23 de novembro de 2015

O General Villas Bôas subiu no telhado...

DILMA QUASE DEMITIU O COMANDANTE DO EXÉRCITO
Cláudio Humberto
Certamente à procura de crises, como se achasse pouco a atual, Dilma quase demitiu o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, por ele divergir de eventual emprego de tropas contra manifestações pelo impeachment, dia 15 passado. Tudo foi superado a tempo, até com a mediação do ministro Aldo Rebelo (Defesa), cuja assessoria nega o caso. Mas os gritos de Madame ainda ecoam no Planalto.

PUNIÇÃO ‘AMENA’
Dilma anda com o general Villas Bôas entalado: ela achou “amena” a punição ao general rebelde Antônio Mourão, crítico do seu governo.

MAIS UM
Por autorizar um tributo ao coronel Brilhante Ustra, suposto torturador, o general Mourão foi destituído do III Exército [CMS] para virar um burocrata.

OS ‘INTOCÁVEIS’
Dilma também não gostou quando Villas Boas cumpriu a lei e cassou medalhas militares de mensaleiros tipo Genoino e João Paulo Cunha.
DIÁRIO do PODER/montedo.com

19 comentários:

rafael disse...

Vivemos em uma ditadura disfarçada. Estamos pagando um preço não só os militares, mais também ao civis. Em ter dado o poder a eles.

Anônimo disse...

A presidente está mesmo procurando encrenca, porque ir lá impedir manifestação contra o impeachment dela não é tarefa do Exército, pois não havia desordem pública, e o Comandante só cumpriu o que está escrito ao cassar as medalhas dos mensaleiros, que nunca deveriam ter recebido tais honras.

Anônimo disse...

Montedo. Tomara que seja verdade. Mas é meio estranho. Dizem que DILMA estava fora do Brasil no dia 15 e o General estava também de saída para a Colômbia. No mais, o número de manifestantes não justificaria o emprego de tropas contra aqueles manifestantes, que eram pouquíssimos.

Anônimo disse...

o Cmt contrariando a Dilma, com intervenção, mediação do ministro comunista, me parece conversa pra boi dormir. Digo isso pq o perfil que o Cmt nos apresenta é o de total subserviência ao governo.

Anônimo disse...

Toda paciência tem um limite, depende só do indivíduo.Espero que seja verdade essa "reação" contra a utilização em tudo para as FA. Existe polícia, Força Nacional, etc para tirar manifestantes, embora os que estavam no Planalto são brasileiros exercendo a democracia.O que ela, Dilma, pode fazer se os generais tivessem coragem e começassem a se "rebelar", mesmo sendo demitidos uma a um? Ela teria que baixar a voz e gritar com setor certo, os cupinchas dela.

Anônimo disse...

Será???
Aquele que correu e exonerou o Gal MOURÃO, agora bateria de frente com a comandanta suprema???
IV

Anônimo disse...

Escreve o que eu vou dizer! O que o povo queria ainda não achou, o PT e o PCdoB vai acabar tomando o apoio do Militares e implantando o regime Ditadura Comunista! Aí o povo verá o que seria uma verdadeira DITADURA MILITAR! aí diga que não foram avisados! Aguardem para ver! Se os comunistas tivessem tido o apoio do Militares Brasileiros tal como aconteceu em Cuba agora na Venezuela já teriam implantado esse regime por aquir desde 1960. Porém agora está ficando cada vez mais visível a obrigação do apoio! Pois agora o Comunismo está na veia da "Comandante Suprema"

Anônimo disse...

Não podemos nem tomar o poder. Falta vontade e munição.

Anônimo disse...

É muita fofoca para pouco espaço. Esse é o papel da fonte dessa matéria, o "Diário do Poder", especialista nesse tipo de gritaria. Como se diz aqui, nas beiradas do rio Uruguai "tosa de porco, muito grito e pouca lã". Mas tem gente que acredita. Sempre tem.
STen Honório.

Ubirajara Felix disse...

Meu peixe de 13:56 se acontece isso vai te uma guerra civil, e a força armada se dividiriam.

Anônimo disse...

Ainda não vai ser dessa vez. Ela não vai largar o "filé", na sua arrogância, vai "cozinhar" a má gestão dela tentando se manter no cargo com a ajuda dos sem vergonhas incrustados no Planalto. Os militares estão longe de fazer medo a ela.Estão "amordaçados" com os investimentos, mesmo mínimos, que foram feitos pelo governo. O povo é que não aguenta mais, nem as famílias dos militares.

Anônimo disse...

Esse pseudo jornalista chamado Cláudio Humberto não tem nenhuma credibilidade : inventa as notícias da sua cabeça. Pura fantasia !

Anônimo disse...

Não Creio. O Excelentíssimo General Villas Boas jamais desagradaria a Presidente da República, justamente por isso foi posto no cargo.

Natanael Albuquerque disse...

Jamais. Não no nosso Exército. Você não sabe o que diz.

Anônimo disse...

O que vai derrubar a Dilma será o desemprego: hordas de desempregados famintos perambulando pelas ruas desse país. Quem investia no Brasil parou e/ou está tirando seu dinheiro daqui. Ninguém quer dar suporte a esse bando de corruptos suportado por FFAA comunistas. Nada como 100% de rejeição para derrubar qualquer desgoverno (aliás, para que governo nesses casos?).

keko marques disse...

Pode ser o que vc, peteba infiltrado, ache. Faz 2 anos que saí da ativa. Acredito que as coisas não tenham mudado tanto assim.

Francisco-ES disse...

Pode gritar a vontade!! Militares nascem, crescem e vão pra reserva treinados a ouvir gritos e não se abalar com isso!!! Militares nasceram pra ação!!!

Anônimo disse...

O maos estranho é que estes Chefes Supremos das FA, são incapazes de punir, mandam fazê-lo e, depois, se dizem inconformes com a punição ...

Anônimo disse...

eis a explicação para a criação do ministério da defesa.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics