13 de novembro de 2015

Ho-ho-ho-ho! Quartéis de Manaus terão decoração natalina obrigatória.

Manaus (AM) - Os comandantes das unidades do Exército da capital amazonense tem prazo até esta sexta-feira (13) para ornamentar a fachada de seus quartéis com motivos natalinos. A ordem do chefe do Estado-Maior do Comando Militar da Amazônia foi expedida na última terça-feira (10).

20 comentários:

Anônimo disse...

Ho-ho-ho !!!!! Na Vila Militar do Rio de Janeiro também existe essa babaquice, sinal de que realmente não temos muito com o que nos preocupar nos quartéis, pois do contrário não nos ocuparíamos com algo tão imbecil. Na Vila Militar do Rio de Janeiro existe até, acreditem, uma premiação ao quartel melhor enfeitado e tal motivo é suficiente para que enfeitar o quartel se torne uma MISSÃO DE SEGURANÇA NACIONAL no mês de novembro! Os Comandantes enchem o saco da seção de serviços gerais e S4. Isso mesmo, pessoal militar e civil que porventura acompanhe as postagens neste Blog! O General Comandante da 1ª Divisão do Exército, um militar com curso de Forças Especiais, Comandos, Guerra na Selva irá fazer um uma ronda inopinada com os seus ASPONES (os agendinhas) para avaliar a aplicação e eficiência dos RECURSOS LUMINOSOS DE DECORAÇÃO MILITAR nos quartéis localizados dentro da Vila Militar. Gasta-se dinheiro para comprar luzes, réplicas de veadinhos, bonecos de Papai Noel, estrelinhas, pisca-piscas e enfeites todos os anos e em compensação vc não encontra um bebedouro funcionando ou com filtro trocado em dia na maioria dos quartéis. Agem tal qual o Governo Federal, guardada as devidas proporções. Pergunto, desde quando quartel é lugar para esse tipo de preocupação e ação de marketing? Quartel não é shopping nem ponto turístico, ora bolas!!! Exército de Brancaleone...

Anônimo disse...

Este Amigo, certamente não esta a par da contensão de despesas nas Unidades, nas OM veio verba de 1 mês para sustentar a OM por 4 meses. A pessoa não sai do ar condicionado, e sua mente voa entre as nuvens da vaidade!

romario marinho disse...

Enquanto isso: estão levando nosso Nióbio, entrando em nossas fronteiras, desastre em Minas Gerais e o Exército não aparece, senhores vamos nos tornar sérios, quem vive de fantasia é cinema.

Anônimo disse...

HOHOHOHOHOHO, uma das renas de papai noel tem o nariz vermelho.
hohohohohohoh, minusculo assim fica de acordo com a ordem.
só falta transformar em shopping.
mas quem sera os duendes na decoração?

Anônimo disse...

Exército de Cármen Miranda

Anônimo disse...

A data sexta-feira 13 ficou bem adequada, representa o verdadeiro espírito natalino que o conando destina à família militar.

Anônimo disse...

Pra comprar uma comida decente pro rancho não tem. Pra pagar as contas de água e luz, tb não. Mas pra decoração tem. Pode isso Arnaldo?

Anônimo disse...

essa ordem já existe desde que eu cheguei aqui em 2012.

Anônimo disse...

Com todo respeito ao Blog, mas qual a relevância dessa matéria?

Anônimo disse...

Na minha opinião ridículo....

Anônimo disse...

Isso é verdade, mesmo? É para demonstrar a "alegria" dos militares? Afinal, foram tão "bem" tratados durante o ano. Já sei! Foram meninos bem comportados, obedientes e vão colocar um baita meião pendurado para receber presentes do bom velhinho? E vai ter dinheiro para gastar com isso? Da tropa não vale.

Anônimo disse...

Montedo, por favor! Torne público o nome do "Santo". Por favoooooooooooooor!

Anônimo disse...

O natal, como se sabe, é uma festa cristã. Ao realizar esse tipo de manifestação (decoração natalina) o exército, que é uma instituição do Estado, fere o princípio da laicidade. Mesmo sendo a maioria da população brasileira cristã, não cabe esse tipo de manifestação.

E como não há interesse público a ser atendido, essa ordem é absurda.
Infelizmente, sabemos que ela será cumprida sem questionamentos.

Anônimo disse...

Ao anônimo de 13 de novembro de 2015 17:36

Com todo respeito ao Blog, mas qual a relevância dessa matéria?

13 de novembro de 2015 17:36

RESPOSTA:
A relevância é pura e simplesmente mostrar a realidade de nossos Quartéis.
Mostrar que nossos líderes estão mais preocupados com a "imagem" do quartel perante à sociedade, do que com o tratamento dos militares. Nós militares, justamente os que formam todo e qualquer quartel.

A Relevância é mostrar a verdade, caro Anônimo. Essa é a verdade que acontece nos quartéis. (mas não para todos da tropa, diga-se de passagem...)

A Verdade Desagrada, mas tem que ser dita.

Continue com seu trabalho Montedo!

Selva, Brasil!

Anônimo disse...

Ostentação. Sem um tostão no bolso, ostentar para enganar o ego do poder. Senhores com tantos cursos,"poderosos", se preocuparem em determinar esse tipo de ação? Na hora de assuntos sério, como cobrar reposição salarial digna, param de vociferar.

Anônimo disse...

Com qual verba estão comprando estes aparatos de natal. Lei de improbidade administrativa neles.

Anônimo disse...

Ao Anônimo 14 de novembro de 2015 10:32,

Sinceramente eu não vi nada de relevância nessa matéria. Pra falar a verdade está parecendo aquelas materias de programa de fofoca, tipo CASOS DE FAMÍLIA.Todo ano os quartéis pelo Brasil afora são ornamentados para as festas de fim de ano (natal e ano novo ), então o que tem de especial nisso? Portanto, meus nobres guerreiros, nenhuma novidade nisso. E outra, diversos órgãos públicos fazem o mesmo. Aí fica a pergunta: por que nos quartéis haveria de ser diferente? Ah façam-me o favor! Vão procurar o que fazer rapaziada.

Anônimo disse...

Fiquei por 20 anos na ativa, 7 deles em Manaus, e nunca vi quartel algum enfeitado pro natal. Pelo menos, até 2013. Pelo jeito, as coisas estão mudando ... pra pior. Só lamento pra quem ainda está nessa.

Anônimo disse...

Aos colegas que não enxergam relevância nessa postagem:

senhores o nosso (antes) Exército de Caxias se transformou num grande Grupo de Escoteiros. Comandantes se preocupam em aparecer, mesmo escondendo a sujeira debaixo do tapete. Na minha OM o bebedouro do rancho está há mais de oito meses sem trocar o filtro. Todos sabem dessa necessidade; no dia de inspeção do PASA enganam os inspecionadores, dizendo que a troca está em dias; e sabem por que não trocam um simples e ridículo, mas importante, filtro de água? Porque alegam que não possuem dinheiro para tal. Detalhe, o rancho, no caso, é o de cabos e soldados.

Aí eu pergunto aos colegas que não enxergaram relevância: é justo, correto, gastar dinheiro público (não importa o valor) para enfeitar o quartel, oferecendo à tropa uma água suspeita, por não querer gastar dinheiro com a troca de um simples filtro?

Se não expusermos as coisas erradas, injustas (até ilegais) e imorais que ocorrem no interior dos quartéis, como vamos ter esperança de um dia tudo isso mudar?

Sou leigo no assunto, mas acho que gastar dinheiro do Erário para enfeitar um quartel vai contra o princípio administrativo da finalidade.

Abraço.

Anônimo disse...

Exército de festim...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics