6 de dezembro de 2015

Desleixo contra terrorismo preocupa na Rio 2016

Autoridades ligadas à organização dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, continuam apavoradas com o pouco caso do governo federal em relação a um trabalho de inteligência coordenado e principalmente com comando, para adotar as providências que afastem o risco de ataques terroristas, por exemplo. O Exército Brasileiro avalia os apelos para ocupar o comando vago desse trabalho de inteligência.

NEGLIGÊNCIA
Após o recente ataque terrorista em San Bernardino, o governo americano voltou a lembrar precauções ainda negligenciadas no Brasil.

SEM COMANDO
Órgãos de inteligência do governo não admitem subordinação, um ao outro, por orgulho ou vaidade, e o comando permanece acéfalo.

TÁ FEIA A COISA
Profissionais da Polícia Federal e Abin estão muito preocupados com a segurança dos Jogos: sem informações precisas, nada se pode fazer.

DESERTO BRASILEIRO
Além de Israel, a União Europeia também prega no deserto, apelando à segurança dos Jogos Olímpicos, após os ataques terroristas em Paris.
DIÁRIO do PODER/montedo.com

2 comentários:

Anônimo disse...

Dizem que as coordenações estão ocorrendo...Nessa atividade de contraterrorismo muita coisa acontece de forma muito discreta e compartimentada.Quando aparece algo na mídia é porque vazou ou não saiu como o planejado(deu errado).
Esperamos que essa aparente falta de visibilidade e propaganda não sirva de atrativo para algum aventureiro tentar a sorte por aqui.
De terroristas já basta esse governo e o nosso congresso lixo.

Anônimo disse...

Creio que aquela msg do zap zap que rolou dias atrás seja a mais perto da realidade. Começá com extravio de bagagem e por ai vai.
aqui as fronteiras seca e a falta de efetivo para fiscalizar, e o tal suborno de alguns, e a facilidade de ir de Foz ao Rio?
E os caixa eletrônico que são inutilizados?
e as obras que agora estão meio sem , ou melhor contigenciadas.
Muita sorte , e sucesso a todos. Aço!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics