tal palhaçada. E tem mais, muitos Generais e Coronéis mantém seus cavalinhos de estimação sendo bancados (alimentados e tratados) dentro de OM's que lidam com cavalos, tudo com o dinheiro do contribuinte. Além disso, muitas esposas fisioterapeutas de Oficiais usam os cavalos para fins particulares como meio de aplicação de terapias (equoterapia)em crianças com problemas mentais sem que façam o devido pagamento à OM pela exploração do bem público (cavalos, militares auxiliares, terreno).

Anônimo disse...

Ladeira abaixo!
A luz já apagou no fim do túnel, talvez por inadimplência. Salve-se quem puder.

Anônimo disse...

Lembro do tempo em que fui cadete e os ditos "perus" de cavalaria ficam todos empolgados com o dia em que usariam o culote e a bota... Embusteiros que queriam impressionar menininas incautas. Com essa mentalidade acho difícil o Exercito Brasileiro modernizar-se.

Anônimo disse...

Não entendo bem, mas para que o exército quer cavalos? Só para desfilar em festas? A polícia militar tem mais necessidade.Manter vida e estilos de ricaços com cavalos de raças caríssimos não tem necessidade. Para que batalhões um ao lado do outro em algumas capitais capitais? isso facilita deslocamentos? Investir menos nas cidades litorâneas e investir pesado nas fronteiras desguarnecidas do norte e centro-oeste.Já ouvi falar em fazer os soldados em "profissionais" mas parece que nunca dá certo. Obrigar muitos a serem soldados não ajuda. Mas, uma coisa nunca falha: ter e fazer previsões antecipadas, planejar e administrar seriamente. Agora, sem ter poder de conseguir verbas, aí. vai ficar só com as migalhas.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 10:25, sou de Cavalaria, não monto e, por vezes utilizo Bota. Mas utilizo por tradição e não para impressionar a menininhas. Vai procurar a tua turma frustrado.

Unknown disse...

É isso aí: feche-se unidades militares e multiplique-se bases gurrilheiras do exército do Stédile. Não é isso que preconiza o Foro de São Paulo?

Anônimo disse...

Governo que tem MST, Via Campesina, MTST, Liga dos Camponeses e outros movimentos clandestinos, tudo financiado com dinheiro público, precisa de exercito prá quê? Mais gastos?

Anônimo disse...

Acho mentira, pois foi criado o CMO e o CMN este ano

Anônimo disse...

RJ e Sul estão na rela??? O CMS tá cheio de quartéis que poderiam ser extintos.


SGT Inf EsSA\1997.

Anônimo disse...

Economia é fácil. Não precisa acabar com Quartel nenhum, apenas mandem para casa TODOS os PTTC, OTT, STT e CTT.

Vai sobrar tanta grana que vão até estranhar.

Anônimo disse...

Não sei se estou ficando louco, porque pouco tempo atrás, devido ao PND iria aumentar o efetivo de 200 mil para 300 mil de 2020 até 2030, acho que até publicou em BE! E agora como fica os Projetos Estratégicos? O que soltaram de foguetes em relação aos EE, sem contar PTTCs, diárias correndo frouxo, etc..! Não entendo mais nada do nosso EB! E o Aumento?

Anônimo disse...

Algumas dicas para economizar:

1) Concordo que devam acabar com os quarteis de Cavalaria e Guarda, pois é muito dinheiro gasto com cavalos;
2) Diminuir em 70% as viagens ao Exterior, são inumeras viagens "rolhas" publicadas nos BE´s todas as sextas e se for preciso fazer curso no exterior, que mandem os Cap/Ten/2º Sgt que ainda tem muito tempo de serviço e podem aplicar os conhecimentos adquiridos na força. Pois ficam mandando a velha guarda que vai pro exterior mamando nas tetas do governo e logo após pedem reserva;
3) Acabar de vez com a mordomia de motoristas e taifeiros para generais e coronéis comandantes;
4) Aplicar a Lei dos PTTC como deve ser, convocar para ser PTTC somente o militar que for estritamente necessário para a força e por no máximo 1 ano, até passar o seu conhecimento para o militar da ativa seu substituto.
5) Acabar com as VOT´s, se for necessário o Cmt RM faz uma visita em suas OM subordinadas e manda um relatório para os Órgãos de Direção Setorial ou mesmo o Cmt Ex.
6) Diminuir em 50% o numeros de militares na formação nas escolas e academias (Desafogando a previdência) no futuro.
7) Reduzir o numero de uniformes "rolhas" que só enriquecem donos de alfaiatarias.
8) Implantar placas de energia solar nos telhados de todos os quarteis e em locais com muito vento instalar cataventos enormes para gerar energia eólica.
9) Cobrar das prefeituras os valores de homens hora $$$ quando for vacinar cachorro, combater dengue, subir morro, atribuições que não são nossas.
10) Estabelecer que os auxílios natalidade e fardamento tenham um valor único para todos (soldo de Capitão), pois a fralda que o filho do Coronel usa, custa o mesmo valor que o filho do 3º Sgt, e o uniforme idem.
11) Reduzir as movimentações em 80%, um general-de-divisão em final de carreira tem mais de 20 movimentações, um absurdo.
12) Tranformar os quartéis de cavalaria, que só dão despesas, em Colégios MIlitares inclusive para as demais forças;
É o que eu tenho para propor por enquanto.

Anônimo disse...

Alô MP. Porque ainda não investigou as movimentações compulsórias que o EB tem efetuado nos últimos 10 anos, transferindo militares de lá para cá e daqui para lá, sem a menor lógica. Do tipo transfere um sargento de artilharia de São Paulo para o Rio Grande do Sul, e outro do Rio Grande do Sul para São Paulo, sem que haja interesse de nenhum dos dois, sendo que os dois tem a mesma formação e funcionalmente não havendo motivo justificavel. Hora de averiguar quantos milhões de reais foram para o ralo, escondidos sob o manto da propalada "necessidade do serviço", sem que haja qualquer tipo de comprovação dessa "necessidade". Brincam com a vida de familias inteiras e jogam dinheiro para o alto apenas pelo simples prazer de brincar de trocar peças, sem ao menos ter a competência de trocar as peças da maneira correta.

Anônimo disse...

Muito bem feito o comentário de 23 de novembro de 2015 03:58. É lógico que muita gente é contra, aqueles que só pensam em seu umbigo, como aquele que usa uniforme por tradição. Nos dias de hoje a operacionalidade e profissionalismo é o ponto principal, pelo menos em países que estão constantemente em guerra ou combatendo o terrorismo. Nos episódios da França por exemplo, se utilizaram cavalos eu não vi, provavelmente não, nem por tradição.

Anônimo disse...

Isto era previsto! Por este motivo incentivei o meu filho a não seguir a carreira militar.Ele dizia ainda aluno de CM: Pai quero proporcionar ao Senhor o orgulho de me entregar o espadim... falei: o meu orgulho será ver você bem sucedido e com condições de dar uma vida boa para sua futura esposa e filhos. Hoje ele cursa medicina na Federal e muito feliz. Eu ralei toda vida, sai do CFS direto para o PQDT, depois fiz o Guerra e o básico de montanha.Fui encarregado de material na selva. Os cursos e funções que me dediquei não me levaram a nada, fui para reserva como subtenente. O que adiantou meus breves??? meus TAF e TAT tudo "E". Sempre fui uma praça que falei o que pensei, nunca fui punido, mas meu conceito "lascado/torrado". Sempre fui leal e defendi o subordinado. Formei em economia, também não adiantou. Não fui promovido a QAO, mas, hoje sou feliz, ando de cabeça erguida, não bajulei ninguém e cumpri minha missão. Sou um militar triste em ver o que está acontecendo. Velame! Selva! Montanha! Brasili!!

Amauri disse...

Diminuir efetivo de Recrutas, Cabos, Sargentos/Oficiais temporários e Formação dos Sargentos de carreira é certeza, pois já foram realizados em tempos passados!!! Agora desativar OM (Cargo Cmt e regalias deste), só acredito vendo!!!!!

Anônimo disse...

No Rio de janeiro deveria fechar quase todas as unidades faria um bem para o exercito e uma limpa . Não entendo o porque de mais de 60 quartéis .poderia fechar tambem um grande numero de OM nas capitais Porto Alegre,Curitiba,São Paulo, Belo Horizonte ,Brasilia,Salvador,Fortaleza ,..... e todas que tiverem unidades inuteis .Daria tranquilo pra diminuir pela metade o efetivo profissional.

Anônimo disse...

Manda embora os PTTC que sobra dinheiro, são vampiros frustados que estão na epoca de dinossauro e não sabem fazer nada...

Anônimo disse...

UFA!!!!
Enfim vão reduzir este NR absurdo e desnecessário de recruta que o Lula aumentou só pra melhorar os NR do emprego em 2004, e que os batalhões não tinha estrutura nenhuma para receber.....

Já é um começo, agora falta fechar a metade dos quartéis do Rio de Janeiro e alguns do nordeste e também os cabides de emprego de Brasília....
EE depois, quem sabe, tem algum general com sensatez de profissionalizar o SM...

Anônimo disse...

Entrei no EB a 15 anos, e estava avaliando a manutenção de minha formação, desta forma treino minha ordem unida pelo menos duas vezes por semana, e dou 15 tiros de fuzil por ano, passei por 4 unidades de 4 regiões e sempre seguiu essa linha.

O que eu quero dizer é que: Ordem unida é de graça (vai continuar tendo), e atirar que seria importante, vai ser mais ainda POW!! POW!!.

Com estes cortes, preparar como???

Qualquer militante de Stádile atira mais do que eu...

Anônimo disse...

Eita, gente! Vai faltar escrivaninha para muitos generais. Vai empacar a fila de coronel, brecar a de tenente coronel, complicar a de major e assim vai descendo e, no final, vão cortar os soldados. A FAB, se não me engano, já andou fechando algumas unidades grandes como Parques de materiais, transferindo tudo para Rio ou são Paulo e outras Bases que não tinham muita utilidade na atualidade, transferindo esquadrões de caça do nordeste para a amazônia e, ainda tem um burburinho de um tal de HUB(Central de distribuição de vôos) da LATAN que vai ser instalado no nordeste e que depende de áreas militares da FAB. Até o Ex governador Garotinho, do Rio, está querendo se "apossar" da Base Aérea onde caças F5 ficam baseados. A coisa tá feia, vão acabar fazendo BINGO.

Anônimo disse...

Cortar ministérios NÃO, cargos comissionados NÃO, dar bananas pro povo SIM, sucatear as FORÇAS ARMADAS SIM, faz parte do macabro plano da esquerda.

Anônimo disse...

Projetos Estratégicos? Barro! E rolaram diárias, PTTCs mil...meu Deus! Não acredito em mais nada, aumento então nem se fala mais!

Anônimo disse...

Faz parte do macabro plano da esquerda? Meu amigo, isso não é só culpa de planos macabros.

Isso é culpa de chefes fracos mesmo.
Sabem da situação e fazem o que? Estão rendidos, quer dizer vendidos.

Sempre mesma história: Todos sabem e nada fazem. A carreira em primeiro lugar. Interesse individual acima da força.

O triste mesmo é ver que foi "vendido" uma imagem na academia, lá onde tudo funciona, na terra do nunca.

E no futuro apenas alguns levaram a sério.

O resto apenas pensou nos próprios umbigos e em sua "bela carreira".

Selva!

Antonio Carlos Mesquita do Amaral disse...


A maioria dos anônimos que escreveram tantos besteróides deveriam ter posto seus nomes a publico.

Anônimo disse...

Falou tudo mestre!!! Só faltou o meio expediente o ano todo.

Anônimo disse...

Eu fico preocupado pois nao sabemos quais unidades serao extintas. Acho dificil que sejam fechadas unidades naqueles centros urbanos com grande poder de influencia politica. Basta ameacar fechar e a camara de comercio, associates, sindicatos e ate lojas maconicas logo comecam a se manifestar. Dai entao vao querer fechar nas cidades pequenas, com pouca influencia politica. Justamente aqueles lugares onde o pessoal esta tranquilo. Agora imagina o militar ja instalado, tranquilo em uma cidade pequena mas boa de se morar, descobrir que sua OM vai fechar e ele sera movimentado para uma capital. Cuidado com o que pedem. Esse remedio tem gosto muito amargo.

Anônimo disse...

por mim poderiam extinguir todas as unidades do CMS...só assim eu iria embora deste lugar...diria inóspito.

Anônimo disse...

Ao anônimo do comentário de 23 de novembro de 12:27: valeu, já procurei minha turma! Sai dessa ilha de "tradição" de guerreiros alados nos seus cavalos igualmente alados. Sou da "turma" dos que ganham salários dignos e tem verdadeiro respeito de seus pares. Não mais debaixo da bota da tradição que enxerga seus subordinados como estrume. Obrigado pela dica , Dom Quixote! mas eu já sabia...

Anônimo disse...

Tem mt gente que fala dos PTTC sem conhecimento de causa. Infelizmente, na área da educação, acho muito difícil de se conseguir professores (com mestrado e doutorado) que aceitem dar aula pelo que recebe um PTTC (olha que qlq ten temporário ganha quase que o dobro do q um PTTC (30% do soldo). Depois q não tiver mais PTTC, não reclame que os professores do CM são inexperientes ou sem qualificação, ou que se diminuíram a oferta de vagas por falta de professores.

Anônimo disse...

mi mi mi
Viu votaram no PT

Anônimo disse...

Sr A.C.M.A, poucos tem sua coragem, mostrar a cara e não dizer nada. Ao amigo que diz imprescindível o pttc no CM, concordo, que fiquem aqueles que são necessários, os demais vão pra casa.

Anônimo disse...

E o salario óhhhh!!!!!!!

Anônimo disse...

CMO criado esse ano? Seria o Cmdo Militar Ocioso? Kkkk mortadela paisana detectada. Ridiculão.

Anônimo disse...

Deixa o beiçudo com a tradição dele. Kkkkkkkkk

Anônimo disse...

Fluminense com saudade do " de Janeiro". Sul é o melhor lugar do mundo ! Conselho pra ti: se gostar, arranje uma mulher aí, são as melhores. Kkkkj

Anônimo disse...

Este é o país que pleiteia um assento permanente no Conselho de segurança da ONU ? kKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Anônimo disse...

A extinção de OM não são fáceis, pois envolve interesses econômicos de uma cidade ou região.

Tentem fazer um cálculo e vejam quantos milhões e milhões uma OM deixa nas cidades !

Os politicos se mobulizam imediatamente e conseguem que não sejam extintas ou transferidas de uma cidade para outra.

O que seria de cidades como: Nioaque-MS, Bela Vista-MS, Porto Murtinho-MS, Aquidauana-MS, Aragarças-GO, Caicó-RN, etc ... só para exemplificar.

Outro detalhe: Estão criando uma OM em SINOP-MT.

Anônimo disse...

Se identificar e não dizer nada é fácil...

Anônimo disse...

A solução é o Tiro de Guerra. É baratinho. Não precisa de General e oficial. R$ 1,99 é baratinho, expediente das 05:00 às 07:00 hs. Esta é a solução mais barata para as FFAA, tal como a MP 2215.

S Ten Marcos Pinto disse...

Tirando uns 20 % de militares que são politizados e sabem o que está acontecendo no país o resto só sabe falar de futebol, churrasco , cerveja , empezinho e quadro de acesso ...

Tem militar que não sabe nem o que é estado islámico , " O quê ? estado islamico ? é depois de Goiás ? "

Anônimo disse...

Arsenal de Guerra de General Câmara, este pode excluir, já virou cidade-fantasma.

Anônimo disse...

Comentários amadores os daqueles a respeito de cavalos, SMO, formação profissional, etc. Devem ser petistas, acostumados às iniquidades e incompetências.

Anônimo disse...

Pelo nível dos comentários, merecem ganhar pouco.

Anônimo disse...

Hibernação total; hibernação parcial; esse pessoal do EB sabe mesmo como disfarçar as coisas...

Anônimo disse...

Aí vemos o quanto nosso Exército é unido! Falam em desativar unidades e logo aparecem uns querendo ver a caveira do outro: uns falam em desativar unidades de Cavalaria, outros de Infantaria, há ainda aqueles que falam em desativar as unidades do CMS e outros dando ideia de desativar aquelas do Rio de Janeiro. Quanta besteira ouvimos de pessoas que supostamente deveriam ser nossos companheiros de farda e de armas. Sinceramente pessoal, não queria ir para uma guerra ao lado de muitos de vocês. Aos que ainda acreditam e àqueles, como eu, desacreditados mas ainda fazendo sua parte, peço desculpas pelo comentário, embora não tenha me referido à vocês, já aos desunidos, rogo para que sejam muito felizes na reserva ou em alguma outra instituição que não dependa muito da camaradagem!

Anônimo disse...

E o soldo? hibernação total ou parcial???

Anônimo disse...

Senhores Cavalos a parte, cade nosso reajuste?
O mercado o posto de gasolina e diversos outros meios comerciais estão comento vorazmente meu salario...

Anônimo disse...

Precisamos ser cuidadosos. Algumas vezes uma simples mudanca pode abalar toda uma estrutura. Exemplo e o dos servico militar obrigatorio. Samuel Adams, um dos fundadores do EUA, escreveu em 1776: "Um exercito profissional sera sempre perigoso para a liberdade do povo. Militares podem facilmente considerarem-se diferentes do restante da populacao e mais comprometidos com seus comandantes do que com o povo, condicionados assim a obedecer ordens sem pensar".
Meu ponto e: o recruta entrando e saindo todos os anos e a garantia que temos de continuarmos representando nosso povo. Um exercito sem ligacao com o povo pode ser facilmente usado por governos ditatoriais contra o povo. E facil constatar isso: pergunte a um soldado se ele teria coragem de apontar seu fuzil contra o povo e pergunte a mesma coisa para um carreirista. A licao nao vem exatamente no que ambos respondem, mas no tempo que levam para pensar na melhor resposta.

Anônimo disse...

Nos BE os senhores encontram com facilidade coronéis, prestes a irem para reserva, indo fazer curso de “Inglês Longo” (?) na Inglaterra. Qual o custo total disso?

Anônimo disse...

Não vejo nenhum um plano comunista diabólico em curso para acabar com as FFAA, isto é coisa de direitista com 2 neurônios, impregnado de ódio.

Sejamos coerentes, quem sempre defendeu a política do estado mínimo foi os neolibeirais, aqui representados pelo PSDB/DEM, visto o Alckimim querendo fechar escolas lá em São Paulo?

Até 2 anos atrás estávamos recebendo viaturas novas no EB, acredito até que de manira excessiva, pois as garagens aqui das OM do CMO estão abarrotadas.

Anônimo disse...

As mudanças podem até serem boas, mas o problema é que não há esperança de melhoria para o profissional militar das forças armadas brasileiras. Sem nenhuma expectativa de melhora os militares insatisfeitos estão deixando os quartéis e indo para outras organizações para poder ter uma melhor qualidade de vida.

É preciso que homens como Bolsonaro, possam estrategicamente levantar uma liderança política, entre os militares das três forças, iniciando na próxima eleição sugerindo nomes de militares com potencial para que unindo a visão termos pelo menos 27 deputados eleitos um em cada estado e no distrito federal. É possível isto.

Francisco Jorge B. Minuzzi disse...

Estamos vivendo uma conjuntura adversa. Hibernar é a linha de ação correta. Há militares experientes e com capacidade suficiente para decedir o que é melhor nesse momento. O Exército é uma instituição permanente e vai voltar com toda a força quando as condições melhorarem. O resto é lorota.

Anônimo disse...

É preciso enxugar a máquina mesmo, a começar com as contratações ilegais, como PTTC e Técnicos Temporários, mesmo pq com raras exceções esses militares produzem. Várias Unidades tbm devem ser extintas, não só as de cavalarias que possuem cavalos e suas tradições bestas, mas algumas Unidades de Infantaria, de Artilharia e o que dizer dos Batalhões de Engenharia de Combate, onde se calcularmos produção com certeza o saldo será negativo. É muita Unidade sem finalidade para agradar prefeitos de cidades que ligam nada a lugar nenhum e não são extinguidas pq quebrariam muitas localidades que dependem dos poucos recursos dos militares para movimentar o comércio local. Algumas Unidades atualmente estão servindo de masmorra para os militares considerados problemáticos e que nenhum puxa saco sequer pensa em servir, são as chamadas Unidades de difícil recompletamento, algumas dessas tbm poderiam se encaixar nesse perfil de extinção. Acabar com o oba oba das diárias de generais e coronéis, as reuniões onde nada é decidido que geralmente são em capitais do nordeste regadas a camarão e lagosta, com direito a passeios para os familiares desses militares, acabar tbm com as festas e coquetéis regados a Whisky onde só participam o alto clero e seus familiares, enquanto os soldados não tem o que comer quando tiram a sua estafante escala de serviço. Na verdade o que falta mesmo é responsabilidade no trato com o dinheiro publico, como ocorre com esse governo que está ai.

Gustavo Lopes disse...

É uma pena ler tantas bobagens de companheiros de farda. Façam sua parte nas OM ao invés de se preocupar com problemas que não lhe dizem respeito em suas esferas de atribuição.
Vergonhoso

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics