24 de novembro de 2015

Messias Dias: IPM está com o Ministério Público Militar

O Inquérito Policial Militar aberto contra o Tenente Messias Sant'Ana Dias pelo Comandante da Escola de Formação Complementar do Exército e Colégio Militar de Salvador (EsFCEx/CMS), está nas mãos do Ministério Público Militar. 
Você lembra, o militar ganhou notoriedade por denuciar irregularidades na elaboração do Quadro de Acesso, ingressar na Justiça e ser promovido ao QAO em ressarcimento de preterição em tempo recorde pelo Exército, além de publicar as 'Cartas ao Comandante do Exército'.
Leia também
'Conjunto da obra': tenente do Exército foi indiciado em IPM sem motivo determinado, diz advogado
Mais sobre o Tenente Messias Dias
Motivo determinado
Diferentemente do que informou o advogado do militar, foi solicitado o idiciamento de Messias Dias no Artigo 166 do Código Penal Militar, que é muito claro:
"Publicar o militar ou assemelhado, sem licença, ato ou documento oficial, ou criticar públicamente ato de seu superior ou assunto atinente à disciplina militar, ou a qualquer resolução do Govêrno:
   Pena - detenção, de dois meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave."
O processo foi distribuído ao Procurador Samuel Pereira, da Procuradoria da Justiça Militar de Salvador.

54 comentários:

Anônimo disse...

O Militar pertence a turma de sargentos mais favorecida da História do Exército Brasileiro, foi beneficiado durante toda a carreira e nunca reclamou. Agora fica por ai reclamando de algo que nem aconteceu.

Cmt Vilas Boas: "Pode Prender".

Anônimo disse...

IMPORTANTE ;;

23 NOV
Câmara vota hoje nova regra do teto remuneratório do funcionalismo

http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/

PQDT disse...

Se levarmos esse artigo ao pé da letra, o Gen Mourão tb deve ser punido..não é isso ! Ou a punição dele foi ir p Brasília com PNR e estafeta. No EB o pau que bate em Chico, jamais baterá em Francisco, dois pesos nunca serão duas medidas.

Anônimo disse...

Isso é Justiça Militar?
Para que o Tenente Messias Dias seja condenado por falar a verdade, o General Mourão deve então ter uma pena triplicada por ser, a época, Cmte de tropa.
Na verdade isso é mais uma forma truculenta de tentar silenciar o Messias e usar o arbítrio perverso e uma coercitividade, que não se moldura com o Estado Democrático de Direito.
O correto Comandante do Exército era determinar e corrigir todas as irregularidades que ocorrem nas promoções e não jogar a sujeira por baixo do tapete.
O senhor não se apresentou como um homem se dizendo de caráter e de lisura? Então porque não mandou acabar com essa pouca vergonha e junto com os demais comandantes de Forças e MD, ter um plano de carreira para as praças das FFAA, chegarem a Capitão QAO? O motivo é que vocês querem a submissão e homens com medo, para não apresentar a sujeira e os escândalos existentes por traz dos muros do quartéis. Pergunto o que ocorreu com os seus oficiais superiores e general envolvido no escândalo das blindagens de carros? Nada.
Pura hipocrisia.
Messias Dias vá em frente. Lute sim. Não tenha medo. Você pagará um preço alto, porém esses que se dizem Retos saberão que entre as Praças existem pessoas de coragem.
Temos muito orgulho de você!
HOMEM DE FIBRA E CARÁTER, ALÉM DE PERSONALIDADE INQUEBRANTÁVEL!

Anônimo disse...

Tudo indica que sairá candidato nas próximas eleições. Melhor do que votar em civil ou seja nos tiriricas ai da sua cidade.

Ele deu a cara prá bater. Merece. Vamos aguardar, pois pode ser apenas uma suposição minha.

Vida que segue. Quem viver verá.

Anônimo disse...

Oficiais Temporários da Aeronáutica: Abertas as inscrições para o processo seletivo

http://www.odireitodomilitar.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

INFELIZMENTE fim de linha pro Messias.

Anônimo disse...

Como diria o Capitão nascimento, do filme Tropa de Elite>

"O SISTEMA É F...., PARCEIRO!"

Anônimo disse...

Anônimo de 24 Nov - 16:02 e do primeiro comentário.
prender porque? Fim de linha porque?
Esse Estado apesar de parecer das bananinas é Brasil. Tem uma Constituição em vigor. Temos muitos ricos e que se diziam importantes presos.
O cara tem a coragem de dar a cara a tapa. Bolsanaro já apresentou algum projeto para benefício das Praças ou até mesmo das Forças Armadas, em geral? A resposta é absolutamente não. É bom por que é oficial?
Torço para que o Tenente, velha guarda, tenha saúde para aguentar os trancos, pois caráter e personalidade tem. Não é covarde como eu e tantos outros que se escondem no anonimato.
FÉ, FORÇA e SAÚDE

Anônimo disse...

Você do primeiro comentário. Ele foi lutou pelo direito dele e agora tá lutando por nós todos praças do EB e também voadores e da Gola. Ou você vai dizer igual a Adj Cmdo do Comandante do Exército, que não queremos ser oficial? Claro que queremos pois melhora a vida e nível social de todos nós.
Agora esses podres oficiais com seus estamentos, aceitam que qualquer temporário, o pior que seja, vá a Capitão. Enquanto que para eles o nosso Estamento, se situa no Estado imutável de não termos qualquer ascensão profissional.
Se o QAO quiser ser candidato, que o seja, pois pelo menos não vai se calar ou servir churrasquinho, como um bando de serviçais.
Seja Candidato mesmo e nos represente na Camara Federal!

Anônimo disse...

Tem gente que ainda fala mal do Blog do Montedo.
Se não fosse por ele, nem saberíamos a situação do camarada que tá na Onça.
Mantenha Montedo nos mantendo informando e possibilitando nos expressarmos.
Eu desafio oficiais e praças que tenham coragem de se identificar, como fez o cara do EB.
Montedo mantenha-nos informados. O seu Blog só cresce!

Anônimo disse...

QAO já e fim de linha. Esperar o quê.

Anônimo disse...

Se está na lei e ele sabia, agora, vai assumir, arcar com as consequências. Isso não quer dizer que não tenha razão para o que denunciou.

Anônimo disse...

O cara foi promovido, não foi ? Poderia ter ficado feliz, contente e quieto, mas resolveu fazer o que deu na cabeça dele esquecendo que somos militares e estamos sujeitos a um rígido regulamento que aceitamos nos submeter quando decidimos sermos militares.

Quanto a analogia que alguns estão fazendo com General Mourão é totalmente incompatível, pois o General reclamou de um Governo que tem nos afligido a todos.

Eu acho sinceramente que tem muita gente fazendo barulho por nada e contribuindo para uma rápida mudança nas estruturas de promoção do Exército, onde praças que em sua maioria atingem o oficialato num futuro próximo não poderão mais concorrer a tão sonhada promoção, não tem o ditado que diz: Quem ferra o praça é o praça, então...Quem viver verá o resultado disso.

Sergio Luiz Gonzaga disse...

Não vai dá em nada esse IPM, afinal o Messias agora é Oficial e Oficial pode tudo. Quem viver verá. Não se preocupe Messias, Pode falar o que quiser pois como subão você se daria mal, já como tenente do Exército brasileiro são apenas palavras de um Oficial estressado. Parabéns!!!!

Anônimo disse...

Só abriu a boca depois de ser promovido. Com certeza vai se candidatar a algum cargo eletivo. Santa ingenuidade

Anônimo disse...

Que seja candidato.
Abriu a boca na ativa e para defender os praças. É bom por natureza seu invejoso.
Agora imagine o medo dos nossos sociopatas oficiais!

Anônimo disse...

Não sei se é correto criticá-lo. ALguém tinha que pagar o preço e falar alguma coisa, pq essa comissão lixo, do jeito que estava não podia ficar. Todas as mudanças que ocorreram na história da humanidade, teve um mártir, alguém que foi lá e levantou uma bandeira e , é lógico, foi trucidado pelo sistema. Ou foi assassinado, julgado a revelia, preso, açoitado ou torturado... Senhores, com certeza alguma coisa vai mudar, só não sei se pra melhor ou pra pior, mas certamente balançaram a roseira lá DGP.

Anônimo disse...

Sou OFICIAL, mas você do último comentário e o da 22:08,com certeza, são bons fazedores de churrasquinho para oficiais. Meu amigo, promoção não é esmola ou moeda de troca. Gente como você não ajuda em nada e corrobora com o pensamento de que tudo se pode fazer com as praças, porque são submissos. Acorda. Passamos em concurso público e somos ao menos nível técnico.
Prefiro esse Tenente como candidato pois teve a coragem de dar a cara a tapa, ou você, tinha coragem de o fazer. Eu pelo menos confesso que não o tenho.
Como já disse um colega em comentários anteriores, só melhoraremos quando tivermos representantes.
Que seja iniciado por esse Tenente Messias, pois se não se calou na ativa, imagino como vai brigar no congresso pelos MILITARES!
AVANTE MESSIAS! FIBRA DE HERÓI

Anônimo disse...

Totalmente desnecessário esse alvoroço todo do Messias, fez parte da turma que mais se deu bem em toda a historia da EsSA, imagina se fosse da turma da morte, iria ter colocado fogo no próprio corpo, é muita balburdia à toa...

Anônimo disse...

É revoltante alguns comentários. O Ten Messias, defendeu as praças teve coragem, foi audaz. É um absurdo o que certas pessoas fazem ou sejam criticam o companheiro. Eu já presenciei um subtenente utilizando seu veículo particular para fazer favor para seu Comandante de Companhia e com a maior cara de Pau toda semana trazia um bolo ou doce para o Comandante da Cia, visto que a sua esposa era doceira. Chegava com o pratinho de doce, todo bobão, só sorriso e falava bem alto para os colegas no alojamento: "velinho tenho que fazer uma média com o chefe, quero ser QAO". Será que um subordinado iria para o combate com um militar destes? No final do dia depois da leitura do boletim perguntava: Chefe gostou do bolinho...... Vá a luta Guerra Messias. Que vergonha! Estamos contigo. Selva!

Anônimo disse...

Isto é falha do sistema de promoção do exército.
Promete a promoção para os militares mais pontuados. Todos acreditam piamente neste modelo e passam a vida inteira correndo atrás de pontuação, sacrificam a família, não medem esforços para conseguir a tão sonhada promoção, entram em contato com amigos de brasília, conseguem transferências a tordo e a direito, fazem cursos e mais cursos. Enquanto outros não conseguem fazer cursos, não conseguem transferências, ficam prejudicados na carreira e são constantemente mal avaliados, se decepcionam com a carreira, onde alguns conseguem muitos e outros não conseguem nada.
O CHQAO seria uma saída para esta distorção na carreira, por concurso interno, a ascenção da carreira ficaria a cargo da capacidade de cada militar, independente de favorecimento de comissão e tratamento diferenciado na força. Mas, infelizmente, até isso foi "manipulado", sendo promovidos miitares que não possuem o CHQAO, ficando os Subtenentes com o CHQAO subordinados aos militares promovidos que possuem somente o CAS, invertentdo completamente os valores da instituição e do funcionalismo público.
O Ten MESSIAS DIAS é um favorecido, não fez o CHQAO e foi promovido a QAO, enquanto muitos militares mais antigos que possuem o CHQAO não foram promovidos a QAO.
Em suma, ele não é representante dos praças.
A instituição quer o controle total dos militares, principalmente os praças, não existe a possibilidade de seguir na carreira sem a intervenção da comissão, que ditas as regras, e promovem quem ela deseja.
Não importa o que você fale, diga ou faça, basta conseguir a simpatia da comissão.
E a vida segue em frente.
Boa sorte Ten MESSIAS DIAS, você foi manipulado independente de sua vontade, mesmo assim eu o considero um vencedor. Lute pelo aquilo que considere certo. Somente no futuro sabereremos o resultado de suas ações e dos demais companheiros que entraram no judiciário solicitando mudanças, você não está só.






Anônimo disse...

Teve um General que também andou falando do Governo que se enquadra na Art 166 do CPM, este foi premiado com uma transferência com todos os direitos, então porquê não foi instaurado IPM contra esse Militar?

O Ten Messias somente falou a verdade do que esta acontecendo com as promoções, então esse por ser oriundo de Sargento irá responder IPM.

Vejam então que os nossos Generais usam os regulamentos somente contra os praças e os oficiais do QAO, pois acredito se fosse um oficial da AMAN iriam fazer o mesmo que fizeram com esse General, ele seria transferido com todos os direitos e não iriam instaurar IPM.

Ten Messias Deus está com você e tenha fé, que essa Guerra você ganhará e com certeza irá haver mudanças nessa sistemática de promoções.

Anônimo disse...

Todos os militares sabem a farsa que é essa tal de comissão de promoção, independente de ser oficial ou praça.
Não existem critérios tecnicos, objetivos e claros de obtenção de pontos, ficando a mercê do avaliador o número de pontos a ser atribuído.
Certamente, o que vemos com frequência, são alguns exemplos de claro apadrinhamento.

Não é dado o direito ao contraditório e a ampla defesa para contestação ou mesmo mero conhecimento dos fatos inscritos na ficha pessoal do militar, seja oficial ou praça, caracterizando uma deslealdade e ilegalidade tal ato.

A comissão que o Ten Messias ora denuncia apenas serve para homologar e satisfazer os desejos dos apadrinhados.

Logo as FFAA que pregam inúmeros atributos e valores a que os seus militares devem perseguir, deveria diante deste fato e de sua repercussão, procurar corrigir as distorções, porventura existentes, tornando os critérios de promoção mais claros e transparentes, evitando as especulações e dúvidas que pairam sobre a maioria dos seus integrantes, deixando de ter a credibilidade tão esperada.

Não aceitar as críticas e as verdades expostas pelo Ten Messias, procurando intimidar e agindo como "rolo compressor" em nada contribuirá para engrandecer a imagem da Instituição.

No processo judicial em que o Ten Messias questionou, clara e legalmente, as diversas distorções da comissão de promoção, a Força não se manifestou contrária ao que foi ali exposto, onde teve a oportunidade de esclarecer que o Ten Messias estava equivocado em suas assertivas.

Simplesmente, como não tinha argumentos contundentes para contestar as evidências, de maneira ridícula e covarde, pois alternativas não restaram, resolveu promover na calada da noite e tempestivamente o militar, sem sequer apontar onde poderiam estar as discrepâncias e equívocos para não ser promovido anteriormente, sem que o militar tivesse que recorrer ao judiciário para ter o seu DIREITO reconhecido.

Vivemos numa democracia e a todos os cidadãos é concedido o direito constitucional de se manifestarem. Assim, o CPM está obsoleto e não acompanhou os direitos individuais concedidos pela Carta Magna.

Certamente, o Exército Brasileiro perde mais uma oportunidade de mostrar à sociedade que é uma instituição democrática e não ditatorial como apregoam alguns segmentos.

A justiça não é cega, saberá dar o melhor destino para essa lide.

Continuamos na expectativa de profundas mudanças na caserna que amenizem e reduzam as distorções existentes, em especial para os praças.

Viva a democracia!

Anônimo disse...

Esse Messias é outro "Zé", igual ao SGT "Homem-Aranha", que adorava se pendurar em pontes, se crucificar de cabeça para baixo e subir em estátuas. No começo todo mundo aplaude, elogia, diz que deve se candidatar, etc e tal, mas daí algum tempo... Cadê? Vai Messias, seja candidato pra alguma coisa. Pode ser até pra síndico de prédio. Eu DUVIDO que você ganhe. Então para com essa lenga-lenga de que está representando os Praças, pois ninguém acredita nisso. Se queria representar alguém porque não começou a gritaria antes da promoção? Porque será, né? Aproveita que foi promovido, põe a violinha no saco e vai embora, enquanto é tempo... Depois que for mandado embora vai ser tarde... E se acha que os leõs de alojamento vão sair em teu auxílio... KKKKKKKKKK. Só rindo mesmo!

MESSIAS DIAS disse...

Prezado Montedo, gostaria inicialmente de lhe agradecer, por sua demonstração de liberdade de imprensa, que se coaduna com o Estado Democrático de Direito. O mesmo, não posso dizer quanto ao descumprimento de um dos direitos individuais ou fundamentais, no caso em comento o de LIBERDADE DE EXPRESSÃO, ainda mais quando essa é verdade.
Tenho sim que agradecer a todos os comentários, em especial, é claro, os de apreço e apoio, como venho dizendo nesse momento emblemático, não só profissional, como também familiar.
Volto a repetir a respeito de alguns comentários distorcidos, que me parecem do tipo: "pau mandado". Quando entramos na escola de Sargentos, nos foi apresentado um plano de carreira até Cap QAO, sendo necessário o CAS, assim sugiro ao colega observar a Carta Maior, a respeito do direito adquirido e regras de transição. De fato não realizei o CH QAO, mas como o anônimo investiga a minha vida, solicito que verifique as legislações e as respostas de autoridades, no sentido de no período que estivesse envolvido, na missão no Exterior em Angola, não poderia realizar o curso, ou o poderia no ano subsequente ao meu retorno do exterior, assim só o poderia em 2015.
Um outro colega, anônimo, que busca, a mando, passar uma imagem de favorecimento e que não tinha coragem de me posicionar como praça, sugiro, o que não será difícil, conversar com quem já servi e verá que meus posicionamentos, apresentei em diversas oportunidades de forma educada e polida e até mesmo a peticao judicial, o fiz como Subtenente, assim essa ligação se mostra desprovida de verdade. Agora me permita: "quem roubou nossa coragem. Toda dor vem do desejo de não sentirmos dor". Amigo se a Força desviar a correção dos seus erros, que duvido, com a extinção do QAO, não designação dos praças a missão no exterior e reduzir transferências, dentre outros pontos, só mostrará: "que nesses dias tão estranho fica poeira se escondendo pelos cantos". Então assimile em ter coragem rapaz! Não é feliz alguém que não é respeitado como profissional e sim por bajular o chefe, como disse um companheiro, mandando a esposa fazer doces e bolos, salgados e churrascos para o superior, no intuito de ser promovido. Pergunto, sei que você é pai de família, como olhar para os filhos e se achar digno? Agora seria perdoável sua atitude por ignorância ou realmente o seu fórum íntimo ser dessa estirpe. Porém sugiro orgulhasse de si mesmo e de ser da carreira de sargentos, provavelmente agindo como tal, você é competente e tem os méritos para ser QAO, que a propósito não é medido para o temporário chegar a capitão e os demais oficiais chegarem a coronel, por opção. Sei e não posso negar que os oficiais QCO também sofrem nesse aspecto em detrimento de outras formações.
Mas é claro que somos sargentos, amamos nossa profissão e de fato queremos ver o nosso Comandante maior, dar um basta nessa situação e tratar com o respeito, que merecemos, ou seja, fazer valer a nossa carreira até capitão QAO, até por não estarmos ou vivermos em ESTAMENTOS.

Meus amigos continuo buscando minha recuperação e torcendo para que dias melhores alcance o nosso tão representativo seguimento.

A todos, sem qualquer distinção de comentário, muita sorte, saúde e felicidade, nesse termino de ano e nós que virão, com muitas realizações!

Forte abraço!

Anônimo disse...

Como argumentei antes e esse blog não está querendo colocar na net.

É o seguinte (RESUMO): O velho EB já tem uma Ação Civil Pública (ACP) em curso e está preste a ter em seu desfavor uma Ação de Improbidade Administrativa, art 4º e 11º da LIA 8429/92); pois bem, atos que atentam contra a Administração Pública, entre eles: legalidade; impessoalidade, moralidade e motivação etc...
A pergunta é que futuramente quem segurará este pepino, Cmt EB, Chefe do DGP etc...
Senhores que administram a coisa pública abram o olho.

Anônimo disse...

Em qualquer empresa, em qualquer repartição pública ou privada existe conceito e promoções para as pessoas que merecem, imagine você se não tivéssemos essa sistemática de promoção à QAO ??? Como seria ??? Com a promoção já tem gente que não quer nada...

Esse Tenente conseguiu o que queria, a DAPROM reconheceu seu erro e o promoveu sem recorrer. Tá querendo mais o quê ??? Acabar com a promoção de quem vem lá embaixo ???

MESSIAS DIAS disse...

Prezado Senhor Montedo boa noite. Como não sei se meu comentário realizado na parte da manhã será postado, me dirijo novamente.
Inicialmente para lhe agradecer por abrir esse canal de comunicação de forma correta, sem preconceito ou discriminação, com o intuito impar, de nos dar conhecimento sobre os assuntos da caserna e outros temas relevantes do cenário nacional. Assim sua liberdade de expressão bem se coaduna com o Estado Democrático de Direito.
Infelizmente não posso afirmar o mesmo quando buscam nos intimidar e silenciar, sem qualquer respeito a nossa Democracia e aos direitos individuais e fundamentais, capitulados na nossa Magna Carta de 88, em especial no seu artigo quinto.
Queira levar entaão contigo o meu apreço e admiração!

MESSIAS DIAS disse...

Me comunico agora aos colegas que me parecem estar confuso, entre o se mostrar por sua vontade e consciência ou por cumprimento de determinação de outrem e, assim, se apresentar um tanto quanto desprovido de atitude de fórum íntimo.
Colega, queira entender que quando fiz a petição judicial era sim subtenente, ou seja, praça, que de fato serei e assim me considero e tenho muito orgulho. Então não existia qualquer arbítrio ou certeza de promoção; o fiz por desprendimento próprio e mantenho-me firme no objetivo de que se pare essas injustiças com as Praças e possamos ser respeitado como profissionais técnicos e com toda a competência para chegar até Capitão QAO. Sabemos que de nós tudo é cobrado enquanto os temporários poderão chegar a Capitão e os demais oficiais até coronel, por sua livre vontade. Camarada é triste alguém necessitar mandar a esposa fazer bolo ou então servir churrasco ao chefe para angariar promoção. Sugiro que reaja e evoque o seu caráter e personalidade, para que seus dessedentes lhe tenha orgulho.
Um companheiro em uma bela exposição mostrou que a DAProm e Comissão, caso o pudessem, poderia expor a justiça os motivos de minha baixa pontuação e se manter sem recuar, porém não o fizera.O motivo é simples, a improbidade não se sustentava. Recebi uma vergonhosa certidão, explicando nada com nada sobre como configurei no QA e, aliás, continua sem apresentar os meus componentes como determinou a AGU e em conformidade com a LAI. Se o senhor Montedo Desejar, apresento-a sem qualquer constrangimento.
Prefiro ser idealista e lutar por esses invictos ideias, pois sei que pelo menos, se Deus me der muitos anos de vida, lá na velhice, quando meu netinho perguntar se fui um homem de honra e caráter, poder responder com retidão. Melhor será quando os seus colegas pergunta a respeito de seu avô, ele falar que foi um grande homem, que não deixava nos dias estranhos poeira se escondendo pelo cantos e tinha consigo que a só a verdade liberta.

Obrigado e queiram entender que as minhas tratativas no tocante a melhoria das questões dos praça,s por meio de meus processos, não recuarei menhum momento e nem nenhuma vírgula.

Forte abraço!

MESSIAS DIAS disse...

Senhor Montedo,
Me permita ainda me reportar a todos os amigos que mesmo no anonimato necessário, se apresentam com elogios e críticas quanto a minha postura, porém deixam claro a satisfação no tocante, a entender que o que ora se passa, tinha mais cedo ou mais tarde de acontecer.
Pessoal,
Gostaria sim de externar meu agradecimento ao mesmo tempo que agradeço a solidariedade e preocupação com a minha saúde e família. Também fico muito feliz em saber que vocês de alguma forma estão torcendo para que o nosso Comandante maior, junto com os demais comandantes de Forças e MD, revejam a política de promoções de praças das Forças Armadas, possibilitando, acabar definitivamente com esse ESTAMENTO. Assim permitindo a todos alcançar o oficialato que se torna importante no campo financeiro e por que não dizer de respeito e valorização!

Quero me despedir desejando a todos, indiferente dos comentários, pois críticas e elogios nos ajuda a crescer, um término de anos feliz e um próximo sem igual, no tocante a saúde, felicidade e realizações!

Forte abraço!

Como alguém postou: FÉ, FORÇA e FOCO!

Anônimo disse...

É, seu Messias... Seu discurso, cheio de palavreado forense, típico dos bacharéis da vida é até bonitinho. Mas quer saber o que minha esposa esposa, formada em direito e advogada profissional, disse quando eu cheguei em casa e lhe contei que talvez fosse despromovido por sua causa? Ela disse: "Nossa, que cara egoísta!!" Ela não usou nenhuma palavra bacana, escolhida no vernáculo jurídico. mas ela expressou exatamente o que todos nós pensamos de sua atitude...

91

Anônimo disse...

Tchê, te candidatas a vereador pelo PT e para de encher o saco!

Anônimo disse...

Senhores, querem ver um depoimento de um outro Messias? 1º Sgt Eng José Messias, Instrutor TG 02-036 São João da Boa Vista. Isso sim, vale a pena ser visto!!!


https://www.youtube.com/watch?v=7-x-CiPEJMc

Anônimo disse...

Só uma sugestão: parem de escrever praça com inicial minúscula ou a praça. Não gosto dessa denominação, mas se temos de usá-la então que seja O Praça. Mais uma coisa, sempre lembrem de fazer distinção, escrevendo "o Praça graduado".

Anônimo disse...

Guerreiro de 91, você é do sistema é claro, pois é plantonista.
A decisão de suspender foi do Magistrado ou do Tenente Messias? As improbidades eram e são tantas que eles recuaram por medo. Agora o que poderia ocorrer se o glorioso Exército não recuasse, seria justamente e provavelmente todos serem promovidos. Sua esposa não deve ser advogada, acho que deve ser CUSTUREIRA. Eu sou desprovido jurídico e sei disso.

Agora como tem babão com medo hein. Se tirarem o saco do chefe fica rapidinho preocupado.

Aí meu DEUS, o Comandante vai acabar o QAO!

Vai nada, não se sustenta. Aliás que o faça e sabemos o respeito e eles verão a quantidade de denúncias e escândalos que surgirão. Serão tantas que o da Blindagem será cafezinho.

Mentiroso de 91, casado com costureira advogada e machão gaúcho, não vejo acusação suas contra essas falcatruas.

Vá plantar retalhos de pano para costurar!

Anônimo disse...

Camarada Anônimo 27 de novembro de 2015 01:23,

Desculpe-me a sinceridade, mas seu comentário é deprimente!

Avante!

Anônimo disse...

Interessante observar que o Messias não achou nada ruim quando deu carona na turma de 90.

Anônimo disse...

Ao companheiro que não entende de legislação e do vernáculo: 27 de novembro de 2015 03:04 - o correto é "a praça" - a lei 6880/80 - estatuto do militar ao tempo todo fala " a praça". portanto sugestão não acatada e passe a gostar dessa denominação.

Anônimo disse...

O Ten Messias poderia ter reclamado quando foi três vezes para missão no exterior. Alegar que outros sargentos e subtenentes também deveriam ter a oportunidade, mas ficou quieto pois estava sendo beneficiado, mas quando foi preterido reclamou.E agora está deprimido porque não havia sido promovido, Acho isso hipocrisia. E quantos companheiros na tropa, ralando nos campos de instrução e sendo mau conceituados, mofando como Subtenente sem esperança de promoção, missão ou qualquer outra oportunidade ?. Por favor, já temos que aguentar um monte de bobagens na tropa.

Anônimo disse...

Oxe!!!! Mas praça como substantivo de denominação ao ciclo militar é substantivo feminino!!!!!
Ex: Seu filho vai asentar praça no EB ano que vem.
Ciclo das Praças e dos Oficiais....

Assim diz o Aurélio, o pai dos burros....

Anônimo disse...

Realmente esses agentes de plantão só apresentam mentiras.
Sou o Feliciano Borges. O Ten Messias foi em uma missão no Exterior em Angola.
Se você colocasse o seu nome, iriam todos rir de sua cara, hoje no ROCHA. Tenha vergonha na cara e para de mentiras cabra.

O Messias é um líder nato. Servi com ele em SGC-AM e o cara luta mesmo em defesa dos Sargentos, Cabos e Soldados. O cara serviu quase 6 anos no 5 BIS e como Adj Pelopes. Então para de mentira nojenta. Vá amar sua família e sua classe. Ou você acha que quem lhe manda gosta de praça?

Messias muita calma nessa hora.

Estão tentando passar o rolo compressor em você. Mas o resultado final disso tudo será boas novas aos Subtenentes e sargentos.

Não vai acabar QAO nada. Vai é ter Isonomia e o fim dessa pouca vergonha e moeda de troca e intimidação. Não acredito em Academinos que ficam impondo a indústria do medo e dizendo que vai acabar o QAO. Mentira!

Forte abraço amigo Messias. Homem de luta, caráter e personalidade.

Cuide-se pois precisamos muito de você!

Anônimo disse...

Infiltrado.

Mentira tem perna curta.

Kkkkkkk

O cara foi apenas em Angola. Não desmerecendo quem foi a mais por competência.

X-9 realmente não vale nada.

Imagino se dependermos dessa inteligência nas Olimpíadas e na Guerra. Os terroristas tomam o país!

Vá honrar sua cueca homem!

MESSIAS DIAS disse...

Prezado senhor Montedo bom dia.
Gostaria de responder das 19:39 do dia 27 de novembro.
MENTIRA. Fui designado uma única vez ao Exterior, como sendo Auxiliar do Adido Da Defesa, Naval, do Exército e Aeronáutica, do Brasil em Angola e São Tomé e Príncipe. Se quer participei de missão de paz. Se o Araponga quisesse falar a verdade o faria, pois tem livre passe as minhas fichas individuais, que afirma a situação.

Que papelão para um Pai de Família. Mentir descaradamente.

Mas entendo que o desespero é tanto que se inventa qualquer coisa. Procure ser digno de si próprio, de sua família e da classe que pertence.

Quanto aos amigos que estão lhe amedrontado de que vai acabar o QAO, fiquem tranquilo que isso faz parte da indústria do medo. A mesma que difama, calúnia, intimida, ameaça e assedia. Mas na verdade são eles que estão com medo, pois no final o bem prevalece.

Estejamos atentos e felizes!

Anônimo disse...

No gênero feminino, praça se refere a lugar público: A Praça dos Três Poderes. Na acepção de soldado, cabo,sargento e subtenente, o vocábulo deve ser usado no gênero masculino. Como nesse exemplo de de Paschoal Cegalla: "Vi um praça entrando no quartel"[Dicionário de Dificuldades da Língua Portuguesa, RJ, Nova Fronteira, 1999]

Os bons escritores também usam o gênero masculino para se referir a esses militares. Vejamos:"Onde estão os praças de cavalaria,que já não tilintam esporas na calçada?" (Dalton Trevisan, O Vampiro de Curitiba,p.138). Podem dizer: "Está na Lei". Não importa. Erro oficial não deixa de ser erro. Ademais, quem legisla e interpreta a norma culta da língua são outras autoridades: Suas Exas - Evanildo Bechara,Domingos Paschoal Cegalla, Saconni, Eduardo Martins,etc.

Anônimo disse...

Deprimente é ver um cara velho choramingando e pensando que os outros são otários... Tá com pena? Cria teu próprio exercito e promove ele a general

Anônimo disse...

Em dicionários mais recentes, como sejam o Dicionário Aurélio Século XXI ou a edição portuguesa do Dicionário Houaiss, esta palavra surge também como substantivo de dois gêneros nessa acepção, indiciando que pode haver uma distinção consoante o sexo do militar (ex.: o praça foi graduado; o uniforme das praças é idêntico ao dos praças). Com esta classificação, como é usual, o masculino plural pode ser usado para designar o conjunto dos indivíduos, independentemente do sexo dos elementos que o compõem (ex.: todos os praças foram nomeados para a cerimônia).

Anônimo disse...

Calma Companheiro com esse exagero - o Aurélio é pai dos burros e amigos dos que leem.

O dicionário Aurélio ainda registra o gênero feminino quando se trata de "indivíduo que, na hierarquia militar, se situa abaixo de segundo-tenente, e apresenta um exemplo literário do séc. 19: 'Uns fugiam à prisão; outros cuidavam em defender a casa. Mas as praças, loucas de cólera, ... iam invadindo e quebrando tudo' (Aluísio Azevedo, O Cortiço, p. 185)".

No entanto, o dicionário Aulete ensina que nesse caso (posto imediatamente abaixo de segundo-tenente) e no de “militar que não tem graduação ou posto” deve-se dizer "o praça", o que é bem melhor para não criar confusão com "a praça" em seus vários sentidos. Já o Houaiss - lembrando-se agora das mulheres militares - indica “praça” como substantivo de dois gêneros: o praça [homem] e a praça [mulher].

Anônimo disse...

MESSIAS DIAS, você está correto.

EsseS que têm inveja e medo da instituição ficam pisando em ovos, sendo cachorros de madames e pesam que a instituição fazem um grande favor ao promover um S Ten a QAO; pois que não promovam, e se querem copiar o Exército dos EUA que copiem por inteiro.

Quando vejo um sargento dos EUA abrindo e fechando a porta de um helicóptero para o seu Presidente, pendo na diferença entre aquela mentalidade e esta que escondem os praças quando chega alguma autoridade tupiniquim.

Tem muito o que mudar no Exército Brasileiro que chamo de República dos Generais e Afilhados. Não é tanto pelo dinheiro; mas, pela forma de tratamento, P Ex.: - hierárquica de barriga; tem lugares em que o HT é só pra Oficiais(recusam os praças e isto é crime); promoção a 2º Ten QAO só por merecimento, etc...

O EB não que se atualizar, nossos chefes ficam falando que é a instituição mais bem conceituada. Mas, do portão para fora, gostaria de ver eles fazerem uma pesquisa de opinião (séria) do portão para dentro.

Anônimo disse...

Duas observações:

1. Hipoteticamente, caso o tenente Messias fosse eleito, num futuro próximo, ao cargo de Deputado Federal e começasse a nos defender, seria justo ele lutar e conseguir algum benefício para todos os militares, incluindo o atual comandante dele que abriu o IPM? Ou seria justo esse benefício ser recebido pelos militares que o criticam aqui no blog?

2. Eu nunca tinha percebido a "importância" de saber o gênero do termo "praça", se é feminino ou masculino.

"É o fim da picada, mesmo!"

Anônimo disse...

É deprimente ver um Exército tão dividido e de Homens covardes. É deprimente ler certos comentários. Alias acredito que por isso que o país está do jeito que está por causa de compatriotas como vocês que ao invés de apoiarem um colega de farda o apunhalam pensando na sua auto defesa. É como o FUSEx que TODOS sem excessão sabem que existe a maior falcatrua e corrupção, que os nossos descontos obrigatórios são empregados em grande parte nos bolsos de corruptos verde olivas, mas, NINGUÉM tem coragem de denunciar e prefere se contentar com um atendimento lixo, feito muitas vezes por médicos despreparados nas diversas emergências de hospitais militares do país. NINGUÉM nunca teve CORAGEM de criticar que esses atendimentos feitos por médicos recém formados e em serviço militar obrigatório, pode colocar em risco a vida de uma pessoa. NINGUÉM nunca reclamou que esses doutores recém formados que atendem na ala de emergencia precisam serem capacitados com cursos de especialização e primeiros socorros para atuarem em emergencia médica. NINGUEM nunca reclamou que acaba a verba nos dez primeiros dias do mês e mal as pessoas conseguem um encaminhamento médico. dentre outras, ninguém reclama, mas quando alguém estafado aparece e coloca a boca no mundo ao inves de receber apoio recebe apunhaladas. Vocês puxa-sacos, desonestos, merecem mesmo a vida que têm o Exército que têm e a Nação que nasceram.

Alexandre Rohlf de Morais disse...

Admiro a coragem do Dias! Sempre foi assim. Um cara corajoso. Fomos militares juntos quano ele saiu da Escola. Esses artigos de Lei não foram recepcionados pela CF/88 e esses sim são entulhos da história. Não se copatibilizam com os tempos Modernos e nem com a noção mínima de cidadania que deve atingir a todos, ainda mais numa tropa que pretende ser altamente profissional. Meus cumprimentos ao Ten Dias! Dr. Alexandre Rohlf de Morais. OAB/SP 184.574 - ex 3°SGT Infante.

Anônimo disse...

Excelente comparação, contra fatos nã hhá argumentos.

MESSIAS DIAS disse...

Moraes.

Obrigado mesmo irmão

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics